terça-feira, 1 de janeiro de 2013

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio - Lição 1 - Revista da CPAD



AULA EM 06 DE JANEIRO DE 2013 - LIÇÃO 1
(Revista: CPAD)

Tema: “A APOSTASIA NO REINO DE ISRAEL”
  
Texto Áureo: 1 Rs 16.31
  
INTRODUÇÃO
- Amado(a) professor(a), sugiro que você inicie apresentando a revista e o seu tema central. Oriente aos alunos a evitarem faltar às aulas.
- “reino do Norte”, relembre aos alunos que o reino foi dividido no reinado de Roboão filho de Salomão, devido à sua ignorância como rei, e dez tribos seguiram a Jeroboão filho de Nebate passando a se chamar reino do Norte ou Israel e duas tribos seguiram a Roboão da casa de Davi passando a chamar-se reino do Sul ou Judá. 2 Cr 10
- “conciliar os elementos do culto”, a isso podemos chamar de sincretismo religioso, que é a mistura de elementos de várias crenças. Alguns crentes já começam se influenciar por esse sincretismo.
- “apostasia sem precedentes”, apostasia é simplesmente deixar a fé verdadeira e seguir outras doutrinas, e o “sem precedentes” significa que nenhuma apostasia a precedeu, nunca houve em Israel uma apostasia igual aquela.  
__________________________________________
1. AS CAUSAS DA APOSTASIA

1. Casamento misto.
- “casamento misto”, se refere ao casamento de um judeu com um estrangeiro.
- “Jezabel, filha de Etbaal, rei dos...”, esses casamentos entre reis e princesas de outros ocorriam para se firmar alianças entre os reis, a fim de evitar invasões ou possíveis guerras, além de estabelecer ajuda financeira. O problema é que Jezabel era uma mulher habilidosa e autoritária, acabou se impondo sobre acabe e conduziu o reino à completa idolatria.

- Salomão também caiu nesse erro em 2 Cr 8.11.

2. Institucionalização da idolatria.
- “institucionalização da idolatria”, é instituir a idolatria, como se legalizasse essa prática na nação. Quando o rei fez um poste ídolo, ele estava abrindo o precedente para quem quisesse adorar os ídolos.
- “suplantando”, tomando o lugar.
- “poder estatal”, é o poder do estado, sendo usado para financiar práticas estranhas. Ex: recentemente a prefeitura do Rio de Janeiro pagou a um artista para que fizesse uma imagem de Iemanjá na praia de Botafogo.
_________________________________________
2. OS AGENTES DA APOSTASIA
- Adiante para a classe que foram dois os agentes da apostasia dentro de Israel, Acabe e Jezabel.          

            1. Acabe.
            - Acabe era influenciado por sua esposa Jezabel, era manipulado. Por isso o namoro entre um crente e um não crente não é recomendado, pois geralmente o não crente influencia o crente e acaba por desviá-lo.
- “imitadores do que é bom”, para sermos imitadores do que é bom, precisamos estar próximos ao que é bom e Acabe estava distanciado de tudo o que é de Deus e aparentado com a idolatria.

2. Jezabel.
- “obstinação”, quer dizer: com teimosia, com dedicação extrema. Assim são muitos que querem atrapalhar a obra de Deus, infelizmente muitos desses quando se convertem, não lutam na obra de Deus com a mesma dedicação que faziam no mundo.
- “sempre conta com alguém”, alguns irmãos pensam que não são vistos por Deus mas eles precisam aprender que o Senhor no momento certo irá usá-los para intervir nas situações desse mundo, nem todos serão como foi Elias ou como foi Elizeu, porém todos poderão ser usados de uma forma ou de outra.
_________________________________________
3. AS CONSEQUÊNCIAS DA APOSTASIA

1. A perda da identidade nacional e espiritual.
- Perder a identidade é não saber quem é, de onde veio, assim estava o povo de Israel, estavam em dúvida  a quem seguir e isso é mostrado pela pergunta de Elias “até quando coxeareis entre dois pensamentos”.
- “verdadeiros adoradores”, se referem aos “sete mil” que o Senhor mencionou quando Elias estava na caverna 1 Rs 19.18.   

