INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

sábado, 2 de agosto de 2014

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 5 - Revista da Editora Betel


AULA EM 03 DE AGOSTO DE 2014 – LIÇÃO 5
(Revista: EDITORA BETEL)

O Cuidado com a Família de um Líder
Texto Áureo: 1 Timóteo 5.8
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- Professor(a), nesta lição lembre-se de definir de que líder estamos falando, porque podemos tratar também das outras lideranças, como líder de mocidade, das irmãs, etc. Vale a pena abranger a aula dessa forma.
- “Governar bem a própria casa”, significa ser um líder dentro de casa antes de sê-lo na igreja.
-“Evidente que não existem famílias perfeitas”, por isso não se pode condenar de imediato um líder que tenha problemas em casa, porque nem sempre a sua esposa está na mesma visão que ele, e da mesma forma as mulheres que exercem alguma liderança muitas vezes nem tem o apoio de seu marido, mas isso não é desculpa para deixarmos a nossa casa virar uma bagunça.
- “descrito por Tito”, houve uma pequena falha aqui, pois quem descreve o perfil do líder é Paulo, porque foi ele quem enviou essa carta a Tito. Tito 1.1,4
- “irrepreensível”, é alguém que não pode ser repreendido, por não se ter nada que mereça repreensão.
- “acusados de dissolução”, ser dissoluto significa estar na libertinagem, ser devasso, a recomendação é para que os filhos dos crentes não sejam rebeldes, arruaceiros ou vagabundos.
_______________________________________________
1.  Cuidados a serem demonstrados
- “deve ser uma extensão da casa de um líder”, e reciprocamente podemos dizer que a casa do líder cristão deve ser uma extensão da igreja.
- “deve ser tão inspiradora”, deve dar inspiração aos outros, alguém que observar esse líder deve sentir a vontade de proceder igualmente na sua casa.
- “são reprovados nesse quesito”, se refere àqueles que passam muito tempo na igreja e deixam sua casa de lado, outros passam dias no monte, cantando ou pregando em vários lugares e esquecem de sua família.
- “ordem de propriedades”, parece que o correto seria: ordem de prioridades.
- “Deus, família, trabalho e igreja”, essa é uma sequência lógica extraída da Bíblia, mas lembre-se não aparece na Palavra, apenas é extraída dela.

1.1. Cuidado espiritual no lar
- “prerrogativa de ser o pastor e sacerdote”, essa prerrogativa só será realidade se os conjugues estiverem na mesma visão e somente o Espírito Santo pode transformar e clarear essa visão.
- “cultivem o culto doméstico”, o culto doméstico traz a presença do Espírito Santo para dentro da casa. E quando o Espírito de Deus está no ambiente as coisas se ajustam e o pai retoma sua posição sacerdotal.
- “sem cobranças domésticas nesse momento”, é uma recomendação muito válida, pois no momento do culto no lar os membros da família devem estar em descontração mental.
- “para escola dominical, e sim ir com eles”, a Escola Dominical deve ser um costume familiar, nela as crianças e os pais se aprofundarão na Palavra de Deus, hoje em dia existem pouquíssimas oportunidades para a família aprender algo a mais da Bíblia, o que não se aprende nas pregações.
- “se infiltrando em nossos lares”, Satanás infiltra seus agentes em nossa família sem que percebamos, por isso precisamos estar sempre em alerta.
- “visão dos filhos em relação aos pais mudaria”, algumas coisas é impossível de se conseguir com nossos filhos se ficarmos apenas cobrando com palavras, a ajudo do Espírito Santo é essencial.

