sábado, 19 de dezembro de 2015

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 12 - Revista da Editora Betel


AULA EM 20 DE DEZEMBRO DE 2015 – LIÇÃO 12
(Revista: Editora Betel)

Tema: O Princípio de Honrar aos Pais

Texto Áureo: Romanos 13.7
  
INTRODUÇÃO
- Querido(a) professor(a), nesta lição apresente praticidade, como a honra aos pais se processam na prática.
- “ausência de pais no lar”, isso pode ocorrer por uma série de motivos como a morte de um dos conjugues ou a separação. Pelos dados da Unicef, 3,7 milhões de crianças brasileiras são órfãs de pai ou de mãe.
- “não existe um substituto para os genitores”, quer dizer que ninguém pode ensinar certos valores aos filhos a não ser os pais.
__________________________________________
1. O princípio de honrar aos pais
- “produtivas”, existe um indicador da ONU chamado PEA que significa População Economicamente Ativa, é medido para cada país. Se refere às pessoas produtivas, ou seja, os que trabalham. Uma família bem estruturada tem mais condições de entregar um cidadão em plenas condições de trabalho à sociedade.

1.1. Uma definição de honra.
- “especialmente a que se outorga a altas posições”, nesse contexto honrar significa mostrar que o outro é importante ou tem importância.
- “obediência a pessoa”, quando águem obedece aos pais, está dando a devida importância que eles tem isso é honrar.
- “sentimento de reconhecimento”, reconhecer a autoridade de alguém é honrar, ou seja mostrar para todos que determinada pessoa é alguém a quem se deve respeito.

1.2. Honra aos pais, um mandamento com promessa.
- “Isso não é mágica ou milagre, é uma realidade social”, quer dizer que não se trata de uma promessa que se processa no campo espiritual, mas vai ocorrendo a cada dia da vida da pessoa, conforme um filho obedece a seus pais e segue seus conselhos, pois até mesmo os pais ímpios sabem dar coisas boas a seus filhos, sabem dar bons conselhos.
- “completarão maior idade sem o risco de morrer”, até mesmo os pais que não tem Deus no coração aconselham a seus filhos se afastarem da criminalidade e das drogas.
- “prisões vazias, vida prolongada”, é comprovado estatisticamente que a grande maioria dos presos que lotam as cadeias tiveram seus problemas logo na juventude, ainda na casa de seus pais.

1.3. A desonra e a repentina ceifa.
- “está relacionada à desonra aos pais”, essa é uma conclusão óbvia, porém o problema da violência é muito mais complexo. Mesmo assim se os filhos honrassem seus pais essas taxas de homicídios diminuiriam grandemente.
- “é um mal que assola as nações”, o Senhor Jesus anunciou que nos últimos dias esse problema se agravaria ainda mais.
- “é não fracassando na paternidade”, quer dizer que há uma grande responsabilidade dos próprios pais nessa questão, pois para que os filhos os honrem eles precisam aprender o que é honrar, e é isso o que muitos pais não conseguem ensinar a seus filhos.
_____________________________________________
2. Pais responsáveis, filhos idôneos
- “Paternidade é diferente de concepção biológica”, infelizmente conhecemos jovens que engravidam pra depois vender a criança ou abandoná-la.

2.1. A diferença entre função e posição.
- “Pai não é a pessoa”, a ideia é não levarmos em conta o que o pai é ou fez de errado, mas respeitá-lo por ele estar na posição de pai, isso serve para padrastos também.
- “ser um exemplo”, essa é a questão mais difícil, mas que pode fazer toda a diferença, pois se um filho observar o exemplo em seus pais haverá grande probabilidade de segui-lo.
- “que inclui presença e acessibilidade”, talvez estas sejam as maiores características dos melhores pais, presença e acessibilidade permitiram que os filhos possam observar os bons exemplos de seus pais e aprenderem.

