quarta-feira, 27 de junho de 2012

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio - Lição 1 - Revista Betel



AULA EM 1º DE JULHO DE 2012 – LIÇÃO 1
(Revista: EDITORA BETEL)

Tema: “A Divindade de Jesus”
  
Texto Áureo: Jo  1.1
   
INTRODUÇÃO
            - Professor, cumprimente a turma por iniciar este trimestre,
procure apresentar as lições desse trimestre.
- Acrescente que dizendo que João não escreveu somente para
os judeus, ele teve como objetivo alcançar todos os crentes com
um relato minucioso e belo, de alguém que foi testemunha ocular
dos acontecimentos.
- Ensine também, que cada evangelho teve um destino específico
como uma carta, por isso eles tiveram narrativas distintas, veja:
- Mateus – para os Judeus e apresenta Jesus como o Filho de Deus
mostrando o cumprimento das profecias;
- Marcos – escrito para os romanos, apresenta Jesus como vencedor
devido a isso é o evangelho que mais apresenta milagres de Cristo.
- Lucas – escrito para os gregos, apresenta Cristo como o homem
perfeito, fazendo oposição aos deuses da mitologia grega. Devido
ao aspecto investigativo das narrativas gregas, houve também a
preocupação por parte de Lucas em levantar testemunhos reais
para escrever seu evangelho.
- João – escreve para os crentes de todas as partes.
- Três evangelhos são sinóticos: Mateus, Marcos e Lucas, pois
são semelhantes, escritos a partir de um único documento, provavelmente
já existisse uma relação de milagres que Jesus operou quando andou
com os discípulos.

1. QUEM É JESUS SEGUNDO JOÃO

1.1. Ele é eterno
- De início já é apresentado Jesus como Deus, isso á ousadia de
João, mostrando que Jesus estava presente na criação fazendo
parte da própria natureza divina.
- “já existia na eternidade”, O evangelho de João dá a ideia de eternidade
retrógrada, que é infinita tanto para a frente com pra traz, ou seja, a Trindade
Santíssima não tem início nem fim.
- “primeira criação”, se refere a criação expressa em Gn 1.1 e a
segunda criação começa em Gn 1.3, é uma teoria muito coerente que
afirma que houve uma primeira criação que teria sido destruída por
algum evento (talvez a queda de Satanás), e teria deixado a Terra
sem forma e vazia. Por isso o Senhor teria começado a segunda criação.

1.2. Ele é divino
- A pior ofensa para os judeus era alguém se dizer igual a Deus, essa
foi a acusação contra ele no Sinédrio, por se dizer filho de Deus ele se
declara igual a Deus.
- O Evangelho de João declara isso o tempo inteiro, comente que há um
esforço satânico e mundano para que se prove que Jesus não
morreu na cruz, que ele se casou com Maria Madalena e teria
tido filhos. Alguns chegaram a afirmar terem encontrado a tumba
com os restos mortais de Jesus. Todas as suposições caíram por
terra.

1.3. Ele é criador       
- Passe a orientação da revista do professor, em que cada um se defina
quanto a identidade de Jesus, porque não ter certeza acerca da divindade
Dele, é servi-lo pela metade. É extremamente ruim a indecisão, é um
ser um crente morno.
 ________________________________________
2. A ENCARNAÇÃO DE JESUS
            - “reencarnação”, é a conhecida doutrina espírita que afirma que o
            ser humano ao morrer torna à Terra, reencarnando pelo nascimento.
            - “gnóstico”, eram os que praticavam o gnosticismo, movimento religioso/filosófico,
do séculos I e II, multifacetado e difuso misturando muitas religiões e filosofias.
 Os gnósticos caracterizavam-se por todos basicamente clamarem possuir ou procurarem
supremamente algum tipo de conhecimento secreto (Gnose) sobre as naturezas do universo
e da existência humana.
       
           2.1. O testemunho de João Batista
            - Comente que a vida de João Batista era para anunciar a chegada do
Rei e do estabelecimento de seu reino espiritual.
- Foi conhecido por sua humildade e denúncia do pecado.
- Arrastou uma multidão para o deserto sem ter feito nenhum milagre.
- Foi classificado por Jesus como o maior profeta que já existiu.
- Nós somos pregadores como João Batista, pois assim como ele
anunciou a chegada iminente de Cristo (1ª vinda), nós hoje anunciamos a
sua chegada iminente (arrebatamento - segunda vinda).

