sábado, 16 de maio de 2015

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 7 - Revista da CPAD


AULA EM 17 DE MAIO DE 2015 – LIÇÃO 7
(Revista: CPAD)

Tema: Poder sobre as doenças e morte

Texto Áureo: Lucas 7.16
  
INTRODUÇÃO
- Querido(a) professor(a), nesta lição apresente o poder do Reino de Deus, foque na capacitação da Igreja de Jesus de curar nos dias atuais.
- “consequências da entrada do pecado no mundo”, a partir da entrada do pecado, a nossa natureza passou a ser corruptível, ou seja, passou a se deteriorar com o tempo e as enfermidades.
- “também a morte passou a todos os homens”, toda a humanidade a partir de Adão teria ficado afetada pelo pecado, por ser descendência dele, como uma herança genética.
- “veio para tratar do problema do pecado”, veio para libertar o homem do efeito escravizador do pecado, embora os judeus esperassem um libertador do domínio romano.
__________________________________________
1. DOENÇAS, PERDÃO E CURA

1. Culpa, perdão e cura.
- “Os teus pecados te são perdoados, ou dizer: Levanta-te e anda?”, diante do pensamento humano é mais fácil dizer que os pecados estão perdoados, mas Jesus mostra que pra Ele tão fácil perdoar quanto curar.
- “Jesus primeiramente proferiu uma palavra de perdão”, Jesus quer primeiro libertar do pecado para depois curar.
- “o pecado e as doenças eram conceitos inter-relacionados”, para os judeus as doenças eram oriundas do pecado.
- “pode ser usada para justificar determinadas doenças”, quer dizer que nem todas as doenças são causadas por um ato pecaminoso.

2. A ação de Satanás.
- “por conta do julgamento de um pecado pessoal”, convém lembrar que fatos como esse narrado em 1 Co 5.5 ocorre apenas uma única vez no Novo Testamento.
- “Jesus deixou claro essa verdade”, existem de fato doenças que os médicos não conhecem o diagnóstico por serem de procedência espiritual.
Por isso, no caso de enfermidades, a oração deve ser sempre a primeira atitude a ser tomada, se não houver resultados então procura-se os médicos.
__________________________________________
2. RAZÕES PARA CURAR

1. A compaixão.
- “Você sabe o que significa compaixão?”, essa pergunta é uma boa oportunidade de fazer a turma interagir. Faça a pergunta pedindo para eles não olharem na revista. Ouça cada resposta e comente.
- “simpatia para com a tragédia pessoal de outrem”, existem aqueles que não têm essa simpatia e existem também os nem sequer enxergam os problemas alheios, pois fecham os olhos para eles.
- “tem se mostrado compassivo? ”, aqui tem a oportunidade de fazer a turma refletir, você pode solicitar que eles fechem os olhos e fazer a pergunta para cada um responder para si. Os crentes não podem resolver os problemas do mundo, mas podem aliviar a dor daqueles que o rodeiam.
- “Precisamos ser cheios do Espírito Santo”, o Espírito Santo não toma nossos sentidos, mas Ele faz jorrar dentro de nós uma fonte de compaixão e empatia que faz os crentes se moverem para o bem do próximo.

2. Manifestação messiânica.
- “título: “Filho de Davi””, esse título também dava a Jesus o direito ao trono, e isso era uma afronta à Roma e ao rei. Talvez seja por isso que o povo mandou ele se calar.
- “alusão ao Messias prometido”, os títulos que os profetas deram ao Messias mostram que Ele estará acima do rei.
__________________________________
3. AUTORIDADE PARA CURAR

1. Autoridade recebida.
- “virtude do Senhor estava com ele”, essa palavra aparece de novo na ocasião em que a mulher do fluxo de sangue toca em Jesus. Lc 8.46
- “Dymanis”, essa palavra traduzida para o português significa “dínamo”, que é um gerador de energia.
- “porque a unção do Espírito Santo estava sobre”, assim entendemos que se o Espírito Santo está sobre a Igreja então podemos curar enfermos pela Sua unção.

2. Autoridade delegada.
- “teria continuidade através de seus seguidores”, essa verdade deve ser reafirmada nas igrejas hoje, pois estamos em um tempo de muita incredulidade e apostasia.
- “delegou à Igreja o mesmo poder”, delegar é conceder a permissão para a pessoa falar em seu nome, dessa forma temos a autoridade no nome de Jesus.
- “mas também a sua identidade”, perder a identidade é perder aquilo que  nos identifica, muitos ainda conhecem os crentes pelos milagres de cura que eles praticam pelo Espírito Santo, mas se essas curas acabarem como seremos conhecidos?
____________________________________
4. A REDENÇÃO DO NOSSO CORPO
1. O reino presente.
- “também sobre a própria morte”, se refere às ressurreições que Jesus promoveu e podemos acrescentar a Sua vitória sobre a morte na ressurreição Dele.
- “o domínio de Deus entre os homens”, Jesus ainda não reina de fato sobre toda a Terra. Jo 18.36, mas Reino Dele já se encontra entre nós pelos seus embaixadores e haverá o momento em que esse Reino descerá a nós com autoridade e o Senhor reinará por mil anos.
- “era a sua realidade já presente”, desde João Batista ele já afirmava que é chegado o Reino de Deus.
- “destruir o poder do pecado e vencer a morte”, a morte não tinha autoridade sobre Jesus. Se Ele ficasse na cruz dois dias, um mês, um ano...Ele estaria vivo, Ele só morreu porque rendeu o Espírito e depois ressuscitou para confirmar Sua autoridade sobre a morte.

2. O reino futuro.
- “demonstravam a realidade presente do Reino”, se refere a obra que o Reino promoveu e promove hoje na humanidade, curando os enfermos e libertando do domínio do pecado.
- “não foi manifesta em sua totalidade”, o Reino de Jesus só será totalmente efetivado no milênio e daí por diante Ap 20.6.
- “que foram ressuscitados por Cristo morreram posteriormente”, só Jesus Cristo ressuscitou para viver para não passar mais pela morte, por isso Ele é o único chamado de primogênito dos mortos.
- “teremos a redenção do nosso corpo”, nosso corpo será transformado antes do arrebatamento, veja o que diz em I Coríntios diz isso:
“Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados;
Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.” 1 Coríntios 15:51,52
_____________________________________
CONCLUSÃO
- “mostrou o seu poder sobre o pecado”, quando Ele perdoava mostrava o poder sobre o pecado e quando Ele curava mostrava o poder sobre as consequências do pecado.
- “exclamavam admiradas: “Deus visitou o seu povo”, isso porque Jesus curava e também ministrava a Palavra. Cristo anunciava a chegada do Reino.
- Elabore o resumo e apresente e não se esqueça de corrigir os exercícios.

Marcos André – professor

Boa Aula!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.