quarta-feira, 26 de agosto de 2015

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 9 - Revista da Editora Betel



AULA EM 30 DE AGOSTO DE 2015 – LIÇÃO 9
(Revista: Editora Betel)

Tema: A Irreverência Destruiu Ananias e Safira

Texto Áureo: Atos 5.11
  
INTRODUÇÃO
- Querido(a) professor(a), nesta lição recomendo que você de uma olhada nas referências que eu separei aqui no esboço e leia com atenção todo o capítulo 5.
- “quando tentamos aparentar ser o que não somos”, alguns tentam também mostrar ter o que não tem. Nesses últimos dias as pessoas preservam demasiadamente a imagem e por ela alguns mentem e escondem o verdadeiro eu.
- “dissimulação deliberada”, dissimulação significa ocultar os verdadeiros sentimentos e deliberado é aquilo que é feito de propósito.
- “fazer as pessoas acreditarem que somos mais espirituais do que somos”, esse foi o problema de Ananias e Safira, tentaram mostrar que tinham espiritualidade fazendo o que muitos crentes naquele tempo estavam fazendo, mas eles não eram tão espirituais em seus corações. Dessa forma o melhor é mostrarmos o que somos e não apresentar uma imagem. Precisamos nos preocupar mais com o conteúdo do que com a imagem.
__________________________________________
1. A GRAÇA É INTERROMIDA PELO JUÍZO
- “um meio de se infiltrar”, essa é a especialidade do inimigo, a infiltração, ele tem a habilidade de se achegar sem ninguém perceber. A Igreja precisa de pessoas com visão espiritual para identificar essas infiltrações de Satanás.

1.1. Ananias e Safira.
- “a oferta de Barnabé”, professor(a), faça perguntas simples só para ver se os alunos leram a lição ou se entenderam. Aqui você pode perguntar: qual foi a oferta de Barnabé?
- “buscavam reconhecimento entre os apóstolos”, quer dizer que eles buscavam reconhecimento diante das autoridades eclesiásticas. Hoje essas autoridades seriam os pastores e líderes, muitos tentam apresentar espiritualidade a esses homens.
- “forma instigados por Satanás”, Satanás através de elementos externos tem acesso ao coaração humano. Ele influencia através de amizades, apelos midiáticos e outros eventos do cotidiano.
- “planejaram uma estratégia”, na justiça dos homens, um crime premeditado tem muito mais peso na hora do julgamento do que aquele que ocorre de forma espontânea. Ananias e Safira premeditaram o iriam fazer e isso é grave.

1.2. A palavra de juízo.
- “sem que sua falsidade fosse percebida”, as atividades da igreja proporcionavam isso, eles viviam em comunidade e em constante oração, além da perseguição iminente. Só os crentes verdadeiramente espirituais conseguiam se adaptar a isso.
- “o dom de discernir os espíritos”, esse dom é listado por Paulo em 1 Co 12.10 e já era conhecido de Pedro devido ao fato ocorrido em Mt 16.22,23. Esse dom consiste em conhecer a ação espiritual por trás das palavras e atitudes.
- “teriam se tornado pessoas influentes dentro da Igreja”, hoje em dia, devido a muitas igrejas não terem esse dom, existem pessoas influentes em seus ministérios, mas com um coração mau como o de Ananias e Safira.

