sábado, 2 de julho de 2016

ESCOLA DOMINICAL BETEL ESBOÇO - Subsídio da Lição 1 - Revista Betel


AULA EM 03 DE JULHO DE 2016 – LIÇÃO 1
(Revista: Editora Betel)

Tema: Mateus: o Evangelho do Reino

Texto Áureo: Mateus 4.23
  
INTRODUÇÃO
- Querido(a) professor(a), nesta lição dê as boas vindas ao terceiro trimestre para os alunos, apresente a revista e suas lições.
- “meditar no evangelho de Mateus”, é comum chamarmos de evangelho de Mateus, embora saibamos que é o Evangelho de Cristo segundo escreveu Mateus. Não é errado falar evangelho de Mateus seria como dizer a “Lei de Moisés” se sabemos que a Lei é de Deus.
- “também denominado: evangelho do Reino”, esse é o Evangelho que apresenta aos judeus a chegada do Reino de Deus. Vejas as palavras de João Batista registradas por Mateus:
“E dizendo: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus.” Mt 3.2
__________________________________________
1. Quem foi Mateus?
- “Tradicionalmente, Mateus é o autor”, isso porque Mateus não faz uma apresentação de si como autor e não havia o costume na época de se assinar as compilações ou colocar o autor no rodapé, por isso entendemos que foi Mateus o autor pela tradição cristã, passada pelos escritores de épocas próximas ao primeiro século.
- “maneira mais pedagógica possível”, de maneira que ensine, que apresente algum significado explicativo para aumentar o conhecimento, essa forma de escrever ensina melhor.

1.1. Mateus, um coletor de impostos.
- “coletoria de impostos para o governo romano”, o governo romano contratava pessoas da província para coletarem os impostos e muitos desses coletores defraudavam o povo arrecadando valores indevidos.
- “serem objetos de ódio dos judeus em geral”, Jesus foi muito criticado por entrar e se assentar a mesa com os publicanos.
- “muitos publicanos foram ouvi-lo com apreço”, Mateus foi o canal para que muitos publicanos pudessem ouvir as palavras de Jesus. Devemos nós também ser esse canal, não precisamos nos assentar à roda dos escarnecedores, mas não podemos rechaçá-los como se fossem criminosos, precisamos ser um canal que os conduza a Cristo.

1.2. Mateus, um dos doze apóstolos.
- “quando enviado a evangelizar”, pelo menos em duas ocasiões ou mais Jesus enviou os discípulos para evangelizarem,  Mt 10.5 e Lc 10.1
- “participação de Mateus no dia a dia do ministério do Mestre”, ao ler os evangelhos percebemos citações a maioria dos apóstolos, porém pouco se fala de Mateus, sabemos nos entanto, que ele abandonou seu trabalho lucrativo e passou a seguir Jesus. Lc 5.27, Mateus não cita nem sua própria conversão.
- “assim como Tomé, seu companheiro, que tinha vários condiscípulos”, condiscípulos, se refere aos discípulos que seguiam a Jesus sem serem contados com os doze apóstolos, pelo que está falando a lição, Tomé teria condiscípulos que o seguiram, porém a referência usada não parece se referir a esses, parece falar dos doze, veja:
“Disse, pois, Tomé, chamado Dídimo, aos condiscípulos: Vamos nós também, para morrermos com ele” Jo 11.16  veja se essas não são palavras de Tomé aos doze, demonstrando sua incredulidade peculiar.

1.3. Mateus, um evangelho precioso.
- “aceito e popularizado pela Igreja Primitiva”, quando Mateus foi escrito as igrejas já existiam e havia uma grande necessidade de se conhecer a história de Jesus e sua mensagem, por isso esse evangelho ficou tão popular entre os crentes.
- “ser uma testemunha ocular”, assim como João Mateus presenciou pessoalmente os principais eventos, dos quatro evangelhos Marcos e Lucas não eram apóstolos.
- “um estilo didático de escrever”, estilo de quem ensina, um modo mais explicativo.
- “Alguns atestam que este evangelho fora primeiramente escrito em aramaico”, na época o grego era a língua universal, assim como o inglês é hoje, por isso os manuscritos do Novo Testamento estão em grego, somente Mateus parece ter sido escrito em aramaico.
_____________________________________________
2. As origens e o propósito do evangelho
- “o evangelho de Mateus seja o primeiro do Novo Testamento”, ele entrou em primeiro devido ao destinatário, por ter sido destinado aos cristãos judeus, porém o primeiro a ser escrito foi o de Marcos.

