quinta-feira, 22 de outubro de 2015

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 4 - Revista da Editora Betel


AULA EM 25 DE OUTUBRO DE 2015 – LIÇÃO 4
(Revista: Editora Betel)

Tema: O Exercício da Misericórdia Manifesta a Graça de Deus

Texto Áureo: Filemom 15
  
INTRODUÇÃO
- Querido(a) professor(a), nesta lição você terá a oportunidade de ensinar uma das mais belas lições desse trimestre.
- “pode realizar na vida de pessoas escravas”, no caso da epístola a vida do escravo Onésimo que havia fugido da casa de Filemom e na fuga teria roubado lago.
- “o escravo que se tornou irmão”, não se sabe como ele teria sido levado à presença de Paulo na prisão, mas ele foi alcançado pela pregação do Evangelho na boca de Paulo.
- A carta foi necessária para que Onésimo recebesse o perdão do seu senhor e assim pudesse trabalhar na obra de Deus.
__________________________________________
1. Conhecendo os personagens
- “o que realmente Onésimo usurpou de seu senhor”, a própria carta dá a entender que Onésimo deu um certo prejuízo à Filemom, veja esse verso:
“E, se te fez algum dano, ou te deve alguma coisa, põe isso à minha conta”
Filemom 18
- “Onésimo conheceu o Apóstolo Paulo na prisão”, naquele período Paulo cumpria uma prisão domiciliar em Roma e recebia os que vinham ter com ele At 28.30, provavelmente alguém levou Onésimo a visitá-lo.
- “e tornou-se cristão”, a Bíblia registra de pessoas que ouviram a pregação, mas não receberam a Jesus como salvador, porém alguns o receberam, por isso a necessidade de se lançar a semente.

1.1. Filemom, o líder da igreja.
- “Filemom era um rico cidadão de Colossos”, isso se percebe pelo fato de ele possuir escravos e da forma como Paulo fala com ele.
- “existem fortes laços de amizade entre eles”, é uma carta de intercessão por um amigo dirigida a outro amigo.
- “descrito...como um homem de amor e de fé”, Paulo sabia a quem estava pedindo, e sabia que poderia contar com Filemom.
- “reuniam-se nos lares”, eles não poderiam construir templos, pois a prática de qualquer religião que não fosse a permitida por Roma era indício de rebeldia.

1.2. Onésimo o escravo fujão.
- “Onésimo nasceu escravo,”, não há base para essa afirmação. O comportamento de Onésimo está mais para alguém que tenha sido feito escravo.
- “motivado pela pregação que ouviu, desejou ser livre”, suposição incerta, não há como provar e nem imaginar Onésimo recebendo a mensagem do Evangelho e desejando fugir e ainda roubando algo. É mais provável que ele tenha recebido a mensagem ao encontrar Paulo ou a tenha aceitado ali.
- “encontra um preso chamado Paulo”, um preso que se comportava como livre, porque de fato era livre.
- “ele se torna um homem livre e útil ao apóstolo”, o nome Onésimo significa “útil” e no verso 11 da carta o apóstolo faz um trocadilho com a palavra útil.
-“Ele retorna como irmão em Cristo”, ele precisava retornar para cumprir suas punições legais, porém Paulo pede que ele seja perdoado. Só o perdão de Filemom poderia livrá-lo da condenação.

1.3. Paulo, um tipo de Cristo.
- “Paulo tipifica o Senhor Jesus Cristo”, significa que ele representa Jesus devido a semelhança com a obra de libertação que Jesus promove.
- “não deseja fazer nada sem o seu consentimento”, isso porque Onésimo não pertence a Paulo, mas sim a Filemom, no caso da tipologia, Jesus nos comprou para Deus, e o próprio Cristo orou por nós em João 17. Ele não faz nada sem o consentimento do Pai.
- “para ajudar os crentes a escaparem de seus pecados”, se um foragido da justiça receber a Cristo como salvador ele deverá também acertar suas contas com a sociedade, se apresentando às autoridades para cumprir sua pena. Todo pastor que tiver algum membro foragido da justiça deve convencê-lo a se apresentar, sob o risco de se tornar conivente.
_____________________________________________
2. A conversão de Onésimo
- “a graça de Deus o encontrou”, com isso ele deixaria de ser escravo e a sua dívida seria paga, note que Paulo não propõe o perdão da dívida, mas ele se oferece para pagá-la no lugar de Onésimo, verso 18 e 19.

2.1. Um filho gerado nas prisões.
- “trocadilho”, é uma combinação de palavras para tornar o argumento mais interessante.
- “Agora que a Palavra de Deus o transformou”, um escravo fujão não tinha nenhuma utilidade pra seu senhor, mas Onésimo estava deixando de fugir para se tornar realmente útil.
- “Agora Onésimo tem um defensor”, assim como nós temos em Cristo um advogado.
- “que prepara uma carta de próprio punho”, não era Paulo quem escrevia suas próprias cartas, mas ele ditava e um irmão escrevia para ele. Mas com Onésimo Paulo escreve de próprio punho para evitar que houvesse algum mal entendido.
- “A prisão de Paulo foi a solução para a vida de Onésimo”, assim como a cruz de Cristo foi a solução para a nossas vidas.

