sábado, 27 de dezembro de 2014

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 13 - Revista da CPAD


AULA EM 28 DE DEZEMBRO DE 2014 – LIÇÃO 13
(Revista: CPAD)

Tema: O Tempo da Profecia de Daniel

Texto Áureo: 2 Tessalonicense 2.3
  
INTRODUÇÃO
- Querido(a) professor(a), nesta lição procure ambientar os alunos aos eventos que ocorrerão nos fins dos tempos.
- “nenhum aspecto profético em relação às histórias”, o livro todo de Daniel abordou esses aspectos, mas esse capítulo é o fechamento e vai falar somente aquilo que interessa para concluir a profecia.
- “O tempo da profecia”, ou seja, para quando ela se aplica, a que tempo ela se refere.
__________________________________________
1. O TEMPO DA PROFECIA (12.1)

1. Qual é o tempo? (v.1)
- “se refere ao período da Grande Tribulação”, corresponde ao período após o arrebatamento da Igreja até vinda em glória de Cristo para libertar Israel de seus opressores.
- “quantos estiverem a favor de Israel”, ao que tudo indica haverá muitos crentes que não terão subido ao céu no arrebatamento. Se esses não aceitarem o sistema do Anticristo serão perseguidos também.
- “horrores do holocausto nos dias de Hitler”, Hitler ordenou a morte de 6 milhões de judeus nos campos de concentração da Alemanha.

2. A libertação de Israel.
- “Miguel é o guardião de Israel”, a classe dos arcanjos é específica para a guerra, e Miguel só foi enviado para liberar o caminho para Gabriel porque a mensagem era de interesse da nação de Israel.
- “reis e príncipes da Pérsia e da Grécia", são anjos caídos, provavelmente da classe dos principados.
- “uma coroa de doze estrelas na cabeça”, simbolizando as doze tribos de Israel.

3. Os anjos no mundo hoje.
- “muitas vezes não o percebemos”, esse mundo espiritual não pode ser contemplado com os olhos humanos, nós podemos apenas senti-lo ou notá-lo através de algum acontecimento.
- “não recebem adoração de homens”, alguns crentes acreditam que os anjos estão a nosso serviço e dão ordens diretas a Miguel ou a Gabriel. Mas convém lembrar que eles servem a Deus. Os anjos também não são onipresentes e nem onicientes.
- “não sejamos meninos nem infantis”, não sejamos crentes imaturos, como criança que acredita em tudo que falam. Basta ler a Palavra que entendemos a natureza dessas criaturas. Existem irmãos que acreditam que os anjos intercedem por nós junto a Deus, não há respaldo para essa crença.
_____________________________________________
2. RESSURREIÇÃO E VIDA ETERNA (Dn 12.2-4)

1.  Ressurreição.
- “nos livros da Lei”, são os cinco primeiros livros do Antigo Testamento, mesmo a Lei tendo começado a ser escrita no livro de Êxodo, o livro de Gênesis também é considerado como da Lei.
- “veracidade desta gloriosa doutrina”, veracidade é a confirmação de que algo é verdadeiro.
- “dos que dormem no pó”, o termo “dormir” sempre foi usado na Bíblia para se referir que estão mortos.

2.  As duas ressurreições.
- “não se refere a uma ressurreição geral”, essa ressurreição geral é aquela que irá ocorrer para o Juízo Final, para o julgamento Ap 20.12.
- “mártires da grande tribulação”, mártir é aquele que morre em prol de uma causa. Os mártires da Grande Tribulação são aqueles que não aceitarão o domínio do Anticristo.
- “após o Milênio, aos ímpios”, após o Milênio o próximo evento será o Juízo Final.

3.  "A ciência se multiplicará" (v.4).
- “sobre os avanços do conhecimento científico”, pensa-se isso devido ao assustador avanço da tecnologia e da pós-modernidade a afirmação de que os homens correrão de uma parte para outra, parecendo se referir a sociedade atual que vive na correria dos tempos modernos.
- “advento da plenitude do Reino”, A palavra plenitude significa completo, pleno. Será quando o Reino for consolidado nas mãos de Jesus e o Seu trono for colocado em Jerusalém.
- Professor(a), note que há duas linhas de entendimento para essa “multiplicação da ciência” na profecia de Daniel. Uma é a tradicional onde se afirma que ela se refere aos avanços tecnológicos e a modernidade e a outra se refere ao conhecimento da profecia de Daniel.
________________________________________
3.  A PROFECIA FOI SELADA (12.8-11)
1. A profecia está selada.o.
- “garantia da veracidade”, o selo era uma marca que se dava na carta ou livro para que se confirmasse que o conteúdo é verdadeiro. Por isso só os homens honrados e de posição de autoridade poderiam fazê-lo.
- “Não foi somente para a nação de Israel”, embora saibamos que existem profecias que foram somente para Israel, o seu ensinamento serve para todos nós hoje.

2. O "tempo do Fim".
- “homem vestido de linho”, pelo que foi tratado nesse trimestre esse homem vestido de linho seria uma teofania do Senhor Jesus.
- “até ao tempo do fim", até os últimos dias, aqui está apresentado o tempo da profecia.
- “peregrinação existencial”, prosseguir com a sua vida normal.
- “viver a vida sem a informação”, aprendemos que podemos ter respostas para tudo na Bíblia,algumas coisas não nos pertence saber.

3. Humildade e finitude.
- “sentir-nos inferiores a outras pessoas”, algumas pessoas que tem conhecimento se empenha em diminuir os outros, mostrando que sabem mais e nunca aceitando que podem estar errados.
- “não devemos é inventar teorias”, foi assim que surgiram muitas heresias e seitas.
_____________________________________
CONCLUSÃO
- “como a soberania de Deus age na história”, é a autoridade de Deus em poder decidir segundo a Sua vontade.
- “luz da esperança do arrebatamento”, é iminente a volta do Senhor Jesus, a qualquer momento o Senhor pode arrebatar a Sua Igreja.
- “esperança dos apóstolos e da Igreja Primitiva”, eles acreditavam que Jesus voltaria naquela época e por isso deram suas vidas e vendiam o que possuíam para se agregarem o povo de Deus.
- “advento da Reforma Protestante”, ocorreu em 1516 com Martinho Lutero na Alemanha e se espalhou pela Europa.
- “Com o Movimento Pentecostal Clássico”, surgiu nos Estados Unidos com o william Seymour em 1906 e veio para o Brasil com as Assembleias de Deus.
- Professor(a), seria interessante apresentar para classe a lição do próximo trimestre.

Marcos André – professor

Boa Aula!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.