INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

terça-feira, 12 de agosto de 2014

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 5 - Revista Central Gospel


AULA EM___DE______DE 2014 - LIÇÃO 5
(Revista: Central Gospel - nº 39)

Tema: OBADIAS, MENSAGEIRO PARA UM POVO ESTRANGEIRO
  
Texto Áureo: Amós 4.12
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- Professor(a), nesta lição procura passar os aspectos práticos das profecias de Obadias para o povo de Deus.
- “menor livro do Antigo Testamento”, porém não é o menor da Bíblia. A segunda Carta de João é que é o menor, possui somente 13 versículos.
- “edomitas”, os edomitas são os descentes de Edom (Esaú), que habitavam a região ao sul do mar morto.
_______________________________________________
1. INIMIGO IDENTIFICADO
- “indumeus”, nome derivado do latim com o mesmo significado de Edom.
- “demonstrou estar mais qualificado”, Esaú não valorizava a primogenitura. A primogenitura não era somente o direito de ser o herdeiro da família, mas o primogênito seria um patriarca da casa.   

1.1. O significado do nome.
- “direito de primogenitura”, professor(a), sugiro que você comente sobre esse episódio.
- “benção espiritual”, a benção espiritual ligada ao direito de primogenitura é a de ser patriarca de uma grande nação. É um pouco estranho ver que Jacó sendo usurpador recebeu a benção e Esaú que era caçador não recebeu. Esaú perdeu a benção por ter feito pouco caso dela. E Jacó a conquistou só depois de lutar com o anjo Gênesis 32.28. Porém em toda sua vida ele confiou em Deus.
- Esaú também deu origem a uma grande nação que passou a se chamar Edom.

1.2. A região onde viviam
- “petra”, significa “rocha”.
- “rochas avermelhadas”, alguns acreditam que o nome do povo “edomitas”, veio pelo vermelho das rochas, mas o texto bíblico é quem está correto Gênesis 25.30

1.3. Um povo dado ao comércio
- “rotas entre Europa e Índia”, a Índia sempre abasteceu o mundo de especiarias e desde aquela época se buscava uma melhor rota para se chegar as índias. No fim da Idade Média quando essa rota foi fechada os europeus investiram nas grandes navegações, quando descobriram as terras do continente americano.
- “caravanas”, eram grupos de comerciantes que se deslocavam a grandes distancias para comprar e vender produtos. Andavam em caravanas para evitarem os assaltos.

1.4. Um povo belicoso
- “constituíram para si um rei”, os edomitas estavam sob o domínio de Josafá, rei de Judá. Porém quando seu filho Jeorão sobe ao trono, ele não consegue manter o domínio.
- Nota-se pelas guerras travadas, que Edom sempre foi inimigo de Israel.
_________________________________
2. OS EDOMITAS
- “naturalmente fortificada”, se refere ao fato de Seir ser cercada de montanhas e vales, dificultando qualquer invasão inimiga.
- “perecer os sábios de Edom”, sabendo que os edomitas eram conhecidos como um povo sábio, chegamos a conclusão de que Deus não intencionava destruir os sábios, mas sim toda a nação de Edom.

2.1. Zombaram dos judeus
- “o mesmo que fizeram ao seu povo”, os edomitas nutriam ódio pelo povo de Deus, sendo que o Senhor foi quem abençoou ao povo de Edom transformando-o em uma grande nação.

2.2. Recusaram um pedido de Moisés
- ...

2.3. O dia da justiça
- “Temã”, uma das cidades de Edom.
- “a desgraça os acompanharia”, o juízo de Deus pode ocorrer em um dia, em um mês ou por anos.

2.4. A queda dos filhos de Esaú
- “desterro”, é ser retirado de sua terra.
- “quando os babilônios invadiram Jerusalém”, ocasião do cativeiro em Babilônia.

2.4.1. A lei da semeadura
- “que se levantassem contra Judá”, há uma promessa de maldição para aquele que amaldiçoasse a o povo de Deus. Gênesis 12.1
- De acordo com a lei da semeadura, a gente colhe aquilo que planta. Por isso se alguém amaldiçoar o povo de Deus estará plantando maldição para si próprio.

2.4.2. Decretada a sua destruição
- “hostilidade”, é a disposição em fazer o mal a outro, em tratar mal aos outros.
- “foi decretada a sua destruição”, a paciência do Senhor também tem um limite. O problema é que alguns testam a paciência de Deus até chegar ao seu limite.
________________________________________
3. A RESTAURAÇÃO DE ISRAEL NO DIA DO SENHOR

3.1. A benção de Sião
- “monte Sião”, é o monte onde foi construído a cidades de Davi, se refere especificamente a uma das colinas onde foi construída a cidade de Davi, Jerusalém.
- “anunciou uma benção”, o Senhor sempre dá uma palavra de esperança e ânimo. Podemos observar que ao final das profecias de juízo o Senhor trás a promessas de vitória.

3.2. A restituição das terras
- “propriedades que os edomitas roubaram”, após anos de invasões, boa parte das terras ao sul do mar morto estava em posse dos edomitas.
- “os filhos de Edom seriam como a palha queimada”, veja o que foi dito:

“Mas no monte Sião haverá livramento, e ele será santo; e os da casa de Jacó possuirão as suas herdades.
E a casa de Jacó será fogo, e a casa de José uma chama, e a casa de Esaú palha; e se acenderão contra eles, e os consumirão; e ninguém mais restará da casa de Esaú, porque o Senhor o falou.” Obadias 17-18

3.3. A escatologia de Obadias
- “dia do Senhor”, se refere ao dia em que o Senhor começar a manifestar seus juízos na terra, esse período parece ter início com o arrebatamento da Igreja.
______________________________________
CONCLUSÃO
- “dois enfoques principais”, se refere aquilo que o livro enfoca, que aqui são os dois fatos citados: “a manifestação da ira de Deus” e o “juízo futuro”
- “vasta conquista territorial”, parece se referir ao período do milênio, em que o Senhor Jesus se assentará como Rei em Jerusalém.
- Professor(a), faça o seu resumo e repasse os principais pontos para a classe.

Boa aula!

Marcos André – professor                           

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.