segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

ESCOLA DOMINICAL - Esboço e Subsídio da Lição 5 - Revista da Editora Betel


AULA EM 31 DE JANEIRO DE 2016 – LIÇÃO 5
(Revista: Editora Betel)

Tema: Exercitando o Amor no Casamento

Texto Áureo: 1 Coríntios 13.1
  
INTRODUÇÃO
- Querido(a) professor(a), nesta lição fale do amor dentro do contexto familiar, mas considere também o contexto das relações pessoas entre os irmãos da igreja e com as pessoas do mundo. O princípio do amor pode e deve ser aplicado a todos.
- “é uma escolha, temos a liberdade e o direito”, quer dizer que está no controle da pessoa amar ou não, não existe essa história de eu não consigo gostar de fulano ou sicrano.
- “precisa ser regada e adubada”, precisa ser cuidada, é preciso fazer a manutenção do amor.
- “combater as pragas que vêm para matá-lo”, existem situação que ocorrem e vão minando o amor, e se não vigiarmos podemos deixá-lo morrer em nós.
__________________________________________
1. A suprema excelência do amor
- “combater as pragas que vêm para matá-lo”, quer dizer que o amor é o maior de todos os dons, talvez alguém entenda que só existirá amor no coração se Deus nos der, mas o significado dessas palavras é que o amor é a maior capacidade dada ao ser humano quando foi feito imagem e semelhança de seu Criador.

1.1. Paciente e benigno
- “paciente e longânimo”, as duas palavras significam a mesma coisa, é aquele que tem a capacidade de esperar.
- “não se irrita facilmente”, não quer dizer que nunca se irrite, mas que não se irrita fácil, como notamos atualmente no mundo, as pessoas se irritam umas com as outras muito rápido.
- “é uma virtude do fruto do Espírito”, é bom ressaltar a diferença entre dons espirituais e virtude do Espírito, a virtude do Espírito só tem quem deixa o Espírito fazer morada em seu coração, podemos notar algumas pessoas, que falam línguas estranhas, profetizam e até curam, mas que não tem paciência com o conjugue e com os filhos.
- “faz uma grande diferença”, é a diferença de ajudar a nós mesmo, por isso Jesus falou que um grande mandamento é amar ao próximo como a si mesmo.  

1.2. Tudo sofre e tudo crê
- “o sofrimento e a dor do outro”, é empatia, uma qualidade que significa se colocar no lugar da pessoa, procurar sentir o que a pessoa está sentindo.
- “aguenta tudo em favor da pessoa amada”, quando há amor de verdade a pessoa suporta as afrontas e tenta entender que a pessoa amada estava com algum problema e que não fez por mal.
- “é afligido e atormentado, mas não desiste”, a pessoa que ama não desiste da pessoa amada, assim como Deus não desiste de nós.
- “acredita na pessoa amada”, espera sempre o melhor da pessoa, assim como Deus esperava o melhor de Jó e espera o melhor de nós. Se olhar para alguém procurando qualidades, com certeza encontraremos várias.
- “disposição de confiar ao invés de suspeitar mal”, precisamos estar mais dispostos a esperar o bem das pessoas, quando alguém é tratado com suspeita, se sente desconfortável e se cria uma grande barreira para o surgimento do amor.
- “e acredita na sua real recuperação”, o amor faz isso, com que acreditemos no próximo, esperando sempre a melhora.  

1.3. Tudo espera e tudo suporta
- “a volta atrás de uma posição radical”, às vezes a pessoa desiste de algumas regras próprias em benefício de outra, é o chamado “dar o braço a torcer.”
- “espera o amadurecimento chegar”, aquele que ama acredita que a pessoa irá melhorar ao amadurecer e que vai ficar tudo bem.
- “a esperança não pode morrer jamais”, não tem como imaginar um cristão sem esperança, pois a nossa esperança está em Deus, se a pessoa amada nos decepciona, esperamos que Deus faça alguma coisa.
- “tolera fraquezas, falhas, imperfeições”, as pessoas que amam precisam tolerar mais umas as outras, do contrário na há amor, Estamos em um mundo onde as pessoas não se toleram mais.
- “o que seria impossível tolerar sem ele”, nesse mundo onde as pessoas se matam por pouco, brigam por qualquer motivo e se ofendem mutuamente, só com amor poderemos tolerar as falhas uns dos outros e dentro da família isso deve ser demonstrado o tempo inteiro.
_____________________________________________
2. O amor não se porta com indecência
- “O amor não é indiscreto”, a discrição é a qualidade de manter-se reservado, guardar um segredo.
- “leviano”, é o julga indevidamente.
- “Não se conduz com indecência”, seria se comportar mau, usando palavras chulas, torpes e causando escândalos pela forma de agir.

