terça-feira, 20 de novembro de 2012

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio - Lição 8 - Revista Editora Betel


AULA EM 25 DE NOVEMBRO DE 2012 – LIÇÃO 8
(Revista: EDITORA BETEL)

Tema: “O Apóstolo Paulo e o Espírito Santo”
  
Texto Áureo: 2 Co 3.6
  
INTRODUÇÃO
           - Professor(a), nesta lição você terá a oportunidade de falar sobre um assunto que muitos não entendem, que é a obra do Espírito Santo na Nova Aliança.
- “se tratava de uma nova dispensação divina”, dispensação é um período de tempo em que o homem recebe a revelação da vontade divina e é provado com respeito à sua obediência. Temos pelo menos sete dispensações nas Escrituras: Inocência, Consciência, Governo Humano, Patriarcal, Lei, Graça e Milênio.

1. ANTIGA E NOVA ALIANÇA
“Antiga e Nova Aliança”, você acrescentar esse comentário, a Antiga Aliança foi feita com Moisés no monte Horebe pela Lei dada por Deus e a Nova Aliança foi feita com Cristo na Cruz pela aplicação da misericórdia, a qual chamamos de graça.
- “atuando no interior dos crentes”, acrescente que o Espírito Santo está derramado no mundo e além do interior dos crentes Ele também atua nos ímpios que dão ouvidos a Palavra de Deus convencendo-os do pecado, da justiça e do juízo, João 16 : 8.

1.1. O Espírito como escritor
- “carta de Cristo, lida por todos os homens”, essa carta leva o conteúdo da mensagem do evangelho e é endereçada à todas as pessoas da Terra, os crentes são as cartas e ela se lê assim: o descrente fica observando a vida do servo de Deus, nas suas atitudes, gestos, linguajar, comportamento, assuntos, postura e outros aspectos.
-“coração de pedra”, essa realidade anterior dos corações tem relação com Antiga Aliança que foi a Lei escrita em pedras e a atual é escrita nos corações de carne.  
- “sedução da adoração pagã”, na cidade de Corinto existiam cultos aos deuses pagãos que incluíam rituais de orgias.

1.2. O Espírito como ministro
- “com o tempo ela desvaneceu”, quer dizer que foi se apagando, pois o brilho foi absorvido pela face de Moisés, porém a glória emitida pela presença de Deus era muito forte e por isso o povo temia olhar para ele. Com o Espírito Santo a glória não é refletida ela flui do interior da pessoa, pois o Espírito está dentro do ser humano, e Sua glória é transmitida aos outros sem um brilho ofuscante, pois está na medida certa para que o ser humano possa suportar.   

1.3. Transformados pelo Espírito
- “mas transitório, percebia seu desvanecer, escondendo assim o rosto...”, no texto do Antigo Testamento em Ex 34.30-35 vemos que Moisés colocava o véu para falar com o povo, naquela passagem não afirma porque Moisés fazia isso, somente Paulo faz essa afirmação explicando que ele usava o véu para que o povo não visse se desvanecer.
- Trazendo para os dias atuais não podemos fazer como Moisés escondendo dos outros aquilo que está se apagando em nós, mas devemos estar com o rosto descoberto como alguém que não tem do que se envergonhar e ser cheio do Espírito Santo para que seu brilho não se desvanece em nossa face.
 ________________________________________
2. ANDANDO NA CARNE OU NO ESPÍRITO                           
- “ousadamente se inclui no rol”, ele foi ousado ao se colocar como carente do sobrenatural de Deus, porque corria o risco de trazer descrédito para a sua pregação. Atualmente encontramos ministros do Evangelho que são vencidos por esse medo e jamais assumem suas necessidades em público, alguns se apresentam como super homens espirituais criando uma imagem falsa por cima das pessoas frágeis que são.

            2.1. A lei libertadora do Espírito
            - “livre do poder do pecado”, não é liberdade para se fazer o que quiser, mas essa é a liberdade que o sangue de Cristo nos dá, a liberdade de poder e ter forças para dizer não aos nossos desejos pessoais. Infelizmente alguns crentes ainda estão sobre o poder do pecado, não porque o sangue de Cristo não possa libertá-los, mas porque eles fecham as portas de algumas áreas de suas vidas para que o Senhor Jesus seja Senhor sobre eles totalmente.

