sábado, 15 de novembro de 2014

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 7 - Revista da CPAD

INCOMPLETO

AULA EM 16 DE NOVEMBRO DE 2014 – LIÇÃO 7
(Revista: CPAD)

Tema: Integridade em Tempos de Crise

Texto Áureo: Daniel 6.4
  
INTRODUÇÃO
- Amado(a) professor(a), nesta lição apresente a integridade e fidelidade de Daniel, é bom chamar a atenção para sua atitude de verdadeiro servo de Deus.
- “durante o reinado de Dario”, Dario, o medo assumiu o trono em Babilônia após a queda de Belsazar. Ciro governava o império e Dario governou Babilônia.
- “Daniel agora era um homem idoso”, ele passou por três reinados.
__________________________________________
1. DANIEL, UM HOMEM ÍNTEGRO EM UM MEIO POLÍTICO CORRUPTO (Dn 6.1-6)
- “Mais de sessenta anos já haviam se passado”, o cativeiro durou setenta anos e não se sabe se Daniel morreu antes ou depois da libertação do povo.

1. Dario reorganiza o governo e delega autoridade administrativa (Dn 6.1-3).
- “Os outros teriam que prestar contas a esses”, Dario organizou a administração, delegando algumas funções, dessa forma o controle das províncias seria mas eficaz e menos desgastante.
- “pois tinha “um espírito excelente””, a palavra “espírito”, não se refere ao Espírito Santo, note que está iniciando com minúscula, se refere a “ânimo”, “vontade”.
- “despertou ciúme e inveja”, a inveja é uma condição carnal, por isso pode acometer a qualquer um que dê lugar a carne.

2. Daniel se torna alvo de uma conspiração (Dn 6.4,5).
- “sedentos de poder”, o poder pode corromper com muita facilidade os melhores homens, por isso a recomendação da Bíblia para que o crente vigie 1 Co 10.12. Muitos líderes cristãos são fortes quanto à corrupção e à sensualidade, mas são atraídos pelo poder.
- “um motivo, político ou moral”, se fosse hoje iriam colocar escutas telefônicas na casa dele, iriam verificar sua declaração, fazer diversas denúncias infundadas, etc. Por isso o crente deve estar sempre com suas atividades dentro da lei, declaração verdadeira do Imposto de Renda, IPVA pago, comprar sempre com nota fiscal, etc. Muitos bons crentes se deixam levar por propostas de gato de luz, internet ou TV a cabo.
- “uma situação ardilosa”, é a situação em que há um ardil, ou seja, uma armadilha.

3. O perigo das confabulações políticas.
- “pois um estrangeiro teria poder sobre eles”, eles ficaram pra morrer, porque Daniel não era nem do reino de Babilônia, nem da Média e nem tão pouco da Pérsia. Era um estrangeiro, de uma nação que servia a um Deus que nenhuma outra servia.
- “se uniram e foram até o rei”, antes eles devem ter observado a Daniel e viram que ele costumeiramente praticava seus rituais, como oração, adoração e jejum. Assim as pessoas nos observam esperando falhas que possam usar contra nós.
- “durante o período de trinta dias”, se o objetivo fosse enaltecer o rei, eles proporiam uma proibição permanente, é possível notar que o objetivo era somente atingir a Daniel.
- “desejava ser adorado como um deus”, os reis dos impérios daquela época adotavam essas medidas para conseguirem temor e obediência irrestrita de seus generais, servos e súditos.

2. DANIEL, UM HOMEM ÍNTEGRO QUE NÃO TRANSIGIU COM SUA FÉ EM DEUS (Dn 6.10-16)

1.  Nenhuma trama política mudaria em Daniel o seu hábito devocional de oração (Dn 6.10).
- “solidez, ou estado de ser inteiro, isto é, completo”, integridade é aquilo que não recebeu nenhuma mistura e nem foi tirado nada de sua composição original. Um crente integro é aquele que não teve nenhuma mistura ou não foi tirado nada da sua fé ou do seu caráter.
- “era a maneira de ele ser orientado em suas decisões pessoais”, Daniel recebia a direção de Deus em suas decisões, isso explica o porque dele se destacar mais do que os outros.
- “revela a sua vontade”, aquele que submete as suas decisões aos pés do Senhor nas orações, com certeza tomam sábias decisões. Professor(a), talvez na tua classe exista alguém com uma experiência dessas ou você mesmo possa ter alguma história que ilustre isso. Pergunte para a turma!

2. A momentânea vitória dos conspiradores.
- “mas não abriria mão da sua fé”, Daniel se consideraria morto de qualquer forma se deixasse de cultuar seu Deus, por isso ele preferiu desobedecer o edito do rei e enfrentar a morte.
- “reivindicaram que a lei...fosse cumprida”, existem leis que se forem aprovadas colocam em risco os homens e mulheres de Deus. Os autores de certas leis argumentam que servem para proteger os grupos menos favorecidos, mas na verdade eles querem amordaçar e perseguir a todos que questionam suas práticas.

3. Preservando a integridade (Dn 6.18-22)..
- “é possível permanecer íntegro”, muitos crentes em nossos dias precisam aprender essa verdade. É difícil, mas pela prática da oração notamos que Daniel conseguia resistir e sobressair sobre todos os ímpios e corruptos.
- “luz em meio às trevas”, quando falava de luz Jesus afirmou que é impossível esconder uma cidade edificada sobre o monte, ele se referia as luzes da cidade que poderiam ser vistas de muito longe.
“Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte” Mateus 5.14

- Dessa forma os crentes fieis serão notados e serão referência e também serão perseguidos.

                                       INCOMPLETO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.