1.2. Cuidado afetivo com a esposa e os filhos
- “deve doar para os seus é ele mesmo”, aqui está falando de atenção que o líder deve dar em casa.
- “dando atenção à esposa”, não uma atenção mínima, mas uma atenção profunda. Conversar e processar o que está sendo dito, geralmente o homem armazena muito pouco do que a esposa fala, isso deve ser amenizado ao máximo.
- “passando tempo com ela”, aqui entra a questão do tempo de qualidade, é o tempo exclusivo para ela, evitando-se outros afazeres.
- “mesmo que isso lhe pareça penoso”, isso ocorre porque o interesse dos filhos não são os mesmos dos pais, por isso o pai deve buscar visualizar o mundo lúdico da criança, para mostrar algum interesse. Se for adolescente deve seguir o mesmo processo, dessa forma o pai conhecerá um pouco das amizades dos filhos e o que eles fazem nas horas vagas.
- “interesse com a forma de olhar e no tom de voz quando fala.”, quando passamos a fazer isso, descobrimos que deixamos passar muita coisa a respeito de nossas esposas. Porém nunca é tarde para começar. Professor(a), se a tua classe for de adultos, encoraje-os a colocarem isso em prática imediatamente.  

1.3. Cuidado com a disciplina
- “demonstrado sempre pela disposição em corrigir”, sendo esse um investimento a longo prazo, pois na hora os nossos filhos nos julgam mal por causa da correção, mas entenderão no futuro que há um necessidade.
-“Corrigir os filhos, sem contudo, irrita-los e desanimá-los” existem excelentes líderes, porém com péssimos filhos, sua conduta nada contribui para o comportamento deles ao deixar de corrigi-lo,  não podemos incorrer no mesmo erro do sacerdote Eli 1Sm. 8;5.
- “deixando seus filhos para que as escolas eduquem”, isso é pular uma etapa importante na educação. Muitas vezes nem a escola mais dá jeito, então essa criança cresce e o problema fica para a polícia, que ao lançar um jovem na cadeia o transforma num criminoso profissional. É fácil colocar a culpa no sistema, mas podemos evitar um grande mal se educarmos nossas crianças em casa.
- Podemos definir assim: Educação escolar: Processo de desenvolvimento integral de todas as faculdades físicas humanas, da capacidade, intelectual e moral. Educação no Lar: Conhecimento e prática dos usos de sociedade; civilidade, polidez, cortesia, etc. Visando à sua melhor integração individual e social”

2.  Recomendações à esposa do líder
- “A mulher é peça fundamental no ministério do marido”, existem mulheres que levantam o homem, ajudando, assim como existem aquelas que o destroem.
- “consciente de sua responsabilidade”, é por isso que a mulher deve estar na mesma visão espiritual do marido, pois do contrário, o ministério desse líder será sofrido sempre beirando o fracasso.
- Dificilmente os grandes obreiros seriam o que são sem que tivesse o apoio de suas esposas, quando um obreiro não tem tal apoio está fadado a um ministério limitado. Isso tem mudado bastante, mas ainda há muito por se fazer.

 2.1.  Mulheres respeitáveis em tudo
- “nem sempre será líder como ele”, existem igrejas onde se espera que a esposa do pastor seja líder das irmãs e o filho seja líder dos jovens, não se deve impor essa carga à família do dirigente.  
- “deve ser uma mulher respeitável”, as esposas de futuros líderes devem aprender, essa exortação comportamental entes que seus maridos assumam qualquer função na igreja.
- “que se dá ao respeito”, e por isso mesmo ela é merecedora de respeito.
- “respeitável em todas as suas relações”, as mulheres dos líderes eclesiásticos devem impor limites à liberdade que seus amigos e amigas devem ter em relação a ela.

2.2. Mulheres não maldizentes
- “diabolous”, esse termo deu origem a palavra Diabo, significa “acusador” ou caluniador.
- “reputação comprometida”, já houveram casos de ministérios que foram destruído por conta dessas manchas na reputação de líderes.
- “não será suficiente para reparar”, palavras não voltam a trás, não podemos trazer as palavras de volta e não dizê-las. Por isso deve-se pensar antes de falar.
- Uma reputação destruída raramente se recupera, depois que o boato se instala no coração dos ouvintes é muito difícil de retirá-lo. Nesse caso como a fofoca difamou a pessoa diante da igreja, o perdão poderia ser também diante da igreja, para amenizar a mancha na imagem da vítima.

