INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

terça-feira, 29 de julho de 2014

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 3 - Revista da Central Gospel


AULA EM___DE______DE 2014 - LIÇÃO 3
(Revista: Central Gospel - nº 39)

Tema: JOEL, O PROFETA DO AVIVAMENTO
  
Texto Áureo: Joel 2.32
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- Professor(a), nesta lição você poderá ligar a profecia de Joel ao derramar do Espírito Santo no dia de Pentecostes.
- “Joel”, significa: "o Jeová é Deus" ou "o Senhor é Deus".
- “Petuel”, significa: nobre disposição de Deus.
- “pode ter sido um sacerdote também”, as análises pelas quais se chegou a essa conclusão, se chama análises interna do livro. É feita examinando o próprio conteúdo do livro.
- “Reino do Sul”, é o reino composto pelas tribos de Judá e Benjamim, sendo a capital em Jerusalém.
- “seus vaticínios”, significa “profecias”.
- “Reino do Norte”, reino composto pelas dez tribos que seguiram Jeroboão, sendo a capital em Samaria.
_______________________________________________
1. AS QUATRO DIVISÕES DO LIVRO
- “encaixes no desenvolvimento da história bíblica”, são situações narradas em Joel que nos mostram onde podemos encaixar o período em que foi escrito na história da Bíblia.
- “praga dos gafanhotos”, há quem acredite que se refira realmente a uma invasão de gafanhotos, mas existe essa outra vertente que afirma que essa praga é somente uma alegoria mostrada ao profeta para se referir às invasões de outros povos.
- “estilo literário”, é a forma de escrever do autor, é observado se ele usa metáforas, linguagem literal, expressões idiomáticas, etc.

1.1. O primeiro período
- “pode ter sido literal”, quer dizer que teria acontecido conforme o relato do livro, interpretando ao pé da letra.
- “parece uma ironia”, a ironia é a figura de linguagem onde se expõe uma ideia contrária para afirmar algo. Se refere às afirmações feitas por Joel em Joel  1.5.

1.2. O derramamento do Espírito Santo
- “esporadicamente”, em ocasiões especiais.
- “apenas sobre algumas pessoas”, e para se cumprir tarefas específicas. Era diferente de hoje em dia, pois agora o Espírito Santo é derramado sobre o povo de Deus, conforme a palavra de Jesus e a profecia do profeta Joel.

1.3. O Grande e terrível dia do Senhor
- “caráter escatológico”, escatologia é a doutrina das últimas coisas. Ter um caráter escatológico é fazer alusões às ultimas coisas que haverão de ocorrer no mundo.
- “Grande Tribulação”, é o período de sete anos em que o anticristo dominará o mundo e fará guerra a Israel.
- “dia do Senhor”, existem vários eventos a que podem se referir esse dia do Senhor, um deles é o arrebatamento, outro é dia em que Jesus ressuscitou e esse que é citado aqui se refere ao dia em que o Senhor livrará Israel dos exércitos do anticristo.

1.4. O descanso no Milênio
- “o futuro de Sião será glorioso”, o Milênio será um período de mil anos em que o Rei Jesus governará soberano em Jerusalém, e as nações da terra se dirigirão a Israel para serem regidas pelo Rei, será o ultimo império na terra.
_________________________________
2. A INVASÃO DOS INSETOS
- “linguagem poética”, modo em que as ideias são passadas de forma bela e agradável com uso de recursos próprios de poesia, como a rima, a prosa, o trocadilho e outros.
- “poderiam ser evitadas”, essa é a mensagem fundamental da profecia, toda a profecia serve para alertar. O alerta é para que ela seja evitada ou para a pessoa evite ser atingida pelo evento.

2.1. De pai para filho
- “parábola”, a parábola é um recurso semelhante a analogia onde é feito uma comparação de um acontecimento fictício para se explicar algo espiritual.
- “o Senhor envia o castigo” essa verdade é válida somente para o povo de Deus, isso ocorre porque Deus ama Seu povo e o castiga para que não o perder, os ímpios geralmente são deixados de lado.    

2.2. O juízo
- “NTLH”, Nova Tradução na Linguagem de Hoje, é a tradução da Bíblia em uma linguagem mais simples e atual.
- “mensagem de cumprimento duplo”, é a mensagem onde Deus anuncia algo que ocorre a seu tempo e o próprio acontecimento serve para anunciar algo que irá ocorrer num futuro mais distante.
________________________________________
3. EXPRESSÕES IMPORTANTES NO LIVRO
- “mensagens de cunho escatológico”, essas expressões se acham em outras passagens da Bíblia, principalmente em apocalipse.

