INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

sábado, 23 de maio de 2015

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 8 - Revista da Central Gospel


AULA EM___DE______DE 2015 - LIÇÃO 8
(Revista: Central Gospel - nº 42)

Tema: A SUPREMACIA DE JEOVÁ

Texto Áureo: 1 Reis 21.25
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- Professor(a), nesta lição mostre Deus se revela ao ser humano através do controle sobre os governos e nações.
- “soberanos pertencentes à mesma família”, isso caracteriza uma dinastia. Os reis de Israel ao morrerem não assumiam os seus filhos.
- Ao que parece a decadência do Reino do Norte foi originada pelos seu afastamento de Deus.
- “certa estabilidade administrativa”, mesmo sendo da mesma dinastia o motivo que levou o Reino do Sul a manter essa estabilidade foi a proximidade que alguns de seus reis se mantiveram de Deus.
_______________________________________________
1. OS FILHOS DE ABRAÃO E O BAALISMO
- “temendo que o Templo...atraísse a população”, essa é um questão política, Jeroboão se afastou de Deus por questões políticas.
- “um bezerro de ouro”, relembrando a primeira rebelião do povo após a libertação do Egito.

1.1.  O baalismo e o Reino do Norte (Israel)
- “casou seu filho, Acabe, com Jesabel”, por isso entendemos que o problema de Acabe começou dentro da família e afetou todo o Reino. Dessa forma percebemos que muitos problemas que ocorrem nos ministérios começaram dentro de casa.
- “levou para Israel centenas de profetas de Baal”, Jesabel tinha um poder de influência sobre Acabe, se ela fosse temente a Deus, Acabe teria sido um bom rei.

1.1.1. O baalismo
- “mantinham relações sexuais”, por conta disso o culto a Baal era carregado com práticas de orgias sexuais, esse era um atrativo para o povo de Israel.
Até hoje Satanás oferece facilidades e prazer para o povo de Deus, para que se desviem do estreito caminho que leva ao céu.

1.2. Abrem-se as portas da idolatria
- “não possuía sacerdotes”, apesar de a tribo de Levi ter ficado com as outras nove tribos do norte, os sacerdotes ficaram em Jerusalém e eram eles que ensinavam e exortavam o povo a prática da adoração e sacrifícios.
- “condicionar sua fé a elementos tangíveis”, são os elementos com os quais eles poderiam manter contato, como a Arca do Concerto e o Templo.
________________________________                 
2. JOSAFÁ CONTEPORÂNEO DE ACABE
- “eram, de modo geral, opostos”, isso devido à diferença em relação a obediência ao Senhor, os reis de Judá eram na sua maioria obedientes a Deus, mas nenhum rei de Israel fez o que era reto ao Senhor.
- “um grande avivamento”, o sentido geral de avivar é dar mais vida, animar, e na obra de Deus é tornar a fazer aquilo para o que foi destinado.

2.1. Um avivamento pela Palavra
- “seu relacionamento com Deus”, o relacionamento de Josafá lhe proporcionou uma fé excelente que o levou a fazer grandes feitos na obra de Deus.
- “atenção ao estudo da Lei”, Josafá percebeu que para manter o povo no caminho do Senhor seria necessário dar-lhes instrução. Muitos pastores em nossos dias preferem manter o povo ofertando e dizimando, mais do que mantê-los no caminho do Senhor.

2.2. O baalismo e o Reino do Sul (Judá)
- “estabelecer uma aliança política”, mesmo sabendo da fama daquele reino, o rei Josafá decidiu se arriscar. Muitos irmãos se arriscam e arriscam seus ministérios ao se aliarem com aqueles que estão em rebelião contra Deus.
_________________________________
3. ELIAS E ELISEU, HOMENS DE DEUS
- “expor a perversidade dos reis”, esses profetas tinham a influência e a coragem para denunciar a idolatria e atrocidades dos reis. O cuidado que Natã teve ao falar com Davi do seu pecado, não se via em Elias.

3.1. Elias e Baal
- “declarar Jeová, o único Deus”, Elias fez com que o próprio povo declarasse que só o Senhor é Deus. 1 Rs 18.39
- “a partir da oração de Elias”, era um processo de humilhação daquela entidade que era idolatrada em Israel. Diante de mais de 800 profetas a chuva cessou pela oração de um único profeta.
- “apregoavam que ele dominava as estações”, Deus tirou o elemento que demarca as estações, a ocorrência de chuvas. Assim Deus mostrou quem é que controla as estações.
- “YHWH”, é o tetragrama sagrado, é o nome de Deus como eles conheciam, deu origem ao nome Jeová que conhecemos hoje.

3.2. Eliseu
- “a ascensão de Jeú”, Jeú foi um homem conhecido por sua violência e coragem que promoveu uma grande matança de sacerdotes idólatras em Israel. Todavia não andou nos caminhos do Senhor. 2 Rs 10.31
______________________________________
CONCLUSÃO
- “o Senhor se utilizasse de Elias”, com Elias começa o ministério profético onde os profetas se tornam ferramentas de Deus para falar aos reis e as nações.
- “comparável ao tempo de Moisés”, se referindo aos milagres poderosos que eles operaram, como abrir o rio Jordão e fazer descer fogo do céu.
- Corrija o questionário e elabore o resumo.

Boa aula!


Marcos André – professor

2 comentários:

  1. esperei este esboço até bem tarde da noite de sábado mas fui vencida pelo sono e cansaço,uma pena poi esses esboços tem sido benção pros professores e alunos tambem, que DEUS te abençoe sempre professor!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe irmã, mas eu só consegui postar esse esboço depois da meia-noite. Foi muito difícil. Estou tentando adiantar para esse final de semana.

      Excluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.