terça-feira, 10 de novembro de 2015

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 7 - Revista da CPAD - ADULTOS


AULA EM 15 DE NOVEMBRO DE 2015 – LIÇÃO 7
(Revista: CPAD)

Tema: A Família Que Sobreviveu ao Dilúvio

Texto Áureo: Hebreus 11.7
  
INTRODUÇÃO
- Querido(a) professor(a), nesta lição enfatize a importância de manter a família na presença de Deus, comparando a igreja com uma arca.
- “A apostasia, agora, era universal”, apenas Noé e sua família ainda permanecia fiel, porém se a situação continuasse daquele jeito nem a família dele permaneceria assim.
- “um juízo também universal”, há quem afirme que o dilúvio teria sido somente na região da Ásia, onde residia aquele povo, teria pego todos os homens porque todos habitavam por ali.
- São duas linhas de entendimento, numa o dilúvio seria no mundo inteiro e nesse caso não teríamos como explicar se o urso polar que existe no Polo Norte foi para a Ásia para entrar na arca. A outra linha sugere que o dilúvio só tenha ocorrido na Ásia. Nesse caso poderíamos entender como todas as espécies do mundo couberam na arca.
- É possível também que os continentes que antes eram juntos, tenham de separado após o Dilúvio.
- “preservar nosso lar em meio a uma sociedade”, nesse caso podemos comparar a nossa sociedade com a que vivia no tempo de Noé e Lameque, e assim como Noé manteve a sua família incontaminada nós também devemos lutar pela nossa.
__________________________________________
I - DEUS ANUNCIA O DILÚVIO

1. O anúncio do Dilúvio.
- “O patriarca soube como preservar”, Noé tinha o governo de sua casa em suas mãos, mas com certeza ele contou com uma esposo que o ajudou. Entendemos que tanto o marido como a esposa devem direcionar sua casa na presença do Senhor.
- “nada pôde fazer aos seus irmãos e sobrinhos”, por mais que lutemos pelos que são nossos, Deus só os libertará se eles quiserem. Se um pregador ou pastor não tem o filho liberto, não quer dizer que é um mal servo de Deus.
- “O patriarca sabia, através da fé”, toda revelação de Deus está disponível na Bíblia, mas nós só tomamos atitudes em relação a isso quando colocamos a nossa fé em ação.  

2. Um juízo que parecia improvável.
- “a terra não era regada pela chuva”, quer dizer que Noé começou a anunciar algo jamais visto, ou seja, o povo teria que acreditar no que parecia impossível a seus olhos. Assim também acontece quando falamos de arrebatamento da Igreja.
- “questionado sarcasticamente”, questionado com deboche, na intenção de ridicularizar.
- “O que parece improvável, porém, está prestes a acontecer”, o que parece improvável é o fato de um povo ser arrebatado nas nuvens e subir para o céu. Humanamente isso é tão improvável quanto uma inundação ocorrer onde nunca choveu.
__________________________________
II - A CONSTRUÇÃO DA ARCA
- “orientado a construir um grande navio”, orientado a construir uma grande caixa seria a melhor palavra. Pois, com certeza, a arca de Noé em nada parecia com um navio.

1. A planta da arca..
- “a fé salvadora conduz-nos às boas obras”, de fato as obras são a confirmação da fé.
- “movido por uma forte convicção quanto à iminência do juízo”, ainda que a construção tenha demorado uns cem anos.
- “e a betumarás por dentro e por fora com betume”, o betume era uma espécie de óleo proveniente do petróleo que, segundo alguns historiadores, brotava do chão naquela região, servia para impermeabilizar a arca.
- “de trezentos côvados o comprimento”, aproximadamente 138 metros de comprimento.
- “de cinquenta côvados a sua largura”, aproximadamente 23 metros de largura.
- “trinta côvados a sua altura”, uns 14 metros de altura.
- “não era navegar, mas flutuar”, a arca de Noé não servia para levar ninguém a lugar nenhum dessa terra, somente para flutuar, ou seja, para levar para cima.

