sábado, 18 de julho de 2015

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 3 - Revista da Editora Betel


AULA EM 19 DE JULHO DE 2015 – LIÇÃO 3
(Revista: Editora Betel)

Tema: O Milagre da Cura da Mão Mirrada

Texto Áureo: Hebreus 4.16
  
INTRODUÇÃO
- Querido(a) professor(a), nesta lição existem algumas verdades escondidas nos detalhes desse milagre que você poderá abordar na classe.
- “uma das mãos mirrada”, provavelmente ele tinha algum defeito de nascença e ficou com a mão mal formada, em outra versão aparece como “mão ressequida”. Note que esse problema o deixava a parte, de fora, mas Jesus resolve concertar isso.
- “mas, para os líderes religiosos”, esses líderes eram os invejosos que ficavam procurando do que acusar em Jesus, se Jesus viesse no mundo hoje ao mundo fazendo esses mesmos milagres, seria a mesma coisa. Muitos líderes, até mesmo da igreja Dele seriam contra Jesus.
__________________________________________
1. Compreendendo o sétimo dia.
- “haviam feito muitos acréscimos ao que as escrituras ensinavam”, esses acréscimos foram feitos por meio de literatura paralela, originária das tradições judaicas.

1.1. Entendendo a lei do sábado.
- “os judeus ortodoxos”, eram aqueles que seguiam à risca os mandamentos da Lei. Desde a época anterior a Cristo já existiam aqueles modificavam a interpretação da Lei, os ortodoxos jamais fariam isso, eles visavam preservar a Lei.
- “rebelião de Judas Macabeu”, era filho do sacerdote Matatias no período interbíblico, em que a palestina estava dominada por Antíoco Epifânio. Judas Macabeu liderou uma revolta que alcançou a vitória contra o general Antíoco. Esses fatos estão registrados nos livros apócrifos de I e II Macabeus, livros da Bíblia católica.
- “uma legião de homens”, aproximadamente mais de dois mil homens.

1.2. A verdade em pratos limpos.
- “a liberou das interpretações incorretas”, Jesus nos esclarece a forma de entender a Lei, porque toda Lei é boa e serve para classificar o pecado, mas as leis não podem ser levadas sempre ao pé da letra.
- “transformando-o em uma carga insuportável”, da forma que os fariseus interpretavam e alimentavam suas tradições era insuportável para um estrangeiro praticar. Se o Evangelho de Jesus tivesse sido anunciado do jeito que os judaizantes queriam, cheio de preceitos do judaísmo, como a guarda do sábado, por exemplo, ele jamais teria atravessado os continentes e as épocas e chegado até nós hoje.

1.3. O dia do descanso do Senhor.
- “e não o homem por causa do sábado”, quando Jesus ensinou isso Ele quebrou a concepção que os fariseus tinham acerca das tradições. Ele afirmou que o homem é mais importante para Deus do que as tradições. Ele estava ensinando o princípio máximo da religião.
- “Visava o bem de seu corpo, de sua mente e de sua alma”, isso porque estabelecia ao homem um dia para descanso dentro da semana, para que o homem não vivesse no ativismo do trabalho.
- “A observância desse dia”, atualmente alguns grupos religiosos ensinam a guardar o sábado, sendo o principal defensor dessa prática a igreja Adventista do Sétimo Dia. Para os adventistas há uma distinção entre os dez mandamentos e o restante da Lei. Sendo assim eles defendem que os dez mandamentos estão literalmente em vigor até o dia de hoje. Por isso os adventistas defendem ferrenhamente a guarda do Sábado, por ser isso um dos dez mandamentos.
- Alguns cristãos evangélicos do século XIX defendiam a observância do domingo como o dia do Senhor, devendo ser separado para se fazer a obra de Deus. Atualmente o consenso geral entre os estudiosos é que nem sábado e nem o domingo deve ser guardado, mas sim todos os dias da semana, pois todos os dias da semana devemos nos apresentar a Deus em gratidão e para buscar a Sua presença em reconhecimento de Sua majestade.  
 _____________________________________________
2. Alcançando milagres.
- “Era costume dos judeus se reunirem na sinagoga”, um costume parecido com o daqueles que consideram o domingo o dia do Senhor. Podemos notar que considerar um dia da semana em especial é um aspecto legalista e o legalismo é para o tempo da lei, mas nós estamos no temo da graça.

