quarta-feira, 10 de setembro de 2014

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 11 - Revista da Editora Betel


AULA EM 14 DE SETEMBRO DE 2014 – LIÇÃO 11
(Revista: EDITORA BETEL)

Pecados capitais de uma liderança
Texto Áureo: Judas v.2
 _________________________________________
 INTRODUÇÃO
- Professor(a), nesta lição você esclarecerá aos alunos sobre os perigos de uma liderança mal feita, pois o líder que não vigia pode cair em alguns desses pecados narrados aqui.
- “pecados capitais”, capital é aquilo que causa a morte.
- “hamartia”, o estudo sobre a doutrina do pecado se chama “hamartiologia”.
- “errar o alvo”, é não cumprir o objetivo, sair da direção.
- “aquele que está ativo no exercício de liderança”, essa liderança deve ser considerada como todo aquele que tem a função liderar um grupo, uma igreja, uma mesa de oração, um ministério de louvor, etc. O professor é um líder em sala de aula.
- “sob a pressão da tentação”, a tentação é mais intensa para quem está de frente, até mesmo porque se o inimigo atinge um líder ele prejudica todo o grupo.
_______________________________________________
1. Pecados emocionais
- “os pecados têm algum peso emocional”, afetam a emoção de alguma forma.

1.1.  Soberba
- “o mais sutil e mais perigoso.”,  quer dizer que ele chega com sutileza, bem devagar, por isso é tão perigoso, quando o líder ou qualquer crente percebe já está soberbo.
- “origem no próprio Satanás”, quer dizer que Satanás foi o primeiro soberbo e por isso quando alguém é soberbo, ele passa a lembrar Satanás, pois começa a agir como ele.
- “desfigurar a imagem daqueles que galgam posições elevadas”, aqueles que galgam posições elevadas podem se tornar presas fáceis para o inimigo.
- “acham que sabem tudo”, esse tipo de soberba é muito comum nos nossos dias. Alguns só demonstram e soberba ao assumirem a função de liderança.

1.2. Mau humor
- “relacionamento interpessoal”, é o relacionamento entre duas ou mais pessoas.
- “trocar informações sobre o trabalho”, se dentro do grupo ou igreja não houver esse relacionamento então haverá distância do líder e de seus liderados.
- “motivo das pessoas entrarem e também de saírem”, quando um líder é comunicativo e carismático, as pessoas se sentem a vontade para se abrirem e se sentirão bem na igreja liderada por alguém assim.
- “abandonem as empresas por causa de seus gestores”, na obra de Deus não é muito diferente, algumas pessoas não conseguem manter bons relacionamentos e por isso afastam muitos membros do grupo ou da igreja.

1.3.  Coração impiedoso
- “Quem não experimenta graça não pode dispensar graça”, esse “dispensar” significa “dar” ou “dispensar a outro”, essa frase diz que quem não experimentou a graça de Deus, não pode dar graça a ninguém.
- “um coração misericordioso e perdoador”, a aplicação da disciplina é excelente, mas o uso da misericórdia produz um sentimento de gratidão que leva a pessoa a obedecer a liderança.

2.   Pecados relacionais
- ...

 2.1.  Centralização excessiva
- “nada de errado em ser centralizador”, claro que isso depende do tamanho do grupo a ser liderado. Se for um grupo ou igreja pequena é possível, mas se for um grupo grande, então será preciso uma delegação de poderes.
- “que teme ser superado e perder sua posição”, alguns líderes identificam possíveis potenciais, ou seja, irmãos que são promissores no ministério e por isso adotam a postura semelhante a de Saul, até mesmo usando de perseguições.
- “não são democráticos quanto ao conhecimento”, a democracia é a forma de governo onde todas as classes tem acesso às oportunidades e até mesmo a possibilidade de mudar de classe. Ser democrático quanto ao conhecimento é abrir a oportunidade para todos de se adquirir o conhecimento. 

2.2. A cobiça pelo reconhecimento
- “Ligado à soberba”, são pecados que tem a mesma origem, o interior da alma humana.
- “está possuída desse desejo de reconhecimento”, vira realmente uma possessão, onde a pessoa foca suas energias em ser reconhecido, e quando o reconhecimento não acontece vem a seguir, a frustração e o desânimo.
- “e sim as pequenas”, os pequenos erros causam mais dano porque nunca tomamos muita cautela com eles, exatamente por serem pequenos.
- “acham que sempre se livrarão de cordas”, essa autoconfiança foi o que destruiu Sansão. Muitos crentes e líderes adquirem autoconfiança nos moldes da que destruiu Sansão.

