sexta-feira, 22 de julho de 2016

ESCOLA DOMINICAL BETEL ESBOÇO - Subsídio da Lição 4 - Revista Betal


AULA EM 24 DE JULHO DE 2016 – LIÇÃO 4
(Revista: Editora Betel)

Tema: Jesus Venceu a Tentação e o Tentador

Texto Áureo: Hebreus 4.15
  
INTRODUÇÃO
- Querido(a) professor(a), nesta aula se concentre nas estratégias do inimigo para nos fazer pecar.
- “Através da narrativa da tentação de Jesus”, quer dizer que os fatos ocorridos na passagem da tentação serão usados como exemplo para nos ensinar a forma do inimigo de nossas almas agir.
- “como se caracteriza as investidas do diabo”, quer dizer será analisado o modo de o maligno agir, como ele faz para chegar ao servo de Deus e enganar. Conhecendo isso nós poderemos ficar ais alertas e vigilantes.
- “fazê-lo pecar e desviá-lo assim do plano divino”, e os ataques não visam comente o indivíduo, mas também aqueles que estão ligados a pessoa, como a família, o ministério, amigos, etc.
__________________________________________
1. Conduzido à tentação
- “Jesus foi conduzido”, essa condução foi pelo Espírito Santo, mostrando que após o reconhecimento público do arrependimento a pessoa passa a ser conduzida pelo Espírito Santo.

1.1. Local da tentação.
- “Foi um lugar literal que Jesus se dirigiu”, quer dizer que foi um lugar real e não algo no imaginário e nem algum cenário espiritual.
- “se preparar para o início de Seu ministério”, Satanás é único inimigo que enfrentamos durante nossa vida cristã e ele usa elementos da nossa natureza para nos destruir.
- “o tentador o deixou definitivamente”, ele o deixou ali naquele momento, mas continuo ao derredor buscando uma brecha.

1.2. Tentação e tentador.
- “não existe tentação sem tentador”, quer dizer que por mais que sejamos fracos, sempre haverá o dedo do inimigo nas tentações.
- “acabar com Jesus e o plano da redenção”, o Senhor Jesus era um alvo compensador, assim o inimigo conseguiria parar a obra de Deus, até hoje Satanás tenta contra as lideranças.
- “mentiroso, caluniador”, calúnia é a mentira sobre as ações e a conduta de alguém.

1.3. Instrumentos da tentação.
- “foi a Jesus assim que Ele sentiu fome”, se aproveitando de uma necessidade fisiológica de Cristo. Assim ele nos tenta usando essas mesmas necessidades.
- “se aproveitando das suas carências físicas”, nossas necessidades fisiológicas não são pecados, mas o maligno as usa para nos conduzir ao pecado. Essas são as principais necessidades fisiológicas do ser humano: repouso, comida, água, abrigo e sexo.
- “era pôr dúvida a identidade divina de Jesus”, ninguém caminha no campo espiritual com dúvidas, por isso o inimigo se esforçou em introduzir dúvida no coração do Senhor. Essa é a tentação que ele nos lança, se ele colocar dúvida na mente de alguém, essa pessoa enfraquece rápido.
_____________________________________________
2.  Esferas da tentação

2.1.  Carências de natureza física.
- “não haveria testemunhas de que Ele houvesse pecado”, somente Deus saberia! Na verdade era só com isso que o Senhor Jesus estava preocupado, pois Seu desejo sempre foi o de agradar ao Pai.
- “satisfazer a Sua fome ouvindo o diabo”, por mais que alguém passe necessidade de alguma coisa nessa terra, não deve nunca ouvir o conselho de Satanás.
- “mas de toda a palavra que sai da boca de Deus”, com essa resposta o Senhor Jesus nos mostrou que a maior preocupação do servo de Deus deve ser em encher da Palavra e depois buscar as coisas materiais para seu sustento.

2.2. Prazer nas coisas religiosas.
- “decidiu tentá-lo pelo uso das coisas religiosas”, alguns pensam que as tentações só ocorrem no mundo com as coisas do mundo, mas existem tentações também nas igrejas com as coisas religiosas.
- “pelo fanatismo”, o fanatismo religioso é a devoção incondicional sem um senso crítico, que faz com que o indivíduo tome decisões impensadas.
- “insiste em que Ele prove que é o Filho de Deus”, as tentações de Satanás hoje residem em instigar os crentes a provarem ser o que não são. Satanás usa o ego humano como arma para suas investidas.
- “Jesus não tinha que provar nada”, assim também nós não temos que provar nada, pois Deus já fala com cada um no particular. Muitos crentes se esforçam para conseguir cargos, mostrando ter o que não tem, parecendo ser o que não são.
- “Não tentarás o Senhor teu Deus”, significa  não provocar a Deus, tentando fazer o Senhor tomar atitude fora do tempo. Alguns crentes para aparecerem, querendo provar alguma coisa, forçam espiritualidade e assim provocam a Deus.
2.3.  Ambição pelo poder.
- “a ambição pelo poder”, essa atinge a pessoa tanto dentro como fora da igreja, muitos nessa busca caem em ciladas ou se ocupam demasiadamente perdendo a espiritualidade.
- “oferece a Jesus os reinos do mundo e a glória”, parece um absurdo essa oferta, mas sabemos que Jesus havia deixado sua majestade para vir cumprir uma missão, dessa forma parece razoável que o inimigo oferecesse um trono aqui no mundo a fim de tentá-lo.
- “em troca de adoração”, o inimigo está estabelecendo uma regra aqui, quem deseja conseguir subir na vida será diversas vezes convidado a adorar a Satanás, subliminarmente ou abertamente.
- “outros caíram nesse pecado”, a busca por poder dentro e fora da igreja tem feito muitos bons cristãos se venderem. Isso está acontecendo nesse momento.
________________________________________
3. O triunfo sobre a tentação