2. O julgamento divino.
- “uma seca”, a seca que o Senhor enviou tinha o objetivo de fazer a nação ouvir a Palavra do Senhor pela boca do profeta.
- Às vezes o Senhor nos permite uma adversidade para que não percamos a nossa identidade e passemos a ouvir a Sua voz.
- “abandono da verdadeira fé”, o Senhor estava castigando a nação por que nela ainda existiam alguns que não se contaminaram e porque o Senhor ama a Israel, assim ocorre conosco, somos exortados e muitas vezes castigados, pois o Senhor nos ama e não quer nos ver perdidos.

4. APOSTASIA

1. Um perigo real.
- “abandonar a fé”, o alerta da Palavra é que a apostasia estaria no meio do povo de Deus nos últimos dias, veja:
"Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição,"  2 Tessalonicenses 2.3
- Parece que nesses últimos dias a apostasia tem adentrado pelas igrejas, pois muitos irmãos estão abandonando a fé, mas não abandonam a igreja, é o crente social, vai a igreja, toma a Santa Ceia, mas o coração está longe do Senhor.
"MAS o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios;" I Timóteo 4.1
- “mantiver a vigilância”, atualmente um grande problema tem sido a falta de vigilância, pois muitos irmãos são uma benção na oração e na Palavra, mas não vigiam com o que falam e o que olham, por isso colocam tudo a perder.

2. Um mal evitável.
- “bons exemplos, como os de Davi”, as histórias de Davi estavam registradas nos livros das Crônicas de Israel, provavelmente Acabe não se interessou em ler esses registros, assim ocorre com muitos crentes dos dias atuais, pois não se preocupam em ler e estudar os registros sagrados por isso acabam seguindo os maus exemplos.
- “cronista”, cronista era a pessoa responsável por escrever as decisões do rei e seus feitos, esses livros escritos pelo cronista se chamavam Crônicas do reino. Temos dois livros na Bíblia que surgiram assim.
- “arrependimento tardio”, muitos irmãos que aceitaram a Jesus na terceira idade tem pronunciado a seguinte frase: “Se eu tivesse conhecido a Jesus antes, minha vida teria sido diferente.”, por isso o ideal é aceitar a Jesus na mocidade.
________________________________________
CONCLUSÃO
- “existência do povo de Deus”, se não ocorresse a intervenção do Senhor aquele povo passaria a se chamar: “povo de baal”.
- “aliança com  o paganismo”, o crente pode ter colegas e conhecidos no mundo, porém não deve fazer aliança com eles. Aliança é assumir compromissos, o crente não deve se envolver em compromisso com os não crentes.
- Muitos irmãos tem sido seduzidos pelos ganhos que as alianças com os mundanos podem trazer, mas as vezes é necessário perder algo para ganhar a salvação

Boa Aula!

Marcos André - Professor
-->

2 comentários:

  1. A apostasia está tomando conta de muitas igrejas porque o verdadeiro evangelho está saindo dos púlpitos. Já não se prega o Cristo Vivo e Ressurreto. As mensagens são voltadas para vitórias, sucessos, sonhos de Deus a serem realizados, etc. Este tipo de mensagem é feita de maneira mais profissional em cursos e em outras religiões. Importa é que as igrejas verdadeiramente cristãs se voltem para pregar e ensinar o que Jesus mandou. Se a igreja está apostatando imaginem o mundo. Está se tornando cada vez mais Ateísta. A culpa é da igreja que abandonou a pregação. As igrejas viraram casas de show e espetáculo de pregadores gananciosos por fama e dinheiro. Urge uma REFORMA apocalíptica para as Igrejas. Quem tem ouvidos para ouvir ouça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmão Abrahao Angelo, concordei plenamente com o irmão, seu comentário é muito forte, mas é bem coerente. No caso de uma reforma, não creio que possa mais ocorrer, creio que devamos lutar pelo remanescentes que não se dobraram diante do atual baal, tem muita gente com o teu pensamento e fiel igual a você. Obrigado por comentar.
      Paz de Jesus, o Rei.

      Excluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.