domingo, 30 de março de 2014

ESCOLA DOMINICAL - Conteúdo da Lição 1 do 2º Trimestre - Revista da Editora Betel


Cura Para Enfermidades da Alma
06 de abril de 2014

TEXTO AUREO
“E percorria Jesus todas as cidades e aldeias, ensinando nas sinagogas deles, e pregando o evangelho do Reino, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo.” Mt 9.35

VERDADE APLICADA
O Senhor sabe quem verdadeiramente somos e conhece todas as nossas dificuldades.

TEXTOS DE REFERÊNCIA
Jo 5.2 - Ora, em Jerusalém há, próximo à Porta das Ovelhas, um tanque, chamado em hebreu Betesda, o qual tem cinco alpendres.
Jo 5.3 - Nestes jazia grande multidão de enfermos: cegos, coxos e paralíticos, esperando o movimento das águas.
Jo 5.4 - Porquanto um anjo descia em certo tempo ao tanque e agitava a água; e o primeiro que ali descia, depois do movimento da água, sarava de qualquer enfermidade que tivesse.
Jo 5.5 - E estava ali um homem que, havia trinta e oito anos, se achava enfermo.
Jo 5.6 - E Jesus, vendo este deitado e sabendo que estava neste estado havia muito tempo, disse-lhe: Queres ficar são?

INTRODUÇÃO
Todas as pessoas, ao longo de sua existência, sofrem traumas emocionais. Isso acontece quando somos feridos pelos acontecimentos da vida ou por indivíduos, próximos a nós ou não. Os traumas podem deixar feridas profundas na alma. Sua dor é intensificada pelo senso de impotência. Sem o devido tratamento, a pessoa se fecha para o mundo, protege-se por uma muralha construída de amargura, desejo de vingança, auto piedade, medo e desconfiança. Portanto, vamos aprender como restabelecer o equilíbrio entre corpo e a mente, à luz das Escrituras, para vivermos com mais qualidade de vida (Jo 10.10b).

1. Identificando os distúrbios emocionais
Acontecimentos ruins podem acometer qualquer cristão e deixá-lo triste, amargo e até revoltado. O fato de sermos servos de Deus não nos torna imunes ao sofrimento (2Co 6.4,5); não nos isenta de dores, doenças, acidentes, contrariedades, traições, perdas, separações, injustiças, decepções e tantos outros reveses que fazem parte da existência humana. Existem certas áreas da vida humana que precisam de um toque especial do Espírito Santo, porque nem sempre a conversão do indivíduo traz cura imediata a todas as enfermidades, como acontece com os males emocionais.

1.1. A maturidade para identificar o problema
Compreendendo a necessidade de uma transformação em certas áreas de nossa vida, evitaremos atitudes extremas que são comuns em muitos lugares e situações como por exemplo, irmãos que veem a ação de Satanás em situações que não possuem respostas concretas. É preciso ter cautela ao afirmar que o diabo está ou não agindo em alguém. Pois, pela falta de discernimento de alguns líderes, muitas pessoas se sentem feridas e desiludidas, precisando de restauração, simplesmente, porque um crente espiritualmente imaturo cismou em expulsar demônios que julgava estar atuando nas pessoas. Como denuncia o profeta, é o pecado da ignorância (Os 4.6). Nem todos os comportamentos que desconhecemos têm a ver com manifestação de espíritos malignos. Não são todas as pessoas que precisam de libertação de demônios. Algumas precisam de tratamento terapêutico, ou até medicamentoso (lTm 5.23). Temos que aceitar a ciência como uma bênção divina, e não uma inimiga do Evangelho (Mt 9.12). A boa ciência tem contribuído e muito para a saúde integral dos homens há muito tempo.