2.3.  Agressividade
- “de natureza verbal”, pelo uso de palavras ofensivas.
- “desprezo à ideia de outro”, há ocasiões em que um liderado deseja ajudar a sua liderança e se anima em algo, apresenta a ideia para os líderes e alguns resolvem desprezar sem sequer analisar as ideias.
- “assédio moral”, são as perseguições que alguns líderes promovem contra algum irmão por não concordar com ele ou por julgá-lo mal.
- “longanimidade e a paciência”, na verdade a longanimidade já é uma palavra que significa paciência. Sua etimologia é a união de duas palavras longo + ânimo, é a pessoa de longo ânimo, que tarda a perder o controle.
- “assim é, para o famoso em sabedoria e em honra, um pouco de estultícia”, quer dizer que assim como a mosca morta coloca todo trabalho do perfumador a perder, assim também um pouco de estultícia (ignorância ou tolice) acaba o ministério de um sábio e honrado líder.

3.  Pecados laborais
- “laborais”, vem de “labor” que significa trabalho.

3.1. Luxúria
- “incontinência”, é o descontrole corporal. O incontinente dá lugar a concupiscência carnal.
- “dissolução”, é a ação praticada pelo dissoluto, que é aquele contrária aos bons costumes, o libertino ou devasso.
- “sejam ocasionalmente”, ocasionalmente, significa “de vez em quando”, é a pessoa que pratica a luxuria em algumas situações apenas.
- “ou como um estilo”, se refere às pessoas que tem a luxúria como seu modo de viver.
- “improbidade administrativa”, é a má conduta, ou conduta inadequada de um agente da administração. No caso da igreja esse agente da administração é o líder.
- “assédio a funcionário (a) ou membro de equipe”, esse assédio é a perseguição que alguns líderes fazem a algum liderado. Juridicamente o assedio pode ser moral ou sexual. O “assedio moral” é a perseguição a fim de prejudicar o liderado, já o “assedio sexual” ocorre quando um líder ou chefe dá em cima de funcionário ou liderado.  

3.2.  Negligência
- “negligência é a negação de tudo isso”, pode ser a falta de zelo ou até mesmo o negar-se a tomar uma atitude necessária.
- “pela falta de energia”, podemos dizer que o negligente é geralmente um preguiçoso.
- “Nunca planeje metas se não está disposto”, e quem não está disposto a planejar é melhor que não assuma liderança de nada.

3.3. Falta de ética (no falar)
- “maldizer com base em inverdade”, também pode ser caracterizado pelo simples fato de se comentar algo da vida de alguém, a fim de se passar uma informação particular. Em outras situações ocorre o aumento dos fatos, vindo a denegrir a imagem da pessoa vítima.
- “obter alguma vantagem”, talvez para derrubar alguém do cargo ou para impedir que alguém desenvolva sua vida espiritual.
- “geram desrespeito”, os liderados perdem a confiança de comentar qualquer coisa com seu líder.
______________________________________
CONCLUSÃO
- “prudência na conduta”, a prudência é a cautela, é o cuidado ao se tomar decisões ou administrar alguma situação.
- “momento devocional consistente”, se refere à prática do culto a Deus, o líder deve estar em constante contato com o Senhor, principalmente nas ministrações.
- Faça o resumo e apresente à classe.

Boa aula!

Marcos André – editor
Gustavo Matos – colaborador

Luiz Evaldo Barbosa - colaborador

4 comentários:

  1. Bom Dia na Paz do Senhor Jesus.
    Quero agradecer a Deus pela sua vida "Marcos André", pois tem abençoado a minha vida de forma sobrenatural, através dos estudos da EBD.
    Que Deus continue te abençoando e fortalecendo na presença Dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém irmã, espero poder sempre ajudar, ore por mim e minha família para que eu possa sempre trabalhar nessa obra.
      Obrigado pelas palavras de apoio.
      Paz.

      Excluir
  2. Paz!Minhas aulas na EBD tem sido uma benção a partir de seus esboços,minha oração é que o Eterno continue usado maravilhosamente.siga em frente pois você Marcos André é benção no meu ministério e em muitas vidas nesse Brasil!Deus abençoe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Glória a Deus amado, obrigado pelas orações e apoio estarei me empenhando ainda mais. Depois deixa uma experiência tua aqui para compartilhar com os outros professores.
      Paz de Cristo.

      Excluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.