quarta-feira, 2 de setembro de 2015

ESCOLA DOMICAL - Esboço e Susídio da Lição 10 - Revista da Editora Betel


AULA EM 06 DE SETEMBRO DE 2015 – LIÇÃO 10
(Revista: Editora Betel)

Tema: O Milagre da Liberdade de Pedro

Texto Áureo: Atos 12.11
  
INTRODUÇÃO
- Querido(a) professor(a), nesta lição você falará de oração, por isso procure falar de forma mais prática aos alunos, mostrando como eles devem colocar em prática a oração em suas vidas.
- “a todos aqueles que professassem o nome de Jesus”, embora muitos do povo simpatizassem com a nova fé, os judeus mais conservadores odiavam os crentes por pregarem uma fé nova. Eles rapidamente esqueceram tudo o que Jesus fez.
- “uma arma poderosa: a oração”, a oração foi o que manteve 120 crentes unidos enquanto o Espírito Santo não havia sido enviado. Jesus se apresentou vivo a mais de quinhentos irmãos 1 Co 15.6, mas no dia do Pentecostes só estavam reunidos cento e vinte crentes, At 1.15. Foi a oração que ajudou aqueles cento e vinte crentes a ficarem firmes.
__________________________________________
1. A perseguição e a prisão de Pedro
- “Para agradar aos romanos”, a referência mostra que Herodes visava agradar aos judeus e não cita os romanos, embora saibamos que Herodes era aliado de Roma.

1.1. Herodes, o perseguidor.
- “Herodes, o Grande”, esse foi o rei que reconstruiu o Templo de Salomão.
- “não aceitavam a ideia de serem governados por edomitas”, Herodes o Grande era edomita originário da idumeia. Os edomitas eram descendentes de Esaú irmão de Jacó. Os judeus não simpatizavam com os edomitas por questões históricas.
- “eram considerados uma seita fanática”, para os judaizantes os cristãos eram hereges por ensinar que Jesus era o Messias e o Filho de Deus.
- “para demonstrar zelo pela religião judaica”, os líderes religiosos judeus controlavam a população, provavelmente Herodes queria agradá-los.

1.2. Dormindo na prisão.
- “Será que conseguiríamos dormir”, Pedro havia aprendido diretamente com o Senhor, que a nossa vida está nas mãos de Deus. Jesus estava dormindo na ocasião em que as ondas do mar acoitavam o barco onde os discípulos estavam. Mc 4.38 Só quem tem a certeza da sua salvação e fé em Deus pode descansar em meio a tribulação. Diga aos alunos, se alguém está passando por alguma dificuldade que possa estar lhe tirando o sono, precisa confiar que tudo está no controle de Deus.
- “sabia que o livramento estava a caminho”, esse tipo de afirmação se alinha com a fé triunfalista. Sabemos que não era a certeza do livramento da morte que motivava os crentes da igreja primitiva, mas a certeza de que tudo estava no controle de Deus.

1.3. A morte de Tiago e a prisão de Pedro.
- “importantíssimos para a Igreja”, esses líderes haviam andado com Jesus, eles conheciam tudo o que Jesus havia ensinado quando esteve aqui na terra. Tanto a vida como a morte desses homens inspiravam a todos os crentes.
- “Mas, em Sua vontade soberana”, a vontade soberana de Deus determina que ele pode fazer o que quer, quando quer e como quer. Por isso quando o Senhor quer recolher alguém, ficamos tristes, mas aceitamos, entendemos e logo nos alegramos em Cristo.
- “estava estendendo Sua mão para realizar sinais e prodígios”, para que ocorram milagres é preciso haver provações, não há porque Deus operar maravilhas se tudo estiver bem.
_____________________________________________
2. A oração que produz o sobrenatural
- “havia dezesseis soldados que guardavam a prisão”, o motivo de haver tantos soldados se explica no fato de a Igreja ter crescido muito e talvez houvesse o temor de alguma tentativa de resgate.

2.1. A oração e sua eficácia.
- “O exercício que Jesus mais praticou”, parece que Ele também gostava de um jejum.
- “Jesus tinha por hábito orar”, Jesus fez da oração o seu hábito, já era algo que Ele estava acostumado como parte de Sua vida. Existem hábitos que se apegam a nós de uma forma que quando não fazemos dá a impressão que há algo errado com o dia. O crente deve fazer da oração o seu hábito.
- “buscou em Deus um milagre”, Deus poderia livrar a Pedro de várias formas, mas devido à oração da Igreja, o milagre foi simplesmente magnífico. Deus pode nos dar vitórias de várias formas, mas através das orações essas vitórias serão de forma tremenda.
- “Thomas Watson”, importante escritor puritano que viveu de 1620 a 1686. O puritanismo foi uma doutrina protestante com base no calvinismo, visava conduzir à pureza, por isso era orientada por princípios morais rigorosos.