1.2. Soluções bíblicas para problemas médicos
Ter mais fé, orar mais e ler mais a Bíblia são orientações comuns para solucionar os problemas de traumas, depressão e outras enfermidades da alma. Mas essas respostas são simplistas demais e denota ausência de conhecimento e sensibilidade para situações de grande complexidade. Na verdade, a pessoa que recebe essa orientação, pode acumular mais pressão sobre si, uma vez que seus problemas são de origem emocional. A sua forte sensação de culpa aumenta e redobra o seu desespero. Alguns irmãos precisam de uma orientação terapêutica na área das emoções, um psicólogo ou até mesmo um psiquiatra. Assim como um leigo não pode prescrever remédio a um paciente com problemas patológicos, também é necessária a capacitação específica para cuidar de pessoas com problemas emocionais, uma vez que esses podem gerar doenças psicossomáticas.

1.3. Quais são os distúrbios (doenças) emocionais?
1. É comum as pessoas serem dominadas por complexos (inferioridade, incapacidade e ansiedade, lPe 5.7), alimentando a ideia de que nunca serão alguma coisa, que tudo dará errado e que ninguém gosta dela. 2. O complexo de perfeccionismo também é uma doença gravíssima, e a pessoa tem um sentimento interior de insatisfação (Fp 2.14); pensa que nunca faz nada direito e não satisfaz aos outros, a si mesma e nem a Deus; carrega uma sensação de culpa, sempre impulsionada pelo que sente ser seu dever. 3. Outro trauma é a suscetibilidade, pessoa supersensível e que já padeceu com muitas mágoas (Jo 21.17). São pessoas que exigem muito agrado, no entanto, por mais que seja feito algo para alegrá-las, nunca é o suficiente. 4. Também há os que são dominados por temores. Pessoas que temem demasiadamente o fracasso, e possuem tanto medo de perder no jogo da vida que nunca entram na partida (Mt 25.25). Assistem na plateia sem se comprometerem.

2. Passos importantes para a restauração
“Também o Espírito, semelhantemente, nos assiste em nossa fraqueza” (Rm 8.26) Essa declaração do Apóstolo Paulo lembra qual é a ação do Espírito Santo na vida do cristão. Ele assiste, ou seja, acompanha em conjunto, passo a passo todo o processo de restauração de cada um. O Espírito Santo se torna companheiro, trabalhando ao lado de quem sofre, participando de todo o processo de cura (At 15.28). Ele é o terapeuta espiritual e eficaz que nos auxilia, orientando naquilo que é preciso fazer (Jo 14.16,26).

2.1. Ter coragem para falar do problema
Por mais difícil que possa parecer, é fundamental encarar o problema de frente. Admitir e falar do assunto com outra pessoa fazem parte do processo de cura. Existem problemas que nunca poderão ser solucionados enquanto não falarmos deles. As confissões possuem poder terapêutico, pois a Bíblia orienta: “Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros, e orai uns pelos outros para serdes curados” (Tg5.16), então devemos reconhecer de forma consciente nossos problemas e procurar alguém idôneo para ajudar-nos.

2.2. Humildade e quebrantamento aliados à restauração
De certa forma, o mundo é composto de dois tipos de pessoas: os que se sentem suficientes e não sentem fraquezas emocionais e espirituais, e os que reconhecem suas limitações. Para efeito didático, chamaremos o primeiro grupo de independentes, e o segundo grupo de dependentes. As pessoas que compõem ambos os grupos se encontram em todos os níveis da sociedade, inclusive na igreja de Cristo. Há crentes que se portam de maneira independente e insensível quanto à graça de Deus, e outros que admitem sua total dependência do Senhor. Humildade e quebrantamento são passos importantes na restauração das feridas emocionais (Pv 18.12-14). É admitir nossas fragilidades humanas e limitações para viver como Cristo viveu. Reconhecer nossa incapacidade e permitir que Ele viva em nós, essa impossibilidade transforma-se em realidade: Cristo em nós é a esperança da glória (Cl 1.27).

2.3. Saber se queremos ser curados
Foi exatamente essa a pergunta que o Senhor Jesus fez ao paralítico que esperava ser curado há trinta e oito anos (Jo 5.6). Há pessoas que só querem conversar sobre suas mazelas, e não querem a cura, Só falam para despertar a compaixão nos outros e se utilizam dos ouvintes como uma muleta. O paralítico respondeu a Jesus: “Mas, Senhor, ninguém me põe na água. Eu bem que tento, mas todos chegam antes de mim.” Aquele homem esperou tanto tempo que já estava emocionalmente abalado. Sabe-se que, mesmo fisicamente, não se pode curar uma pessoa sem que haja, por parte da mesma, uma íntima vontade e desejo de ser curado. Os médicos fazem a parte que lhes cabe, mas o maior trabalho fica por conta da própria pessoa. Ninguém pode fazer por nós o que não desejamos nós mesmos. Por isso Jesus pergunta: “Queres ficar são?” (Jo 5.6; Lc 18.41).

