quarta-feira, 15 de julho de 2015

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 3 - Revista da CPAD - ADULTOS


AULA EM 19 DE JULHO DE 2015 – LIÇÃO 3
(Revista: CPAD)

Tema: Oração e Recomendação às Mulheres Cristãs

Texto Áureo: Atos 20.24
  
INTRODUÇÃO
- Querido(a) professor(a), nesta lição apresente de forma prática os problemas abordados aqui e como eles se apresentam na igreja.
- “para que ele colocasse ordem na igreja efésia”, é comum pensarmos que havia bagunça somente na igreja de Corinto, mas esse problema afetava várias igrejas e até hoje é uma preocupação de líderes do evangelho no Brasil e no mundo. O problema da desordem nas igrejas se dava principalmente ao fato de a igreja abrir oportunidades para muitos irmãos 1 Co 14.26 E com isso Paulo orientava que na igreja houvesse preocupação com a edificação do corpo de Cristo.
- “que pudessem viver de modo quieto e sossegado”, aquele era um período de grande instabilidade nos governos, por isso poderia surgir perseguições regionais a qualquer momento. E quando essas perseguições aconteciam os líderes eram os principais alvos.
- “Como Igreja do Senhor precisamos interceder”, atualmente vivemos a beira do surgimento de algum tipo de perseguição às igrejas. Note por exemplo que se as autoridades do nosso país autorizarem o casamento gay. Os pares homossexuais terão direito a uma celebração civil e religiosa, além de uma certidão de casamento. Caso algum pastor não queira celebrar tal cerimônia poderá ser acionado na justiça por discriminação ou preconceito. Será que as igrejas estão preparadas para serem fechadas e seus membros terem que se reunir em local escondido, ou algo parecido?
__________________________________________
I - ORAÇÃO POR TODOS OS HOMENS

1. “Deprecações” (2.1).
- “compassivo”, significa com compaixão, é intercedermos realmente sentindo a compaixão pelos servos de Cristo. Não somente uma oração para cumprir um mandamento.
- “Embora Deus seja soberano...deseja ouvir nossas orações”, essa é uma questão sempre esteve na mente de muitos irmãos. Porque Jesus sabendo do problema do enfermo, Ele pergunta: o que queres que eu te faça? E se Deus sabe de tudo que precisamos, então porque pedir? E também porque orar pelo meu irmão se o Senhor já sabe o que ele precisa. Em todos esses casos a palavra que parece ser a resposta para todas as questões é “relacionamento”. Deus quer ter relacionamento conosco e que tenhamos uns com os outros.
- “mas também atende nossas súplicas”, esse é o nosso relacionamento com Deus, Ele nos atende o clamor, nós recebemos a resposta, ficamos gratos, cultuamos em gratidão, outros observam o testemunho, e assim o Evangelho vai contagiando a todos. Podemos mostrar ao mundo que o nosso Deus responde a oração e cuida do Seu povo.
- “que não possa ser resolvida mediante a oração”, ainda que a solução não venha rapidamente como gostaríamos, mas a resposta é certa. O segredo para que faz petições a Deus é a persistência. Lc 18.5
- “seja na igreja, seja fora dela”, for da igreja se refere às autoridades civis e militares. Devemos orar para que eles façam seu trabalho corretamente e para que haja paz para o povo de Deus, por meio deles.

2. “Orações”.
- “exegetas”, são os que interpretam as Escrituras usando a exegese bíblica, estudando a Bíblia a partir dos significados das palavras à época em que foram escritos, a fim de saber o que o autor quis dizer quando escreveu tais palavras.
- “usava os termos como sinônimos”, está se referindo aos termos desses subtópicos: orações, intercessões e ações de graças. Como se Paulo estivesse apenas repetindo a mesma coisa com outras palavras, como que para reforçar. Mas na lição aí está explicando que são termos diferentes.
- “para as orações em geral”, nem sempre as orações são petições ou clamor por algo. A oração pode ser uma simples conversa com Deus, onde contamos o nosso dia como foi e quais são os nossos planos e as nossas impressões das diversas situações do nosso viver.

3. “Intercessões”.
- “mediação”, quando a pessoa se coloca no meio da situação entre duas partes para conseguir um acordo. Dessa forma quando oramos em intercessão por alguém, estamos nos colocando entre Cristo e a pessoa para pedir o favor de Deus por ela, não que a pessoa não possa pedir por si mesma, mas para praticar a união entre o povo de Deus e o Senhor ama a união Lc 5.19,20.  
- “atualmente está ainda mais difícil”, na verdade o problema maior não está na intercessão, mas sim na oração. A intercessão e um tipo de oração e atualmente tem sido dificílimo observar crentes que oram. Há tantos entretenimentos no mundo que os crentes andam atarefados, com pouquíssimo tempo para orarem, quanto mais para intercederem.

