INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

quarta-feira, 1 de julho de 2015

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 1 - Revista da CPAD



AULA EM 5 DE JULHO DE 2015 – LIÇÃO 1
(Revista: CPAD)

Tema: Uma mensagem à Igreja Local e à Liderança

Texto Áureo: 1 Timóteo 4.12
  
INTRODUÇÃO
- Querido(a) professor(a), nesta lição você deve falar como sendo boca de Deus para a tua igreja e teus líderes. O termo igreja local se refere a cada igreja, congregação ou ponto que se diz cristão.
- “dirigidas a dois jovens pastores”, Paulo estava preocupado em como ficaria o evangelho após a sua partida e por isso deixa essas orientações àqueles que ficariam nessa responsabilidade depois dele.
- “conselhos úteis sobre a estrutura da vida na igreja”, o Espírito Santo já havia revelado a Paulo o quanto seria árduo para os líderes o trabalho naquela obra, por isso ele fez essa série de conselhos e orientações.
__________________________________________
I - AS EPÍSTOLAS PASTORAIS 

1. Cartas pastorais.
- “endereçadas a dois jovens pastores”, não só por isso, mas por terem admoestações e ordenanças pastorais.
- “um líder itinerante”, itinerante, quer que está no itinerário, está em trânsito. Paulo era um líder que não tinha uma residência fixa.
- “estava preocupado com os jovens pastores”, podemos dizer que Paulo estava mais preocupado com a obra de Deus do que com eles. Ele tinha medo do que poderia acontecer ao povo de Deus depois de sua partida.

2. Datas em que foram escritas.
- “Primeira Epístola de Timóteo”, o mais correto é dizer “Epístola à Timóteo” por ter sido escrita para ele e não por ele. Assim como nos referimos a Hebreus como “carta aos Hebreus”.
- “entre a primeira e a segunda prisão”, Paulo já havia entendido por revelação que seu ministério estava chagando ao fim e era necessário prepara os substitutos.
- “segundo encarceramento do apóstolo, e antes de sua morte”, essa última prisão foi terrível para Paulo e sua morte foi ordenada pelo imperador regente a pedido de Nero que estava de viagem. A 2 carta a Timóteo parece mais uma carta de despedida e recomendações finais.

3. Conteúdo.
- “conjunto literário, devocional”, se referindo as três cartas aqui estudadas, quer dizer que são os materiais escritos que tratam da devoção do povo de Deus, que orienta a vida em comunidade e a comunhão com Deus.
- “doutrinário”, que ensina e revela as doutrinas, tais como a fé, o amor, a salvação, o pecado, etc.
- “mesmo vocabulário, o mesmo estilo”, vocabulário se refere às palavras usadas, quer dizer que nessas cartas são as mesmas. O estilo diz respeito às formas de escrever com as figuras de linguagem e as técnicas de redação.
- “demonstra o seu cuidado para com os jovens obreiros”, naquele período não havia a necessidade do excessivo cuidado com o ânimo dos obreiros como temos hoje. Hoje temos o medo de magoar ou desanimar o obreiro com gestos ou palavras, mas naquele período os crentes tinham maturidade suficiente. Era muito difícil servir a Deus e quem era obreiro já havia feito suas difíceis escolhas. O cuidado que Paulo tinha com eles era genuíno e não fingido.
- “há requisitos a serem respeitados”, era de suma importância que esses requisitos fossem respeitados, hoje é comum encontrar ministros sem nenhuma experiência de vida, falando e ensinando daquilo que nunca viveram na pele, além de outros que jamais souberam o que é manejar bem a palavra da verdade.
- sã doutrina”, se entende por uma doutrina sadia e pura ao invés de uma doutrina doente carregada de concepções pessoais e elaboradas para sustentar certas demandas do ministério, como arrecadação e efetivo de membros. Ex: para não perder ofertantes alguns lideres inventam novas doutrinas para defender suas explorações ao povo.
_______________________________________
II – PROPÓSITO E MENSAGEM

1. Orientar os líderes quanto à vida pessoal.
- “ele deveria servir como exemplo em tudo”, Paulo estava adiantando como seria a vida de um líder cristão, ele seria observado por todos e por isso deveria manter a vigilância e se manter puro para não ser escândalo.
- “saiba cuidar bem de sua vida familiar”, para um líder cristão é importantíssimo manter a estabilidade do lar. Quando há algum problema no seio familiar, o trabalho da liderança fica extremamente prejudicado. Atualmente muitos pastores acabam sofrendo de outras complicações por suportarem durante anos problemas ministeriais e familiares, até chegar um momento em que a saúde não suporta mais.
- “sua esposa e filhos tenham uma boa conduta”, o ideal para todo líder cristão seria que seus filhos o acompanhassem na fé, mas sabemos que os jovens devem seguir suas vidas normais e que dentro dessa normalidade existem alguns momentos de rebeldia, mas esses momentos logo passam. Por outro lado nem sempre os filhos seguem o caminho dos pais.