3. Cura e restauração divinas para os enfermos de alma
Se analisarmos um exemplo bíblico de um coração ferido, descobriremos José. Foi atitude de perdão que salvou José de tornar-se prisioneiro do seu passado, pois não abrigou, em seu coração, desejos de vingança (Gn 45.5). De uma maneira maravilhosa, os sofrimentos que José experimentou foram usados por Deus, os dias difíceis haviam-se passado e José soube deixá-los para trás.

3.1. Não permitir o ressentimento
O ressentimento, muitas vezes, apresenta-se como um empecilho à obra restauradora de Deus e do seu Santo Espírito. O Senhor quer nos curar, mas nós recusamos a esquecer o passado e resistimos olhar para frente. Não podemos ser escravos do que nos aconteceu, nem de nossa história. O sofrimento, associado ao ressentimento resulta em escravidão (Jó 5.2; Gl 5.1). É como se estivéssemos condenados a caminhar arrastando pedras enormes amarradas aos pés. Acrescentar ressentimento às lembranças dolorosas é criar uma mistura ácida que corrói o coração.

3.2. Permitir a intervenção de Deus
Todos nós precisamos de cura e crescimento emocional. Trata-se de uma atitude de humildade e reconhecimento de que necessitamos de Deus da cura do Senhor. Quando temos uma ferida, colocamos um curativo e tapamos a ferida, mas ela continua lá, e, quando esbarramos em algo, sentimos dor novamente. Assim é a ferida emocional, também, tapamos fingindo que não está lá, mas de lá ela não saiu. E, quando acontece alguma coisa que mexe com o nosso emocional, sentimos novamente aquela dor. Para sermos curados, é necessário tirarmos o curativo para que Deus derrame seu bálsamo curador.

3.3. Soltar as amarras emocionais com o perdão
Frequentemente há ódio, raiva e ressentimento em nossa alma, associados às lembranças dolorosas. Na realidade, são esses sentimentos (e não o fato em si) que nos machucam, perseguem e causam tristeza. Diariamente tais sentimentos trazem, à tona, a dor que um dia sofremos. Quando nos ressentimos (tornar a sentir; sentir muito), remoemos a mágoa, relembramos a ofensa, revivemos a dor e reforçamos o sofrimento. Autorizamos àquele que nos feriu no passado o poder de fazê-lo no presente e continuar nos ferindo no futuro. As amarras emocionais só podem ser rompidas com o perdão. O ressentimento nos torna marionetes nas mãos de Satanás, ficamos amarrados, controlados, escravizados, fazendo exatamente o que ele quer (2Co 2.10,11).

CONCLUSÃO
Feridas na alma são, aquelas que doem, mesmo quando já não vemos mais o machucado; ou aquele que causou a ferida não está mais presente e, ainda assim, de vez em quando, elas voltam e incomodam. Às vezes, causam insônia, falta de apetite e tristezas. E doem muito, dói o peito, doem os olhos, dói o coração. Mas, principalmente doem na alma.

27 comentários:

  1. Texto Áureo - Apenas um cumprimento messiânico profetizado por Isaías (53) que iria promover curas afim de testificar aos homens que seria o Cristo e demonstrar o reino de Deus. Em nenhum momento essa passagem é REGRA que por onde passa, ou seja, onde clamamos e suplicamos haverá cura. A soberania de Deus é entendida, subentendida e explícita ao longo de toda a Escritura.
    Item 1 Quem disse que a conversão obrigatoriamente tem que trazer cura? Vários irmãos morrem após a conversão, passando 20, 30 anos com mesmo problema clínico.
    Item 1.1 Ciência e cultura devem ser analisados a luz da Bíblia pois nem sempre andam de acordo. A PSICOTERAPIA é uma pseudo-ciência. Não há provas científicas que é uma ciência. Ao contrário, considera-se uma religião pois trata de mexer com mente (alma).

