sábado, 25 de julho de 2015

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 4 - Revista Central Gospel



AULA EM___DE______DE 2015 - LIÇÃO 4
(Revista: Central Gospel - nº 43)

Tema: A GENUÍNA FELICIDADE

Texto Áureo: João 8.12
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- Professor(a), nesta lição procure passar essas realidades, mas não se esqueça de deixar claro que todo crente está sujeito a algum tipo de sofrimento, porém isso não será uma constante na vida com Deus.
- “considerarão essa pergunta um tanto intrigante”, alguns jamais aceitarão serem questionados nestes termos, mas na verdade os que são influenciados pelo Diabo nem sequer sabem disso, ou se sabem, tentam a todo custo esconder.
- “mais condizentes com pessoas que desconhecem a Palavra”, na era pós moderna há muitos que se dizem crentes e na verdade só estão na igreja por conveniência, não assumiram ainda em seu coração um compromisso real com o Senhor.
_______________________________________________
1. PASSOS PARA O ACÚMULO DE PROBLEMA
- “parece traçar uma curva descendente”, ou seja uma curva para baixo, seria o caso de alguns crentes que nada melhora só piora.
- “tenham esquecido de que a felicidade...dependem de”, ou talvez elas nunca aprenderam isso. Aqui podemos entender que geralmente nosso sofrimento não depende de um fator espiritual, mas sim de algo na esfera humana, a visão de si mesmo, escolhas ou relacionamentos.
- Professor(a), é interessante comentar que existem alguns sofrimentos que são por permissão ou ação de Deus para um fim específico e com um tempo determinado, como foi o caso de Jó, mas na verdade, o Senhor não se agrada de nos ver sofrendo o tempo todo

1.1. Assumir a vida dos outros
- “assumir a vida de outrem”, se refere a tomar a carga de outra pessoa.
- “inevitavelmente arruinaremos a nossa”, já é muito difícil cuidar de uma só vida, quanto mais de Duas. Existem pessoas que não conseguem dizer não, e acabam cedendo seu tempo e recursos para ajudar alguém que algumas vezes se aproveitam disso e sugam até a alma. Começam então a vir problemas no casamento e na vida espiritual.
- “uma relação de reciprocidade”, reciprocidade significa “mesma resposta”, então quer dizer o apóstolo falava de uma situação em que todos se ajudavam e não somente uma pessoa levando a carga dos outros.
- “podemos orar, aconselhar”, está sendo passado uma ideia de equilíbrio, onde a pessoa deve ajudar sem desgastar assumindo responsabilidades que não são suas.

1.2. Ser ambicioso
- “cobiça”, a definição de cobiça no dicionário é: “desejo ardente de possuir ou conseguir alguma coisa”.
- “algo maior do sua capacidade”, algumas pessoas se empenham arduamente por coisas que, em alguns casos, não poderão manter, como casas, carros e principalmente posições sociais. Uma pessoa que vive com um salário razoável, ao pensar em adquirir um carro para sua família, deve considerar gastos como combustível, IPVA, manutenção, etc, para comprar um veículo que não precise devolver depois para a financeira. O mesmo se aplica à compra de casas e outros bens.

1.3. Amar o dinheiro
- “quando o dinheiro torna-se alvo principal”, a pessoa tenta acumulá-lo, deixa de usá-lo e passar a ser usado por ele, para um servo de Deus isso é muito perigoso, pois ele perderá primeiro a sua vida espiritual, o que já é uma grande perda.
- “volta-se para a busca de mais bens”, nesse caso a pessoa se deixa levar por um sentimento de poder e pode acabar sendo influenciada pelo consumismo e passar a adquirir bens exageradamente para mostrar que tem, ficando aprisionada no sistema financeiro devendo a bancos e até agiotas.
________________________________                 
2. A REALIDADE DE UM SOFREDOR
- “pessimismo”, em termos simples seria a característica de quem acha que tudo está péssimo. Sempre se vê como o pior ou que está em situação pior. 

2.1. O sofredor e o pessimismo
- “é considerada pura insatisfação”, os pessimista extremos não sentem muito prazer na vida. É na verdade uma perda de tempo, não gostar da vida que tem, pois ela não mudará por isso.
- “só conseguem enxergar desgraça”, veja esses versos de Jesus:
“A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz;” Mateus 6:22
A pessoa que tem os olhos maus só enxerga as dificuldades, por isso só vive com problemas, na verdade a vida tem momentos bons e ruins, nós escolhemos a quais daremos mais atenção.

2.1.1. O rastro do pessimismo
- “também prejudica aqueles que estão ao seu redor”, a convivência com o pessimista é muito desgastante, muitos desejam estar distante dele. Ele trata mal aqueles que o ama, libera palavras negativas e críticas contra tudo.