2.1. Não arde em ciúmes
- “está falando de um ciúme inflamado”, por isso foi usado a frase “arde em ciúmes”, existem um ciúme do zelo que temos pelas coisas, esse é o ciúme de Deus por nós.
- “ciúme doentio é desconfiado”, a pessoa acredita que está sendo enganada, isso não é amor.
- “traz mais prejuízo do que benefícios”, existem muitos casos de divórcios por conta dessas atitudes de ciúmes exagerado.

2.2. Não se alegra com a injustiça
- “se regozija com a verdade”, ainda que essa verdade doa, aquele que ama prefere sabê-la e se alegra quando ela é estabelecida.
- “Nada tem a esconder”, não deve haver segredos entre os que se amam, atualmente existem muitos casamentos sendo prejudicados pelos segredos que cada conjugue esconde do outro, principalmente sobre contatos nas redes sociais.
- “falam de qualquer jeito, ferindo os outros”, ferindo principalmente aqueles a quem se ama, algumas pessoas só se dão conta de que não deveriam ferir tanto a pessoa amada, quando a perde. Por mais que saibamos alguma verdade não temos o direito de magoar as pessoas

2.3. Não busca os seus próprios interesses
- “não usa de conveniências”, não busca aquilo que é conveniente para si próprio.
- “o bem da outra pessoa em detrimento de si próprio”, quer dizer que se sacrifica pelo outro.
- “o amor que vem de Deus”, o amor de Deus é o chamado “amor ágape”, um amor que se entrega pelo outro, Deus é a fonte desse amor.
- “O verdadeiro amor é incondicional”, existem alguns tipos de amor e o amor ágape é o maior deles e mais perfeito.
- “nos tornar mais semelhante a Cristo”, precisamos imitar a Jesus, o seu amor e proceder.
- “a felicidade dela nos contagia”, aqueles que amam se sente bem em ver a pessoa amada feliz e se entristece ao vê-la triste.
________________________________________
3. A dinâmica do amor
- “As dinâmicas são de grande valia”, dinâmicas são atividades para se praticar, a fim de alcançar um objetivo ou trazer um conhecimento. No caso aqui o objetivo é motivar os conjugues.
- “evitando ficar na mesmice, cair na rotina”, algumas pessoas se adaptam a mesmice e vivem assim por anos, mas não é o caminho correto, o casal precisa desenvolver alguma atividade juntos, além da igreja.

3.1. O amor em operação
- “não pode ser indolente nem preguiçoso”, existem conjugues que nunca podem fazer nada, sempre surge algum problema que impede, mas no fundo foi a preguiça que parou, uma pessoa animada com algo, não descansa até realizar.
- “O amor se alimenta de atitudes”, atitudes criam histórias, convicções não, as atividades que realizamos com nossos conjugues ficam na lembrança.
- “ou lazer que privilegiem o casal”, somente os dois, sem a presença de filhos ou agregados. Uma pousada funciona muito bem, mas se as condições forem poucas pode ser uma pizzaria ou restaurante. É bom que seja planejado ente os dois.
- “com coisas inesperadas que alegram o coração”, algumas pequenas atitudes fazem a diferença, um conjugue pode dar atenção a alguma coisa que sabe ser importante para o outro, mas nunca houve a participação dos dois.

3.2. O amor é algo vivo
- “Ele é dinâmico”, quer dizer que ele é ativo, vive de atividades práticas. Ninguém aguenta só ouvir o outro dizer “eu te amo”, é preciso haver demonstrações na prática.
- “alimento necessário e balanceado”, o termo balanceado sugere equilíbrio, não se deve ser exagerado, não se deve viver só no lazer e se esquecer das outras responsabilidades. Também o casal não deve cultivar somente o casamento e se esquecer de Deus, aliás Ele deve estar em primeiro lugar, para que tudo seja possível.