    João 5.2-6 - A correta interpretação é a Palavra de Deus demonstrando que a glória e o poder da cura vem do Senhor Jesus e não do anjo. Acrescenta-se a isso que a soberania de Deus está nos 38 anos de espera. Nada tem haver com o fato de o simples ato de proferir que "queremos ser curados", como reza o subitem 2.3, é condicionante para recebermos a cura desejada.
    Introdução - "desejo de vingança e outras consequências de traumas do passado" a luz da Bíblia, ocorre pela escolha MORAL hoje e não pelo fato ocorrido anteriormente que ocasionou atitudes no presente. Isto é mais uma teoria Freudiana na qual diz que tudo que ocorrer até os cinco anos de idade, trará consequências futurísticas para atos que teoricamente estão no inconsciente. Caso fosse verdade, ninguém poderia se responsabilizar pelo erro quando adulto. Já pensou, apanhei de meu pai, e realmente apanhei, então hoje sou um homem violento, certo? Errado, a Graça de Deus me impede pois atento pelo fruto do Espírito a qual assistimos o combate travado em mim mesmo todos os dias (Gl 5.17). Já pensou, uma pessoa tem nove irmãs e é o único homem, Pela psicologia a possibilidade de ser homossexual é grande... um pai que corrige, deixa traumas aí tem que passar a mão na cabeça pois a psicologia diz que traumatizará.
    Verdade Aplicada - Sim, o Senhor também molda com o sofrimento nosso caráter.
    A BÍBLIA NOS DIZ QUE O CORAÇÃO MALIGNO DO SER HUMANO E SUAS ESCOLHAS PECAMINOSAS CAUSAM OS PROBLEMAS MENTAIS, EMOCIONAIS E COMPORTAMENTAIS DO INDIVÍDUO conforme se lê em Mt 7.21-23. Psicoterapia procura melhorar o ego da pessoa, coisa que a Bíblia condena.


    ResponderExcluir
  2. 1.2 - "Ter mais fé, orar mais e ler mais a Bíblia são orientações comuns para solucionar os problemas de traumas, depressão e outras enfermidades da alma"
    É triste ver que examinar as escrituras se resumiu em "orientações comuns; "simplistas doeu mais ainda... (2 Perdro 1.3; 2 Tm 3.16)
    Manicômios não só no BRASIL mas em todo o mundo mantém através de medicações "dopantes" diversas pessoas. A PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR É pelo autor, cada crente com "problemas emocionais tem que ter um psicólogo? haja dinheiro. Pode pegar da arrecadação do dízimo? A indústria milionária das fluoxetina e divãs de escuta...eita Glória, digo, eita Freud! que estrago hein ! Freud poderia ter nascido à época de João Batista, Paulo, Estevão sei lá. Já imaginaram? Paulo com CID de depressão! eu queria essa depressão já que hoje o evangelho que conclamamos é leve, sem perseguição, sem chicotadas que traumatizam, aí.
    subitem 1.3 - "não vou estudar pois há muitas pessoas concorrentes para poucas vagas, não sei, não passarei!" Isso a luz da psicologia é complexo de inferioridade, a luz da Bíblia é preguiça. Adiantando, a lição 02 chama de
    doença do medo quando Moisés falou a Deus que não seria eloquente para falar com Faraó. Biblicamente, é virtude RECONHECER A INCAPACIDADE, coisa que a psicologia incentiva o contrário, a auto-confiança, que é SOBERBA! Vaso de barro ou vaso de X-Mam?
    ITEM 3
    Não é questão de esquecer o passado, contraditório, nos ambientes de psicoterapia, eles mesmos, os psicólogos gostam de voltar ao passado para caçar perdão. Oque é preciso? Leitura da palavra, oração e jejum, que o autor chama de receita simplista, pois uma vez convertido Paulo fala que "deixando as coisa que ficam para trás, seguir em frente..."o que ocorre é que ao se debruçar na Bíblia verificará que é obra da carne a sua atitude de não perdoar e orar pedindo a Deus ajuda a amá-lo genuinamente. "Quem pouco perdoa pouco amam"
    simplista...
    3.2 para sermos curados é necessário esvaziar-se hoje, contrário da psicoterapia auto-estima, reconhecer a luz da Palavra este entrave da obra da carne.
    conclusão - engraçado, quantas angustias, dores no peito fazem com que reflitamos um erro? discernir o que é necessário mesmo dolorosamente somente através de conselhos bíblicos e não de ímpios. Vãs filosofias humanísticas;
    Estou com fratura, vou a um ortopedista. Estou com depressão vou em um...cuidado. A mente não recebe intervenção cirúrgica. A Bíblia já trata dessas coisas a 6000 anos.

