quinta-feira, 26 de maio de 2016

ESCOLA DOMINICAL CPAD ESBOÇO - Subsídio da Lição 9 - Revista da CPAD - ADULTOS


AULA EM 29 DE MAIO DE 2016 – LIÇÃO 9
(Revista: CPAD)

Tema: A Nova Vida em Cristo

Texto Áureo: Romanos 12.1
  
INTRODUÇÃO
- Professor(a), nesta lição apresente os aspectos práticos da vida cristã, aquilo que devemos praticar a cada dia, dentro e fora da igreja.
- “traduzida em português como portanto”, a palavra “portanto” é uma conjunção coordenativa conclusiva, pois ela além de fazer a ligação entre as duas partes, estabelece uma conclusão.
- “se referir a tudo aquilo que o apóstolo havia escrito anteriormente”, dessa forma a próxima seção seria uma conclusão de todo o livro.
- “implicações práticas na nova vida”, quer dizer que a salvação vai produzir resultados na nossa nova vida, teremos atitudes novas e seremos pessoas diferentes. A pessoa que recebeu a nova fé e não tem atitudes renovadas não recebeu a salvação de verdade.
__________________________________________
I - EM RELAÇÃO A MORDOMIA DA ADORAÇÃO CRISTÃ (Rm 12.1,2)

1. Uma exortação em forma de apelo.
* Aqui mostra como Paulo fez uma exortação e um apelo usando o mesmo verbo “rogo-vos”, e apresenta a necessidade de o cristão ter uma vida prática na presença do Senhor.
- “Os léxicos destacam”, são dicionários que tratam de palavras antigas, estudando suas origens.
- “são, portanto, um apelo exortativo”, dessa forma Paulo começa a exortar sobre uma vida cristã, foi necessário falar dessa forma, pois a nova vida em cristo é uma obrigação e também uma necessidade.
- “mesmo aquelas mais complexas”, a doutrina da Triunidade Santa, por exemplo, é uma das mais complexas doutrinas da Bíblia.
- “fomentar no crente a piedade cristã”, quer dizer que deve estimular o crente ater uma nova vida em Cristo Jesus. Isso porque muitos crentes são bons em estudar as doutrinas, mas não refletem nada desse conhecimento nas suas vidas.

2. Uma palavra concernente ao corpo.
* Aqui mostra como devemos nos sacrificar em prol do serviço do Senhor e explica como é o sacrifício do nosso corpo.
- “o corpo deve ser oferecido em sacrifício”, assim como Isaque que ofereceu seu corpo em sacrifício perante ao Senhor em Genesis 22, assim nós devemos também nos oferecer em sacrifício ao nosso Deus.
- “deve ser apresentado vivo e não morto”, pois assim como o Senhor proveu um carneiro para ser imolado no lugar de Isaque, Ele também providenciou um Cordeiro para morrer pela humanidade.
- “que foi separado exclusivamente”, se o crente tiver duas vidas, uma dentro e uma fora da igreja, então ele não é consagrado para a obra de Deus.

3. Uma palavra concernente à mente.
* Mostra como nossa mente precisa ser transformada para que possamos adorar com perfeição.
- “a nossa mente também precisa ser”, esse é o lugar mais difícil de se trabalhar, porque é onde ninguém vê, somente Deus conhece.
- “precisa ser realizada por pessoas com a mente transformada”, a verdadeira adoração sai do coração e passa pela mente para assim ser expressada pelo corpo. Se a mente estiver corrompida a adoração será falsa.
__________________________________
II - EM RELAÇÃO À MORDOMIA DO EXERCÍCIO DOS DONS (Rm 12.3-8)

1. Exercitá-los com moderação e humildade.
* Aqui fala do comportamento do crente em relação ao uso dos dons espirituais, praticando o amor e não se achando mais do que os outros.
- “charismata”, essa é raiz da palavra “carismático”, que se refere aos dons espirituais, assim uma igreja carismática é aquela onde se busca os dons espirituais.
- “que regulamentou o uso dos dons”, quer dizer que colocou sob regulamento, ou seja autorizou o uso dos dons desde que se observe o amor.
- “mordomia dos dons espirituais”, significa administração dos dons, assim como um mordomo administra as coisas de seu senhor, nós administramos os dons que são de Deus.
- “achar que era alguma coisa”, o nome disso é presunção, alguns crentes agem assim hoje, acham que porque falam em línguas são grandes vasos de Deus e exigem respeito e reconhecimento.

2. Exercitá-los respeitando sua diversidade.
* Aqui é expressado o equilíbrio no uso de dons na igreja para que todos possam trabalhar.
- “moderação e a humildade”, moderação é não ser extremista, sem exagero, quem tem algum dom deve se equilibrar para não deixar outras áreas em falta. Existem irmão que possuem dons espirituais e não leem a Bíblia, não vão à Escola Dominical e nem ao culto de doutrina.
- “Deus não quer exclusivismo”, significa que Deus não quer que alguém seja exclusivo, que faça tudo, pois na obra do Senhor há tarefas para todos, é comum ver alguém que trabalha mais ficar sobrecarregado de atribuições, isso faz mal para o ministério e para a pessoa.
- “A individualidade deve ser respeitada”, se refere à personalidade de cada um, não devemos nos intrometer na vida pessoal dos nossos irmãos em Cristo, isso é respeitar a individualidade.
- “o individualismo deve ser rejeitado”, individualismo ocorre quando alguém quer abraçar tudo para si, querendo se sobressair aos demais. Alguns ficam sobrecarregados porque buscam isso para si.
- “Todos têm seu lugar no corpo de Cristo”, a distribuição de tarefar á a melhor administração para manter uma equipe unida. Jesus fazia isso com seus discípulos.