3.3. O amor é real
- “Este é o amor que vem de Deus”, o amor que surge no casal é o “amor eros”, é o amor da paixão que une os dois sexualmente. O amor que vem de Deus é o “amor ágape”, o amor perfeito, todo casal deve alcançar esse amor sem deixar o amor eros de lado. Convém lembrar que o amor de Deus se consegue colocando Ele no casamento.
- “o amor faz acreditar na pessoa amada”, não há saída para o conjugue, tem que acreditar e confiar na pessoa amada, do contrário levará uma vida desconfortável e cheio de problemas.
- “firme contra fofocas ou pessoas maldosas”, alguns casamentos sólidos despertam a inveja de pessoas que amargam problemas em seus relacionamentos. Algumas pessoas dão lugar a esses sentimentos.
- “suscitando questões que desestabilizam”, infelizmente alguns casais cristãos se deixam levar por essas fofocas, entrando em brigas e desavenças sem fim. Muitos gabinetes pastorais ocorrem por conta de se dar ouvidos a boatos.
A palavra “me disseram!”, não serve para nada, veja o que Paulo falou:
“Porque a respeito de vós, irmãos meus, me foi comunicado pelos da família de Cloé que há contendas entre vós.” 1 Co 1.11  - Paulo disse logo de onde veio a informação. Precisamos para com o “disse-me-disse”.

CONCLUSÃO
- “presume-se que haja falta de amor”, pode ser o temor de não perder o conjugue, mas a atitude de aceitar tudo pode acabar criando outros problemas.
- “abre os olhos da pessoa amada para aquilo que é certo”, na vida do casal, um se torna parte do outro, um ajuda o outro, existem coisas que um não nota, mas o outro vê e é preciso falar para se evitar o mal. Os dois precisam aprender a ouvir um ao outro.
- Faça o resumo e corrija o questionário.

Marcos André – professor

Boa Aula!

SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO!

10 comentários:

  1. paz pastor, gostaria de agradecer ao amado pastor pela ajuda aqui encontrada, sempre que vou lecionar eu procuro ajuda aqui no blog e sou mto abençoada que Deus abençoe sempre o senhor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém irmã Nilma, espero poder ajudar sempre. Estou a disposição para ajudar tirando dúvidas e até se precisar para ministrar pode contar comigo. Estou muito feliz porque voltei a ser superintendente da EBD, amo essa obra.

      Paz de Cristo.

      Ev Marcos André

      Excluir
  2. Agradeço a sua disponibilidade de tempo voltado a nós que visitamos aqui esse blog sempre com o intuito de tirarmos dúvidas e aprender um pouco mais...Deus continue lhe abençoando sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu é que agradeço irmão Sidnei pelo empenho de vocês professores, enquanto houver professores assim, eu estarei me esforçando

      Paz do Altíssimo pra você.

      Ev Marcos André

      Excluir
  3. Paz Do Senhor Pastor,
    Como sempre, um conteúdo de grande valia para nós que ensinamos, não posso deixar de agregar seus comentários nas aulas. Deus abençoe o senhor ricamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paz irmã Kezia, obrigado por essas palavras, estarei me empenhando ainda mais para essa obra. Depois me conta como foi a EBD desse domingo, rsrs

      Paz de Jesus.

      Ev Marcos André

      Excluir
  4. Respostas
    1. Boa meu nobre irmão, pena que você não está por aqui no Rio de Janeiro, senão você iria ministrar uma aula para nós.

      Paz de Jesus profeta.

      Excluir
  5. A Paz meu irmão, muito obrigado por seus comentários muito rico
    isso está me ajudando muito em minhas aulas; Que Deus o abençoe muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De nada meu querido irmão Ageu, nome bonito heim! Nome de profeta, estou alegre por poder ajudar a tantos professores.
      Diz aí onde é a tua igreja, se for perto do Rio eu vou lá, rsrsrs

      Paz de Jesus.

      Ev Marcos André

      Excluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.