1.3. A providência divina.
- “quando estes penetrarem em seu seio”, infelizmente é que mais o inimigo tem feito, ele tem entrado em muitos ministérios devido a tolerância com o erro. Para Satanás importa mais desviar as pessoas dentro das igrejas.
- “o zelo de Deus está sobre ela”, zelo é o ciúme cuidadoso, Deus tem ciúme de Sua Igreja, cada igreja local está abrangida por esse ciúme, desde que a liderança esteja preocupada em agradar a Deus.
- “é apenas mais uma religião no mundo”, ou mais uma instituição para fazer número a tantas outras.
- “coluna e baluarte da verdade”, coluna é o que sustenta e baluarte é como uma fortaleza, dessa forma a Igreja sustenta e fortalece o mundo com a verdade. A humanidade está entrelaçada na mentira, mas a Igreja sustenta a verdade.
- “ele deseja se mudar para dentro dela para roubar sua perfeição”, o inimigo não pode atingir a Deus, mas tenta afetar o que Deus ama, a Sua Igreja e os seus servos que congregam nela.
- “o exército de Deus”, uma exército para combater as forças das trevas, mas os agentes de Satanás estão se infiltrando para aliciar alguns crentes, esses aqui são classificados como traidores.
_____________________________________________
2. Uma cultura orgulhosa e materialista
- “a viver em comunhão e a dividir seus bens”, era um modelo parecido com o socialismo, onde todos eram igualados em suas posses e a pessoa é valorizada pelo que é e não pelo que possui.
- “desafiava o espírito ambicioso dos moradores de Jerusalém”, a atitude de vender tudo e entregar para a comunidade cristã não era uma obrigação, mas provavelmente as pessoas que aceitavam a nova fé eram estimuladas pela atitude dos outros a fazerem o mesmo.

2.1. Uma cultura arrogante.
- “Roma estava no poder”, Roma era império que dominava quase o mundo inteiro.
- “uma cultura de orgulho, arrogância e materialismo”, a cultura mais marcante da época era a grega que se caracterizava pelo egocentrismo e hedonismo, esses são comportamentos materialistas.
- “os oprimidos, as viúvas, órfãos e os pobres não tinham vez”, sabemos pelo Antigo Testamento que o cuidado com os órfãos e as viúvas faz parte da vontade de Deus.
- “líderes religiosos se inclinavam para a aquisição das riquezas”, esses líderes eram os escribas, sacerdotes e os principais das sinagogas, alguns eram fariseus e outros saduceus.
- “artimanhas legais para roubar as casas das viúvas”, esses líderes se apresentavam como auxiliadores espirituais, mas tinham outros interesses, Jesus os denunciou em Lc 20.46,47

2.2. Pregando sem palavras.
- “uma qualidade de vida contagiante”, se referindo a vida em comunidade dos primeiros crentes, onde o pobre e o necessitado era atendido At 4.34 essa prática dos crentes contagiava a todos veja:
“Louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.” At 2:47 a porção sublinhada significa que todo o povo gostava dos crentes.
- “crentes que amavam uns aos outros”, professor(a), convém lembrar aos alunos que essa é a marca de Cristo na vida de seus servos, veja:
“Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros.” Jo 13:35
- “uma carta lida”, metáfora para representar a vida de um servo de Deus que é observado por todos e dessa forma passa a dar testemunho do que é servir a Deus, ou seja, pregando sem palavras.

2.3. Servindo com reservas.
- “servem a Deus com reservas”, servindo a Deus, mas reservando áreas para continuarem no erro.
- “por causa de um pedaço físico de terra”, isso porque alguém pode pensar que a punição tivesse a ver com a herdade ou o valor que eles receberam.
- “A ganância em seus corações”, O início do problema não foi a ganância e sim o menosprezo ao Espírito Santo. Eles não pareciam gananciosos pelo fato de terem entregue uma parte do valor, eles não tinham fé e não tiveram respeito ao Espírito Santo, Pedro chega a dizer que eles não precisariam ter entregue valor nenhum. At 5.4  
Esse fato não serviu para mostrar a comunidade a importância de se entregar ofertas, mas sim o respeito ao Espírito de Deus.
________________________________________
3.  Lições de um juízo inesperado
3.1. Juízo em tempo de graça.
- “período de graça com ausência de santidade divina”, isso porque na graça Deus executa pouco juízo como fazia no tempo da lei, fazendo com que alguns pensem que não precisam se preocupar com a santidade.
- “Embora não sejam comuns tais juízos”, isso devido ao fato de o Senhor ser paciente e estar trabalhando em um propósito, salvar o ser humano. No Antigo Testamento havia uma lei e para que ela funcionasse deveria haver punição, mas no tempo da graça o que estar em destaque é a misericórdia de Deus. Não querendo dizer que não haverá juízo, basta lermos Apocalipse.
- “mas ele descobriu que Deus também é santo”, a Bíblia afirma que “Deus não se deixa escarnecer” Gl 6.7 significa que se a pessoa fizer algo errado e não sofrer nenhuma consequência seria como zombar de Deus. O caso de Ananias e sua esposa é um modelo para aprendizado da Igreja, mas não pode ser tomado para se detalhar regras de ação de Deus. A verdade é que nem todos os que desrespeitam a Deus serão punidos da mesma forma ou descobertos com a mesma rapidez que eles foram.

