quarta-feira, 19 de agosto de 2015

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 8 - Revista da Editora Betel


AULA EM 23 DE AGOSTO DE 2015 – LIÇÃO 8
(Revista: Editora Betel)

Tema: A Unção que Produz Milagres

Texto Áureo: Isaias 10.27
  
INTRODUÇÃO
- Querido(a) professor(a), nesta lição procure convidar os alunos a pensarem, elabore perguntas pertinentes e inteligentes e deixe eles pensarem.
- “mas compreender de maneira plena o que ela realmente significa”, aqui podemos considerar dois tipos de unção: aquela que é concedida na consagração com a imposição das mãos ou pelo derramar do óleo ou aquela que é concedida pela busca espiritual. A unção é concedida para uma finalidade específica.
__________________________________________
1. A unção e seu significado.

1.1. Conhecer não é saber.
- “Será que é fácil explicar a Deus?”, explique aos alunos que a dificuldade de se definir ou explicar Deus está em torno de Sua essência, pois Ele é um e ao mesmo tempo Ele é três, é difícil explicar e exemplificar.
- “explicar o que há por trás dessa palavra?”, ou seja, explicar o seu significado.
- “ela não é somente uma palavra religiosa”, quer dizer que ela não se refere somente a assuntos somente religiosos. Muitas vezes nós usamos uma palavra para algo na área religiosa e achamos que ela foi concebida para isso, como hermenêutica, por exemplo, que é a arte da interpretação de textos, é uma palavra usada para se referir a qualquer texto, mas pensamos que só existe a hermenêutica bíblica.

1.2.  O que significa a unção?
- “ele lhe habilita a exercer certo grau de influência”, então unção é como uma habilitação para exercer a autoridade. No campo material a unção é apenas um título, pois quem garante a autoridade e a execução de sua ordem são os órgãos de segurança, como a polícia. Assim também ocorre no mundo espiritual, nós temos a unção, mas quem garante a execução do que ordenamos é o poder do sangue de Cristo e seus anjos.
- “mas em grande responsabilidade”, o crente não pode se concentrar no poder que está a seu dispor, mas sim na responsabilidade em exercê-lo.

1.3. O propósito da unção é libertar.
- “converter esse alguém em um libertador”, quer dizer que pessoa deve se esforçar para ganhar almas pra Jesus. A pessoa não pode receber unção para ficar a toa ou para dizer que tem.
- “não é para desfrute pessoal”, não é para a pessoa agir de forma egoísta só pensando em si. Também não é para a autoafirmação, só pra dizer que tem e nem é para disputa entre irmãos, de quem tem mais unção.                                                         
- “foros legais”, seriam permissões dentro da lei, que por isso não pode ser contestada.
 _____________________________________________
2. Unção significa responsabilidade
- “frear ou atrasar (não abortar) os propósitos eternos de Deus”, quer dizer que se alguém usar mal a unção que recebeu, poderá atrasar o propósito de Deus na vida de alguém, ex.: se um pastor usar a unção para arrancar dinheiro das ovelhas, poderá atrasar a obra de libertação na vida dessa pessoa, porém não impedirá, pois Deus de outra parte enviará o socorro.

2.1. Qual a nossa responsabilidade?
- “que um espírito de responsabilidade reine em Sua Igreja”, a responsabilidade vem da preocupação que o ministro ou líder demonstra pelas almas, as precisam muito disso, preocupação como a de Paulo pelas igrejas de seu tempo, sem se preocupar com denominação ou visão teológica. Todos iremos para o mesmo céu.
- “Hoje é fácil ser chamado de pastor, ministro, ter títulos”, isso porque esses títulos são dados mediante, conhecimento intelectual, amizade com os grandes, boa política nos ministérios, etc, quando na verdade deveria ser dado para aqueles que atuam no chamado ao qual o título se refere, ex.: temos missionários que nunca colocaram os pés no campo missionário e nem exercem nenhuma atividade na área, além de pastores que nunca tiveram um rebanho.
- “atrasar a obra de Deus sobre a Terra”, um ponto para se discutir com os alunos: será que se os líderes da Igreja trabalhassem como se trabalhava na Igreja primitiva, o evangelho já teria alcançado os quatro cantos do mundo? Ou será que está tudo correndo de acordo com os planos de Deus?
- “nenhuma delas jamais produziu uma geração livre”, quer dizer que unção é uma coisa e responsabilidade é outra. Existem crentes que não possuem unção, mas são muito mais responsáveis do que aqueles que a tem.