2.1. O início de uma nova história.
- “próximo grupo de sete, referente à semana que se iniciaria”, notamos assim que os judeus estudavam a Torá todos os dias. Esse é u  aspecto que os cristãos precisam ainda entender, que devemos aprender de Jesus todos os dias, assim como o maná que caía no deserto todos os dias para alimentar o povo.
- “comece com uma armadilha para tentar culpar Jesus”, talvez seja possível que aquele homem tenha sido levado para a sinagoga por eles para interrogarem Jesus acerca do sábado, pois um homem com esse defeito não seria bem visto na sinagoga. A outra hipótese é que ele tenha entrado tentando ficar desapercebido, mas foi visto e usado como isca para a armadilha.

2.2. A mão ressequida.
- “Aqui fala o médico, interessado nos detalhes”, Lucas fornece a visão de um médico. Assim como somente Lucas relata sobre suor de Jesus que se transformou em enorme gotas de sangue Lc 22.44, isso porque Lucas entendia do assunto e sabia ser perfeitamente possível.
- “foi premiado por sua ousada fé”, se referindo ao ato de coragem de entrar na sinagoga que era um local sagrado. Às vezes para recebermos uma cura, libertação ou outra benção qualquer, precisamos desenvolver a nossa coragem. Há ocasiões em que o Senhor permite uma luta para que aprendamos a ser corajosos.
- “curado apenas pelo poder da palavra de Jesus”, a sinagoga era o lugar de estudo da Palavra, ali era onde se ouvia a Palavra de Deus, isso mostra que um milagre pode vir pelo poder da Palavra de Deus e o melhor lugar para recebermos esse tipo de milagre é onde se ensina a Palavra. Triste das igrejas que não ensinam mais a Palavra.

2.3. Vem para o meio.
- “Jesus jamais pensou em envergonhá-lo”, o fato é que jamais aquele homem poderia estar no meio ou nua posição central, na verdade ele não era nem para estar ali. Mas Jesus começa colocando ele em um lugar no qual a sociedade não o admite. O Senhor Jesus quer fazer mais do que milagres na vida das pessoas, ele quer reintegrá-las no meio de onde foram expulsas.
- “condição de reintegrar-se ao culto”, recolocar-se na condição de adorador.
- “crer naquilo que Jesus estava ordenando”, acreditar na palavra de Deus é o primeiro passo. Obedecer é transformar a crença em ação, é agregar obras à fé, para que ela não seja uma fé morta.
- “digam que área de suas vidas que está seca”, é uma exposição necessária, para que o milagre fosse operado. Os problemas que estão no interior do ser humano poderão ser trabalhados em silêncio somente pela sua confissão à Deus, mas os que estão à mostra, acabarão sendo percebidos pela congregação, é preciso ter coragem e humildade para admiti-los.
________________________________________
3. Eis que tudo se fez novo.

3.1. De volta à vida.
- “estar novamente inserido no contexto da sociedade”, o contato com Jesus serve para nos trazer de volta a presença de Deus, nos trazer de volta a vida. Esse é um dos objetivos à curto prazo, à longo prazo é nos proporcionar a vida eterna. A igreja deve trabalhar nesse propósito. O propósito de recuperar pessoas.
- “Antes ele se escondia”, chame a atenção da classe para o fato de Jesus chamá-lo antes de curá-lo, esse é o objetivo da mensagem do Evangelho, nos reabilitar antes até mesmo de promover qualquer milagre. Igrejas onde os enfermos são colocados de lado estão precisando rever seus conceitos de cristianismo.
- “a religião e o oprimia”, a religião não é ruim, o problema é como alguns religiosos se comportam. Não eram todos os fariseus que se comportavam daquele jeito.

