INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Sibsídio da Lição 9 - Revista da CPAD


AULA EM 01 DE MARÇO DE 2015 – LIÇÃO 9
(Revista: CPAD)

Tema: Não aDULTERARÁS

Texto Áureo: Mateus 5.28
  
INTRODUÇÃO
- Querido(a) professor(a), nesta lição se prepare para perguntas acerca de alguns pecados como fornicação e incesto, não seja pego desprevenido.
- “condena o adultério e a impureza sexual”, note que o mandamento só fala de adultérios, mas no texto de Deuteronômio está bem mais especificado.
- “objetivo de proteger a família”, na verdade o objetivo é de proteger toda a sociedade incluindo suas famílias, uma coisa está ligada a outra.
- “santidade dele é inquestionável”, a Bíblia não condena o modo como o casal pratica seu ato sexual, mas é incisiva no que se refere às pessoas que o praticam. Ex.: a Bíblia nunca fala em como deve ser o sexo do homem para com sua esposa, mas ela proíbe esse homem de ter relação com outro homem, com a mulher de outro, com animais, etc. O sexo do casal é santo e deve ser separado, deve ficar entre o casal.
- “e de outra na graça”, Jesus foi quem modificou o modo de vermos a questão do adultério, e também as outras questões.
- “foi resgatado pela graça e adaptado a ela”, na forma da lei o modo de tratar o adultério é incompatível com a graça, umas das coisas que Jesus adicionou ao modo de tratar os casos de adultério foi a liberação do perdão.
__________________________________________
1. O SÉTIMO MANDAMENTO

1. Abrangência.
- “contexto social contaminado pelo pecado”, se refere ao modo como a sociedade encara o sexo e casamento hoje. Os homens traem e não ficam nem com peso na consciência.
- “Sua regulamentação para os israelitas”, a regulamentação é a forma de se aplicar uma lei, pois uma coisa é dizer: “Não adulterarás” e outra é mostrar as situações e especificar os casos.

2. Objetivo.
- “Primeiro aparece a proteção da vida”, se refere a segunda parte dos Dez Mandamentos que começa com o 6º mandamento, “Não matarás” que é uma proteção à vida.
- “em seguida vem a família”, a família é valorizada na ordenança desse mandamento, “Não adulterarás”.
- “expressa de maneira genérica”, genericamente ele diz “Não adulterarás”, mas adulterar pode estar se referindo a muitas coisas, dessa forma a Bíblia vai ensinar o que existem muitos meios de se adulterar.

3. Contexto.
- Esse sub tópico expressa o contexto em que essa lei foi dada, como estava a nação e o mundo naquele momento, para sabermos como eles receberam essa lei, é bom explicar isso aos alunos.
- “sociedade patriarcal”, era a sociedade dos patriarcas Abraão, Isaque e Jacó, mesmo que eles não existissem no tempo de Moisés, o modelo de sociedade ainda era esse.
- “poligamia”, é o casamento com mais de uma esposa ao mesmo tempo.
- “deitar com uma mulher casada”, assim entendemos que naquele tempo não era considerado adultério se o homem fosse casado e a mulher solteira, embora a lei mandasse que em caso de haver relação sexual o homem deveria tomar a mulher por esposa. Dt 22.29
_____________________________________________
2. INFIDELIDADE

1.  Adultério.
- “uma infidelidade que destrói a harmonia”, a infidelidade é um conceito mais abrangente do que adultério, o adultério é um tipo de infidelidade.
- “desestabiliza a família”, a família fica sem a base sólida do amor, amizade e fidelidade que une pais e filhos, os filhos deixam de ver seus pais como referenciais e ficam sujeitos a ataques do inimigo.
- “tradição judaico-cristã”, é a tradição que passou do judaísmo para o cristianismo e é compartilhado por essas duas religiões. Muitos de nossos costumes vieram do judaísmo.
- “reputação”, é o conjunto de qualidades que apresentamos à sociedade, pode-se levar anos para ser construída uma boa reputação, mas um único ato de adultério a destrói em questão de segundos.
- “independentemente de sua confissão religiosa”, o “Não adulterarás” é também uma lei escrita nos corações dos homens, por isso qualquer cultura ou religião ele é observado.

2.  Sexo antes do casamento.
- “está muito em voga na sociedade moderna”, voga significa “ênfase”, quer dizer que o sexo antes do casamento é muito enfatizado na sociedade moderna.
Essa prática é aceita, divulgada e até estimulada. Até mesmo nas escolas, com distribuição de camisinhas para os alunos, em novelas como Malhação por exemplo, sempre há um casalzinho jovem que tem relação sexual antes do casamento.
- “nem sempre o casamento deles é a solução”, algumas famílias ainda adotam o sistema mosaico e obrigam os filhos que caíram a se casarem-se. O casamento é uma instituição muito séria e complexa, não deve ser imposta como medida punitiva.