3. Exercitá-los com esmero e regularidade.
* Aqui é falado a necessidade do uso dos dons, da dedicação e prática na igreja.
- “no contexto de uma igreja local”, ele está dizendo algo que podemos praticar em nossas congregações no dia a dia do serviço cristão.
- “dons espirituais”, se refere aos dons dados pelo Espírito de Deus para a pregação da mensagem do Evangelho, são nove ao todo.
- “dons ministeriais”, se refere aos dons para o serviço da liderança cristã.
- “precisam ser desempenhados no contexto da igreja”, os dons são importantes para a pregação do Evangelho, porém não estão ligados à salvação, por isso existem igrejas que não os buscam hoje.
___________________________________________
III - EM RELAÇÃO À MORDOMIA DA PRÁTICA DAS VIRTUDES CRISTÃS (Rm 12.9-21)

1. Exercitar o amor. 
* Nesse tópico é falado da prática do amor pelo indivíduo regenerado por Jesus.
- “o significado de ágape no Novo Testamento”, Agape é a palavra grega que foi traduzida por amor no Novo Testamento, o amor em 1 Co 13 não é o mesmo amor que se encontra em algumas pessoas no mundo. Ele foi traduzido inicialmente como “caridade”, por fazer isso com as pessoas, pois aquele que tem o amor de Deus em sua vida ajuda os que não podem retribuir.
- “brota de dentro, do caráter de uma pessoa regenerada”, é concedido pelo Espírito Santo habitando dento da pessoa, por isso flui do interior.
- “a moldar o seu comportamento”, a pessoa que é regenerada se admira ao tomar atitudes que antes não tomaria e ao deixar de fazer coisas que faria antes de receber Jesus.
- “fingido, isto é, praticado com hipocrisia”, alguns crentes não conseguem alcançar a Graça de Cristo, por isso não possuem esse amor, então elas começam a fingir amar e conseguem enganar até um certo ponto.

2. Exercitar o serviço cristão.
* Mostra a importância de viver no espírito, intensamente, continuamente não sendo relaxado com as coisas de Deus.
- “viverem a vida cristã com intensidade”, significa estarem ativos, trabalhando e praticando a atividade do evangelho constantemente.
- “sede fervorosos no espírito”, uma pessoa fervorosa anima os outros, por isso é importante para qualquer ministério que hajam servos fervorosos, ou seja, animados no serviço.
- “preguiçoso, descuidado e indolente.”, pode se dizer que se refere ao relaxado, que faz as coisas de Deus de qualquer maneira. Esses desanimam os outros.
- “significando nosso espírito humano”, se referindo ao espírito que foi soprado nas narinas do primeiro homem e daí passou a todos os homens.

3. Exercitar a resistência ao mal.
* Aqui é mostrado como devemos resistir o mal, pela prática do bem a todos aqueles que praticam o mal.
- “mas vence o mal com o bem”, se referindo ao mal que é praticado contra nós, por aqueles que se deixam ser usados pelo inimigo.
- “sinônimo da natureza adâmica pecaminosa”, quando a pessoa se deixa usar pelo Diabo, ele aguça nela o ódio contra os irmãos em Cristo.
- “Essa é a razão da guerra interior”, guerra do Espírito contra a carne travada dentro do campo de batalha da mente e do coração.
- ““vença o mal com o bem””, quer dizer basicamente, quando for feito o mal contra nós, devemos fazer o bem, pois essa atitude produzirá um efeito na pessoa que fez o mal.
____________________________________
CONCLUSÃO
- “conjunto de exortações a respeito do viver”, se refere à prática da vida cristã, para que o mundo veja nossas boas obras:
“Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.”
Mt 5.16
- “envolvem a mordomia da adoração cristã”, mordomia é a administração das coisas do Senhor, que nessa lição se referiu principalmente aos dons.
- “como corpo ela deve viver”, deve estar em atividade, pois nenhum corpo resiste a falta de atividade.
- Faça o resumo falando dos pontos tratados na lição.
- Não deixe de corrigir o questionário.

Respostas:
  
Qual o sentido original da palavra “rogo-vos”?
Essa palavra tem no original o sentido de admoestar, encorajar e exortar.

O que são as palavras introdutórias de Paulo?
As palavras introdutórias de Paulo são um apelo exortativo.

Segundo a lição, o que é necessário para que a adoração seja verdadeira?
Para que a adoração seja verdadeira ela precisa ser realizada por pessoas com a mente transformada.

Segundo Paulo, o que é indispensável no uso dos dons?
A moderação e a humildade são indispensáveis no exercício dos dons.

Segundo a lição, o que significa ser fervoroso?
Ser fervoroso significa ser alcançado pela graça e andar segundo ela.

Pr Marcos André – professor
Boa Aula!


SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.