ESTUDOS TEOLÓGICOS, INTERPRETAÇÃO DA BÍBLIA, ESBOÇO PARA AULAS DA ESCOLA DOMINICAL, ETC

____________________________________________________________________________________

quarta-feira, 20 de março de 2013

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 12 - Revista da CPAD



AULA EM 24 DE MARÇO DE 2013 - LIÇÃO 12
(Revista: CPAD)

Tema: “Eliseu e a Escolas dos Profetas”
  
Texto Áureo: 2 Tm 2.1,2
  
INTRODUÇÃO
- Amado(a) professor(a) nesta aula apresente a importância do ensino cristão.
- “já recebia destaque”, sabemos porém, que o povo foi destruído por falta de conhecimento Oséias 4.6, isso porque aquela educação religiosa ficou limitada somente aos profetas, isso por culpa dos reis que deveriam ter se preocupado com a educação religiosa do povo de Deus.
- “profetas”, eram homens selecionados por Deus, que honravam ao Senhor, tinham o ministério de ouvir a voz de Deus e passar a Sua vontade aos homens. Também exortavam os governantes à correção. Parece ter sido Samuel quem instituiu a escola de profetas.
- Possivelmente existiam mais de uma escola de profetas.
__________________________________________
1. A INSTITUIÇÃO DAS ESCOLAS DE PROFETAS

1. Noção de organização e forma.
- “uma estrutura física”, significa que tinha um imóvel com móveis e quartos, salas, etc.
- “acabou ficando inadequada”, provavelmente a escola cresceu, isso ocorria em ocasiões em que o reino estava em paz. Quando se levantava algum rei mau, ocorriam muitos assassinatos, exílios e prisões, de maneira que diminuía o efetivo das escolas.
- “educar sem primeiro estruturar”, convide os alunos a olharem a estrutura da sua igreja e peça-os para indicarem o que falta na estrutura para a EBD. Considere materiais como quadro, data show, mesas e cadeiras. Se achar interessante liste as necessidades e apresente ao superintendente ou ao pastor. Diga que  foi os alunos que apontaram as necessidades, talvez o comova rsrsrs.

2. Noção de organismo e função.
- “possuíam um líder”, dessa forma elas dispunham de um organismo, com certeza tinha alguém responsável por cozinhar, alguém responsável por arrumar, etc. Isso é organismo, é quando os órgãos estão trabalhando nas suas diversas funções em prol do todo.
- Exemplo: Uma igreja possui uma diretoria composta pelo pastor presidente, um vice, um ou dois secretários, um ou dois Tesoureiros, depois vem os departamentos, etc. Cada uma fazendo a sua parte. Para ficar melhor, peça aos alunos para acrescentarem departamentos necessários. Se tiver quadro de giz, confeccione um organograma de uma igreja Fig 1
- Se você quiser ainda pode confeccionar um organograma de uma EBD, Fig 2
- “missão pedagógica”, é a missão de ensinar, que todos os servos de Jesus tem, mas muitos se negam por acharem que ensinar se resume a uma classe de EBD com certo número de alunos, ensine que ensinar pode ser com um aluno somente, com palavras, com conselhos, com gestos, com explicações. – Há diferença entre o ministério de ensino e ensinar.
- Ministério de ensino, é o que possui aquele que é mestre, que se utiliza da oratória, da didática, da eloquência, e precisa desenvolver o conhecimento da Palavra de Deus.
- Ensinar, é basicamente passar o conhecimento a alguém, isso é simples e é missão de todos Mateus 28.19.

2. OS OBJETIVOS DAS ESCOLAS DE PROFETAS

          1. Treinamento.
            - Ao ajuntarem os profetas em escolas, os mais jovens pegavam as experiências com os mais velhos. Para saberem como falar, como se dirigir às autoridades, como chegar em uma cidade, nada poderia ser feito de qualquer maneira. Muitos atualmente ignoram essas noções de ética e estragam grandes oportunidades.
            - Alguns profetas podiam ter seu pupilo, chamado nas Escrituras de “o moço”, veja:
            Quando ele viu isto, levantou-se e, para escapar com vida, se foi. E chegando a Berseba, que pertence a Judá, deixou ali o seu moço. 1 Reis 19.3   
- “compartilha com outro seu aprendizado”, é o aluno colocando em prática a sua missão de ensinar. O professor coloca em prática seu ministério de ensino e os alunos praticam a missão de aprender e ensinar, assim todos crescem em graça e conhecimento.