2.2. A humilde intercessão de Paulo.
- “não se apresenta a Filemom como apóstolo ou líder”, para não parecer que estava cobrando a atitude de Filemom, pois a intenção de Paulo que tudo fosse feito com base no amor e não por obrigação.
- “é seu filho na fé”, por Onésimo ter sido ganho pela pregação de Paulo, é um costume chamar de filho na fé aquele que se ganha para o Senhor.
- “não usa sua autoridade apostólica”, Paulo tinha autoridade apostólica para exigir que Filemom recebesse Onésimo como irmão e o perdoasse pelos seus erros, mas se ele fizesse isso a comunhão entre Onésimo e Filemom não seria legítima. Seria como aqueles irmãos que pedem perdão na Santa Ceia apenas para cumprir uma obrigação.
- “gostaria que Onésimo ficassem em Roma para ajuda-lo”, Paulo estava preso e precisava muito de colaboradores para o ajudar.

2.3. Recebe-o como a mim mesmo.
- “o homem que havia pregado para o seu senhor”, Paulo havia pregado para Filemom e com certeza Onésimo o conhecia de vista, talvez nunca tenha falado com ele em particular, a cadeia foi providencial para esse encontro.
- “para te mandar o que te convém, todavia peço-te antes por amor”, Paulo decide não usar a autoridade para poder colocar em destaque o amor.
- “Vai ser duro para Filemom considerar como irmão”, essa é a maior dificuldade dos crentes de hoje em dia e é isso que Paulo está tratando nessa carta. A união é mais importante para o Reino de Deus do que a autoridade sacerdotal.
- “se propõe a pagar todas as perdas que Onésimo tenha acarretado”, nesse ponto Paulo passa a representar a obra de Jesus na cruz, que é o pagamento da dívida do ser humano. Foi o que Jesus fez, se propôs a pagar a dívida do homem.
________________________________________
3. Perdendo para ganhar
3.1. Filemom perde um escravo e ganha um irmão.
- “se encontrassem num mesmo nível”, a mensagem do Evangelho não coloca em destaque as diferenças que existe entre as pessoas, mas sim aquilo que as fazem tão parecidas umas com as outras.
- “foi preciso que ele perdesse para poder ganhar”, quem sabe Onésimo já tivesse ouvido falar de Jesus várias vezes por muitos irmãos, mas em situações normais ele nunca recebeu a Jesus, mas o Senhor permitiu que ele fosse conduzido a uma nova situação e agora sim ele teria muito tempo para ouvir a mensagem da Palavra.
- Às vezes Deus permite algumas coisas serem tiradas de nós para melhora-las ou para melhorar-nos.

3.2. Onésimo, a provação de Filemom.
- “para entender como Deus está se movendo”, a ideia é identificar o que Deus está fazendo, como o Senhor está conduzindo os fatos. Geralmente só conseguimos entender o agir de Deus depois que tudo acontece.
- “depois é preso e encontra-se com Paulo”, na verdade o texto não fala que ele foi preso, apenas diz que ele foi gerado nas prisões de Paulo v.10. Como Paulo recebia muitas visitas, pois sua prisão naquele momento era domiciliar, pode ser que Onésimo o tenha procurado ou tenha sido levado até ele. Jamais Paulo poderia enviá-lo se ele tivesse sido preso.
- “se constituiu em um grande teste de fé para Filemom”, O que Deus estava fazendo não era somente mudando a vida de Onésimo, mas também transformando a de Filemom. Pois ele agora teria que exercitar o perdão.
- “exercer o amor e o perdão que ensinava”, é muito mais interessante para o Senhor que pratiquemos a fé do que somente falemos dela. Por isso o Senhor muitas vezes permite certas situações para nos confrontar.

3.3. Onésimo, o bispo de Éfeso.
- “às igrejas da Ásia Menor”, a Ásia Menor é a atual Turquia, onde se localizava as sete igrejas citadas em Apocalipse.
- “faz exatamente o mesmo trocadilho que Paulo tinha feito”, o uso das mesmas palavras que Paulo usou indica que seja mesmo Onésimo da carta à Filemom.
- Esse é poder de um perdão, porém com certeza Deus faria outra coisa se esse perdão não fosse liberado.
_____________________________________
CONCLUSÃO
- “mais do que amor para resolver problemas”, além do amor precisamos de atitudes racionais de sacrifício. Não era somente o amor a Onésimo ou a Paulo que Filemom precisava, ele teria que vencer seu próprio orgulho e agir racionalmente perdoando a Onésimo e liberando para ser colaborador de Paulo.
- Faça o resumo e passe os pontos mais importantes.

Marcos André – professor

Boa Aula!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.