INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

quinta-feira, 11 de junho de 2015

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 11 - Revista da Editora Betel


AULA EM 14 DE JUNHO DE 2015 – LIÇÃO 11
(Revista: Editora Betel)

Tema: A Fé HerOica de Moisés

Texto Áureo: Deuteronômio 30.19
  
INTRODUÇÃO
- Querido(a) professor(a), toda esta lição é baseada no texto de Hebreus, explique aos alunos que pela leitura de Hebreus entendemos que Moisés deixou deliberadamente a vida no palácio e de acordo com Êxodo podemos entender que ele tivesse sido conduzido a isso pela ação direta da mão do Senhor. O TEXTO DE HEBREUS EXPLICA MELHOR O SE PASSAVA PELO CORAÇÃO DE MOISÉS.
- “o escritor”, suspeitou-se por muito tempo que Paulo foi o escritor de Hebreus, mas hoje essa hipótese não é muito defendida.
- “destila grandeza”, destilar tem o sentido aqui de exalar, quer dizer que o autor exala a grandeza de Moisés ao narrar seus feitos pela fé.
- “o alcance do poder divino”, se refere ao alcance do poder de Deus em salvar pessoas.
- “Deus também salva nobres, príncipes e cultos”, se referindo não que Deus fez com Moisés, pois ele foi nobre, príncipe e culto.
__________________________________________
1. A decidida ação de fé tomada por Moisés.
- “ver através da eternidade”, Moisés olhou para o sobrenatural, segundo o autor de Hebreus ele esperava a recompensa. v26
- “a verdadeira riqueza do universo”, ele entendeu que a verdadeira riqueza do universo seria as coisas espirituais.

1.1. A fé que recusa a nobreza.
- “herdeiro do trono de Faraó”, dificilmente Faraó deixaria o trono passar para um filho não legítimo.
- “instruído em toda a ciência”, no Egito Moisés aprendeu a escrita que seria uma ferramenta importantíssima para o ministério, pois ele escreveria o Pentateuco.
- “não foi por sentimento pátrio”, quer dizer que ele não tomou a decisão por perceber que era hebreu como se fosse por amor a seu povo. Essa narrativa de Hebreus reforça a ideia de que Moisés já soubesse que haveria de libertar o povo de Deus, embora a Bíblia não relate isso.
- “fé que lhe fez perder tudo”, a definição mais simples de fé é acreditar naquilo que não se pode ver. Moisés nunca teria feito tanto se só acreditasse no que tivesse diante de seus olhos. Assim nós ficamos limitados se só nos concentrarmos nas coisas palpáveis ao nosso redor.

1.2. A fé que prefere o sofrimento ante o gozo.
- “dizer adeus ao futuro de riqueza”, se Moisés não tivesse fugido ele talvez fosse punido brandamente pela morte do egípcio e depois seria recolocado no seu lugar de honra e riqueza. Moisés teve escolha e decidiu estar ao lado do povo de Deus.
- “separação dos mais estimáveis amigos”, o círculo de amizades de Moisés eram os nobres do palácio, pessoas influentes que poderiam lhe trazer algum benefício.
- “Moisés sempre soube quem era”, ele sabia que era do povo hebreu, provavelmente ficou sabendo por sua mãe Joquebede com quem ficou até os doze anos.

1.3. A fé que proclama a Cristo como sua maior riqueza.
- “amor a Deus e convicção da verdade”, esses elementos tem levado muitas pessoas a enfrentarem os reis, as autoridades e até a morte.
- “é preciso calcular o custo antes de dizer”, muitos irmãos que vem para a obra de Deus, analisam os benefícios sem se preocuparem com os custos. Muitos desses acabam desanimando quando se deparam com situações em que precisam abrir mão de tempo, posição, prestígio, dinheiro e outras coisas em prol do Reino de Deus.
- “busquem aqui mesmo na terra o seu galardão”, de fato alguns já tem recebido esse galardão aqui, quando alguém faz a obra na intenção de receber reconhecimento ou promoção por isso, já inutiliza o efeito dessa obra para si. Porém se alguém for reconhecido sem que essa fosse a intenção de seu coração, então está livre dessa consequência.
- “atuou de maneira totalmente desinteressada”, quer dizer que ele não esperava receber grandes recompensas materiais por fazer aquela obra. Muitas pessoas esperam que seus problemas sejam resolvidos, por estarem trabalhando na obra de Deus. O crente deve buscar essa fé de Moisés que o conduz a obedecer sem esperar benefícios em troca.
_____________________________________________
2. Fé, a fonte das decisões de Moisés.
- “certamente sabia ser ele o libertador”, biblicamente essa suposição é baseada em Atos 7.25. Pois se ele esperava que entendessem é porque já sabia e estava agindo nesse sentido.
- “a fé foi a força motriz”, a palavra motriz vem da mesma raiz da palavra motor, é aquilo que dá força.