3.2. O temor do Senhor.
- “misturam o santo com o profano”, significa que praticam a obra de Deus e também as obras da carne, buscam ser crentes sem deixar seus velhos hábitos mundanos pecaminosos.
- “em que se vive uma graça sem responsabilidade”, a velha pregação de que precisamos ter o coração transformado antes de mais nada, está sendo mal usada de forma diferente, porque as pessoas se preocupam somente com o coração, mas não se preocupam em mostrar com o seu comportamento, obras e atitudes aquilo que pregam ou que dizem acreditar.
- “Temor não é medo, é respeito, reverência!”, por isso que Deus hoje em dia não está matando a todos que o desrespeitam, e olha que são muitos, se não haveria mortes quase todos os dias nas igrejas.
- “eu quero dar isso!”, ninguém precisa ser grande ofertante ou o mais colaborador de todos, Deus que apenas que sejamos verdadeiros naquilo que somos.
- “Morreram por querer aparentar o que não eram”, na verdade o motivo pelo qual morreram foi por desrespeitarem o Espírito Santo e o que motivou eles a isso foi essa vontade de mostrar o que não são.

3.3.  Ananias e Safira foram salvos?
- “Somente Ele viu realmente o que havia em seus corações”, em outras palavras, não podemos afirmar se foram salvos ou não.
_____________________________________
CONCLUSÃO
- “nos ensina que ninguém deve brincar com o Espírito Santo”, ensina também que tentar enganar a igreja ou sua liderança é tentar enganar o Espírito Santo.

Marcos André – professor

Boa Aula!

- Esse esboço é gratuito, porém se alguém desejar ofertar para essa obra, fique a vontade, é só clicar aqui!
- Se alguém quiser acrescentar algo interessante ao esboço, mande para licks1996@gmail.com

12 comentários:

  1. Olá tudo bem Pastor, eu amo a E.B.D( escola bíblica dominical) e o trabalho do senhor é dez, pastor Marcos André, muito bom o conteúdo. Continue:)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beleza irmão Lúcio, vou continuar sim com a força do Senhor; Obrigado pelas palavras de apoio.
      Paz.

      Excluir
    2. Paz do Senhor pastor tudo bom. Pastor o senhor sabe a data da época em que Ananias e Safira viviam, era na época de Nero?

      Excluir
    3. Seria mais ou menos no ano 37 d.C?

      Excluir
    4. Eles viveram logo no início da Igreja possivelmente no ano 35 ou 36 e Nero reinou de 54 a 68.

      Excluir
  2. Paz! Irmão o conteúdo está maravilhoso realmente vindo do céu, imagino quando estiver completo.
    Paz Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diante dessas palavras me sinto na obrigação de fazer um trabalho de excelência. rsrsrs
      Estou atualizando aqui.

      Paz.

      Excluir
  3. Paz do Senhor, irmão André. Quero parabenizá-lo pelo excelente trabalho. Sempre faço uso do seu esboço em minhas aulas. Que Deus continue te iluminado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Professor Carlos, obrigado pelas palavras, o caminho é esse mesmo, desde já solicito que se você ou algum outro irmão veificar algum erro nas postagens, pode me avisar aqui mesmo ou pelo e-mail para que eu possa corrigir a tempo, ficarei muito grato.

      Deus abençoe o teu ministério a cada dia.

      Paz.

      Excluir
  4. Paz, que lição maravilhosa, e o resumo esplêndido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que bom, pena que não pude postar as três revistas da ebd. Mas tudo bem, paz de Deus.

      Excluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.