3. Fornicação.
- “mas está comprometida em casamento”, seria a traição da noiva ou do noivo. Muitos classificam a fornicação simplesmente como “sexo antes do casamento”, mas de acordo com os dicionários seria o sexo apenas por prazer, sem estarem casados.
- “A pena da lei é a morte por apedrejamento”, a pena da lei era a morte porque a moça já estava comprometida.
________________________________________
3.  OUTROS PECADOS SEXUAIS
1. Estupro.
- “mas a moça era inocentada”, a lei procurava justiça, mas o problema é que a moça não conseguia mais se casar depois de um fato desse.

2.  Incesto.
- “endogamia”, uma das definições seria: o casamento entre pessoas da mesma família.
- “incesto”, é o ato sexual entre parentes da mesma família, pais com filhos, ou entre irmãos, mesmo sendo adotivo.
- “Quem pratica tal abominação”, e também os que consentem nisso. (Rm 1.32 aplicado de forma abrangente)
- “é levado à esfera espiritual”, na esfera espiritual leva-se em conta que a pessoa deixou-se dominar por Satanás e rejeitou a salvação, dessa forma deve-se perder a comunhão do Corpo de Cristo.
- “restringe à perda da comunhão da Igreja”, qualquer que fazer diferente disso, está deixando de seguir uma doutrina apostólica. Existem hoje em dia uma série de pastores coniventes com muitos erros semelhante a esses nas igrejas.

3. Bestialidade.
- “É uma aberração sexual”, era o ato de ter coito com animal, hoje é chamado de zoofilia. É chamado de confusão.
- “Bestialidade e homossexualismo desonram a Deus”, alteram a natureza que Deus criou, o homossexualismo é uma rebelião contra o Criador.
 __________________________________________
4. O ENSINO DE JESUS

1. O sétimo mandamento nos Evangelhos.
- ...

2. O problema dos escribas e fariseus.
- “reduzido o sétimo mandamento ao próprio ato físico”, eles disseminaram que bastava não se deitar, não consumar o ato sexual. Talvez para aquela época isso funcionasse bem, pois as mulheres andavam cobertas dos pés à cabeça, mas para os dias atuais em que o sensualismo impera na sociedade o adultério deve ser aniquilado no campo dos pensamentos.
- “cometer adultério só no pensamento”, Jesus pegou as frias letras da lei e demonstrou a intenção do coração de Deus. Não adianta a pessoa não consumar o ato sexual e ter a mente pervertida. Quem considera as palavras de Cristo e entende os maus pensamentos como adultério jamais cairá em ato sexual ilícito.

3. A concupiscência.
- “O pecado é o olhar concupiscente”, o olhar de desejo, não é pecado admirar a beleza de alguém, desde que isso não ofenda o conjugue e que também não atice a concupiscência carnal.
- “O livro de Cantares de Salomão mostra”, o livro de Cantares parece ter sido colocado na Bíblia exatamente para que o homem pudesse ter a noção dessa face que muitos tabus religiosos tentam combater. O sexo entre o casal é sagrado e não devem se abster deles a não ser por um certo espaço de tempo para a santificação. 1 Co 7.5
- “combatendo a impureza sexual”, lembrando que esses textos e outros, não se atem a forma como o casal pratica o ato sexual, mas sim com quem cada um pratica.
_____________________________________
CONCLUSÃO
- “manual divino do fabricante”, metáfora usada por alguns pregadores comparando o ser humano com um produto feito numa fábrica e a Bíblia seria o seu manual de instruções de uso.
- “não vai além da disciplina da Igreja”, quer dizer que o adultério hoje não é punido com prisão e nem a morte, apenas as punições disciplinares das igrejas são suficientes para se manter a ordem e a decência. Porém se não houver conserto do adúltero então ele perderá a salvação.
- Prepare seu resumo e corrija o questionário.

Marcos André – professor

Boa Aula!

5 comentários:

  1. Parabéns ao nosso pastor escritor e comentarista desta obra maravilhosa e rica pois nos dias atuais estávamos precisando de um tema muito bom, para nos estamos ensinando como nos velhos tempos os ensinamentos da palavra do Senhor.
    Deus abençoe...
    Pastor Êxodo Pessoa da Silva-Assembléia de Deus Missões. Taubaté-SP

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A paz de Cristo irmão, a lição está boa mesmo, estou gostando muito, espero poder uma dia estar contigo aí na tua igreja para adorarmos a Deus. O CLUBE DA TEOLOGIA está sempre a disposição do amado irmão.

      abraços

      Excluir
    2. Amém, pastor DEUS te abençoe grandemente, Fk na paz

      Excluir
  2. Deus abençoe homem de Deus, gostei muito dos comentários, Deus continue abençoando todas as áreas de sua vida em nome de Jesus!

    ResponderExcluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.