sábado, 11 de maio de 2013

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da lição 6 - Revista Central Gospel


AULA EM___DE______DE 2013 - LIÇÃO 6
(Revista: Central Gospel)

Tema: PRINCÍPIOS DO CULTO A DEUS
  
Texto Áureo:  Rm 12.1
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- Professor(a), conduza uma aula cristocêntrica, mostrando como Jesus deve ser cultuado hoje.
- “Tabernáculo”, era uma tenda com peças desmontáveis que servia como templo, na prática era um templo móvel.
- “orientações concedidas por Deus”, o modelo do Tabernáculo veio da mente de Deus, esse modelo passou para o Templo de Salomão, e atualmente é um modelo básico para as igrejas cristãs ao redor do mundo, tirando apenas o santíssimo lugar.
- Na revista do aluno existe um esboço desse Tabernáculo, procure apresentá-lo à classe.
__________________________________________
1. O SANTUÁRIO PROVISÓRIO
- “relacionamento íntimo”, esse é o tipo de relacionamento que Deus quer ter com seu povo, Deus não quer um amigo mais ou menos, Ele quer um amigo integral, que conte com Ele pra tudo, que lhe revele seus segredos a Ele e que deixe Ele a par de tudo que se passa em seu coração, como os verdadeiros amigos fazem. Ensine isso com entusiasmo.
- “um local e um ritual”, isso para centralizar e organizar a forma de adoração, pois o ser humano é extremamente desorganizado, se não tivesse um local específico para a adoração eles teriam perdido essa prática. Até hoje se a pessoa deixar de ir à igreja ela rapidamente perde o desejo de adorar a Deus.

1.1. Culto nacional instituído
- “povo sacerdotal”, sacerdote é aquele que ministra ao povo a vontade e a Palavra de Deus. Toda a nação de Israel era responsável por ministrar ao mundo a vontade e a Palavra do Senhor.
- “detalhadas instruções”, ensine que fazer a vontade de Deus não é de qualquer maneira existe ordens estabelecidas pela Bíblia.

1.1.1. O primeiro santuário e sua função
- “revelar-se ao povo”, essa é a função básica do Tabernáculo, um local onde seja manifestado a presença de Deus, dessa forma podemos dizer que somos tabernáculos de Deus nesse mundo, pois manifestamos a Sua presença.  
- Outra forma de se fazer a pergunta do texto: Temos valorizado a Igreja como um local de culto a Deus, fazendo diferença entre ela e os outros lugares?
- Na prática o aluno deve analisar se ele presta reverência a Deus na Sua casa, se ele não fica conversando durante o culto, mexendo em celular, ou revista ou andando o tempo todo, etc. SINTO A PRESENÇA DE DEUS NESSA LIÇÃO.

1.2. Mobiliário do tabernáculo e seu significado
- “divino arquiteto”, sendo Deus o arquiteto do universo, ninguém melhor do Ele para determinar a planta e a forma da mobília do tabernáculo.
- Leia o texto de referência para os alunos saberem que foi Deus quem arquitetou tudo.
________________________________________
2. PRINCÍPIOS ETERNOS DO CULTO
- “princípios”, ensine que o conjunto das atividades, a forma de realização e sua organização cronológica no culto se chama liturgia. Uma liturgia serve para organizar e dar caráter de importância ritualística ao evento.

2.1. Centralização em Deus
- “centro do culto”, significa que tudo que se faz durante o culto deve ser voltado para Ele, atualmente essa centralização está sobre a Pessoa de Jesus Cristo, aquele que foi dado a humanidade para ser o caminho que conduz a Deus. Essa centralização tem sido negligenciada por muitos líderes atualmente.
- “através da Lei”, a Bíblia traz a forma de se cultuar a Deus, não adianta querer fazer o certo da sua própria maneira, é necessário buscar na Bíblia a forma correta. Um caso para ilustrar isso é o de Uzá e Aiô conduzindo a Arca de Deus sobre um carro novo, e olha no que deu! 1 Crônicas 13.7.

