INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

sábado, 19 de outubro de 2013

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 3 - Revista da CPAD


AULA EM 20 DE OUTUBRO DE 2013 - LIÇÃO 3
(Revista: CPAD)

Tema: “Trabalho e Prosperidade
  
Texto Áureo: Pv 10.22  
  
INTRODUÇÃO
- Amado(a) professor(a), nesta lição passe a benção que é poder trabalhar, e note que eu discordei do comentarista no tópico 1 e fechei falando de equilíbrio na conclusão, aproveite desse subsídio o que for útil.
- “linguagem metafórica”, a metáfora é a figura de linguagem que estabelece a comparação simples entre dois elementos. Isso acontece direto em Provérbios.
- “aprenderemos acerca da grandeza do trabalho”, o trabalho está impresso na natureza, não foi uma maldição dada ao homem na Queda, pois antes da Queda o Senhor já havia dado encargos para Adão.
__________________________________________
1. A METÁFORA DO CELEIRO E DO LAGAR (Pv 3.9,10)

1. A dádiva que faz prosperar.
- “são metáforas que representam uma vida abundante!”, eu sou de parecer que o texto de Pv 3.9,10 não apresenta qualquer metáfora, mas ele está dando uma promessa mediante uma condicionante. Metáfora ocorre quando é usada uma situação para representar outra coisa, no caso aqui seria “celeiro” e “lagar”, mas essas palavras estão empregadas no sentido real, pois naquela época as famílias possuíam celeiros para grãos e lagar para uvas. Atualmente precisamos usar a hermenêutica para entender e receber a promessa, porque não possuímos celeiros nem lagares em nossas casas.
- “era sinal de casa farta”, concordo planamente que o texto fale de uma certa prosperidade, mas não acredito que se refira a uma prosperidade sem trabalho, repare que a promessa era de “celeiro cheio e lagar transbordante” era cheio de grãos e cheio de uvas, então a promessa era de boa colheita, mas para isso teriam que plantar e como ninguém vivia só de grãos e uvas, tinha que debulhar o grão, amassar as uvas, cirandar o trigo, fazer o pão, fazer o vinho, e para conseguir dinheiro deveria comercializar esses produtos. Conclui-se que as bênçãos de Deus não vêm sem trabalho. Lembro que Deus prometeu a terra para Calebe, mas Calebe teve que pegar na espada e partir para a luta.  
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 1, no meio do tópico.

2. A bênção que enriquece.
- “não vem apenas de nosso esforço”, é uma combinação entre esforço pessoal e a benção do Senhor. Deus abençoa especialmente ao que trabalha e repreende o preguiçoso.
- “celeiro e o lagar somente se encherão e trasbordarão quando a bênção de Deus estiver neles”, esse tipo de afirmação é um equívoco fundamentalista, pois muitos ímpios tem obtido prosperidade sem nenhuma ajuda de Deus, apenas com seu trabalho, conhecimento e estratégia. O texto de Pv 3.9,10 não está afirmando que só os servos generosos terão seus celeiros cheios, mas está afirmando que os celeiros e lagares deles é o Senhor quem abençoa e faz prosperar e a benção do Senhor não acrescenta dores.
_____________________________________________
2. A METÁFORA DA FORMIGA (Pv 6.6-11)

1. As formigas sabem poupar.
- “as formigas sabem poupar”, quem tem a casa com algumas formigas que perambulam pela cozinha atrás de açúcar e restos de comida, geralmente não as vê no inverno, pois no inverno elas estão entocadas se alimentando de tudo que armazenou da sua cozinha, mas não esquenta não, nada pessoal. kkkk
- “O cristão deve aprender igualmente a poupar recursos para eventualidades futuras.”, essas eventualidades podem ser uma doença, uma viagem não programada, uma oportunidade de adquirir um bem com o preço abaixo do mercado, etc.
- CONTEM A RESPOSTA DA QUESTÃO 2. No meio do tópico.