2. A construção da arca. 
- “apregoavam o juízo divino”, anunciavam que chegaria o juízo, como Noé era um homem piedoso, podemos imaginar que ele desejasse a salvação dos seus parentes e amigos.
- “pregoeiro da justiça”, foi chamado assim por anunciar a justiça de Deus, que consistia em trazer o Dilúvio para punir toda aquela sociedade corrupta.
- “proclamemos o Evangelho e o fim de todas as coisas”, assim como Noé anunciava e construía a arca, nós também devemos anunciar e edificar nossa arca, que é a igreja de Jesus, com ela sairemos a salvo desse mundo.
___________________________________________
III - O DILÚVIO
- “Passados sete dias, veio o Dilúvio”, foi um intervalo de tempo de uma semana, dentro da arca sem ver nada acontecer. Imaginemos o povo do lado de fora escarnecendo daquela família, e os filhos e noras que estavam ali pela palavra de Noé, pois o Senhor só falara com Noé, é possível que tenha surgido dúvidas em seus corações, mas todos permaneceram na arca toda aquela semana até começar a chover.

1. O Dilúvio.
- “quarenta dias e quarenta noites”, quando o texto enfatiza “dias...e...noites” é pra dizer que choveu sem parar dia e noite.
- “O fim de um mundo corrupto e depravado”, o mundo que estava chegando ao fim é muito parecido com o que vivemos atualmente, a diferença é que temos milhares de crentes como Noé nele, pregando e dando testemunho da destruição que se aproxima.
- “E, para conservar a vida sobre a nova Terra”, Deus poderia refazer todos os animais novamente, mas Ele prefere operar o impossível onde o homem não pode atuar. Salvar a família de Noé era com Deus, mas salvar os animais era com Noé.

2. O Dilúvio foi local ou Universal?
- “cujo epicentro deu-se na costa da Indonésia”, o epicentro de um tsunami ocorre no fundo do mar, ao tremer a terra no fundo do oceano gera uma série de ondas gigantes que varrem a costa avançando pelo continente.
- “foi sentido em várias partes do mundo”, através de sismógrafos e mudanças climáticas. Esse tsunami na Indonésia deixou mais de 220 mil mortos.
- “Acreditamos na universalidade da grande inundação”, de acordo com isso o dilúvio teria ocorrido no mundo inteiro, e não somente na região em que vivia aquele povo.
- “debaixo de todo o céu foram cobertos”, com esse verso entendemos que toda a superfície da Terra foi coberta por água.

IV. O JUÍZO DE DEUS
- “tiveram mais de um século para se arrependerem”, se refere ao período em que Noé esteve construindo a arca, entre 100 e 120 anos.

1. Um juízo universal.
- “A geração de Noé teve tempo para ouvir”, em 1 Pe 3.20 afirma que a paciência de Deus esperava nos dias de Noé, entendemos assim que se o mundo está hoje desse jeito é porque o Senhor é paciente.
- “ver a arca sendo construída”, hoje a Igreja pode ser uma representação dessa arca, onde as famílias adentraram para serem salvas. Nós anunciamos o Evangelho ao mundo e os ímpios estão vendo a arca (Igreja) sendo edificada, mas assim como muitos ouviram Noé e viram a arca e não deram ouvidos, muitos hoje não estão dando ouvidos.
- “O pior juízo, contudo, achava-se no além”, se referindo à condenação eterna que será consumada no Juízo Final.

2. O juízo divino no inferno.  
- “a fim de comparecer ao Juízo Final”, esse Juízo é chamado de o Grande Trono Branco, onde todos terão de comparecer perante o Senhor para julgamento.
- “no qual também foi e pregou aos espíritos em prisão... aguardava nos dias de Noé”, isso mostra que a salvação promovida por Jesus na cruz serve para pessoas em todas as épocas inclusive para os que foram antes Dele.
- “Sua pregação não era redentiva, mas vindicativa.”, redentiva significa que promove redenção e vindicativa é a que traz vingança, quer dizer que o Senhor não foi aos espíritos em prisão para dar oportunidade de arrependimento, mas para levar juízo.
_____________________________________
CONCLUSÃO
- “não conhecia limites”, por não ter uma lei vigente como na época de Moisés, aquele povo achava que podia fazer o que queria. É um perigo para o ser humano não ter uma autoridade sobre ele, ou regras sobre suas ações.
- “zelosos quanto à pregação do Evangelho”, se refere aos líderes terem o cuidado com a divulgação da mensagem da Palavra de Deus para ensinar os crentes a terem respeito, temor, tremor e amor pelas coisas de Deus.
- “Sua família está segura?”, pela fidelidade de Noé a salvação se estendeu a toda a sua casa, ainda hoje o Espírito do Senhor trabalha assim, pela fidelidade dos crentes o Senhor estende a oportunidade a toda sua casa.
Elabore o resumo e apresente aos seus alunos.
Marcos André – professor


Boa Aula!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.