quinta-feira, 3 de abril de 2014

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 1 - Revista da CPAD


AULA EM 06 DE ABRIL DE 2014 - LIÇÃO 1
(Revista: CPAD)

Tema: E Deu Dons aos Homens  

Texto Áureo: Efésios 4.8
  
INTRODUÇÃO
- Amado(a) professor(a), recomendo que nesta aula você apresente a revista do trimestre, explique a capa, a fim de promover o interesse dos alunos. Tenha em mente que essas lições são pra resgatar o valor e a importância dos dons do Espírito Santo.
- “dons”, vem de dádiva, significa aquilo que é dado.
- “com graça e poder”, os dons demonstram a graça e o poder, os dons auxiliam poderosamente a pregação do evangelho.
- “Grande Comissão”, se refere ao “ide”, à missão de anunciar ao mundo as boas novas de salvação.
- “subsidiam os santos”, significa que dá subsídios aos santos. 
- “cheguem à unidade da fé”, seria todos professarem a mesma fé
__________________________________________
1. OS DONS NA BÍBLIA

1. No Antigo Testamento.
- “há vislumbres dos dons”, são visualizações momentâneas.
- “não estavam acessíveis ao povo”, isso porque os dons são manifestações do Espírito Santo e Ele ainda não havia sido derramado, como foi em no dia de Pentecostes.
- “Antiga Aliança”, se refere a Aliança da Lei e a Nova Aliança é a Aliança do sangue.

2. No Novo Testamento.
- “sentido ativo da palavra “dar””, dá a ideia de que Deus dá dons aos homens sem exigências, nem imposições, não por pagamentos ou trocas, mas basta que eles peçam pelo Espírito Santo e lhes será dado.
- “palavra “dar” em Filipenses 4.15”, significa que quando se lê Filipenses 4.15 e aparecer a palavra “dar”, no original em grego estava o verbo “didomi”.
- “promova a libertação dos cativos”, os que estão aprisionados pelo pecado, pois muitas pessoas tem vontade de aceitar a Cristo, mas estão presas pelo pecado e a simples ministração da mensagem não as move de suas prisões. Porém quando sentem o poder de Deus operando numa revelação, numa cura ou numa profecia, então se rendem diante da autoridade espiritual.
- “acesso direto a Deus”, convém relembrar aos alunos do véu que se rasgou na hora em que Jesus rende o espírito, representando a abertura do acesso ao Santíssimo Lugar. Lembre que aquele véu fazia separação entre o Santíssimo Lugar e o Lugar Santo no templo.

3. Uma dádiva para a Igreja.
- “mais didáticos”, mais instrutivos, que ensina mais.
- “eficientes”, que alcança os objetivos, que é eficaz.
- “querer exaurir os dons em uma lista”, a palavra “exaurir” significa “esgotar” significa que Paulo não tem a intenção de esgotar o assunto, sistematizando o ensino sobre dons e engessando sua aplicação, Paulo apenas que eles sejam usados com ordem, decência e consciência.  
- “evangelizar o mundo”, os dons servem para a obra de Deus, não são para a salvação pessoal. Ninguém deve achar que alguém está salvo porque possui dons espirituais, isso já levou muitos crentes a se decepicionarem.
_____________________________________________
2. OS DONS DE SERVIÇO, ESPIRITUAIS E MINISTERIAIS

1. Dons relacionados ao serviço cristão.
- “depende dos outros”, a analogia do corpo mostra que todos são úteis na obra do Senhor, não existe o mais importante porque tem um determinado dom, todos são importantes.
- “está prestando um serviço para alguém”, estes dons de serviço se refere aos cargos e encargos distribuídos para o bom funcionamento de uma igreja.
- “Ministério (ofício diaconal)”, o trabalho diaconal é uma função que pode ser desenvolvida por qualquer um, porém aqueles que tem esse dom terão mais facilidade nas tarefas de administrar esse importante serviço.
2. Conhecendo os dons espirituais.
- “vida pregressa”, vida que se levava anteriormente, muitos em Corinto tinham aceitado a fé em Cristo.
- “religiões de mistérios”, muitas dessas práticas vinham de religiões gnósticas que buscam enaltecer o misticismo.
- “e fora dele”, a melhor utilização para os dons espirituais é fora dos cultos, nas visitas e orações em lares. Muitos crentes usam os dons espirituais somente para sobressaírem aos demais irmãos dentro da igreja.
- “não ensinarem de forma correta”, muitas igreja valorizam tanto os dons que reservam pouco ou quase nenhum tempo aos estudos da Bíblia. De forma que muitos servos de Deus acabam aprendendo pela imitação e não pela análise da Bíblia.
- “fanatismo religioso”, é a defesa sem embasamento, sem ouvir o outro lado, sem aceitar outra opinião. Entre os crentes tem isso!