    ResponderExcluir
  3. Queria que as irmãs do grupo de oração e jejum assembleianas, sim aquelas genuínas e sinceras, as "senhoras", fossem conduzidas lá nos hospitais psiquiatricos para Freudianos verem a obra de libertação e confronta-los com seus "Ph D" de anos de estudo. Quem já viu não deixa mentir. Resumidamente, diria que a psicologia (psicoterapia) cria doença onde a Bíblia chama de necessidade ou virtude, e cria soluções para outras enfermidades que de fato existem mas omitem as soluções bíblicas substituindo-as pelas teorias da psicanálise de Jung, Freud e outros humanistas.
    Vamos a mais um exemplo. "João é um homem nervoso, brigão arrogante e altivo. Se sente isolado e procurou um médico. médico? O "médico", receituo-o medicamento para acalmar-se e viver em sociedade. Parece que a dependência aumentou... hi! esqueceu de tomar hoje, brigou com todo mundo."
    João ouve o conselho Bíblico do porteiro da Igreja, é, pois o Líder dele não sabe aconselhar, ao contrário, vai logo encaminhando o rebanho "cliente" a um psicólogo, cujas passagens mostram as obras da carne, a doutrina da deprevação humana, a doutrina do pecado, o pecado da ira, contenda, o ORGULHO, a necessidade de DESCERMOS MAIS, a obra regeneradora, lapidadora e da oração.
    "Ó JOÃO! TEM UM CONSELHEIRO, CHAMADO DE PRÍNCIPE DA PAZ, QUE PODE TE ACONSELHAR...

    ResponderExcluir
  4. É melhor investir quinze ou vinte dólares, hoje, comprando uma Bíblia, do que gastar cem ou cento e cinquenta dólares por hora, no escritório de um psiquiatra amanhã
    Andrew Young

    ResponderExcluir
  5. Respostas
    1. Li esses comentários e eu ainda vou analisar o conteúdo da revista, espero que não esteja muito gritante. Depois eu te falo a impressão que tive.

      Excluir
  6. "Quem se considera barro torna-se ouro nas mãos de Deus"
    Ciro Sanches
    É, esta revista do trimestre Betel já tá um bafafá.

    ResponderExcluir
  7. Professor estou aguardando o esboço da lição 1 do 2° trimestre (Betel)
    tem sido muito útil.
    T.MENDES obrigado, tenho tirado proveito dos seus comentários.

    ResponderExcluir
  8. vÁ A QUALQUER LIVRARIA E CONTE OS LIVROS QUE TRATAM DE SOFRIMENTO HUMANO COMO DEPRESSÃO, MEDO,REJEIÇÃO, DIVÓRCIO, RECASAMENTO, SOLIDÇAO ETC. eM CONTRATSTE COM ISSO, veja quão pouco se escreve ou ensina sobre partilhar os sofrimentos de Cristo, o Senhor.
    paz

