INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

sábado, 18 de outubro de 2014

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 3 - Revista da Central Gospel


AULA EM___DE______DE 2014 - LIÇÃO 3
(Revista: Central Gospel - nº 40)

Tema: O FARISEU, O PUBLICANO E A JUSTIFICAÇÃO
  
Texto Áureo: Tiago 1.26
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- Professor(a), nesta lição aponte o perigo de se exaltar diante das pessoas.
- "autojustificação", é a pessoa se justificar, se considerar justa. Se refere ao fato de algumas pessoas acharem que estão bem com a justiça de Deus, assim como o fariseu da parábola.
- "crendo que eram justos, e  desprezavam os outros", o perigo da pessoa se considerar justa está possibilidade de surgir a soberba no coração e consequentemente o desprezo pelos outros.
- "modelo de vida proposto", uma das características do modelo de vida proposto por Jesus é a humildade e considerar os outros superiores a nós, entre muitas outras.
_______________________________________________
1. CLASSES DA SOCIEDADE JUDAICA
- “atividade comum em sua época", Jesus sempre usava situações do contexto social da época, a história podia ser fictícia mas fatos semelhantes a esse ocorriam e ocorrem todos os dias.
- "um publicano", publicano era um nome pejorativo dado aos coletores de impostos que eram judeus a serviço de Roma. Eram considerados traidores de Israel.

1.1. Os fariseus
- "partido-seita", os partidos eram organizações de pessoas comum propósito comum, só que alguns deles eram seitas do judaísmo, como os fariseus e saduceus, outros eram apenas partidos como os zelotes e herodianos.
- "torah, (a Lei)", é o conjunto dos cinco primeiros livros da Bíblia.
- "rótulo pejorativo", é um título dado a alguém ou coisa com o objetivo de denegrir a imagem.

1.2. Os publicanos
- “coletores de impostos", Roma ao conquistar as nações permitiam-lhes ter sua religião e tradições culturais, mas cobrava-lhes impostos, para isso nomeava os coletores, de preferência dentre as pessoas da própria nação dominada.

1.3. A proposta da parábola
- "ele não poderia ser comparado aos roubadores", a proposta da parábola não era apresentar a maneira certa ou errada de orar, mas de apresentar o comportamento errado e o certo na obra do Senhor.
- "tem misericórdia de mim", essas palavras demonstram o modo correto de orar, com humilhação e reconhecimento de somos devedores de Deus e que nossas obras, por melhores que pareçam, não pagam o preço da dívida. E como Jesus pagou a nossa dívida devemos a Ele agora a nossa gratidão e submissão.
_________________________________
2. NO TEMPLO ATITUDES INESPERADAS
- “contraste", quando duas situações ou imagens opostas são colocadas no mesmo plano, se refere ao fato de um fariseu e um publicano subirem ao templo para orar e o publicano sair justificado e o fariseu não. 
- "cerimonialmente puro", quer dizer que foi purificado pela cerimonia de consagração ou em alguma outra para esse fim.

2.1. A oração do fariseu
- "primeira pessoa do singular", o pronome da primeira pessoa do singular é o "eu", quando alguém chama muita a atenção para o eu, tentando mostrar aquilo faz e não o que Deus faz, essa pessoa está com um desvio de conduta. Muitos pregadores hoje possuem esse comportamento.

2.1.1. Ele inicia com ação de graças
- "verdadeira gratidão não fazia parte", quer dizer que ele não estava realmente agradecido, a sua intenção era de se colocar acima das demais pessoas.

2.1.2. Ele relata os pecados que não comete
- ...

2.1.3. Ele sublinha o jejum para dar apoio a sua pretensa superioridade sobre o publicano
- "formalismo religioso", é aquilo tem caráter cerimonial e é mostrado de forma bela e agradável.
- "desfiguravam o rosto", para serem vistos como indivíduos altamente religiosos diante do povo.

2.1.4. Ele apresenta sua posição de dizimista assíduo para, hipocritamente, exaltar-se
- "cumpriam a lei do dízimo", por entregar o dízimo ele acreditava estar melhor do que o publicano, mas o dízimo não serve para modificar a situação da pessoa. Quem entrega o dízimo acreditando que poderá ser aceito por Deus por isso, está enganado.

2.1.5. Exclusão e discriminação
- "o fariseu era considerado justo", é um tipo de preconceito positivo, pois se tinha um conceito dele sem conhece-lo na intimidade. O publicano era considerado impuro, era um preconceito negativo, ele era conceituado por ser publicano.
- "era excludente", a conduta do fariseu excluía as pessoas, alguns crentes tem comportamento semelhante ao do fariseu, até mesmo sem perceber.
- "isolara-se", esse é o comportamento excludente mais comum atualmente, alguns se separam dos pecadores dentro da igreja, sendo dentro da igreja aonde os pecadores devem ser abraçados e outros se unem a outros fariseus formando um grupinho de religiosos que se afeiçoam.

2.2. A oração do publicano
- "a única qualidade", Deus só precisa de uma qualidade para fazer a multiplicação, Ele pega a única qualidade da pessoa e a transforma em muitas outras.

2.2.1. Temor e humildade
- "limitação humana", todos tem, mas só alguns reconhecem que tem e foi o caso do publicano.
- "seus predicados", predicado é aquilo que se diz do sujeito, e aquele sujeito só tinha coisas boas a dizer dele mesmo.
- Note as qualidades da oração do publicano, tinha temor, não julgou o outro e tinha arrependimento.

3. RELIGIOSIDADE
- "pensamento religioso ortodoxo", é pensamento religioso tido como correto.

3.1. A religião proposta por Cristo
- "é vivificadora", a oração do publicano é a oração que todos podem fazer, por isso dizemos que a salvação é de graça, enquanto a oração do fariseu só alguns religiosos dedicados podem fazer, é uma oração que carece de boas obras e por isso poucos podem fazer.
- "axioma moral", axioma é uma verdade inquestionável, Jesus apresentou muitos axiomas.

CONCLUSÃO
- "forma como enxergamos", as pessoas ao nosso redor estão cheias de erros e falhas e também com qualidades, a forma como as enxergamos influenciará o nosso tratamento em relação a elas.
- Prepare o resumo e faça o questionário.

Boa aula!

Marcos André - Professor

2 comentários:

  1. Pastor, a lição para amanhã, dia 26/10 seria a lição 4 "Um samaritano movido pela misericórdia", pois a lição 3 foi de domingo passado.

    Muito obrigado por esse blog abençoado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém irmão, é que estou atrasado mesmo com as lições da Central Gospel, mas estou melhorando. Paz.

      Excluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.