sábado, 3 de outubro de 2015

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 1 - Revista da Central Gospel


AULA EM___DE______DE 2015 - LIÇÃO 1
(Revista: Central Gospel - nº 44)

Tema: O CÂNON SAGRADO

Texto Áureo: 2 Timóteo 3.16,17
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- Professor(a), nesta lição é interessante se dar uma atenção especial ao tópico 3, pois fala do ponto de vista devocional.
- “fato de o texto sagrado permanecer transformando”, isso mostra que esses textos tem poder. E para e empreender um estudo nesse assunto devemos considerar essa verdade, de que a Palavra de Deus é poderosa nos termos do texto áureo.
- “relativas a formação do cânon sagrado”, cânon é a relação dos livros que compõem a Bíblia sagrada, esse nome significa “vara de medir”, quer dizer que os livros foram medidos segundo um padrão.
- “e outra intrabíblica”, que dizer, dentro da Bíblia, é uma análise segundo a ótica espiritual, considerando as mensagens e ensinos que a Bíblia nos trás como Palavra de Deus.
_______________________________________________
1. O ANTIGO TESTAMENTO
- “Tanakh. Esta é uma abreviação acrônima da...”, seria a junção das abreviações formando um palavra que represente cada uma, nesse caso seria Torah + Nevi’im + Ketuvim formando a palavra Tanakh.
- “formam um único volume”, para os judeus esses livros eram apenas um, foram divididos depois com o surgimento da Septuaginta.

1.1. Formação e canonização do Antigo Testamento
- “passagens em aramaico”, é a língua que surgiu no cativeiro, sendo uma mistura do hebraico com a língua babilônica.
- “escribas”, eram os que dominavam a escrita, era um ofício por ser poucos os que sabiam ler e escrever.

1.2. Primeira tradução do Antigo Testamento
- “difundiu a cultura helênica”, Alexandre fez isso com as suas conquistas militares.
- “em primeiro lugar para a língua grega”, naquele período o mundo inteiro conhecia o grego assim como em toda parte se conhece o inglês hoje.
- “teria convocado setenta e dois sábios”, por isso recebeu esse nome e aparece grafada como LXX (setenta em algarismo romano), por ter sido traduzida por setenta e dois sábios.

1.2.1. A Septuaginta
- Essa tradução foi feita no período interbíblico e reuniu todos os livros do Antigo Testamento, o cânon da Septuaginta é o mesmo cânon da Tanakh e da Bíblia cristã evangélica.
A inclusão dos livros apócrifos da igreja Católica ocorreu somente 7 século mais tarde, na Vulgata Latina.
________________________________                 
2. O NOVO TESTAMENTO
- “contados entre a sua história e a sua redação”, quer dizer que os fatos ocorreram e posteriormente foram escritos, tudo durante o período que vai do nascimento de Jesus até o ano 100.
- “História”, se refere ao livro de Atos

2.1. Formação e canonização do Novo Testamento
- “dezenas de escritos circulavam”, eram na sua maioria cartas.
- “heresias contrárias ao testemunho de Cristo”, eram afirmações erradas sobre Jesus e a sua obra aqui na Terra.
- “seleção de livros que seriam adotados pela Igreja”, essa seleção foi aos poucos sendo reconhecida pelos pais da Igreja e autores durante o século II, só no século IV foi que a Igreja Católica reconheceu formalmente o cânon do Novo Testamento, através de uma carta pascal de Atanásio.
________________________________________
3. PORQUE ESTUDAR AS ESCRITURAS?
- “limitações impostas aos redatores”, os pergaminhos não resistiam à força do tempo e por isso deveriam ser compilados a fim de preservar o conteúdo. Essa compilação era feita com uma série de restrições. A cópia deveria ser perfeita, um erro inutilizava a folha do pergaminho.
- “a verdade eterna atravessou os séculos”, com todos os problemas para se compilar e as diversas guerras e invasões que Jerusalém sofreu não impediram que o conteúdo da Palavra chegasse aos dias de hoje.  

3.1. A Palavra de Deus vivifica o espírito
- “estivessem limitados ao que estava escrito”, quer dizer que se Jesus seguisse as frias letras da Lei, Ele não operava a cura.
Jesus curou aquele enfermo em um sábado e veja a justificativa que Ele deu para fazer isso:
“E respondendo-lhes disse: Qual será de vós o que, caindo-lhe num poço, em dia de sábado, o jumento ou o boi, o não tire logo?” Lucas 14:5

3.2. A Palavra de Deus é viva e eficaz
- “capacidade de abstração”, capacidade de isolar um elemento e de o entender, aqui está afirmando que o ser humano é mais complexo do que nós podemos entender.

3.3. A Palavra de Deus faz-nos resistir no dia mal
- ...
______________________________________
CONCLUSÃO
- “inexistência de uma verdade absoluta”, para os filósofos de nosso tempo as verdades são relativas, ou seja, depende de elementos como a cultura, época e situação social.
- Corrija o questionário.

Boa aula!

Marcos André – professor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.