3.1. O dia do Senhor
- “Grande tribulação”, releia o texto anterior e acrescente que essa tribulação ocorre logo após o arrebatamento da igreja, de acordo com o apocalipse.
- “profetas veterotestamentários”, são profetas do Antigo Testamento.
- “o dia do acerto de contas”, essa é a forma como Isaias transmite o significado desse dia.

3.2. O remanescente salvo
- “esperança para um remanescente”, remanescente significa “aquilo que restou”, esse remanescente seriam aqueles que restarem da apostasia dos últimos dias. A profecia no capítulo dois segue falando das coisas do fim e conclui dando a ideia de salvação ao remanescente. Joel chama de “sobreviventes” Joel 2.32.
- “encontram eco nos escritos do apostolo Paulo”, é figura de linguagem para afirmar que as palavras de Joel são repetidas por Paulo. Vale a pena ler com os alunos.

3.3. Referência ao sol e a lua
- “não pode ser explicado com exatidão”, existem muitas dúvidas se o profeta relatou o que estava vendo literalmente ou se ele viu algo que não entendia e relatou com suas palavras. Por isso as profecias escatológicas não podem ser traduzidas ao pé da letra.
- “não há porque não admitir a ocorrência desse vaticínio”, não podemos descartar que isso pode ocorrer da forma que é narrada por Joel, devido as palavras de Jesus onde afirma que os poderes do céu serão abalados.
______________________________________
4. O POVO ARREPENDIDO
- “pano de fundo histórico”, seria o contexto histórico em que vivia a nação.
- “rainha Atalia”, única mulher a governar a não de Israel.

4.1. Ambiente religioso
- “acomodação”, em religião a acomodação é o ato de os líderes não fazerem nada em relação aos problemas que possam surgir na comunidade religiosa.
- “indiferença”, a indiferença é não se importar com os erros, fazendo pouco caso deles. Enquanto o acomodado se lamenta do problema, mas não faz nada, o indiferente nem sequer nota o erro, ou finge que não o nota.
- Cada uma das duas situações podem ser explicadas como exemplo para os dias de hoje, pois existem atualmente líderes acomodados e indiferentes.

4.2. Convocação ao arrependimento
- “tanto os imediatos”, os juízos imediatos são os que foram para aquela época e os escatológicos são para os fins dos tempos.
- “comportamento cíclico”, é o comportamento que obedece a ciclos, onde um momento está de uma forma e outro está de outra, voltando ao estado inicial depois. Assim era a nação de Israel.
________________________________________
5. O DERRAMAMENTO DO ESPÍRITO
- “advento do Messias”, é a vinda do Messias em carne.

5.1. O dia de Pentecostes
- “pessoas falando outros idiomas”, quando isso aconteceu havia em Jerusalém muitos judeus que moravam em outros países e por isso reconheceram que os judeus não estavam falando línguas emboladas e sim falando línguas dos países onde moravam.
- “crítica de outros”, se refere ao fato de alguns terem afirmado que eles estavam embriagados.

5.2. A explicação de Pedro
- ...      
______________________________________
CONCLUSÃO
- “nenhuma é tão bem vinda quanto o derramar do seu Espírito”, a profecia de Joel falava acerca da colheita, veja:

“E as eiras se encherão de trigo, e os lagares trasbordarão de mosto e de azeite.
E restituir-vos-ei os anos que comeu o gafanhoto, a locusta, e o pulgão e a lagarta, o meu grande exército que enviei contra vós.
E comereis abundantemente e vos fartareis, e louvareis o nome do Senhor vosso Deus, que procedeu para convosco maravilhosamente; e o meu povo nunca mais será envergonhado.
E vós sabereis que eu estou no meio de Israel, e que eu sou o Senhor vosso Deus, e que não há outro; e o meu povo nunca mais será envergonhado.
E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões.
E também sobre os servos e sobre as servas naqueles dias derramarei o meu Espírito.”
Joel 2:24-29
O Pentecostes era a festa da colheita. Por isso o derramar do Espírito Santo é o cumprimento da profecia de Joel acerca da colheita, mas não uma colheita de trigo e sim colheita de almas. LINDO!!!!!!

Boa aula!


Marcos André – professor

Um comentário:

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.