2.2. Caráter aceitável do adorador
- “seria por Ele aceita”, a Bíblia nos mostra diversas vezes que o caráter da pessoa é analisado por Deus para receber a sua oferta. Não adianta ser crente só no culto, Deus não receberá adoração de crente que chora na hora do louvor e depois corrompe sua mente e seu corpo fora da igreja.
- Jesus recomendou que na hora de ofertar a Deus se a pessoa verificar que seu coração nutre desavença com seu irmão ele deve se concertar primeiro. Mateus 5.23,24.

2.3. Atitude reverente e alegre
- Aqui tem uma relação que se o adorador entender e praticar, então ele prestará uma excelente adoração ao seu criador.
- “santuário pertence ao Senhor”, dessa forma ninguém deve se prover no santuário e nem achar que o que se faz ali é para si. Tudo deve ser feito para Deus.
- “piedosamente”, significa valorizar os rituais, algumas pessoas parecem estar na igreja por obrigação, quando o dirigente convida o povo a se levantar fica sentado declarando com sua atitude, que não respeita o ministro como homem de Deus.    

2.4. Culto ininterrupto
- “prática diária”, atualmente devemos continuar seguindo essa orientação cultuando a Deus diariamente com oração e louvor, mesmo que não tenha culto na igreja todos os dias, pois o Espírito Santo nos habilita a adorarmos a Deus em todo lugar, pois somos nós os tabernáculos do Senhor.

_____________________________________
3. NUNCA DE MÃO VAZIAS
- “mãos vazias”, se refere à oferta que deveria ser oferecida, ninguém poderia ir ao tabernáculo adorar sem conduzir sua oferta, que era um animal para o sacrifício.  
- Atualmente Jesus se entregou como oferta pela humanidade, por isso não precisamos apresentar oferta de cereais ou de sangue de animais. Mas pela palavra proferida em Hebreus 13.15 devemos oferecer a nossa oferta de louvor, nunca poderemos nos apresentar na casa de Deus sem essa oferta.

3.1. Holocausto
- “totalmente consumido”, dessa forma reconhecemos que o fogo santo do Espírito do Senhor toma conta de todo nosso ser. Assim como Cristo se entregou totalmente, também nós devemos nos entregar totalmente ao Senhor.  

3.2. Cereais ou manjares
- A gratidão a Deus pelo que ele nos dá se traduz em reconhecimento, agradecer a Deus é melhor forma de reconhecer que Ele nos abençoa.

3.3. A oferta pacífica
- “oferta pacífica”, significa oferta de paz, era uma oferta de agradecimento quando tudo estivesse em paz, em reconhecimento de que o Senhor é quem dá a paz.
- “restauração da comunhão”, a paz mencionada aqui, não com o mundo, mas uma paz com Deus através de Jesus que nos conduz a presença do Pai.
- Quando alguém aceita a Jesus como salvador, passa a ter paz com Deus e entra em guerra contra o mundo e Satanás.

3.4. A oferta pelo pecado e pela culpa
- “expiatórias”, significa no lugar de outro, na prática era um cordeiro que era sacrificado, morrendo no lugar do pecador, por isso dizemos que o sacrifício de Jesus foi expiatório, por ter Ele morrido em nosso lugar.
- Atualmente devemos relembrar diariamente do sacrifício de Cristo, pois Ele é a oferta de Deus pela nossa culpa e como pecamos diariamente recorremos a Ele diariamente.  
________________________________________
CONCLUSÃO
- “habitar no meio dos louvores”, habitar é estar presente continuamente, o Senhor está presente pelo Seu Espírito Santo continuamente onde houver louvores ao Altíssimo.
- Comente que assim como o tabernáculo era um templo móvel, que era conduzido pela vontade do Senhor, seguindo a nuvem Números 9.17, assim somos nós como templos móveis do Senhor, sendo direcionados por Ele e conduzindo a sua glória.

Boa aula!

Marcos André - professor


Um comentário:

  1. ótimo,adorei,me ajudou muito.obrigada e parabéns pr.Marcos

    ResponderExcluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.