2.2. A rejeição dos homens
- Comente que desde o princípio a humanidade tem rejeitado a Deus
e a Jesus.
- É preciso aceitá-lo pela fé, o mundo todo já o tem rejeitado.
- “povo predileto”, sabemos que o Senhor não faz acepção de pessoas,
mas isso é para o receber hoje, pois o Reino de Deus está aberto a
todos independente da classe social, idade ou cor de pele, desde que
aceite a Cristo como Salvador e siga-o. Deve-se alertar, que por 
enquanto não se faz acepção de pessoas, mas no dia
do arrebatamento só os lavados e remidos estarão com o Senhor.

2.3. A manifestação do verbo
- “pré-existente”, está afirmando que o “verbo”, já existia na eternidade
com Deus, pela afirmação do texto de Jo 1.1, “No princípio era o verbo...”
- No comentário diz que enquanto o Verbo está na eternidade não altera
o destino humano, porém quando esse Verbo se fez carne tudo muda para
para a humanidade. O Verbo trouxe a revelação de Deus ao homem,
aproximando o homem de seu Criador.
_______________________________________
3. AS BENÇÃOS DA ENCARNAÇÃO
- Jesus trouxe uma nova interpretação da Lei de Moisés, segundo os
propósitos de Deus, revelando todo o amor de Deus.

3.1. A Graça de Jesus
- “virtude pessoal”  no português a palavra graça indica algo próprio de
alguém, como é usado normalmente na pergunta: “Qual a sua graça?”
perguntando o nome. No hebraico indica um favor de alguém para com
outro, observa-se esse significado  na expressão muito usada na Bíblia.
 “se achei graça aos teus olhos...”.
- “favor imerecido”, esse é o grande significado para a Graça de Jesus.
Assim quando dizemos que estamos no tempo da Graça, afirmamos que
é o tempo do grande favor imerecido de Deus para com o homem.
- Esse favor imerecido é a entrega de Jesus na cruz por nós.

3.2. Jesus é a verdade
- O mundo tem banalizado a mentira tornando-a uma coisa comum
como fosse normal todos falarem uma mentirinha de vez em quando.
- Quando o ímpio lê sobre Jesus, ele vê um homem bom e admirável,
porém quando aqueles que o amam, observam sua vida, são constrangidos
a viverem na verdade e serem verdadeiros como Ele é a verdade,
no texto de Jo 18.37 o ímpio Pilatos não entendeu a verdade.   
- Qualquer ímpio pode chegar a conhecer a verdade, se passar a ver Jesus
como o Filho de Deus.

3.3. A Glória de Jesus
- Comente que as intenções de descredenciar a divindade de Jesus começou
no primeiro século com os gnósticos e permanece até hoje.
- “defesa”, apologia, o evangelho de João é o melhor para a os apologistas
 usarem, vivemos em um tempo onde é necessário ser apologista da fé.
- No primeiro século as palavras de João tinham um significado especial
para o povo, pois todos sabiam que ele tinha visto todos os fatos que
narrava. Assim também ficou conhecido seu Evangelho, como o Evangelho
de quem viu e ouviu.
___________________________
CONCLUSÃO
- “axiomática”, significa claro, evidente, aparente, ou seja o evangelho
de João é passado de forma clara e evidente.
- “inovar...filosofias gregas”, o vocábulo que João usou para classificar
Jesus foi “logos” num sentido que só os filósofos gregos usavam, por ser mais
profundo. Heráclito usava o termo em suas cartas e Platão usou o termo “logos”
 em seus livros para definir a força geradora, que dá o “início”.   
- O nosso tradutor João Ferreira de Almeida entendeu o significado
da palavra grega “logos” e em vez usar o termo em português “palavra”, ele
usou algo mais forte para se aproximar mais do sentido usado pelos filósofos,
ele chamou de “verbo”.

Boa aula!
 _____________________________________________

Marcos André - professor

4 comentários:

  1. Prof Marcos André, você não imagina o benefício dos seus comentários para as aulas que ministro aqui em Biritiba Mirim - SP.

    Graça e Paz.

    josé Batista de Sousa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que benção irmão, as vezes não imagino como vai longe essa página da web, tem irmãos de Natal que me ligam para falar sobre os comentários, que bom que você gostou. Paz para você e tua casa em nome de Jesus.

      Excluir
  2. no 2.2 como assim opição sexual é homem ou é mulher ou não varão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu querido seu comentário é muito pertinente, pode se identificar.
      A respeito do termo "opção sexual" no tópico 2.2, eu quis dizer que o Reino de Deus está aberto também aos homossexuais, não que eles entrarão no céu dessa forma. Porém lendo agora com a tua crítica, vi que está muito mal colocado no contexto, vou corrigi-lo agora.

      Excluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.