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exemplo prático: Já notaram quando alguém que perde uma pessoa muito querida, esta acomete-se de DEPRESSÃO. daí vem as medicações, terapias milhões de pessoas pelo mundo estão assim, correto? Como seria a luz da Bíblia uma solução?
      Primeiramente, havendo conversão, e conhecendo a "RECEITA simplista" QUE O AUTOR COLOCA NA REVISTA, ou melhor, a Bíblia, lá nos irmãos de TESSALÔNICA (1 Ts 4.13-18) estavam tristes com a perda de entes queridos crentes. Paulo reforça a encorajá-los a não permanecerem assim devido a volta de Cristo com a ressurreição dos santos naquele dia. O fato de Paulo ter dito que não "entristecei como os ignorantes" não diz que eles estavam com depressão e que não teriam os crentes nenhum momento de tristeza e sim de que conhecendo a verdade da esperança de Cristo, conhecendo a Bíblia por completo, de que a alegria vem do Senhor, desse encorajamento a seguir o alvo, de que vale a pena sofrer agora por amor ao evangelho, ficamos confortáveis de que existe uma eternidade. O amor deve estar primeiro em Cristo não no homem (esposa, marido, filhos, amigos) pois quando o perdemos, nos desesperaremos.
      mas sem conhecer, a onde estiver o tesouro ali estará o coração. Sei que uma perda é forte, perdi meu pai tem um ano, mas me alegro todo dia que morreu em Cristo. Também sei que nos daremos em forma celestial (após a ressurreição de nossos corpos) e não ficarei na eternidade "pai, pai, pai, este foi meu paizinho que me levou na escola"; ficaremos diferentes eu, ele juntos, e milhares de anjos pronunciando "santo, santo, santo é o seu NOME

      Excluir
  10. Um psiquiatra aconselha a um indivíduo que "ele deveria descobrir aquilo que o irrita e tratar de evitá-lo".
    Aí pergunto, o que faz um homem, quando descobre ser a esposa a causa de sua irritação?
    Aos irmãos que vão ministrar aula amanhã, reforcem o alto índice de divórcios nos países ocidentais após a multiplicação de consultas e atendimento secular psicológico.
    Obrigado Freud! Você destruiu as famílias!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não precisa ir muito longe... dentro de nossas igrejas já existem casos assim... O Gálatas insensatos.... te faz lembrar algo? começa bem (pelo espirito e termina na carne).
      Maranata ora vem Senhor Jesus....

      Excluir
    2. Fui buscar revista pra EBD na CPAD e já tinha acabado, será tem a ver com o tema da Betel? Já que aqui no Rio essas são as duas mais usadas?
      Paz do Senhor irmã Juliane

      Excluir
  11. Eis aí os pontos de vista popularizados pela psicologia:
    A natureza humana é basicamente boa;
    As pessoas possuem em si mesmas as respostas para seus problemas;
    A chave para se entender e corrigir as atitudes e ações de uma pessoa reside em algum ponto de seu passado;
    Os problemas de uma pessoa resultam de algo que alguém fez a ela;
    os problemas humanos podem ser meramente psicológicos quanto à sua natureza, não vinculados a quaisquer condições espirituais ou físicas;
    Problemas profundos só podem ser resolvidos por conselheiros profissionais que usam terapia;
    As Escrituras são recursos simplistas na resolução de certos tipos de problemas.

    Muitos desses profissionais vendem supostas curas por preços exorbitantes, mas também inventam doenças para aos quais as curas são necessárias. Uma estratégia comercial bem sucedida, .

    ResponderExcluir
  12. OLÁ A PAZ DO SENHOR A TODOS!
    SEGUE ABAIXO OS MEUS COMENTÁRIOS SOBRE A LIÇÃO

    OBRIGADO T MENDES! QUE DEUS TE ABENÇOE ... ME ALEGRANDO COM SEUS COMENTÁRIOS! O ESPIRITO SANTO AGRADECE E FREUDIANOS FICAM FURIOSOS....

    Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos;
    Vê se há em mim algum caminho perverso, e guia-me pelo caminho eterno. Salmo 139-23,24.