4. “Ações de graça”.
 - “expressa sua gratidão a Deus”, é simplesmente agradecimento a Deus. Costumamos a empregar o termo somente para os cultos em ações de graças, mas o simples fato de agradecer a Deus em oração por algo que Ele fez ou está fazendo é ações de graças.
- “ou até por coisas adversas”, se refere às adversidades que passamos, devemos agradecer por elas também, pois nos levam para mais próximos de Deus. Quando tido está tranquilo a pessoa tem a tendência de se esquecer gradativamente de Deus.
- “quatro termos aqui usados são apenas sinônimos.”, um bom entendimento para essa orientação de Paulo é de que não devemos orar apenas pedindo, ou somente intercedendo, ou talvez só agradecendo. Quer dizer que há muitas formas de orar a Deus e devemos fazer uso delas.
_______________________________________
II – A SALVAÇÃO DE TODOS

1. “Que todos se salvem” (v.4).
- “Esse é o desejo divino: a salvação”, a igreja pode fazer todo tipo de trabalho, mas tudo deve estar voltado para a salvação das vidas. Atualmente parece existir igrejas especializadas
- “Ele “amou o mundo”, a palavra mundo aqui se refere a pessoas, são aqueles que habitam o mundo. Em contraste com “Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele.” 1 Jo 2.15 nesse outro versículo o apóstolo João exorta a não amar o mundo, nesse caso a palavra mundo se refere a sistema mundano com suas influencias satânicas.
- “Filho Unigênito”, unigênito significa “único gerado”. Todo pai que tem um filho único tem um cuidado a mais. Acredito que o maior risco para Deus não era Jesus morrer, mas era Ele pecar, pois Ele corria esse risco.
- “missão da Igreja levar a mensagem de salvação”, cada igreja local deve estar nesse foco. Infelizmente muitos líderes estão preocupados com o crescimento de seus ministérios, suas congregações e suas contas bancárias.   

2. Um árduo trabalho missionário.
- “trabalharam arduamente na obra de evangelização”, é bom acrescentar que fizeram isso em uma época com poucos recursos de mobilização, comunicação, divulgação e aparelhamento para o trabalho. Vivemos em um tempo repleto desses recursos e tão poucos fazem essa obra.
- “somente com as questões administrativas e financeiras”, essas questões sempre existirão e os pastores e líderes se desgastam nelas acumulando com suas funções ministeriais e sua vida devocional. Os líderes cristãos devem aprender com Jetro que ensina a descentralizar o trabalho de liderança Êx 18.21-23. Uma igreja com vários obreiros trabalhando em suas funções específicas ajudam os pastores e permitem a atenção a todos os membros.
- “demonstrava um zelo especial com a evangelização”, ele sabia que só evangelização poderia conduzir o evangelho aos confins da terra. A maior luta de Paulo era contra o legalismo judaico dentro das igrejas e com a obra missionária. Ele sabia que para a igreja avançar na sua missão deveria pregar um Evangelho sem a carga dos ritos legalistas.

3. A melhor recompensa.
- “e ver o fruto do trabalho”, poder observar vidas que estariam nas drogas, na miséria ou na criminalidade se não fosse a pregação do evangelho de Jesus pela boca e serviço dos santos homens de Deus.
- “coroação do trabalho realizado”, é como receber uma parte do galardão de Cristo aqui na terra.
- “sabem que muitas são as lutas”, as pessoas que não conhecem a Jesus acham que só um louco poderia fazer o que os crentes fazem, se sacrificando por algo que não lhes trará nenhuma recompensa financeira. Na verdade os obreiros fazem isso por que tem algo que o mundo não tem, a fé. E como o mundo não possui essa fé, nada lhe resta a não ser criticar.
__________________________________
III - A MANEIRA DE SE VESTIR DAS MULHERES 

1. As mulheres na Casa de Deus.
- “mas por suas atitudes”, o povo de Deus é muito mais observado do que pensa, somos julgados pelo mundo o tempo todo. Mesmo procurando fazer o que é correto encontramos problemas, por isso Paulo orienta as mulheres nessa questão comportamental. Não há a mesma orientação para os homens devido à sociedade da época. Pois essa falha de comportamento era muito mais condenada nas mulheres do que nos homens. Mas de forma genérica hoje podemos aplicar essas orientações tanto a mulheres como também aos homens.
- “glorificar a Deus em toda a nossa maneira de viver”, fazendo alusão a dois aspectos, um é o comportamento, ou seja, a forma de se conduzir no culto,  a outra área que isso afeta é a forma de se vestir. A sensualidade é uma excelente ferramenta de Satanás. Tanto a mulher quanto o homem de Deus, devem se policiar na sua forma de se vestir. Atualmente é possível ser tentado até mesmo nos cultos, devido ao tipo de vestimenta de alguns irmãos. A questão da sensualidade é bem mais evidenciada na mulher do que no homem.