2.2. Pais são protetores.
- “calcular os riscos e os benefícios”, isso é maturidade, os pais seguem atitudes racionais por terem experiência de vida e saberem que nossas atitudes geram consequências boas ou ruins.
- “agem pelos impulsos”, isso é a imaturidade da juventude. Os jovens não tem a experiência para saberem quais as melhores decisões a tomar.
- “para que não repitam os mesmos deslizes”, esse é o grande objetivo de guardar experiências, por isso os jovens devem seguir os conselhos de seus pais, a fim de evitar os mesmos erros. Na verdade as decisões sempre será da pessoa, mas os pais podem orientar a escolha.
- “independe da idade que os filhos alcancem”, um filho pode se aconselhar com seus pais ainda que já esteja adulto e casado. Sempre existirá conselhos úteis de seus pais.

2.3. Pais gastam tempo com os filhos.
- “podem não ter a mesma importância para nossos filhos”, isso é a diferença de valores, são mentes diferentes, por isso valores diferentes, porém os pais podem passar seus valores aos filhos pelo exemplo e convivência.
- “termos tempo para passar com nossos filhos”, com certeza isso marca, muitos pais se arrependem por terem negligenciado as horas com seus filhos a fim de fazerem outras coisas. Depois os filhos crescem e em alguns casos cometem erros que poderiam ser evitados.
- “não importando quão simples ou trivial possa parecer”, às vezes um costumeiro almoço de família aos domingos podem ficar gravados na memória pra vida inteira.  
________________________________________
3. Conselhos importantes aos pais

3.1. Os pais devem ser exemplos.
- “assimilam melhor pela observação”, as coisas mínimas que os pais fazem em casa os filhos notam. A forma como se referem aos amigos e líderes, os filhos assimilam.
- “dizer aos nossos filhos para que vivam de outra”, se na casa de um crente se fala mal do pastor, então não adiantará os pais ordenarem aos filhos que respeitem o seu pastor, eles não se sentiram conscientemente obrigados a honrarem ele.
- “escolherão reconhecer as atitudes”, ele farão isso inconscientemente, pois atitudes falam mais do que mil palavras.

3.2. Os pais devem respeitar os filhos e inspirar neles confiança.
- “É errado tratá-las dessa maneira”, alguns pais acreditam que podem convencer seus filhos a obedecerem por meio de argumentos, mas as crianças obedecem aos pais pelo instinto, ou seja, é algo natural que já nasce com os filhos e permanece até uma certa idade.
- “limites claros e definidos”, os pais impor limites aos seus filhos, eles devem saber que sua pirraça só deve chegar a um certo ponto.
- “livre do medo, da ansiedade e dos problemas psicológicos”, esses problemas podem ser decorrências de uma má formação na juventude.

3.3. Os pais devem ser honrados.
- “devemos fazer jus a tal merecimento”, ser honrado significa ser merecedor de honrarias.
- “que cumprem verdadeiramente seus deveres como pais”, os filhos devem honrar aos pais, mas existem famílias onde o pai ou a mãe são ausentes e outro acabam assumindo esse papel, podem ser padrastos, tios ou até mesmo o outro conjugue.
- “mentoriou para se tornar um crente em Jeová”, mentoriar significa ser mentor, ou seja, orientar a formação intelectual. Muitas vezes o mentor de um jovem não é o seu pai, pois ele vê em outro o exemplo de um pai de verdade.
_____________________________________
CONCLUSÃO
- “podem nos distanciar de nossos filhos”, existe atualmente um clima ocupacional muito grande no mundo, o ser humano está cada vez mais ocupado e sem tempo, é preciso lutar contra isso. O computador que veio para diminuir o tempo em atividades comerciais, acaba por ocupar grande parte do tempo dos pais.
- “suprimos essa ausência com presentes”, isso faz um efeito reverso na educação dos filhos, eles podem se tornar arrogantes e sem afeição pelas pessoas a sua volta.
- Faça o resumo e passe os pontos mais importantes.

Marcos André – professor

Boa Aula!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.