    Vivemos em uma sociedade cada vez mais repleta de conflitos psíquicos, emocionais e espirituais.
    Ansiedades, depressões, temores, angustia, complexos, traumas amarras, opressões, insônias, tentativas de suicídios, etc.. São termos cada vez mais comuns que descrevem a situação de muitos homens e mulheres. Atualmente muitos estão se voltando para a psiquiatria e para analise em busca de alivio para males mentais e espirituais dos quais padecem. Quando ainda em sua ignorância, recorrem a curandeiros, espiritualistas, yoga, meditação transcendental e outras práticas de ocultismos, procurando em vão a solução de seus problemas.
    Verdadeiramente a nossa sociedade é e está cada vez mais enferma e doente. O ramo da medicina, mas lucrativa é a psiquiatria. “A NOVA ERA” encontra um grande mercado, assim como ocultismo e outras possíveis “soluções”.
    Existe muita especulação sobre este assunto e ele muitas das vezes é aplicado de maneiras erradas. Quando falamos de cura interior, falamos sobre cura da alma.
    Esse assunto tange tanto no meio evangélico como no meio de uma sociedade sem Deus (Cristãos e não Cristãos), muitas das vezes não encarado pelo alto suficiência humana se torna um câncer em nossas igrejas, veja quando nos convertemos o nosso espírito é vivificado pelo Espírito Santo e é curado da culpa do pecado (este é o maior milagre de Deus , embora muitos ainda não reconhece), e conseqüentemente está livre para ter comunhão com Deus, mas na nossa alma ficaram feridas, lembranças, traumas, do tempo que vivíamos na vida de pecado... Nós não somos o que gostaríamos de ser. Diante disso tudo precisa encarar essa realidade e enfrentá-las usando a Palavra da verdade. O Espírito Santo é o Espírito da verdade, Ele nos revela quem realmente somos.
    Tudo que Deus revela durante o tempo de ministração, tais como falhas de caráter, pessoas que você magoou, etc... Precisa ser anotada, essa atitude ajuda muito, mas precisa ser de forma sincera consigo mesmo, conheça a verdade e verdade te libertará Jô 8.32. A cura esta na Palavra de Deus e infelizmente muitos desconhecem essa verdade procurando caminhos de solução imediata e conseqüentemente se frustrando e padecendo. Devemos ter atitudes de fé sabendo que Deus sabe de todas as coisas Hb 4.13 e não subestimar o poder de Deus.
    A causa fundamental dessas doenças na alma é o afastamento de Deus, desobediência a suas leis, pois muitos podem estar com Deus mais não em andar com Deus.
    Quem precisa de cura interior: existe alguma dica de conflitos interna aparentemente não parece ser uma doença mais é o indício de um conflito existencial
    - Não aceitar assim como é (aparência, limitações, cor, sexo, casado, solteiro, situação econômica...), usa de artifícios para mudar – esconder.
    - É uma pessoa amarga
    - Não tolera a si mesmo
    - Esta sempre de mau humor
    - Tem dificuldade de se aproximar de outras pessoas, estabeler diálogos, romper ambientes.
    - Medo de rejeição (não ser aceito)
    - Timidez
    - Carência
    - Complexos de inferioridade
    - Tem dificuldade de olhar nos olhos das pessoas quando conversa
    - Se acha sem valor
    * coisas semelhantes a essas.

    ResponderExcluir
  13. CONTINUAÇÃO DA POSTAGEM ANTERIOR:

    Como obter cura interior: UMA PERGUNTA? É SIMPLES OU SIMPLISTA?
    BOM NÃO VEJO DESTA FORMA.
    HUMILDEMENTE, PRECISAMOS:
    1º Crer que Deus pode curar Hb 11.6
    Fé e crer nos fatos divinos, crer na obra de Jesus.
    2º Reconhecer que precisamos de cura.
    O pior doente é aquele que não se acha doente. É preciso enfrentar a verdade, ser especifico com Deus e consigo mesmo, admitir nossos fracassos e tratar de frente.
    Reconhecer que está ferido
    Que ferimos outras pessoas
    Se dispuser para Deus
    3º Confiar nas pessoas que nos ministram, que podem nos ajudar (liderem, pastores, conselheiros, palestrantes). Ser transparentes e sinceros.
    No mundo não é prudente abrir nossos problemas com as pessoas. Mas no reino de Deus, Ele usa os irmãos para nos ajudar (confessar nossos pecados, ser transparentes uns com outros, reconhecer nossa limitação e erros, quando rasgamos o coração para Deus, Ele vem com a solução, nos aconselhando qual as decisões a tomar e nos ensina a retornar ao caminho).
    4º Localizar a raiz dos problemas
    Muitos dos nossos problemas são apenas galhos ou conseqüências de algo mais profundo. Se fomos sinceros com Deus e conosco mesmo, saberemos de onde vem os nossos problemas, que precisa ser tratado não só com atos mais com atitudes.