2. Combater as heresias.
- “diversas heresias”, naquele tempo havia muita dificuldade em lutar contra as heresias dos gnósticos que acrescentavam diversas doutrinas obscuras no evangelho. Havia ainda os judaizantes que insistiam em manter as tradições judaicas para os novos crentes.
- “exigia o cumprimento de vários rituais”, para os cristãos que vinham do judaísmo era possível a adaptação, mas para os crentes gentios era extremamente penoso a observação de tais ritos. Se os rituais judaicos fossem mantidos no cristianismo, jamais o evangelho teria atravessado os séculos e alcançado o mundo.
- “nova maneira de cumprir a Lei”, Jesus é o cumprimento da Lei, quer dizer que acreditar em seu sacrifício e recebê-lo como Salvador, é cumprir a Lei.
- “dualismo, segundo o qual a matéria é má e o espírito é bom”, até hoje algumas pessoas são influenciadas por esse dualismo, pois acreditam que podem se entregar ao pecado, porque o pecado está ligado somente a carne. Não acreditam que o pecado se impregnou na alma humana. Ez 18.4
- “negava a encarnação de Cristo”, só para acréscimo, encarnação é a alma vir em carne, pelo nascimento. Reencarnação, é a mesma alma vir novamente em carne, de novo pelo nascimento e ressurreição é a alma após ter sido separada do corpo pela morte, tornar a vir no mesmo corpo. Dessa forma a encarnação e ressurreição são doutrinas cristãs, enquanto a reencarnação é uma doutrina espírita.
__________________________________
III - UMA MENSAGEM PARA A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA DA ATUALIDADE 

1. O “evangelho” da prosperidade.
- “Você não tem um deus dentro de você. Você é um deus”, foi Kenneth Copeland quem fez essa afirmação, um propagador americano da doutrina da prosperidade e de outras heresias.
- “confissão positiva”, na confissão positiva existe a afirmação de que nossas palavras tem poderes ilimitados de acordo com a nossa fé, não levando em conta a vontade de Deus.
- “equivale a orgulho, presunção e soberba”, alem de ser uma utopia, que levou muitos crentes a profetizarem algo irrealizável. Não que Deus não tenha poder para fazê-lo, mas são coisas que se Deus concedesse eles não teriam como manter.
- “Deus abomina toda altivez”, a altivez é uma característica própria de Satanás e a pessoa que se deixa levar por esses pensamentos acabam tendo atitudes parecidas com as do inimigo.

2. Apostasia dos últimos dias.
- “ao que está acontecendo nos dias atuais”, os últimos dias tanto pode se referir aos dias próximos à vinda do Senhor ou aos dias do ministério da Igreja de Cristo na terra até o arrebatamento. Como muitos esperavam o arrebatamento para o primeiro século encontramos eles considerando aqueles como os últimos dias e a profecia de Joel 2.29 aconteceu no que eles chamaram de últimos dias. At 2.17
- “muitos estão abandonando a fé em Cristo”, um outro problema pós-moderno é que muitos se mantém na igreja sem fé e sem compromisso nenhum com Cristo.
- “e de torpe ganância”, essas profecias de Paulo se cumpriram arrisca, pois atualmente uma grande quantidade de líderes estão mais preocupados com a arrecadação do que com a salvação de vidas. Outros preferem que a igreja esteja cheia de crentes independente da situação espiritual para conseguirem recursos junto a políticos.
- “O líder tem a responsabilidade de zelar”, o líder aqui podemos entender como sendo todos os que tem responsabilidade de conduzir um grupo. Nesse caso temos líder de departamentos, professores de EBD, superintendentes, dirigentes de congregação e pastores presidentes. 
____________________________________
IV. MENSAGEM PARA A LIDERANÇA  

1.  Administração eclesiástica.
- “aqueles que desejam liderar uma igreja necessitam ter”, devido ao que notamos atualmente podemos acabar achando um pouco exagerado as qualificações que são exigidas aqui, mas se compararmos veremos que a liderança no tempo de Paulo era diferente de hoje, o maior problema deles era a perseguição e as heresias, hoje o maior problema é o pecado e a apostasia nas igrejas, dessa forma tanto naquela época como hoje é extremamente importante essas qualificações.
- “Porém, a liderança exige esforço”, não se deve abrir mão dessas ordenanças independente da situação do tempo presente.
- “Irrepreensível”, significa aquele que não pode ser repreendido. No nosso contexto é aquele de quem não se tem motivos para repreender.
- “marido de uma só mulher”, isso aqui foi escrito em um tempo que era permitido o casamento com mais de um esposa, mas o Espírito Santo já havia revelado que isso era fonte de problemas, por isso essa recomendação.
- “não dado ao vinho”, o melhor entendimento para isso é “sem vício em bebida alcoólica”.
- “dado à hospitalidade”, ou seja, que recebe bem os visitantes, isso deve ser uma marca na vida dos líderes.
- “moderado”, é o contrário de exagerado ou extremista, algumas pessoas são extremistas em algum aspecto e isso é penoso para um bom relacionamento, principalmente para um líder cristão.
- “temperante”, o mesmo que equilibrado.

2. Ética ministerial.
- “que não tem de que se envergonhar”, entende-se que ele não deve ter nada que causa vergonha em sua vida cristã e que causa vergonha para o cristão é o pecado, então o obreiro não deve ser dado a nenhuma prática de pecado. Todos somos pecadores, o que quer dizer que eventualmente podemos vir a pecar, porém o pecado não deve ser uma prática corriqueira na vida do crente.
- “muito mais do que pela eloquência”, um bom testemunho fala mais alto do que as mais eloquentes palavras.
- “Não são os diplomas de um pastor que o qualificam”, os diplomas o qualificam intelectualmente, mas a maior qualificação não pode ser medida em notas, na verdade só Deus sabe quando alguém está qualificado ou não.
_____________________________________
CONCLUSÃO
- “fontes de ensino para edificação das igrejas”, essas cartas devem ser objeto de estudo mais aprofundado principalmente nos estudos para preparar novos obreiros. Muitos obreiros são afetados na obra de Deus por não terem aprendidos conceitos que estão nessas cartas.
 - Elabore o resumo e apresente e não se esqueça de corrigir os exercícios.

Marcos André – professor

Boa Aula!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.