INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio - Lição 8 - Editora Betel


AULA EM 19 DE AGOSTO DE 2012 – LIÇÃO 8
(Revista: EDITORA BETEL)

Tema: “As Perseguições no Ministério de Jesus”
  
Texto Áureo: Jo 7.38
  
INTRODUÇÃO
            - Professor(a), nesta lição você apresentará um lado do ministério evangelístico,
que não é muito falado devido a realidade do nosso país. Porém precisamos
conhecer os diversos tipos de perseguições que podem ser praticadas em nossa
realidade.
-“momento oportuno”, foi o momento certo, havia o tempo determinado
por Deus para Jesus começar o trabalho de evangelização. Somente em
algumas situações o Senhor mudou seus planos, sempre para atender
na aflição de seus filhos. Foi o caso das bodas de Caná Jo 2.4 e o caso
da cura de Ezequias 2 Re 20.1-6.

1. SEU MINISTÉRIO EM MEIO À PERSEGUIÇÃO
- Comente que o grande propósito das cartas era de preparar o povo
para uma grande perseguição.

- Com a aprovação de novas leis, se ficar caracterizado que os pastores
praticam discriminação, ao não permitirem que um homossexual faça
parte do rol de membros de sua congregações, ao se recusarem a
realizar cerimônia de casamento de um casal gay, então poderá haver
uma grande perseguição, com prisões conforme prevê as leis que tramitam
no congresso.

1.1. A malícia dos parentes
- “Tabernáculos”, esse era o nome dado as tendas que se usavam para passar
a noite no deserto ou ao relento, na festa dos Tabernáculos o povo dormia
em tendas para se lembrar do período em que andaram no deserto dormindo
em tendas.

- “era melhor que Ele morresse”, o comentarista afirma que os irmãos de
Jesus incentivaram para Ele subir à festa, pois tinham desejo na sua morte,
porém eu recomendo que você tome cuidado com essa afirmação pois não
há nenhuma evidência disso na Bíblia, em nenhum outro lugar aparece os
irmãos de Jesus conspirando na sua morte. Cuidado para não aparecer uma
pergunta de um aluno conhecedor que conteste a afirmação da revista.
- É provável que seus irmãos tenham usado de ironia ao incentivarem Ele
a ir à festa.

- Um fator que você pode apresentar como barreira ao ministério de Cristo
foi o fato de os judeus quererem matá-lo e seus próprios irmãos não
acreditarem nele. Lembre sempre aos obreiros que devem se preparar
para esse tipo de entrave no ministério.

1.2. A controvérsia entre o povo
- “um murmúrio”, desde o período do cativeiro o povo judeu tinha muita
cautela para receber qualquer tipo de mensagem ou pregador, devido a ideia
que ficou na mente dos judeus de que o cativeiro ocorreu devido a desobediência
pelo desconhecimento da Lei, por isso haviam tantos questionamentos sobre Jesus.
- Na passagem em questão, encontramos o Senhor Jesus na festa mesmo
sabendo que queriam matá-lo. Para aquele que prega o evangelho, é
preciso ter coragem, pois sempre haverá um certo grau de risco no
ministério da evangelização.  

1.3. As ameaças de prisão e morte
- “seu ofício”, é o trabalho que Jesus desenvolvia, Ele ensinava, seu
ministério era de ensino, o que justifica ser chamado Mestre. Hoje se
valoriza muito a pregação nos púlpitos, com eloquência e retórica, porém
a pregação que Jesus praticava, tinha um caráter totalmente de ensino. 

- “dedução muito maliciosa”, foi feito um comentário pernicioso por alguém
que estava por dentro da situação e teve a intenção de colocar “lenha na
fogueira”. Comente com os alunos que esse tipo de coisa pode ocorrer
e ocorre hoje, geralmente aqueles que tem uma certa inveja oculta,
tecem comentários perniciosos, carregados de veneno, acerca do nosso
ministério ou das nossas atividades.
 ________________________________________
2. A SABEDORIA NA PERSEGUIÇÃO
            - “governo único”, aponta para o governo do anticristo previsto nas
profecias do Novo Testamento.

- Aqui é mostrado alguns elementos desse governo, para seduzir a humanidade:
- “comércio”, o mundo se baseia em um sistema financeiro onde a
busca pelo enriquecimento é o foco principal da humanidade.
- “prazer”, se refere ao bem estar individual e a satisfação carnal, que
são grandes atrativos na mídia atual.
- “esoterismo”, é o conjunto das coisas exóticas e ocultas, expressadas pela
superstição e ocultismo, faz com que muitos se interessem pelo espiritismo.

- “Babilônia”, se refere a grande cidade de Apocalipse cap 18, da qual muitos
teólogos acreditam ser um sistema de governo que seduzirá o mundo.