2.2. O sofredor e a incredulidade
- “Se você for incrédulo”, Deus não opera na incredulidade, Ele opera em meio a fé. Precisamos exercitar a nossa fé.
- “frustrações”, a frustração é o sentimento de desânimo diante de algo que deu errado após uma expectativa criada. Deus só trabalha em nossos projetos se tivermos fé, por isso o incrédulo não tem a ajuda de Deus, dessa forma ele deixa de realizar seus planos, vindo assim a frustração.

2.3. O sofredor e o pecado
- “continuam vivendo na iniquidade”, alguns crentes conseguem manter seus pecados em oculto e por isso ficam no rol de membros das igrejas pensando que não estão sendo notadas.
- “Deus não se deixa escarnecer”, essa afirmação é concluída com essa regra da semeadura, e quer dizer que se o homem permanecer em pecado e não for punido estará então escarnecendo de Deus. Paulo está afirmando que como consequência do erro o homem vai colher o devido fruto, que ninguém vai viver no erro e colher coisas boas.
- “quem flerta com o pecado”, flertar é namorar, dar em cima, se aproximar,etc. Assim que alguns crentes fazem com o pecado antes de caírem totalmente.
________________________________________________
3. ALCANCE A FELICIDADE
- professor(a), cuidado com esse tópico, para não ensinar o que Deus não quer que seja ensinado.
- “medida que a pessoa descobre sobre si mesma”, essa é uma condição psicológica para relacionar-se com as pessoas.
- “que o homem examinasse a si mesmo”, professor(a), CUIDADO! Quando Paulo escreveu isso ele se referia ao pecado e à condição para participar da ceia do Senhor. Não é uma boa ideia usar o versículo da Bíblia para sustentar uma filosofia humana.
- A verdadeira felicidade começa em conhecer ao Senhor.

3.1. Conheça suas limitações ouça o Senhor
- “devemos rejeitar tais convites”, o ser humano tem o habito de se deixar levar pelo ego e querer mostrar algo que não é. Nessas situações ele é tentado a opinar e até a decidir sobre assuntos que não sabe.
- “armas espirituais”, é interessante lembrar que para se ter armas espirituais é necessário ter vida devocional, ou seja, vida de oração, jejum e palava.

3.1.1. Um ajuste no foco
- “por se sentirem inaptos”, sentir-se inapto para a obra de Deus é a maior condição para ser designado pelo Senhor. Deus chama homens aparentemente fracos para que Seu poder seja manifestado neles.
- “obra específica”, dentro da grande comissão existem os chamados específicos para alguns líderes. A grande comissão é o “ide”, é uma obra para todos os servos de Deus, dentro desse grande chamado, o Senhor está separando uns para pastores, doutores, cantores, professores, etc. Essas são obras específicas.
- “intervenção divina”, é o mover de Deus para que possamos assumir a obra específica que Ele nos confiou.

3.2. Aprenda a fazer o bem
- “precisamos praticá-lo”, muitos creem no Evangelho, mas são poucos os que praticam. A cada ano está mais raro encontrar praticantes da Palavra e mais fácil encontrar os debatedores dela.
- “mas é insensível ao aflito”, muitos tentam praticar o Evangelho desta forma, achando que estão corretos diante de Deus.

3.3. Entregue sua vida ao Senhor
- “direção da vida ao senhorio de Cristo”, é chamar Jesus para ser o Senhor da nossa vida. Esse é o primeiro passo para a verdadeira felicidade.
______________________________________
CONCLUSÃO
- “nossa consciência encontrar a paz”, a paz que Jesus oferece é a paz com Deus, Jesus nos dá o poder de termos paz com o Criador. Isso afeta diretamente a nossa consciência, nos dando a tranquilidade em meio às lutas e nos livrando de muitas enfermidades.
- “consegue vencer o pecado”, o pecado não se vence com estratégias humanas e nem concepções filosóficas. O pecado só se vence se estivermos de coração puro na presença daquele que venceu o pecado e a morte, Jesus.

Boa aula!

Marcos André – professor



5 comentários:

  1. A paz irmão André, quero lhe parabenizar pelo seu posicionamento frente ao comentário da lição A Genuína Felicidade referente ao versículo ' Examine pois o homem a si mesmo'. Para nós professores é necessário lê muito além do que está escrito, lê é muito mais do que decifrar as letras, temos a responsabilidade de compreender a mensagem que para nós está sendo proposta. Deus continue lhe direcionando. Maceió 29/08/2015

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado meu querido, você realmente falou a verdade, nós precisamos ler muito mesmo para não sermos surpreendidos com algumas perguntas difíceis, por isso que é fácil encontrar pregadores do que professores. Você concorda comigo?
      Obrigado por esse rico comentário.

      Paz de Deus irmão.

      Excluir
  2. A paz pastor Marcos André teria como o senhor postar o esboço da lição 5 pois estava querendo usar em minha aula.
    Obrigado desde já e fique com DEUS.

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. Paz meu irmão, estou tão enrolado com as diversas atividades que não posso concluir esse esboço, me desculpe. Estou tentando melhorar os trabalhos no blog.

      Fico te devendo essa.

      Abraços.

      Excluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.