2.1. Data.
- “evangelho de Marcos tenha sido escrito foi 50 d.C”, seria dezessete anos após a morte e ascensão de Cristo ao céu. Nesse período foram escritas as cartas de Paulo.
- “logo após a queda do templo de Jerusalém”, a cidade de Jerusalém foi destruída no ano 70, porém a maioria dos cristãos se salvaram por estarem fora de Jerusalém por conta da perseguição e do alerta de Jesus em Mateus 24.15  
- “chamados de “pais da Igreja”, são chamados assim porque ajudaram a estruturar e a divulgar a doutrina cristã em meio a muitas heresias, os pais da Igreja de maior notoriedade foram Clemente de Roma, Inácio e Policarpo.


2.2. Destinatários.
- “pensou primeiramente nos cristãos judeus”, dá para perceber isso logo no começo do livro quando apresenta a linhagem de Jesus ligando ele a Abraão, a fim de comprovar sua identidade judaica e real.
- “visto que a essa época o cristianismo já alcançara projeção”, se referindo à época em que foi escrito o livro.
- “a ponto de sofrer perseguição por parte de Nero”, enquanto Paulo exercia o seu ministério a perseguição era por parte dos judeus, porém conforme foi crescendo o povo de Deus o império começou a voltar as atenções aos cristãos.
- “como um documento mostrando quem era Jesus”, mostrando prioritariamente a esses judeus.

2.3. O propósito.
- “um registro histórico”, porque ele narra situações do dia-a-dia de Jesus, mostrando a humanidade de Jesus.
- “mostra que Jesus é o Rei e Messias prometido”, apresentando o cunho espiritual da mensagem de Cristo e quem Ele é de verdade.
- “escrito para não ficar apenas na tradição oral”, quer dizer que se o Evangelho não fosse escrito ele seria transmitido de pessoa para pessoa apenas falando e dessa forma muita coisa se perde.
________________________________________
3. Características gerais do evangelho

3.1. Contexto histórico inicial do evangelho.
- “situa-se no tempo de Herodes, o Grande”, esse foi o Herodes que restaurou o segundo Templo transformando-o numa obra monumental.
- “ele era rei vassalo de Roma”, as cidades dominadas por Roma eram feitas províncias do império, o imperador deixa que funcionasse a religião local e o governo local, desde que pudessem ser controlados pelo imperador, para isso era nomeado um procurador para a região. No tempo de Jesus o procurador romano era Pilatos.
- “plenitude dos tempos Deus”, essa classificação usada por Paulo se refere a um tempo propício para o Senhor Jesus vir ao mundo anunciar a salvação da humanidade.

3.2. A apresentação de Jesus.
- “mas morando em Nazaré”, Jesus cresceu em Nazaré e quando cresceu foi para a região da Galileia, mas precisamente para a cidade de Cafarnaum.
- “Marcos procurou enfatizar o Jesus operador de milagres”, de fato o evangelho de Marcos é o que narra mais milagres de Jesus.
- “em seu evangelho vai ressaltar os ensinos do Mestre”, como Mateus escreve para os crentes judeus era necessário maiores explicações sobre a divindade e o poder de Jesus.
- “Messias da linhagem davídica que haveria de vir”, os judeus aguardavam o Messias prometido e por isso Mateus se preocupa em apresentar Jesus dessa forma.

3.3. Questões escatológicas.
- “No denominado “o sermão do templo”, porque foi um sermão feito diante do Templo.
- “como a queda do templo de Jerusalém”, no sermão do templo, Jesus afirmou que não restaria pedra sobre pedra Mt 24.12, de fato na ocasião em que o general Tito invadiu Jerusalém e incendiou o Templo, os soldados romanos levaram as pedras do Templo acreditando que havia ouro nelas, não restou nenhuma pedra no Templo.
- “advertência para que os discípulos estejam atentos”, parecia um alerta para aqueles discípulos, mas hoje sabemos que é um alerta para todos os servos em todas as épocas.

CONCLUSÃO
- “convincente e com ampla aceitação”, o que é didático geralmente não tem muita aceitação, as pessoas preferem mais o que demonstra poder, porém o evangelho de Mateus tem uma dose especial de poder de Deus em suas narrativas, por isso é tão aceito.
- “um grande legado”, é aquilo que é deixado para as gerações futuras e de fato a história de Jesus e sua mensagem foi passado de ao mundo de forma didática por esse evangelho.
- Faça o resumo e corrija o questionário.

QUESTIONÁRIO

1. De que maneira o Senhor Jesus é apresentado por Mateus?
R: Jesus é o Rei e Messias prometido (Mt 11.3).

2. O que fazia Mateus antes de seguir Jesus?
R: Era coletor de impostos (Mt 9.9).

3. O menino Jesus nasceu no tempo de que rei?
R: No tempo do rei Herodes, o Grande (Mt 2.1).

4. Qual era a profissão de Jesus?
R: Jesus era carpinteiro (Mc 6.3).

5. Como é chamado o sermão profético de Jesus em Mateus 24?
R: É chamado de “o sermão do templo” (Mt 24)

Marcos André – professor


Boa Aula!

SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.