            2.1. Sua prudência
            - esteve calado”, se refere ao que está escrito em Jo 7.1 onde mostra que
Jesus não andava mais pela Judeia, pois muitos queriam  matá-lo lá.

- “prudência”, um ato prudente de Cristo foi não subir com seus irmãos para
a festa, pois se os judeus queriam prendê-lo então buscariam junto a seus
irmãos e se Ele estivesse com eles teria sido pego.
- Alguns irmãos se importam só com a parte espiritual, mas a prudência e
a estratégia são fundamentais.

- “fazer em oculto”, você pode citar como exemplo o caso em que Neemias
 vai observar as ruínas da muralha. Ne 2.12. Veja a prudência do homem de
Deus em não falar o propósito do Senhor para ele.

2.2. Estava oculto em meio ao povo
- “as claras”, alguns obreiros querem logo aparecer para as pessoas,
procurando logo a fama, sem um preparo, atraindo a oposição para si e se não
houver preparo o obreiro não suportará.
- “orgulho humano”, há uma tendência humana em se orgulhar e agir
soberbamente diante das mínimas situações de reconhecimento e elogios.
- “imprevisibilidade”, não se sabia qual seria a próxima ação de Jesus.
- “obscuridade”, não se entendia muito bem o que Jesus queria na época,
mesmo porque se todos tivessem entendido quem ele era naquela
ocasião, Jesus teria sido feito rei e não morreria por nossos pecados.


2.3. No meio da festa subiu ao templo e ensinava
- Você pode comentar que as profecias narradas aqui foram mal interpretadas
pelos mestres da Lei e levaram a população a esperar um Messias guerreiro,
com um exército, que venceria facilmente os romanos.

- “Ele subiu ao templo”, aqui está uma outra  estratégia de Jesus, se Ele chega
na festa no começo, haveriam poucas testemunhas então Ele seria preso, mas
como Ele chegou no meio então o templo estava cheio, de maneira que os
judeus temeriam o povo e não o prenderiam.
________________________________________
3. SUA MENSAGEM EM MEIO A PERSEGUIÇÃO

3.1. A mensagem foi uma surpresa
- Comente que Jesus aproveitou a ocasião e usou outra estratégia, falou
de acordo com o contexto do momento. Nas oportunidades de evangelizar,
muitos irmãos querem falar aquilo que lhes agradam falar, quando deveriam
usar o contexto do momento.

- “foi compreensível”, a mensagem fica compreensível quando falamos
a linguagem do ouvinte. Alguns professores de EBD erram quando
ministram aula para uma classe de jovens e falam como se falassem
aos adultos.

3.2. A mensagem foi reveladora
- A satisfação prometida por Cristo era totalmente espiritual, nos dando a
paz com Deus, nos garantindo a salvação da morte eterna e um lugar no
céu. Essa satisfação reflete em nossa vida dando saúde para o nosso corpo,
nos livrando de vícios, preservando nosso casamento, etc.

- É um erro, o que alguns irmãos fazem, ensinado que Jesus resolve todos
os nossos problemas, por isso alguns se convertem iludidos com os
crentes. Assim que percebem a realidade acabam desistindo.

3.3. A mensagem foi admirável
-  Algumas perseguições cessarão diante da mão do Senhor em nossa
vida e pelo reconhecimento de que falamos em nome do Senhor.

- “não chegara a hora”, ensine que Deus está no controle de nosso
ministério e os problemas só ocorrerem pela permissão de Deus e
no tempo determinado pelo Senhor.
 ___________________________
CONCLUSÃO
- Alguns irmãos acreditam que quando alguém fala mal deles, estão
perseguindo seus ministérios, porém nessa lição aprendemos como
foram as perseguições no ministério de Cristo.
- Comente também que nesse momento está ocorrendo em algum lugar
do mundo as perseguições semelhantes ao que acontecia com Cristo.

- Você pode também colocar nos seus comentários, as perseguições que
podem surgir com as leis de anti-homofobia e a nova reformulação do 
Código Penal. 

 Boa aula!
 _____________________________________________

Marcos André - professor

4 comentários:

  1. Obrigado irmão, que Deus continue abençoando seu Ministerio...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amen, stay to will, the house is yours.
      Come in, drink a coffee with me.
      The Peace of the Lord.

      Excluir
  2. Paz do senhor,estou muito satisfeita com este blog,essa aula me ajudou bastante,principalmente em relação ao comentarista quando ele disse que os irmãos de Jesus queriam vê lo preso ou morto,quando li a revista fiquei em dúvida pois nunca tinha visto nada á respeito na bíblia.Muito obrigado irmão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu irmã, eu também achei muito estranho, mas não liga não, já vi coisas piores rsrs, vamos orando e fazendo a nossa parte. Ainda tem muito povo pra ser ganho para o Senhor.

      Excluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.