2.1. Pela fé, Moisés viu a recompensa do sofrimento. 
- “ conheceu toda a ciência egípcia”, notamos que o conhecimento não afastou Moisés de Deus como acontece com alguns. Alguns deixam entrar a arrogância em seus corações pelo muito conhecer.
- “a razão principal de seu rompimento foi a fé”, Moisés com certeza já havia ouvido falar do Senhor que conduziu os patriarcas e guiou José até o trono do Egito. Então ele acreditou no Deus de quem ele ouviu falar, isso é a maior expressão de fé.
- “mostrou a Moisés o que havia dentro da eternidade”, de fato pela fé Moisés teve algumas revelações do Senhor. Uma delas foi a vinda do Messias. Só quem tem a fé de Abraão recebe essa revelação e crê:
“O Senhor teu Deus te levantará um profeta do meio de ti, de teus irmãos, como eu; a ele ouvireis;” Dt 18.15

2.2. Pela fé, Moisés viu um galardão.
- “Embora perdesse, esperava se tornar um vencedor”, essa é uma máxima na vida dos crentes, para alcançar as riquezas celestiais, devemos desapegar o coração de coisas puramente materiais, não necessariamente abandonar. Outras coisas devemos expulsar de nossas vidas inteiramente, como o pecado por exemplo e tudo aquilo que pode nos afastar da presença de Deus.
- “no dia do julgamento, veria a balança imparcial”, uma conjecturação do comentarista. Na época de Moisés não havia o conceito de Juízo de Deus ou Juízo Final.
- “um mísero prato de lentilhas”, se referindo a Esaú quando vendeu a Jacó seu direito a primogenitura, Gn 25.34.
- “os que se vendem na casa de Deus”, se refere a todo aquele que faz a obra de Deus pelo recurso financeiro que pode receber. Esses são parecidos com Esaú, são guerreiros, mas na hora da dificuldade vendem fácil as promessas de Deus.

2.3. Pela fé, Moisés viu o Cristo.
- “ele volta após a morte, já glorificado”, ele não reencarnou como alguém pode acabar pensando, mas ele ressurge com um corpo transformado.
- “como sendo a única voz a ser ouvida pelos discípulos”, no monte da transfiguração, Moisés se apresenta sendo representante da Lei e Elias como representante dos profetas. Moisés representando a Lei teve um ministério baseado na água, enquanto Elias como representante da profecia teve um ministério baseado no fogo. PROFESSOR(A) SÓ FALE AOS ALUNOS AQUILO QUE VOCÊ ENTENDEU, PARA PODER EXPLICAR.
________________________________________
3. Perder para ganhar: uma lição de fé.
3.1. A fé que moveu Moisés.
- “criar raízes em algum lugar”, se refere ao crente que acostuma e se apega em algum lugar ou situação e não se vê sendo levado a outro lugar pela mão do Senhor.
- “não iria mais retroceder por causa de sua posição”, quer dizer que deixava de fazer muitas coisas por ser um príncipe do Egito, mas se ele continuasse assim, chegaria um momento em as coisas ficariam insuportáveis, ia chegar um momento que ele não mais recuaria.

3.2. A dura missão de fé de Moisés.
- “A escravidão tanto desumaniza quanto incapacita”, deixa a pessoa dependente, sem condições de lutar por nada.
- “eles jamais atuariam como os que nasceram livres”, parece apontar para u m predestinação fatalista, mas sabemos que há poder libertador no sangue de Cristo. E sabemos também que nem todos os que saíram do Egito se comportaram como escravos durante a travessia no deserto.
- “conviver com eles”, isso aponta para Jesus, pois Ele desceu de Sua glória e conviveu com os homens, sentiu suas necessidades e fraquezas. Moisés tipologicamente representa a Cristo.

3.3. O galardão da fé.
- “Esse grande herói morreu em um cume solitário”, talvez o comentarista não precise forçar tanto o seu posicionamento, sabemos que Moisés morreu na presença de Deus com quem passou durante quarenta anos de sua vida.
- “sem receber ao menos uma flor em sua sepultura”, ele não teve um sepultamento normal, e ninguém sabe o que foi feito de seu corpo, porque os anjos do Senhor o tomaram. Jd 1.9
- “deu tudo o que possuía por um relacionamento com Deus”, esse é o maior legado de Moisés para os nossos dias, o crente maduro considera seu relacionamento com Deus como a maior das coisas que se pode possuir.
_____________________________________
CONCLUSÃO
- “não queria comparecer diante de Deus”, professor(a), para fechar essa lição exponha para os alunos a necessidade de se tomar a decisão, pois todos podemos escolher se queremos ser servos de Deus ou se passaremos a vida inteira buscando ser servido pelos homens.
- Moisés foi exposto na galeria da fé, e onde estarão nossos nomes quando findar nosso tempo nesta vida?
- Elabore o resumo e apresente a classe.

Marcos André – professor

Boa Aula!




3 comentários:

  1. A paz do Senhor meu irmao. a revista é betel nao cpad.nada demais, só vim agradecer pelo estudo e esboço, tem me ajudado muito. fique na paz. meu nome é Ailson ore por mim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem tinha visto, obrigado, corrigindo aqui!

      Obrigado mesmo!!!

      Excluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.