INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL



__________________________________________________________________

quinta-feira, 9 de julho de 2015

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 2 - Revista da CPAD


AULA EM 12 DE JULHO DE 2015 – LIÇÃO 2
(Revista: CPAD)

Tema: O Evangelho da Graça

Texto Áureo: Atos 20.24
  
INTRODUÇÃO
- Querido(a) professor(a), nesta lição apresente as provas de que o Evangelho de Cristo tem o poder de alcançar a todos.
- “anciãos de Éfeso”, eram os mais velhos da igreja de Éfeso, mais tarde foram chamados de presbíteros, eram as maiores autoridades da igreja local.
- “de que na sua ausência as ovelhas do Senhor fossem atacadas”, você pode perguntar aos alunos, que ataques seriam esses? A resposta é que os ataques seriam doutrinas falsas e enganos dos lobos devoradores, veja o que Paulo diz:
“E que de entre vós mesmos se levantarão homens que falarão coisas perversas, para atraírem os discípulos após si.” Atos 20:30
Seriam pessoas desejariam atrair a atenção para fazer seguidores, para deles conseguirem aplausos ou dinheiro, ou os dois.
- “igrejas que abrigam falsos obreiros”, são obreiros na atualidade que se fingem de servos de Cristo, mas estão atrás somente de fama, dinheiro ou posição eclesiástica. Se aproveitam por não haver perseguição em nossa nação, porque se as igrejas fossem perseguidas no Brasil esses falsos obreiros logo abandonariam a fé, pois somente os verdadeiros crentes suportam as lutas.  
__________________________________________
I - AS FALSAS DOUTRINAS CORROMPEM O EVANGELHO DA GRAÇA

1. O evangelho da graça.
- “independente das obras humanas”, quer dizer que o Evangelho liberta a todos do domínio do pecado independente de alguém ter boas obras ou não. Essa libertação ocorre pela bondade do Pai, para que ninguém se glorie dizendo que trabalhou muito ou é muito bom e devido a isso foi salvo.
- “maneira muito eloquente”, usando de palavras fortes, de maneira convincente.
- “mas por experiência própria.”, se referindo à libertação do próprio Paulo, mesmo tendo perseguido o povo de Deus.
- “Será que daríamos oportunidade a um indivíduo com tal histórico?”, com certeza a resposta para essa pergunta para muitos, ainda é não, mas Paulo recebeu a oportunidade e trabalhou grandemente. Infelizmente muitos nas igrejas deixam de receber oportunidades na obra devido a seus atos do passados.

2. As falsas doutrinas (v.3).
- “a quem cabia a tarefa de ministrar o ensino à igreja”, eram os que tinham oportunidade de falar na congregação e aproveitavam essa oportunidade para trazer o engano, em forma de falsas doutrinas, heresias e teorias obscuras.
- “eram narrativas imaginárias”, narrativas que eram embelezadas para atrair os ouvintes. Até hoje muitos falsos mestres usam desse artifício para comprovar teorias estranhas.
- “qual o conteúdo das “genealogias””, genealogia é o estudo sobre a herança familiar. Ao que parece os judaizantes usavam esses estudos para comprovar certos privilégios na religião.
- “permitem que o emocionalismo tome lugar do verdadeiro avivamento”, esses ensinos em que são usados conteúdos estranhos à Palavra de Deus geralmente são colocados com muita eloquência a fim de emocionar o povo mas não ensinam nada da Palavra. As pregações precisam ser exposição da Palavra de Deus.

3. O “fim do mandamento” e a finalidade da Lei.
- “a que ele resumiu no “mandamento”, e sua finalidade”, esse mandamento a que Paulo se refere é a doutrina de que ele falou no verso 3 de 1Tm cap 5.
“Ora, o fim do mandamento é o amor de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida.” v5 aqui Paulo está dizendo que  finalidade de se seguir as doutrinas de Cristo é que pratiquemos o amor, porque esses lobos que introduzem essas fábulas nas igrejas não estão interessados na prática do amor, ma sim em encher seus bolsos e receber os aplausos.
- “pessoas ímpias que eram alvo dos preceitos legais”, Paulo está afirmando que a prática do amor não anula a observância da lei, esclarecendo que a lei (se referindo a Lei de Moisés) é boa e é estabelecida para a punição dos injustos. De acordo com os versos 6 e 7 de 1 Tm cap 5, alguns estavam fazendo afirmações sobre a lei como se entendessem dela, mas Paulo está combatendo esses nos versos 8 a 10.
- Professor(a), destaque para a classe a palavra que Paulo usa no verso 10, “para os fornicadores, para os sodomitas, para os roubadores de homens”, ele está se referindo aos homossexuais. A prática do homossexualismo era extremamente combatida na Lei de Deus.
_______________________________________
II – A GRAÇA SUPERABUNDOU COM A FÉ E O AMOR

