sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

ATUALIDADE GOSPEL - Lula AFIRMA: “Neste país, não há ninguém mais honesto que eu. Nem nas igrejas”, falando sobre investigações

“Neste país, não há ninguém mais honesto que eu. Nem nas igrejas”, diz Lula sobre investigações

O ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) voltou a fazer declarações controversas envolvendo religiões. Numa entrevista concedida a blogueiros, fez-se de vítima das investigações da Operação Lava-Jato, e afirmou que é o homem mais honesto do Brasil.

“Se tem uma coisa [de] que eu me orgulho, neste país, é que não tem uma vivalma mais honesta do que eu. Nem dentro da Polícia Federal, nem dentro do Ministério Público, nem dentro da Igreja Católica, nem dentro da igreja evangélica. Pode ter igual, mas eu duvido”, declarou Lula.

A afirmação, questionável, foi feita num contexto de que atualmente, a força-tarefa que compreende a Polícia Federal e o Ministério Público, com a tutela do juiz federal Sério Moro, tem fechado o cerco às pessoas que estão no círculo de relações do ex-presidente.

Embora ainda não esteja sendo investigado oficialmente, Lula já foi intimado a depor algumas vezes, sempre na condição de testemunha. Revelações de delações premiadas mais recentes, como a do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, podem ter colocado o ex-presidente na alça de mira da Lava-Jato.

Esse ponto de vista foi explorado pela jornalista Vera Magalhães, na coluna Radar Online, da Veja: “O ex-presidente Lula reuniu blogueiros amigos nesta quarta-feira para fazer as três coisas que mais gosta: bravatear, posar de vítima e palpitar sobre o governo de Dilma Rousseff. A ‘entrevista’ faz parte da estratégia de Lula de reagir ao avanço de operações da Polícia Federal como a Lava-Jato e a Zelotes, que se aproximam dele e de seus familiares”, escreveu.

Resumindo o cenário em torno do ex-presidente, Magalhães observa que “na semana passada, Lula já havia reforçado sua defesa”, e que o novo movimento feito por ele é uma forma de se antecipar perante a opinião pública e colocar-se como injustiçado.

“Agora, na conversa com os blogueiros, não se furtou a colocar em xeque as investigações, ao afirmar que já ouviu dizer que delações premiadas só valem se o citarem. Também chamou de ‘violência’ a investigação da Zelotes sobre a atuação de um de seus filhos, Luis Claudio. Além da ofensiva jurídica e midiática, Lula e o PT se preparam para ir às ruas em defesa do ex-presidente, caso o cerco se feche ainda mais. ‘Se forem mesmo para cima do Lula, o partido vai reagir’, disse à coluna nesta quarta-feira um petista próximo ao ex-presidente”, concluiu a jornalista.

Fonte: Gnotícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.