INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

sábado, 20 de dezembro de 2014

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 12 - Revista da Central Gospel


AULA EM___DE______DE 2014 - LIÇÃO 12
(Revista: Central Gospel - nº 40)

Tema: OS MAUS LAVRADORES E IGREJA

Texto Áureo: Mateus 21.44
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- Professor(a), nesta lição apresente a correta tipologia e feche falando da Pedra que é Jesus.
- “narrada por Mateus...”, esses são os evangelhos sinóticos, são semelhantes por terem sido extraído de um mesmo documento fonte.
- “enviou por último, o seu filho”, o envio do filho é o ponto máximo da mensagem dessa parábola, por isso todos os evangelistas não deixam de afirmar isso.
_______________________________________________
1. A PROPOSTA DA PARÁBOLA
- “edificou uma torre”, essas torres eram para montar guarda, só o fato de se ter uma torre na vinha já dava uma ideia de que o lugar estava guarnecido.

1.1. Tipos e figuras
- “mensageiros que o Eterno enviara”, são os profetas do Antigo Testamento.
- “formada pelos gentios”, os gentios são os outros povos, a palavra “gentio” deriva do termo “as gentes” são pessoas de fora do reino de Israel.

1.2. Contexto histórico
- “plantar vinhas”, vinhas eram as plantações de uvas, muito comum na palestina daquele tempo.

1.3. A viticultura
- “videiras”, videira é a árvore que dá as uvas.
- “produção abastada”, seria uma produção para fins lucrativos, uma boa produção.
- “pai de família”, Jesus usa esse termo para designar o cidadão comum e que nessa história é a representação de Deus.
- “aparato necessário”, necessitava de muita coisa, porque na vinha a uva era processada para se extrair o suco, era uma plantação diferente.

1.3.1. A cerca
- “cercada pela Lei”, na Lei havia a ordenanças de festas memoriais e rituais que enchiam de importância as coisas de Deus, isso fazia com que eles não se esquecesse de quem eram, dessa forma o povo judeu estava isolado do resto do mundo.
- Para as igrejas hoje é necessário um certo legalismo de forma equilibrada, precisamos valorizar os nossos rituais de Santa Ceia, do Batismo, do casamento e outros. Esse legalismo valoriza o nome de Deus e nos traz a memória a mensagem.

1.3.2. O lagar
- “as uvas eram amassadas”, era como uma banheira redonda, no método antigo as uvas eram jogadas ali e pisadas pelos trabalhadores para librerarem o mosto.
- “mosto”, é o suco de uva fresca.

1.3.3. A torre
- “uma representação do Senhor”, a simples presença da torre já indicava que havia alguém cuidando da vinha e isso afastava os salteadores, assim também a presença de Deus no meio do povo indicava para os inimigos que aquele povo estava sendo cuidado. Assim também para as igrejas hoje, se uma igreja é cheia do Espírito Santo, então a simples presença Dele já vai afastar os nossos inimigos.
_________________________________
2. O DONO DA VINHA, OS ARRENDATÁRIOS E OS SERVOS
- “levantaram-se contra o patrão”, eles queria tomar posse da vinha e ter domínio sobre tudo que ela produzia. Essa é atitude de Satanás que tentou ser maior que Deus e tomar posse do céu.

2.1. Os arrendatários
- “referência aos príncipes de Israel”, esses lavradores locatários representam o os líderes da nação, pois levaram o povo para fora da presença de Deus, cuidaram mal da vinha do Senhor.
- “o próprio Reino”, a nação de Judá.
- “o Grande Proprietário”, esse representa o próprio Senhor que foi quem edificou a vinha (Israel).

2.2. Os servos comissionados
- “empregados do dono”, esses empregados estariam junto ao dono da vinha e eram enviados por ele para a sua vinha a fim de requerer sua parte.
- “representam os profetas”, Jesus constantemente denunciava que os religiosos de Judá mataram os profetas de Deus.

2.2.1. Os profetas
- “Para que sobre vós caia todo o sangue justo, que foi derramado sobre a terra, desde o sangue de Abel, o justo, até ao sangue de Zacarias, filho de Baraquias, que matastes entre o santuário e o altar.”
Mateus 23:35
- Quando Jesus fez isso Ele enquadrou todos os homens de Deus até aquele momento como tendo sofrido nas mãos deles. Os fariseus entenderam que eles eram os lavradores maus da parábola.
“E os príncipes dos sacerdotes e os fariseus, ouvindo estas palavras, entenderam que falava deles;”
Mateus 21:45
________________________________________
3. A PEDRA DE ESQUINA E OS NOVOS ARRENDATÁRIOS
- “Seu único herdeiro”, uma alusão clara a Jesus, mas os fariseus não entenderam que Jesus seria esse herdeiro, o próprio Filho de Deus.
- “apoderemos de sua herança”, eles acreditavam que matando o único herdeiro eles poderiam tomar posse da vinha, mas se esqueceram do dono.

3.1. O Herdeiro rejeitado
- “que tivesse prestígio”, qualquer um que fosse enviado da parte de Deus, ganhava logo o carinho do povo, pois eles estavam a 400 anos sem profeta. Por isso quando ficaram sabendo de João Batista foram logo ao seu encontro no deserto.

3.2. A pedra de esquina
- “deseja fazer justiça”, querem justiça para os outros, pois se eles soubessem que eram eles teria desconversado.
- “vaticinaram”, profetizaram.
- “dará a vinha a outro”, aqui esta a grande revelação dessa parábola. A responsabilidade da obra de Deus passaria da nação de Israel para outro povo.
- A pedra de esquina era uma pedra que fazia referência para outras pedras em uma construção daquela época, Jesus é a pedra que eles rejeitaram, mas foi usado para a obra da Igreja. É a nossa refeência.

3.3. Os novos arrendatários
- “a geração Eleita”, fomos eleitos por Deus para levarmos adiante a mensagem da salvação de Deus ao mundo. Somos os novos arrendatários de Jeová.
- “ligados a Videira verdadeira”, é Jesus essa Videira e dele temos a seiva que nos fortalece para a grande obra.
- “negar ao Senhor da ceara”, Ele sempre nos cobra os frutos, precisamos apresentar. Crente que não dá fruto deve saber:
“Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador.
Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto.”
João 15:1-2
______________________________________
CONCLUSÃO
- “ficou encarregado de dar testemunho”, o mundo ficaria sabendo da existência de um Deus criador através dos judeus. Era responsabilidade deles.
- “YHWH”, esses é o tetragrama sagrado formado pelas letras da frase “Eu Sou!” que Deus disse a Moisés, quando ele lhe perguntou o nome.
- “frase paradoxal”, quer dizer que apresenta paradoxos, ou seja, ideias divergentes. “quem cair sobre ela...sobre quem ela cair...”.
- “Israel caiu sobre a pedra”, é ser condenado pelas verdades que essa pedra propõe, a pedra é Jesus e Ele é a proposta de salvação, se o negar, estará então caindo sobre Ele.
- Professor(a), faça o seu resumo e repasse os principais pontos para a classe e corrija as perguntas da lição.

Boa aula!


Marcos André – professor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.