INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

sábado, 4 de agosto de 2012

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio - Lição 6 - Revista Central Gospel


AULA EM___DE______DE 2012 - LIÇÃO 6
(Revista: Central Gospel)

Tema: “Orientações Bíblicas Sobre Sexo”
  
Texto Áureo:  1 Co 6.12b
  
Texto Bíblico básico: 1 Co 7.3-5,7-9 e Hb 13.4
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- Professor(a), atualmente com a multiplicação da iniquidade no mundo
fica cada vez mais difícil manter uma vida de santidade e isso afeta a muitos
casais, por isso a orientação nessa área é importantíssima.
- Em matéria de sexo, muitas pessoas pensam que o pecado é somente o adultério,
mas a prática do sexo no casamento de forma errada, pode causar seus
efeitos negativos.
__________________________________________
1. FOI DEUS QUEM CRIOU O SEXO 
- Por muito tempo os crentes associaram o sexo a algo próprio de Satanás
e isso prejudicou muitos casamentos cristãos.
- Esse tipo de julgamento errado foi feito também a respeito da Televisão e da
Internet até a década de 90. Afastando muitos dos filhos crentes da informação.

- O fato da criação responde a pergunta do tópico, se Deus fez o homem
e a mulher com órgãos genitais diferentes e deu-lhes o desejo sexual, é
porque o sexo entre os casados é uma dádiva e uma benção. E não só
o sexo mas o prazer sexual também é, se for praticado sem exageros.
 _________________________________________
2. A NECESSIDADE DE ESCLARECIMENTO
            - “tabu”, é qualquer assunto ou comportamento inaceitável em uma sociedade.  
            - “castidade”, é o voto no qual a pessoa se purifica para o serviço da obra do
Senhor, deixando o prazer do contato sexual.
            - Algumas irmãs sofrem com maridos obreiros que chegam a estabelecer dias de
            jejuns e afastamento sexual da esposa, contrariando o que a Palavra orienta em
            1 Co 7.4.
            - Houveram pastores que chegaram ao absurdo de orientar a seus membros a
            terem relações sexuais com um lençol contendo um furo no meio para para
            que não houvessem contato corporal.
             
            - Comente que as igrejas devem desenvolver atividades para orientar casais
            como jantar com palestra, e outras atividades.

3. A IMPORTÂNCIA DA RELAÇÃO SEXUAL PARA O CASAMENTO

- “está tudo bem”, acrescente dizendo que esses fatores alteram o humor e
influenciam a forma da pessoa agir diante de situações e também tomar decisões.

- “elevação da autoestima”, é a estima de si mesmo, é a pessoa estar bem
consigo mesmo. Quando a vida sexual não vai bem, os conjugues começam
a achar que há algo de errado com seu corpo e que o conjugue não o ama
mais.

4. O QUE A PALAVRA DE DEUS ORIENTA SOBRE A INTIMIDADE
CONJUGAL

4.1. O marido deve ser benevolente em relação à mulher
- “satisfação mútua”, os dois se satisfazendo mutuamente, não buscando
interesses particulares acima dos interesses do casal.

- “diálogo”, é importantíssimo que haja diálogo para uma vida sexual prazerosa
 do casal. Quando o casal conversa eles passam a se conhecer melhor.

- “honestidade”, muitos conjugues, nãos são honestos quanto ao sexo, às
vezes a relação não está sendo agradável, nesse caso o casal deve comunicar-se
e chegar a uma solução. Há mulheres que passam anos sem a satisfação sexual,
mas simplesmente não falam ao conjugue por medo ou algum outro motivo.

- “benevolência”, pelo contexto de 1 Co 7.3 entendemos que a benevolência
que o apóstolo se refere é a aplicação sexual para satisfazer ao conjugue.

- Se você quiser pode acrescentar:
- “investimos nele”, investimento nunca tem retorno imediato, é para o futuro,
devemos ter atitudes que resultarão em satisfação depois. Ex.:
 a) se um marido quiser ter uma prazerosa relação sexual com sua esposa à noite,
então ele deve investir nisso com palavras de elogios e carinho, presentinhos e
porque não um convite romântico, pois a mulher é atraída pelo que ouve.  
 b) se uma mulher quiser ter o seu marido à noite bem disposto para uma
relação sexual, deve se insinuar para ele, usar roupas que chamem sua atenção,
pois o homem é atraído pelo que vê. Muitas irmãs não se produzem para o
seu marido e se queixam porque eles tem perdido o interesse por elas.

4.2. Os cojugues não devem negar seu corpo um ao outro
- Deve haver bom senso, o homem deve entender quando a mulher não pode
e quando a mulher não quiser, deve haver algum motivo. Não se deve
usar o texto de 1 Co 7.4 para obrigar o outro a fazer algo que não quer
fazer. 

4.3. Consentimento e investimento mútuos
 - ...

4.4. O próprio casal dita as regras para sua intimidade
- Comente que em toda a Bíblia não se encontra ninguém sendo
orientado por Deus quanto o que pode ou não fazer durante a relação
sexual. O que o casal vai fazer entra quatro paredes é de responsabilidade
do casal.

4.5. A mulher tem a preferência durante a relação
- ...

5. PRÁTICAS CONTRÁRIAS AO PADRÃO DE DEUS

- Professor(a) neste tópico é esclarecido o conceito de algumas práticas,
procure ensinar todos, porém se a tua classe for de jovens, dê maior
atenção no que fala de fornicação. Se for de adultos fale mais acerca de
adultério.  
_________________________________________
CONCLUSÃO
- Comente para finalizar, que o Senhor deve estar presente em todas as
áreas do casamento, quando um casal se satisfaz na cama, está satisfazendo
a Deus que instituiu o casamento. Porém a vida não é só satisfação sexual
deve haver um período dedicado a consagração para que não aumente a
concupsencia carnal em ambos.

 Boa aula!
 _____________________________________________
USE ESSE ESBOÇO COMO AUXILIO PARA ELABORAR O SEU
PRÓPRIO ESBOÇO. 

Marcos André - professor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.