1. Gratidão a Deus.
- “é o ser grato a Deus”, o que mais destaca na gratidão de Paulo e de outros homens de Deus nas Escrituras é que eles se mantinham gratos diante das adversidades. Isso é impossível para aqueles que não tem o Espírito Santo e suas vidas.
- “apesar de ter sido um terrível opositor”, podemos notar aí na referência de 1 Tm 1.13 que Paulo se considerava extremamente agraciado por esse motivo. Ele entendia que foi aceito sem ser merecedor de tal honraria.
- “demonstração do que o “evangelho da graça de Deus” pode fazer”, quer dizer que se Deus aceitou Paulo com seu histórico pode aceitar a todos. Os textos não afirmam se Paulo matou ou mandou matar algum cristão, mas ele consentiu na morte de Estevão e na de todos aqueles a quem ele prendeu, o que é praticamente o mesmo que matar.
- “e o faz uma “nova criatura””, o Evangelho seria muito útil na sociedade pós-moderna porque muitas pessoas se suicidam pela perda da esperança de uma solução para suas vidas, mas os governos preferem deixa-lo de lado porque o Evangelho traz uma mensagem de concerto aos governantes.

2. Humildade.
- “neófito”, é o novo convertido, o novo cristão.
- “não estava usando de falsa modéstia”, a falsa modéstia é quando a pessoa se apresenta como humilde para agradar aos outros.
- “declarou ser o principal pecador que Jesus veio salvar”, e salvação de Paulo se tornou um dos maiores exemplos da Graça de Cristo, pois Jesus não somente o salvou, mas o transformou em um dos maiores doutrinadores que o Evangelho já teve. Diante disso podemos afirmar que, Deus pode pegar um traficante de drogas hoje e transformar ele em grande missionário no futuro.
- “convicção de que fora salvo pela graça”, a graça é o favor imerecido de Deus. Da palavra graça, surgiu a terminologia “de graça” ou “grátis”, para dizer que não precisa pagar por algo. Paulo já estava liberto, ele agora trabalhava pelo que Deus já havia feito, mesmo ele não merecendo. Nas igrejas temos muitos crentes que trabalham por obrigação ou por outros motivos, mas o melhor motivo é a gratidão.
- “não vive na prática do pecado”, não quer dizer que a pessoa deixa de ser pecador 1 Jo 1.10, mas significa que o nosso pecado é ocasional, é acidental, não somos escravos dele.
 __________________________________
III - UM CONVITE A COMBATER O BOM COMBATE (vv.18-20) 

1. A boa milícia.
- “difícil missão de combater as heresias”, o que hoje sofremos com o mundanismo e a apostasia, naquele tempo a Igreja sofria com as heresias. Eram diversas e como naquela época o cânon do Novo Testamento ainda não estava formado, muitos introduziam certas doutrinas que nunca foram mencionadas por Jesus.
- “ânimo, encorajamento e incentivo ao jovem pastor”, lembrando que Paulo aqui está preparando um substituto para que conduzisse algumas igrejas locais após a sua partida.
- “boa milícia”, milícia aqui significa luta, Paulo está recomendando que Timóteo combata um bom combate.
- “as profecias eram tão consistentes”, coma se refere a mais de uma profecia, entendemos que houve confirmação pela boca de outros profetas. Naquele tempo o principal método para confirmar a veracidade de uma profecia era pelo dom de discernimento de espíritos 1 Co 12.10.

2. A rejeição da fé e suas consequências (1Tm 1.5).
- “fé não fingida”, fazendo referência à fé dos hereges que se apresentavam como fé verdadeira, mas se fingiam de servos para introduzirem suas doutrinas perversas.
- “Paulo os entregou “a Satanás”, parece muito forte essa orientação para os nossos dias, mas encontramos Paulo orientando isso pelo menos duas vezes, essa de 1 Tm 1.20 e a outra em 1 Co 5.5 onde ele orienta:
 “Seja, este tal, entregue a Satanás para destruição da carne, para que o espírito seja salvo no dia do Senhor Jesus.” Nessa orientação Paulo explica o porquê. E diz que é para a destruição da carne, mostrando que assa orientação, embora pareça muito forte, visava a salvação da alma.
_____________________________________
CONCLUSÃO
- “debaixo de perseguição e confronto com heresias”, essas parecem as portas do inferno a que Jesus se referia Mt 16.18 e como Jesus afirmou na ocasião, as portas do inferno de fato não prevaleceram. Além dessas hoje temos novas portas do inferno, por exemplo: a apostasia e o mundanismo. E agora temos também novas leis como a aprovação do casamento gay nos Estados Unidos, que logo vai influenciar toda a América latina. Se o casamento homossexual for aprovado aqui, os pastores que se recusarem a casar dois homossexuais poderão ser acionados na justiça por discriminação.
- “consolidação de igrejas abertas em suas viagens missionárias”, Paulo havia instituído essas igrejas em suas viagens, agora precisava consolida-las e para isso precisava de obreiros capazes de ensinar a sã doutrina e combater as heresias, para isso ele contava com Timóteo e Tito.
- Elabore o resumo e apresente e não se esqueça de corrigir os exercícios.
Marcos André – professor

Boa Aula!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.