sábado, 19 de março de 2016

ESCOLA DOMINICAL CENTRAL GOSPEL ESBOÇO - Subsídio da Lição 12 - Revista Central Gospel


AULA EM___DE______DE 2016 – LIÇÃO 12
(Revista: Central Gospel - nº 45)

Tema: LIVRO DE ECLESIASTES POESIA DIDÁTICA

Texto Áureo: Eclesiastes 9.2
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- Professor(a), nesta lição se dedique à sabedoria de Eclesiastes, recomendo uma leitura das referências da lição antes da aula, vai abrir mais a mente.
- “temas contemplativos ou espirituais”, são os temas de estudo e devocionais.
- “valor e significado do trabalho, do conhecimento e da alegria”, ele trata de temas do dia-a-dia, da vida prática. Trata de uma sabedoria aplicável à vida.
_______________________________________________
1. PANORAMA DO LIVRO DE ECLESIASTES
- “doutrina da punição e recompensa”, essa doutrina é baseada na Lei de Moisés que os israelitas conheciam muito bem.
- “aparentemente irretorquível”, significa aquilo que não pode ser refutado, replicável. Quer dizer que a doutrina da punição e recompensa parecia ser incontestável.
- “não dava conta de responder”, quer dizer que os sábios de Israel sabiam que havia um entendimento divino muito mais profundo do que o que a Lei ensinava. 

1.1. Autoria
- “influencias da literatura fenícia”, isso é observado dentro do texto em expressões idiomáticas e figuras de linguagem usadas na época pelos fenícios.
- “trechos compatíveis com o poder”, são trechos onde se demonstra certas características de Salomão, veja:
“falei comigo mesmo, dizendo: Eis que eu me engrandeci e sobrepujei em sabedoria a todos os que houve antes de mim”, Ec 1.16

1.2. Estrutura
- “certa continuidade lógica”, quer dizer que esse livro, apesar de semelhança com Provérbios, não é um apanhado de ditados sem um contexto específico, como é o livro de Provérbios.

1.3. Público e propósito
- “um público-alvo os jovens”, seria um público que o sábio tentava influenciar, veja a referência:
“Alegra-te mancebo na tua mocidade” Ec 11.9a, notamos nos textos de Salomão que existe um lamento por não ter aproveitado convenientemente aos pés do Senhor o tempo da mocidade.
- “valores terrenos, destituídos do referencial divino”, Salomão apresente a futilidade das coisas da vida sem a mão de Deus.

1.4. Teologia
- “perspectiva teológica”, é uma perspectiva de tema de estudo teológico. Significa que há em Eclesiastes algo que aprofunde o conhecimento teológico, no caso sobre os valores da vida humana diante do inevitável destino da morte.
__________________________________________
2. PRINCIPAIS TEMAS OBSERVADOS NO LIVRO DE ECLESIASTES

2.1. A vaidade dos empreendimentos humanos língua
- “concepção cíclica dos eventos”, é a concepção de que os eventos seguem um ciclo, assim se repetindo num certo período. O sábio nos ensina que os problemas que foram enfrentados no passado se repetem nos dias de hoje.
- “nada há de novo debaixo do sol”, significa que se as pessoas da época sofriam com a tentação da sensualidade, atualmente sofrerão com as mesmas tentações; se os jovens da época eram inconstantes, os de hoje também serão; e assim por diante.


2.2. A condição essencial do homem
- “por mais que reflita sofre a lógica do bem”, é a lógica de que devemos seguir o que é certo, porém não ocorre assim como seria lógico supor, devido à condição do pecado.
- “por si, não consegue livrar-se”, notamos que o autor de Eclesiastes faz uma declaração implícita da dependência do ser humano.

2.3. O valor da sabedoria
- “a sabedoria encontra limitações...o valor dessa virtude”, a virtude se refere à sabedoria, quer dizer que apesar de a sabedoria ter limitações para dar solução à natureza humana, ela é de muita valia para o homem.

2.4. A soberania divina
- “soberania divina”, é o poder e a autoridade que Deus tem para fazer o que quiser e como quiser na sua área de domínio, que na verdade é todo o universo das coisas existentes.

2.5. A fragilidade humana
- “tom deprimente ao conteúdo”, nota-se em Eclesiastes um certo tom de lamento pela fragilidade humana.
- “reconhecimento da transitoriedade da vida”, esse é um ensino de sabedoria nesse livro, pois conduz o leitor a meditar sobre a sua condição e assim a motivação para viverem uma vida na presença de Deus e cuidando do que é importante.
______________________________________
3. O PROPÓSITO DA EXISTÊNCIA

3.1. Aproveitar a vida
- “os poucos e curtos anos”, nota-se um tom pessimista na fala do autor, ao que parece Salomão tinha um lamento interior por ter perdido muito tempo de sua vida em deleites que não lhe trouxeram benefício nenhum.

3.2. Lembrar-se do Senhor
- “somente um néscio”, néscio significa louco, só um louco vive nesse mundo sem considerar o Senhor. Esse livro de sabedoria considera os ímpios como loucos.
- “nos dias da tua mocidade”, esse é um conselho de quem fez o que era errado e provou o drama de se esquecer de Deus, é um conselho de sabedoria autêntico.
- “antes que seja velho demais”, nas versões mais tradicionais aparece a expressão “dias maus” se referindo aos dias da velhice. Mostrando como o sábio encarava a velhice.
______________________________________
CONCLUSÃO
- “convictos que nem tudo é vaidade”, se referindo às coisas de Deus, aquelas pelas quais não recebemos aplausos nem elogios, essas não são vaidades. Seria a fé, a obediência, etc. A partir do momento em que podemos ser reconhecidos, elogiados ou premiados por alguma coisa, essa coisa se torna em vaidade.
- Faça o seu resumo e exponha à classe.
- Corrija o questionário.

Boa aula!

Marcos André – professor

SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.