    5º Quebrar toda maldição e jugo satânico
    Através da oração especifica
    “ Não podemos impedir que os pássaros voem sobre nossa cabeça, mas podemos impedir que façam ninho sobre ela”
    A Palavra de Deus sempre apela para renovarmos nossa mente Rm 12.2
    Equação espiritual:
    Circunstâncias difíceis + mentira de satanás = Depressão, angustia...
    Circunstâncias difíceis + verdade de Deus = Edificação, Felicidade...
    Jesus em seu ministério terreno apresentou aos homens como o médico por excelência. Curou toda sorte de doenças e enfermidades e foi alem fazendo o que nenhum medico seria capaz. Ressuscitou os mortos. Curou sem fazer qualquer exame prévio, não enviou seus clientes a nenhum laboratório, nunca pediu prazo para operar a cura. Nunca tomou muito de qualquer doente. Nunca ordenou que voltassem mais tarde ou daqui a um mês. Não importava a gravidade da doença. Com toque de sua mão ou até mesmo com a sua presença, um gesto ou uma palavra, o enfermo era curado. Por isso merece sempre ser Chamado “MÉDICO DOS MÉDICOS”. Seja para o corpo ou para alma, o médico dos médicos Jesus Cristo tem o remédio ou bálsamo restaurador. Jr 8.22

    Jesus Cristo é o Senhor!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois dessa esclarecedora exposição da Senhorita Missionária Juliana, encerro Pastor Marcos minhas considerações para lição 1 da Revista Betel.
      Deixo mais um lamento com relação ao preço da revista:
      R$ 13,00 a do professor. Curiosamente, o livro "Psicologia na Igreja", de T.A. McMahon, Actual edições, sai a R$ 11,00. O jornal da cidade que moro, em dia de domingo, acompanhado de uma revista três vezes maior e volumosa de páginas que a Betel, sai a R$ 3,00. Desse jeito vou ficar com depressão...
      A Paz Juliane, espero que comente sempre as lições neste Clube da Teologia

      Excluir
    2. Irmã Juliane e irmão Mendes, ontem (sábado) eu fiquei assustado com o valor da revista da Betel,está muito cara. Gostei da explanação da missionária vou reler depois para absorver mais.
      Estive fora da net esse fim de semana, mas vou colocar tudo em dia. paz

      Excluir
    3. Amém meus irmãos!

      Estarei aqui mais vezes para tecermos comentários juntos...
      Fico agradecida a Deus sempre em meu coração, por termos a oportunidade grandiosa de falarmos e estudarmos seus preceitos com mais sublimidade, isso porque o Espírito santo é o condutor e o agenciador de todos os nossos pensamentos. Pr Marcos André podemos falar mais por e-mail ? e T. Mendes obrigado meu irmão pelo comentário de ser servo acima de tudo ou de todos os cargos....
      A paz meus amados irmãos, que a paz que excede todo o entendimento esteja não somente hoje, mas para todo o sempre em seus corações.
      Hoje a aula foi impactante, graças a Deus que nos deu sua revelação em Cristo Jesus o nosso médico por excelência!

      A vitória é certa pelo sangue de Jesus!

      Excluir
    4. Irmã Juliane pode mandar para o meu e-mail, qualquer assunto relevante. O CLUBE DA TEOLOGIA está aberto para todos participarem.
      Coloquei a irmã como colaboradora do Blog, estou agradecido pela tua ajuda.
      Paz de Deus.

      Excluir
  14. Obrigado por compartilhar essa lição _/\_

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De nada irmão, estamos sempre prontos a ajudar.
      Paz

      Excluir
  15. Como eu faço para comprar essa revista?

    ResponderExcluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.