2. Encorajamento.
- “expositores bíblicos”, aqueles que expõem a Bíblia para conhecimento, geralmente em trabalhos, livros, palestras, etc.
- “pregação itinerante”, pregação em diversos lugares e igrejas, feitas por pregadores que não são fixos em um ministério local.
- “objetivo maior”, para o educador é uma glória quando o aluno se mostra interessado, pois ele sabe que tendo interesse por parte do aluno, meio caminho estará andado para o bom aprendizado.
 _________________________________________
3. O CURRÍCULO DAS ESCOLAS DE PROFETA

1. A Escritura.
- “Eliseu recebeu essa herança”, é provável que como Samuel acumulou o ofício de sacerdote com o de profeta ele tenha guardado cópia dos manuscritos do Pentateuco na escola de profetas.
- “especifica que princípios e preceitos”, as escrituras ensinam qual é a forma de agradar a Deus, como se achegar a Ele, como viver uma vida santa e como ter intimidade com Deus.

2. A experiência.
- “partilhavam com os outros”, passar as experiências é a parte do ensino que permite ao aluno completar o conhecimento.
- “humildade de aprender”, alguns obreiros deixam a arrogância de Satanás invadir seus corações, começam a achar que não vale a pena ir para a Escola Dominical, pois pensam que o professor sabe menos do que eles ou que já conhecem o conteúdo. Não manifestam a humildade para aprenderem.
- “processo de interação”, é o processo pelo qual o aluno interage com os meios de ensino, praticando atividades e vivendo experiências. Se o aluno ficar somente na sala de aula ele tem um rendimento bem menor do que praticando exercícios e vendo acontecer aquilo que ele aprendeu.

4. A METODOLOGIA DA ESCOLA DE PROFETAS

1. Ensino através do exemplo.
- “idealismo hebreu”, é o método do discipulado, onde um homem de Deus tem sempre o aluno do lado aprendendo pelo exemplo dele. Você pode citar como exemplo, Moisés que tinha como seu aprendiz a Josué.
- “Geazi”, é uma prova contundente de que todo método por melhor que seja, não pode influenciar totalmente a pessoa, Geazi tinha um caráter fraco e sofreu sua consequência. Os filhos de Samuel tinham o bom exemplo de seu pai, porém não seguiam o caminho de retidão de Samuel 1 Samuel 8.5. Quando algo sai errado nem sempre é a culpa do mestre ou do método.

2. Ensino através da Palavra.
- “cronista sagrado”, as crônicas eram registros dos atos importantes que envolviam o reino, o cronista era um escriba e como todo escriba era versado na Palavra de Deus, então era dado atenção especial às atividades concernentes ao Senhor.
- Não se sabe quem escreveu os livros de Crônicas, alguns pensam ter sido Esdras, pois o Talmude parece fazer essa afirmação.
- “palavra de Deus escrita”, com certeza haviam cópias dos rolos sagrados na escola de profetas, o discipulado deve ser feito sempre com base na Palavra de Deus. Professor é recomendado que na aula procure sempre ler as referências, os alunos devem se acostumar a comprovar na Bíblia o que foi ensinado.
________________________________________
CONCLUSÃO
- “ensino formal”, é o ensino que se faz em instituição de ensino, com currículo, professor e reconhecimento. A Escola Dominical, também pode ser considerado um ensino religioso formal.
- “em passar a outros”, essa deve ser hoje a preocupação de todos os servos de Deus que tem algum conhecimento da Palavra de Deus. Muitos querem ser pregadores e cantores, enquanto pouquíssimos querem ser mestres.
- “educação secular”, é a educação sustentada nas escolas seculares, apesar de importante, deve-se lembrar que nas escolas seculares os jovens aprendem que as espécies evoluem, que o homem veio do macaco, que o universo surgiu numa grande explosão, que os pastores são ladrões, que os jovens podem e devem usar a camisinha, etc.

“Paga-se bem à cantores e a pregadores, e se cobra muito dos professores cristãos, que estarão sempre no anonimato e não receberão nenhum aplauso, nem dinheiro pelo que fazem.” Marcos André

Boa Aula!

Marcos André – Professor

FIGURAS

Fig 1 - Organograma de uma igreja



Fig 2 - Organograma de uma EBD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Devido a comentários ofensivos, os comentários serão verificados pelo administrador do CLUBE DA TEOLOGIA e serão liberados posteriormente. Não serão permitidos comentários ofensivos a pessoa e as críticas não assinadas ou não fundamentadas.