2.2. A nova posição em Espírito “Filhos de Deus”
- “Aba, Pai”, essa expressão é de origem aramaica e significa “pai” ou “meu pai” Jesus se referia a Deus dessa forma sempre chamando Deus de aba, indicando uma filiação legítimo e essa foi a denúncia contra Ele que aceita pelo Sinédrio, pois ao se declarar filho de Deus Ele estaria se fazendo igual a Deus. O Espírito Santo nos proporciona esse íntimo relacionamento com Deus. 
- Muitos descrentes que não querem aceitar a Cristo, tentam se justificar dizendo que também é filho de Deus, mas a Bíblia fala que para ser filho de Deus é somente pela aceitação do sacrifício de Cristo na cruz do calvário Jo 1.12. e também pela comunhão do Espírito Santo como se vê nessa lição.

2.3. Ministérios do Espírito para hoje: “esperança e intercessão”
- “Os problemas e angústias continuarão”, é um engano acreditar e ensinar que ao aceitarmos a Jesus como salvador todos os nossos problemas estarão resolvidos e que acharemos solução para tudo.
- Por conte disso alguns irmãos ficam frustrados ao descobrirem que o Evangelho não é aquilo que eles esperavam, pois foi-lhes apresentado uma mentira.
____________________________________

3. GUERREANDO ATRAVÉS DO ESPÍRITO
- “zona neutra”, no combate por território, existe uma região de litígio também chamada de “terra de ninguém” e existem regiões chamadas zonas neutras, por pertencerem a governos que não estão envolvidos no conflito. No caso da guerra entre as forças espirituais do bem contra o mal, não existem governos neutros, como alguns filmes seculares e algumas religiões apresentam, só existe as forças de Deus contra as forças do inferno e ponto final.

3.1. Não entristeçais o Espírito
 - “não deis lugar ao diabo,...não entristeçais o Espírito”, o texto mostra haver uma relação entre dar lugar ao diabo e entristecer o Espírito, poderíamos pensar que qualquer pecado entristece o Espírito, porém esse versículo nos mostra que o entristecimento do Espírito Santo vem pela ação de dar lugar ao diabo. Isso porque dar lugar ao diabo é ser usado por Satanás, manifestando as ações próprias dele como a mentira, a soberba, a altivez e outras. Alguns pecados do homem é devido a sua natureza carnal, que embora separe o homem de Deus, não necessariamente entristece o Espírito. Davi teve tantas mulheres quanto desejou, e isso não entristeceu a Deus, mas quando ele desejou a mulher do seu amigo, isso se caracterizou como uma ação própria do diabo, pois esse havia desejado o trono de Deus.
- “vida sem vigilância”, não ter vigilância pode colocar a perder tudo que um crente constrói na obra de Deus. Não adianta conhecer a Bíblia, nem ter cargos e nem orar, se não houver vigilância Satanás o derrubará facilmente.

3.2. Ante a embriaguez  
 - O mundo parece estar embriagado pelo pecado, as pessoas estão envoltas nos entretenimentos da modernidade, de maneira que estão sendo dominadas pelo ego, pela sensualidade, pela luxúria e outros males, e se afastando cada vez mais de Deus.
- A proposta para combater contra isso é se encher do Espírito de Deus, convide seus alunos a orarem mais, conversarem mais com o Espírito Santo e buscarem o seu batismo.

3.3. Guerreando no Espírito: “Espada e oração”
- “fantoches de Satanás”, são guiados pelo diabo, estão errados em se permitir a isso, mas devemos lutar contra o inimigo de nossas almas. Atualmente existem muitos louvores que dizem que nossos inimigos estão dentro da igreja e que são nossos irmãos em Cristo.
- Lembre aos alunos que a Espada do Espírito é a Palavra de Deus e ela deve ser usada contra Satanás, isso é para denunciar suas artimanhas e ciladas. Não deve ser usada contra os próprios irmãos em Cristo.
 ___________________________
CONCLUSÃO
- “inserção no Reino de Deus”, o Espírito vai guiando nossos passos no caminho, mostrando onde devemos corrigir, mostrando que precisamos melhorar, por isso á melhor estarmos sempre junto dEle.
- Recomende aos alunos a estarem cheios do Espírito, pois estando cheios dEle não serão cheios do mundo.
- Recomendo que você faça as perguntas da lição.
-Faça também um resumo.

 Boa aula!
 _____________________________________________

Marcos André - professor

-->

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.