3. Acerca dos dons ministeriais.
- “para o serviço cristão”, os dons ministeriais estão ligados às lideranças eclesiásticas. São dons que expressam a autoridade.  
- “ministros para servi-la com zelo”, “zelo” significa cuidado. Quem ministra nas igrejas deve cuidar do rebanho como cuida da sua própria casa.  
_________________________________________
3. CORINTO: UMA IGREJA PROBLEMÁTICA NA ADMINISTRAÇÃO DOS DONS ESPIRITUAIS (1Co 12.1-11)

1. Os dons são importantes.
- “dons espirituais cessaram no primeiro século”, alguns crentes acreditam que os dons espirituais só eram necessários para o período apostólico.
- “se achar superiores uns aos outros”, não são poucas as histórias de crentes que menosprezam outros por não terem dons. Deixam de fora em algumas atividades da igreja ou formam grupos a parte isolando determinado irmão.
- “supervalorizando alguns dons”, atribuir demasiado valor aos dons faz com que os membros se sintam acomodados em relação ao conhecimento da Palavra. Deixando de buscar esse importante conhecimento, se tornam meninos e passam a fazer meninices dentro da igreja. Os dons, se forem usados com sabedoria, podem auxiliar no resgate de milhares de almas, mas a meninice pode fazer desviar os novos crentes.
- “para melhor servirmos à igreja”, está aqui um bom motivo para buscarmos os dons de Deus. Por causa das meninices muitos crentes deixaram de buscar os dons, mas o certo é evitar o besteirol místico que alguns fazem e buscar os dons espirituais para o crescimento da igreja em graça e unção.
2. Diversidade dos dons.
- “apresentada por Paulo em 1 Coríntios 12”, professor(a), pergunte a classe só para ver se eles lembram que lista é essa, de qual tipo se refere? Se é dos dons de serviço, espiritual ou ministerial.
- “mas simultaneamente a sua multiplicidade”, quer dizer que ao mesmo tempo que fala de unidade, dá a ideia de multiplicidade. São nove dons, mas cada um tão importante quanto o outro.
- “outros dons são relacionados”, porém os dons espirituais de 1 Co 12 são para ações de evangelização mais pontuais e rápidas. Os dons de serviços de Romanos são para ações a médio prazo no meio do povo da igreja e os dons ministeriais são para ações a longo prazo.

3. Autossuficiência e humildade.
- “Não podemos orgulhar-nos”, ninguém deve se orgulhar por algo que Deus deu pela sua graça, pois nenhum de nós somos merecedores de coisa alguma.
- “visando a exaltação pessoal”, alguns crentes amam se colocar de pé no meio da igreja e falar que “o Senhor me mostrou isso ou aquilo”, o problema é que muitos inventam, outros copiam o que já foi dito, incrementam uma revelação pegando carona na revelação de alguém e etc. Por conta disso muitos crentes tem tido uma visão errada sobre os dons.
- “Não foi por acaso que”, se não foi por acaso, então por providência divina. Note que quem está lendo o capítulo 12 que fala de dons, já entra no capítulo 13 aprendendo que existe algo mais excelente do que dons, e inicia dizendo “ainda que eu falasse a língua...” mostrando que existem algo mais importante do línguas de anjos, é o amor.
______________________________________
CONCLUSÃO
- “apresenta recursos”, os dons não tem um fim em si mesmo, eles são apenas recursos para se alcançar objetivos.
- “estão à nossa disposição”, professor(a) incentive os alunos a buscarem os dons, oriente-os a orarem nesse sentido.
- “multiforme graça de Deus”, é a graça que se manifesta de várias formas.
- Recomendo que você inicie o trimestre passando um trabalho para os alunos fazerem em casa, pense em algo simples, mas instrutivo.
- Exorte os alunos a buscarem os dons de Deus.

Marcos André – Superintendente e professor


Boa Aula!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.