2.2. A importância de ser responsável.
- “Foi o pecado da irresponsabilidade”, professor(a), pode haver alguma contestação acerca dessa afirmação, pois o primeiro pecado também pode ser definido como desobediência, porque Adão e Eva desobedeceram a ordem de Deus de não comer daquele fruto. Porém genericamente pode se dizer que foi uma irresponsabilidade.
- “sua missão era construir uma arca”, nesse momento Noé era totalmente responsável para com as coisas de Deus. Ele assumiu a missão e trabalhou  em meio a idolatria, descrença e escárnio.
- “A mesma unção que produz salvação, também produz maldição”, na verdade não foi pela unção que ele amaldiçoou ele o fez pela carne. Esse tópico nos mostra que ninguém pode se julgar muito santo por ter feito grandes coisas debaixo da unção do Senhor. Noé corrompeu sua carne com a bebida e deu lugar a essa carne.

2.3.  Autoridade não é sinônimo de responsabilidade.
- “delegar autoridade”, quando eu autorizo alguém a fazer algo em meu nome, eu estou delegando a autoridade, mas a responsabilidade sobre essa autoridade ainda é minha. Dessa forma se a pessoa usar a autoridade que eu deleguei de forma errada, a culpa é dela, mas a responsabilidade é minha.
- “Ela estava naquela posição para atuar em prol do povo”, ela tinha uma responsabilidade e deveria agir de acordo com ela. Assim deve ter consciência todo os que estão em posição de liderança, que assumiram tal posição para que trabalhem em prol do povo de Deus.
________________________________________
3.  A unção traz benefícios e ônus
- “A vontade de Deus é que terminemos bem”, o segredo não é como se começa e sim como se termina. Muitos líderes se deixam levar pelo status do cargo e pelo valor financeiro que podem receber.
3.1.  Não se brinca com a unção.
- “mas levou treze anos para poder reinar”, receber a unção não é o mesmo que receber o cargo a qual a unção se refere. Muitos recebem um unção para ministrar e já saem pregando sem adquirirem maturidade.
- “que aprendesse com as falhas de Saul”, Davi deveria adquirir experiências e maturidade e isso só se consegue vivendo na obra.
- “o Saul interno que havia dentro de Davi”, quer dizer que ele tinha falhas coma as de Saul e para saber repreendê-las em si mesmo ele precisava identificá-las em Saul.
- “mas seu pior gigante era ele mesmo”, com tudo que Davi passou e com tudo o que ele era, mesmo assim ainda cometeu grandes pecados. 2 Sm 12,1-10

3.2. A irresponsabilidade pode frear uma geração inteira.
- “tampouco conhecia a obra que Ele fizera”, era uma geração que só buscava a Deus quando passava aperto, assim como muitos fazem hoje.
- “pode ser tão perigoso quanto viver no deserto”, se no deserto havia perigos físicos, na terra santa havia perigos espirituais, como a idolatria por exemplo.
- “pode roubara benção de outra e trazer tragédias”, se refere ao fato de aquela geração que viveu depois de Josué ter feito uso da benção, mas ter feito o que era mal diante de Deus, trazendo desgraça e deixando uma herança de problemas para a próxima geração.
- “marcada por oscilação”, se refere ao fato de no livro de Juízes aquela geração estar em altos e baixos, um hora estava bem espiritualmente e noutra estava mal, isso é oscilar.

3.3.  Ser livre é ser responsável.
- “Os Israelitas não entraram na Terra Prometida”, está se referindo aos que saíram do Egito que Deus não permitiu que entrassem na terra prometida, devido à murmuração.
“Não verão a terra de que a seus pais jurei, e nenhum daqueles que me provocaram a verá.” Nm 14:23
- “livres no corpo, mas escravos na mente”, significa que eles ainda eram escravos do pecado, de suas concepções, da falta de fé e de seus ventres.
_____________________________________
CONCLUSÃO
- “Deus sempre será responsável para conosco”, dessa forma a parte que sempre falha somos nós. O Senhor fez aliança conosco pela cruz de Cristo, mas nós muitas vezes o decepcionamos ou o abandonamos.
- Professor(a), recomendo que você faça o seu resumo e corrija os exercícios.

Marcos André – professor

Boa Aula!

- Esse esboço é gratuito, porém se alguém desejar ofertar para essa obra, fique a vontade, é só clicar aqui!
- Se alguém quiser acrescentar algo interessante ao esboço, mande para licks1996@gmail.com

3 comentários:

  1. Paz amado, agradeço a Deus e ao irmão por essa maravilhosa obra.

    ResponderExcluir
  2. Paz amado, agradeço a Deus e ao irmão por essa maravilhosa obra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado irmã, Deus abençoe você e tua casa, estamos trabalhando!
      Você é professora ou aluna?

      Excluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.