2.3.  Mulheres temperantes e fiéis
- “sua harmonia e compreensão”, quando uma esposa age harmoniosamente com seu esposo e compreende seu ministério, então as lutas na obra de Deus se tornam menores e suportáveis.
- “Mas não significa que irá acompanhar a mesma visão”, a esposa de um líder deve estar disposta a suportar aquilo que chamamos de as dores do ministério, bom seria ver isso antes do casamento.
- “não abraçam um líder solitário”, significa “não ajudam ou não apoiam”, não sabemos se essa afirmação é verdadeira, pois a vida e ministério de Paulo era um sucesso espiritual e um exemplo a ser seguido até hoje.  
______________________________________
3. Cuidados com os filhos

3.1. Filhos bem disciplinados (lTm 3.4)
- “problemas para o futuro”, criar os filhos livres de disciplina pode alegrá-los no momento, mas no futuro eles se tornaram rebeldes, porque não aceitarão nenhuma autoridade.
- “famílias reunidas à mesa”, esse costume tem desaparecido das casas, pois as famílias se envolvem em diversos entretenimentos, como a TV, o computador e os celulares.
- “isso é tarefa dos pais”, temos uma polêmica Lei da Palmada agora, por culpa de monstros que com desculpa de educar os filhos usam de violência, mas a correção com palmadas ou castigos sempre foram um método eficaz para a educação dos filhos, sem violência excessiva, mas com muito amor e zelo.
- “os pais trabalham demais”, o mundo vive em uma correria alucinante e rouba toda a atenção que os filhos merecem.

3.2.  Filhos respeitosos
- “ser manifesto mutuamente”, quer dizer, de uns para com os outros.
- “descendentes dos recabitas”, um povo que viveu no meio de Israel no tempo do profeta Jeremias.
-“Dois exemplos” professor(a), proponha essa pergunta para a classe: eu tenho sido um Jonadabe em meu Lar? Meus filhos são recabitas? Eles tem motivo para limitar-se a uma regra?
- “nem tampouco as coisas sagradas”, quem não respeita os pais não respeitará as coisas de Deus.
- “morrendo antes do tempo”, se refere aos filhos que deixam de obedecer aos pais e por isso se envolvem com criminosos e pessoas de má índole, vindo consequentemente a morrer nessa vida.

3.3. Filhos fiéis (Tt 1.6)
- “versão da Bíblia ARC”, Almeida Revista e Corrigida, é a versão que se usa para as referências da revista.
- “Naqueles tempos, quando um chefe de família”, hoje os tempos estão mudados, a sociedade se coloca contra os pais que obrigarem os filhos a seguirem um caminho religioso.
- Atualmente os pais não obrigam os filhos adolescentes e jovens, mas os orienta e mostra para eles qual é o melhor caminho. O filho seguirá ao ver o pai seguindo em fidelidade.
______________________________________
CONCLUSÃO
- “evitar pôr um fardo pesado demais”, a ocorrência disso tem feito com que muitos filhos deixem de admirar a vida espiritual dos pais e passem a admirar a vida dos amigos ímpios.
- “evitando um legalismo intransigente”, legalismo intransigente são leis que não podem ser contestadas, os pais impõem regras pesadas aos filhos e isso deve ser evitado.
- “até injusta muitas vezes”, se os pais não se aperceberem disso, eles podem acabar deixando os filhos em situações que não poderão administrar. Muitos filhos não resistem a esse conflito e abandonam a fé.
- Faça um resumo com a classe.

Boa aula!

Marcos André – editor
Gustavo Matos – colaborador
Juliane Souza – colaboradora

Luiz Evaldo Barbosa - colaborador

Um comentário:

  1. Mais uma vez o clube da teologia da' uma aula de interpretação de texto, Seria muito bom que os professores de ebd tomassem esse esboço como parâmetro em sua aula, assim teríamos lições mais produtivas e menos leituras e releituras de tópicos da revista. Fica a dica; irmão Evaldo emFortaleza- ce

    ResponderExcluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.