2. “As formigas sabem ser autônomas.”,
- “nem oficial, nem dominador”, essas passagens mostram que as formigas não precisam serem chamadas a atenção e nem serem orientadas a armazenarem.
- Aqui aprendemos a trabalhar com aquilo que conquistamos e não devemos receber qualquer ordem para começar a preparar nosso futuro.
- “Derek Kidner”, foi um estudioso do Antigo Testamento, que escreveu vários comentários bíblicos sobre os livros sagrados. Kidner nasceu em 1913 na Inglaterra e faleceu em 2008.
- “A formiga discerne os tempos, o preguiçoso não”, o preguiçoso se comporta como se não tivesse amanhã, não faz nenhum plano, não economiza e nem prevê nada, quando vem a adversidade o preguiçoso é pego de surpresa.
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 3. No meio do tópico.
_________________________________________
3. A METÁFORA DO LEÃO (Pv 22.13; 26.13)

1. Conhecendo o leão.
-...

2. Matando o leão.
- “inércia”, falta de movimento, estado do que está parado.
- Se compararmos com Davi entenderemos que ele matou o leão como parte de um treinamento para um dia enfrentar um gigante. Por isso se hoje o trabalho parece um leão, devemos enfrentá-lo, pois em breve precisaremos enfrentar o gigante.
- É bom lembrar que o leão de 1Pe 5.8 não está longe, inclusive ele pode pegar dentro de casa também.
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 4, no meio do tópico.
_______________________________________
4. O TRABALHO E A METÁFORA DOS ESPINHEIROS (Pv 24.30-34)

1. Trabalho, prosperidade e espiritualidade!
 - “dimensão espiritual”, quer dizer que ele influencia ou tem parte no mundo espiritual, ou seja, o que realizamos de trabalho aqui tem reflexo no campo espiritual. Um fato bíblico que comprova isso pode ser o caso de Ezequias que trabalhou desde o início de seu reinado para tirar a idolatria de Israel, por isso quando ele soube que ia morrer, pediu que o Senhor se lembrasse de tudo que ele já fez 2 Re 20.3. Isso mostra que o trabalho de Ezequias não foi esquecido e nem desconsiderado.
- “funções imateriais”, são atividades da personalidade humana que não atuam fisicamente, não pode ser observado no campo material.
- Jesus ensinou o ideal do trabalho, Ele mostrou que não adianta conhecer muito e não tomar nenhuma atitude. Jesus estava sempre em atividade na obra de Deus.
- Ensine que nada do que fazemos ficará esquecido, o obreiro passa um pano no chão da igreja isso ficará registrado no céu.

2. Trabalho, ócio e lazer!
- “inércia do preguiçoso”, alguns irmãos dizem esperar uma porta de emprego, mas não se movimentam, não sai a campo para conseguir um trabalho, ficam somente na oração.
- Outros são alguns jovens crentes que buscam passar numa prova de vestibular, mas não estudam o suficiente, gastam o tempo em internet, celular, enviando mensagens inúteis que a ninguém edifica.
-“quem trabalha precisa de descanso”, alguns irmãos se deixam levar pela avareza se envolvendo no trabalho de uma forma que sobra nenhum tempo para o descanso, tremenda falta de bom senso. Dessa forma sua saúde pode se acabar e para onde vai tudo que conquistou com seu trabalho?
- “Ócio”, é a ausência de atividade, somente no caso de descanso se justifica o ócio.
- “sós com Deus e com a nossa família.”, para que o trabalho seja abençoado, bem sucedido devemos separar tempo para Deus e para nossa família. Para Deus na oração e leitura da Palavra e para nossa família nas reuniões familiares de almoço e jantar ou em atividades de lazer.
_______________________________________
CONCLUSÃO
- “mergulhar numa inércia pecaminosa”, para os obreiros deve-se ter a preocupação de estar no equilíbrio, não ser preguiçoso e também não ser zeloso ao extremo e deixar sua família de lado.
- “fazer escravos do trabalho”, esse é o outro extremo do problema, então o certo é estarmos em equilíbrio.
- Prepare o resumo do que foi mais importante em cada tópico.
- CONTÉM A RESPOSTA DA QUESTÃO 5, resposta pessoal.

Marcos André – Superintendente e professor

Boa Aula!

Um comentário:

  1. "Tende cuidado e guardai-vos de toda e qualquer avareza; porque a vida de um homem não consiste na abundância dos bens que possui."
    Devemos cuidar para que o orgulho de adquirir bens materiais oriundos de trabalho árduo, manifestado orgulhosamente, não venha aparecer o pecado da cobiça. Celeiros menores, celeiros maiores...
    O primeiro mandamento é amar a Deus parafraseando, o último, amar ao próximo isso devido não ser possível caso cobicemos.Lucas 12.13=21; somos ricos, temos mais do que suficiente? De acordo com o mundo pós-moderno não somos. Todo cuidado é pouco da invisível avareza.
    Hb 13.5 - como trabahar com contentamento com as coisas que temos ?
    até a próxima lição

    ResponderExcluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.