3.2. Imediatamente são.
- “Apenas um conjunto de rituais maçantes”, os milagres são a confirmação da pregação, não quer dizer porém que haverá milagres para todos, pois deve ser levada também em consideração a vontade do Senhor. Veja: “E muitos leprosos havia em Israel no tempo do profeta Eliseu, e nenhum deles foi purificado, senão Naamã, o siro.” Lucas4:27
- “nos torna em seus inimigos”, se refere àqueles pregam sempre uma mensagem apresentando um Deus que está pronto para punir, são alguns fariseus da atualidade.
- “em comparação com o amor posto em ação”, o ritual tem o seu valor, se não Deus teria autorizado a escrita de Levítico onde são ensinados os rituais sacerdotais. Porém o amor tem valor muito acima de qualquer ritual.
- “resposta espontânea”, é a resposta que sai naturalmente da pessoa. Nesse caso diante dos aflitos e necessitados o Senhor deseja que nós possamos responder de imediato.

3.3. Tempo de restauração.
- “Ao esclarecer sobre a lei do sábado”, se refere ao conceito que Jesus ensinou de que a Lei foi feita para o homem e não o homem para a Lei.
- “e que a religião somente impede o homem de achegar-se a Deus”, DISCORDO COMPLETAMENTE DESSA AFIRMAÇÃO, o comentarista está fazendo uma afirmação incoerente, classificando a religião como uma prática ruim, segundo o entendimento do comentarista da lição, a religião se define por hipocrisia ou algo parecido. Mas a religião é o carro que conduz a mensagem do Evangelho, dentro das diversas religiões temos a religião cristã que é representada pelos dois maiores seguimentos: os católicos e os evangélicos. Esses seguimentos religiosos são os que conduzem ou deveriam conduzir a mensagem do Evangelho ao mundo. Jesus não veio acabar com uma religião e nem tão pouco criar outra, Ele veio trazer uma mensagem e encarregou seus servos de se ajuntarem Mt 16.18 e os comissionou a levarem essa mensagem de salvação ao mundo. A religião de Deus é boa, pena que alguns religiosos agem como fariseus e pregam uma falsa religião e se tem uma falsa religião, então há também uma que é a verdadeira Tg 1.27.
- “coloca em nossas mãos a força para receber a graça”, o homem da mão mirrada precisou ter a coragem de ir para o meio e a força para estender a sua mão, assim são os apelos para que alguém receba a Cristo. Geralmente o convidamos para o meio e solicitamos que estenda a sua mão em sinal de aceitação. DÁ UMA PREGAÇÃO RSRSRS
_____________________________________
CONCLUSÃO
- “devolveu a esse homem sua vida e seus sonhos”, convide a classe para orar, pois talvez alguém dentro da Escola Dominical precise retornar para o meio, ou para o centro da vontade de Deus. Por maior que seja o crente, está sujeito a desanimar ou a pecar e essas coisas podem atrofiar alguma área em sua vida e Jesus é o único que pode restaurá-lo à verdadeira religião, ao local de antes.
- PROFESSORES NÃO TENHAM MEDO DE EXPOR SUA OPINIÃO, SE VOCÊ NÃO CONCORDAR COM ALGO QUE A LIÇÃO TRAZER, FALE AO SUPERINTENDENTE E APRESENTE COMO SENDO UM PONTO DE VISTA DO COMENTARISTA.
- Professor(a), recomendo que você faça o seu resumo e corrija os exercícios.

Marcos André – professor

Boa Aula!

4 comentários:

  1. Paz amado irmão, infelizmente o comentarista não está sendo feliz nos comentários, gostei muito de seu resumo, que Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo irmã, eu tento não confrontar tudo, mas tem coisas que não posso deixar passar. paz de Cristo. Obrigado pelo comentário.

      Excluir
  2. tem alguns tópicos da liçao que diz uma coisa e no outro topido desfaz o que falou

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me diz quais os tópicos, talvez eu possa corrigir ou explicar melhor, se você fizer uma afirmação dessa e não mostrar o problema, não estará ajudando.

      Excluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.