2.2. Uma luz vinda dos céus.
- “Deus prova que está no comando”, e toda a situação demonstra que a oração move a mão de Deus.
- “quando é acionado, envia sempre em defesa dos Seus”, foi acionado pela oração, a igreja usou o exemplo da parábola que Jesus proferiu sobre o juiz injusto Lc 18.1-6
- Professor(a), diga aos alunos que a oração em torno de algum propósito deve ser contínua e persistente.

2.3. O toque da liberdade.
- “anjo toca Pedro na ilharga e ele”, ilharga é a lateral do corpo, o anjo tocou um dos lados do corpo de Pedro.
- “muitos dormem algemados”, tipificando os que estão fora da presença de Deus (dormindo) e os que estão nas garras do pecado (algemados). E Pedro ainda ficou invisível aos olhos dos guardas, representando o poder de Deus fazendo seus servos invisíveis a Satanás.
________________________________________
3.  Portas que se abrem
- “simples advérbio “mas”, aqui tem a função de advérbio de adversidade, apontando uma situação diferente do normal. Quer dizer que tudo estava normal, Pedro estava preso e bem guardado, mas algo estava para acontecer, mas havia algo que não estava de acordo com a situação, havia uma igreja orando.

3.1. Vem e segue-me.
- “para Deus, ele estava guardado”, é uma questão de ponto de vista, as adversidades que passamos, para nós é uma coisa terrível, mas para Deus é algo normal que está dentro de Deus controle.
- “tão firmes e seguros que não há correria”, as coisas acontecem dentro do tempo de Deus, por isso não há correria. Quando tentamos fazer as coisas do nosso jeito apressamos e metemos os pés pelas mãos.
- “e o terceiro era de ferro”, pode representar aquele momento em que as coisas parecem piorar. As barreiras já estão ruins e de repente surge uma de ferro.

3.2. Pedro está às portas.
- “Mas algumas, nós mesmos temos que abrir”, olha o advérbio de adversidade de novo! Nem tudo será dado de mão beijada pra nós.
- “ainda podemos ter um cantinho de incredulidade”, quer dizer que quem ora por uma benção deve se comportar como se já a tivesse recebendo. Se alguém pede uma porta de emprego deve se preparar para assumir uma nova função. Os irmãos oravam pelo livramento de Pedro, mas demoraram a acreditar que ele estava à porta.

3.3. Tudo é possível ao que crê.
- “não estavam abertos ao que Deus poderia fazer”, muitas pessoas dizem ter fé, mas só na hora da adversidade é que podemos ver o tamanho dessa fé. Na adversidade, a fé de alguns desaparece completamente, mas alguns agem de forma inversa, na adversidade tem a fé fortalecida.
- “baseados no que acreditavam acontecer”, eles acreditavam que Deus poderia libertar a Pedro, por isso estavam motivados a orar.
- “esperam encontrar uma Igreja convicta de que Deus deseja”, muitos que não conhece a Deus e outros que o conhece, sabem que pregamos um Deus de poder e por isso, quando eles estão em aperto recorrem a nós, pois sabem que somos o contato com o Senhor.
_____________________________________
CONCLUSÃO
- “potestade”, significa autoridade, uma potestade das trevas é uma entidade que tem uma certa autoridade no mundo das trevas e uma potestade governamental tem autoridade no governo humano.
- “a Igreja fez o seu papel”, o papel da igreja é orar para que possamos fazer a obra que o Senhor nos confiou.

Marcos André – professor

Boa Aula!

- Esse esboço é gratuito, porém se alguém desejar ofertar para essa obra, fique a vontade, é só clicar aqui!
- Se alguém quiser acrescentar algo interessante ao esboço, mande para licks1996@gmail.com

4 comentários:

  1. Pastor Herodes Magno teve quatros esposas e dessas quatro esposas, apenas três filhos reinaram e dois netos reinaram. Isso está certo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha abençoado esse rei na verdade teve várias esposas, mas são poucos os relatos sobre ele, parece que Flavio Josefo é o que mais descreve a vida de Herodes.E sobre esses que reinaram está correto, os que reinaram foram: Herodes Arquelau, Herodes Antipas e Herodes Filipe o neto foi Herodes Agripa I e teve um bisneto chamado Herodes Agripa II.

      Respondeu?
      Se tiver mais algum dado pode acrescentar.
      Paz irmão.

      Excluir
    2. Muito obrigado pastor que Deus o abençoe muuuiiito😃

      Excluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.