2. Traje honesto, com pudor.
- “Um vestido transparente não é honesto”, esse é apenas um exemplo, mas existem diversos outros, como vestidos com decotes, ou roupas muito curtas. Embora no mundo essas vestimentas sejam normais até um certo grau, na casa de Deus se torna em escândalo. Há ocasiões em que até os que não são servos de Deus identificam a falta de respeito.
- “A mulher pode e deve se vestir bem”, deve haver um ponto de equilíbrio entre o se vestir bem e o se vestir de forma sensual. Lembrando que a sensualidade não deve estar presente no culto.

3. Traje com modéstia.
- “Modéstia significa “simplicidade”, é o contrário de extravagante. A nossa roupa pode passar uma mensagem e dependendo do local, evento ou condição financeira das outras pessoas, podemos passar uma mensagem negativa a nosso respeito.
- “acabam competindo umas com as outras”, às vezes o templo parece uma passarela para desfiles. Cada irmã deve avaliar-se o porquê de colocar uma blusa, um vestido ou usar uma bolsa. Deve-se questionar se não está fazendo aquilo para parecer melhor do que as outras. Não adianta se enganar, porque não conseguirá enganar a Deus que conhece o coração do homem.
- “se preocupam apenas com o exterior”, esse é o grande mal de uma sociedade consumista e hedonista que afeta direta e indiretamente a Igreja de Jesus. As pessoas buscam adquirir coisas de que não precisam, gastando o que não tem, para aparentarem estar melhor do que outros e grande parte das pessoas que fazem isso são crentes e dizer estar lavados pelo sangue de Cristo.
_____________________________________
IV. A CONDUTA DAS MULHERES NA IGREJA

1. O silêncio no culto.
- “que a nova liberdade...levava a certas extravagâncias”, por essa explicação podemos entender que o texto se aplicava para a época. Porém é importante ressaltar que ele servirá para todas as épocas em que comportamentos parecidos forem observados nas congregações.
- “Paulo mostra que as mulheres podiam profetizar”, haveria algum conflito nessa questão dentro da Palavra, claro que não, pois um texto está falando de comportamento da mulher enquanto assistência do culto e o outro está falando de liturgia para as mulheres que tiverem algo de Deus para falar. O se entende aqui é que Paulo não era machista como alguns liberais afirmam.

2. As mulheres no Novo Testamento.  
...

3. A liderança do homem.
- “importante ressaltar que o próprio Paulo, ao escrever aos gálatas, ensina que”, olha o comentarista tentando defender a posição de Paulo em relação às mulheres, a fim de rebater as acusações de machismo. Está  certo, acreditar que Paulo expressou machismo nos escritos sagrados é anular a autoridade inspiradora de Deus sobre o texto.
- “Ele utiliza tal ilustração para mostrar o que estava acontecendo na igreja de Éfeso”, querido professor(a), eu recomendo que você abandone essa linha de argumentação do comentarista, pois Paulo usa o exemplo da criação para afirmar mesmo que o homem deve ter posição de liderança em relação a esposa, porque algo diferente disso naquela época era escândalo. E outra coisa que Paulo exorta é que a mulher foi enganada no Éden, mostrando que a mulher geralmente tem o pulso mais fraco para decisões difíceis. Na verdade não são todas as mulheres, existem as exceções, mas normalmente as decisões femininas são mais baseadas na emoção do que na razão. Se alguém não entender essas posições eu recomendo seja analisado na classe os seguintes versículos:
“Não permito, porém, que a mulher ensine, nem use de autoridade sobre o marido, mas que esteja em silêncio.
Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva.
E Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão.”
1 Timóteo 2:12-14
_____________________________________
CONCLUSÃO
- Lembrando que as palavras de Paulo estão fazendo menção à um período da história, mas no período em que vivemos, não há problema em a mulher exercer atividade de professora ou de obreira e até mesmo de liderança, desde que ela saiba administrar isso sem trazer escândalos.
- Elabore o resumo e apresente e não se esqueça de corrigir os exercícios.
Marcos André – professor

Boa Aula!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.