quinta-feira, 4 de abril de 2013

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 1 - Revista da CPAD



AULA EM 7 DE ABRIL DE 2013 - LIÇÃO 1
(Revista: CPAD)

Tema: “FAMÍLIA, CRIAÇÃO DE DEUS”
  
Texto Áureo: Gn 2.18
  
INTRODUÇÃO
- Amado(a) professor(a) ensine aos alunos a origem e a importância da família.
- “vida familiar bem sucedida”, pode ser definida como aquela em que a família está na presença do Senhor e seus componentes vivem felizes apesar das dificuldades existentes.
- “Queda”, queda com “Q” maiúsculo se refere ao primeiro pecado do homem, também chamada de “Queda do homem”.
__________________________________________
1. A FAMÍLIA NO PLANO DIVINO
                                        
1. O propósito de Deus.
- “adjutora”, significa auxiliadora, ajudadora. Essa é a principal função da esposa, ela não compete com o marido, não está abaixo nem acima dele, mas ao lado para o auxiliar.
- “célula mater”, significa a origem de algo, o primordial, a primeira matéria de uma obra prima.
- “necessidade humana de ter companhia”, esse foi o primeiro objetivo da criação do casamento. Dessa forma entendemos que as decisões devem ser compartilhadas por ambos integrantes.
- “abrigo”, significa proteção, a família busca proteger seus integrantes.
- “mais superficiais”, quer dizer que não se aprofunda, são relacionamentos onde pouco se conhece daqueles que se relacionam.
- “distantes uns dos outros”, após o advento das "redes sociais" os relacionamentos ficaram ainda mais distantes, muitos não visitam mais, preferem mandar um email, um sms, ou qualquer outra coisa parecida. Professor se você tiver coragem, comente que as redes sociais tem colaborado grandemente para o surgimento de ignorantes, rebeldes, idiotas e adúlteros em nosso país. 

2. Um lugar de proteção e sustento.
- “nada lhes faltava”, o Éden pode ser a representação de uma casa ideal, principalmente pela presença de Deus. Infelizmente, até mesmo na casa de alguns crentes não tem a presença de Deus.
- “escassez”, muitas brigas dentro de um casamento vem da falta de recursos financeiros. Com a presença de Deus esse tipo de problema pode ser minimizado, pois o Senhor mostra dentro do casamento o que é mais importante para a família, faltando Deus no casamento os problemas financeiros são o estopim de grandes confusões.  

3. A primeira família.
- “homem e mulher são iguais”, não se refere exatamente ao fato da mulher ter sido criada a partir de uma parte que fica ao lado do homem. Mas diz respeito dela ter sido feito da carne do homem, não foi uma crianção separada.

2. A QUEDA E AS SUAS CONSEQUÊNCIAS PARA A FAMÍLIA

          1. O ataque do inimigo.
            - “Talvez, de modo suave”, isso porque o texto bíblico passa somente as palavras, e não a forma como elas foram ditas.
- “Eva confirmou a ordem do Senhor”, aprendemos aqui que conhecer a ordem do Senhor não significa muita coisa, Satanás as conhece também. Muitos são os que conhecem mas não praticam.
- “pecado da desobediência”, esse é o chamado “pecado original” é a maior fraqueza do ser humano. O homem tem grande facilidade em desobedecer.
- “aquele que esmagaria Satanás”, essa foi a primeira profecia sobre a vinda do Messias. Foi feita por Deus e dirigida diretamente a Satanás, por isso Satanás não suporta o nome de Jesus.

2. Os resultados da Queda no relacionamento familiar.
- “perturbando a convivência”, além dos problemas relatados aqui, também se observa Adão atribuindo o problema à mulher e essa à serpente, desde então tem sido assim nos casamentos onde o pecado ocupa lugar de Deus. Quando surge os problemas o casal troca acusações entre si, mas a responsabilidade é dos dois.
- “deixou...de ser um local de acolhimento”, muitos lares, devido a predominância do pecado, se tornaram locais de brigas e inimizades. O casal cristão deve lutar contra essa atuação do pecado no casamento.
- “não confessados”, pecados que permanecem ocultos e ficam influenciando a vida no lar, como adultérios por exemplo.
- “não abandonados”, alguns pecados apesar de confessados não são deixados.

3. A vida familiar depois da Queda.
- “a morte física”, a morte surgiu com a necessidade de limitar a atuação do pecado, pois seria um desastre se o ser humano corrompido tivesse vida eterna no corpo pecaminoso. Para garantir que a morte alcançasse o ser humano, Deus fechou o caminho que levaria à árvore da vida Gn 3.22-24.
- “foram expulsos do jardim”, como consequência do pecado o casal foi expulso da presença de Deus e perdeu a providência do Senhor. Assim até hoje, havendo consentimento no erro, o casal perde a presença de Deus e a sua providência.
_________________________________________
3. A CONSTITUIÇÃO FAMILIAR AO LONGO DOS SÉCULOS

1. Família patriarcal.
- “não era o molde determinado”, existem nas Escrituras diversos casos de problemas envolvendo as famílias nesse molde. Problemas entre Sara e Agar Gn 16.4, Ana e Penina  1 Sm 1.2, e outros. Embora Deus tenha permitido a poligamia, esse procedimento não é salutar para a família.
- “sua vontade”, a vontade de Deus para a nossa vida se manifesta de duas formas, a absoluta e a permissiva.
a) vontade absoluta: é aquela em que o homem faz exatamente o que Deus quer.
b) vontade permissiva: é aquele em que Deus permite que o homem faça a sua escolha. Dessa forma a vontade de Deus prevalece pela permissão que ele dá ao homem.

2. Família nuclear.
- Nesse modelo o homem e a mulher constitui o núcleo da família.

3. A família na atualidade.
- “tudo o que é contrário”, comente que a “carne”, possui desejos que podem sair do controle do homem. São desejos simples para atender as suas necessidades vitais. Ex: dormir, comer, e buscar seu bem estar. Nenhum desses desejos são errados, porém devem ser controlados.
- “concupiscência da carne”, a concupiscência é um desejo exagerado, ocorre quando a pessoa perde o controle, então ele passa a tentar satisfazer a algum desejo carnal, sem jamais conseguir. Vícios como a masturbação, é resultado de uma concupiscência carnal, a preguiça e a gula também.
- “não ameis o mundo”, se refere ao sistema mundano, com seus apelos sensuais e sua supervalorização do ego, tudo promovido pela mídia.
- Em João 3.16 o Senhor Jesus afirma que Deus amou o “mundo”, nesse caso não se refere ao sistema mundano e sim às pessoas do mundo.
- “submissão à Deus”, essa submissão se traduz pela prática da oração, leitura da Palavra e serviço na obra do Senhor.
- A família deve praticar o culto no lar, dessa forma eles estarão se submetendo à Deus e assim poderão resistir ao inimigo.
________________________________________
CONCLUSÃO
- “como hoje”, o inimigo sabe que uma família estruturada pode ser muito útil na obra de Deus, por isso ele tenta destruí-la antes que seja alcançada pelo Senhor.
- Exorte aos alunos a orarem e lutarem por suas famílias. Você pode concluir orando com a turma, pelas famílias.
- É interessante fechar apresentando o tema da próxima aula.

Marcos André – Superintendente e professor

Boa Aula!


2 comentários:

  1. Eu estou maravilhada como Desus tem despertado seus filhos par a exelencia do ensino. Gloria a Deus por tudo isso

    ResponderExcluir
  2. Admiro esses irmãos que têm um chamado de Deus para ensinar.

    ResponderExcluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.