3.1. Sujeitando-se a Deus.
- “É obedecê-lo como servo dócil”, quando alguém entra na obediência a Deus, passa a se envolver na obra do Senhor, nas atividades do Reino e dessa forma a tentação não consegue influenciá-lo. No momento em que Davi deixou de se envolver na batalha a tentação o atingiu. 2 Sm 11.1
- “condicionou-se a si mesmo à posição de servo”, atualmente encontramos os servos de si mesmos, aqueles que não querem ser usados por Deus, mas querem usar Deus, usar a igreja e usar as ovelhas, se apresentam como ovelhas, mas são lobos. Estão envolvidos em alguma obra até quando puderem ganhar algo dela.
3.2. Resistindo ao diabo.
- “não se restringiu ao deserto, mas durou todo o período”, professor(a), comente aos alunos que ninguém deve pensar que o inimigo nos tenta em um momento específico e depois não, a todo tempo somos tentados pelo diabo. Ele está ao derredor.
- “Tratou-se de uma provação diferenciada”, uma provação permitida por Deus e tomada para análise didática nos evangelhos.
- “mas Jesus o resistiu e não cedeu”, note que Jesus resiste fazendo menção da Palavra de Deus, aprendemos assim que para resistir ao inimigo devemos nos encher antes da Palavra de Deus.
- “permanecendo firme em nossa fé”, não devemos abandonar a fé por coisas ou propostas ainda que pareçam muito melhores do que a nossa situação atual.

3.3. Ser servido pelos anjos.
- “operam as causas de Deus juntos aos Seus servos”, nós somos os agentes de Deus nessa terra e os anjos do Senhor nos protegem do mal, nos livrando dos perigos dessa vida e auxiliando no trabalho cristão.
- “trataram de servi-lo em Suas necessidades”, chegou um momento em que era fisicamente impossível para o Senhor prosseguir, nessa hora entra o sobrenatural de Deus.
- “trouxessem para Ele alguma mensagem”, talvez se pensarmos assim estaremos limitando o poder de Deus, pois o Senhor estava cheio do Espírito Santo e por isso ouvia constantemente o Pai.
- “uma assistência para que Jesus continuasse”, assim também acontece conosco nesse mundo, pois temos uma missão e há momentos em que precisamos de um apoio sobrenatural.

CONCLUSÃO
- “deixando-nos o Seu exemplo”, o maior exemplo de trabalho e resistência às tentações é o nosso Senhor Jesus. Devemos sempre nos espelhar nesses exemplos do Mestre da Galileia.
- “procurou desviá-lo do propósito divino”, nada diferente do que o iinimigo tenta fazer hoje. Ele busca lançar dúvidas, porque a dúvida enfraquece a fé e sem o crente para a caminhada.  
- Faça o resumo e corrija o questionário.

QUESTIONÁRIO

1. Quem conduziu Jesus ao deserto?
R: O Espírito Santo (Mt 4.1).

2. Quando o tentador se apresentou a Jesus?
R: Assim que Jesus sentiu fome, ao término dos quarenta dias de jejum (Mt 4.2-3).

3. Qual foi o alvo principal do diabo em relação à identidade de Jesus?
R: Colocar dúvida quanto a Sua identidade divina (Sl 91.11-12).

4. Cite pelo menos duas esferas da tentação.
R: Carências de natureza física e prazer nas coisas religiosas (Mt 4.3).

5. Como Jesus sujeitou-se a Deus, Seu Pai?
R: Como servo obediente (Is 42.1).

Marcos André – professor

Boa Aula!

SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO!

10 comentários:

  1. Foi dito aqui que os comentários adicionais seriam postados mais cedo, para que os professores tivessem tempo para prepara a aula. Mas pelo menos os da Editora Betel não foram postados até agora, aliás os Betel são sempre os últimos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não são meu querido anônimo, os da Central Gospel é que são os ultimos, às vezes nem são postados.
      Mas estou terminando aqui o da Betel, e eu tenho certeza que vou conseguir postá-los mais cedo. alguns irmãos capacitados estão dispostos a me ajudar nessa luta.
      Paz de Jesus meu querido.

      Excluir
    2. Pastor se eu puder ajudar de alguma forma eu gostaria muito, estou um pouco longe (Itapuranga - GO), mas se eu puder fazer algo estou a disposição, eu tenho estudado muito e seus comentários tem me ajudado demais, pois são de fácil entendimento e bem claros, desculpe pela maneira que fiz o primeiro comentário. Como eu disse estou a disposição.

      Excluir
    3. Amém amigo, se você tiver algo a acrescentar nos esboços mande com antecedência para o meu email, eu analisarei e se estiver de acordo com a doutrina, eu posto no conteúdo do esboço com a sua autoria.
      meu amail é licks1996@gmail.com

      Excluir
  2. Como professor a nossa função é buscar o conhecimento, ñ ficar esperando os comentários, eles são ótimos e tem a função de nos ajudar mas ñ temos q criticar se a uma demora na postagem. Estude ,pesquise busque de Deus. Ao pastor Marcos só tenho que agradecer e a editora betel Deus os abençoe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém querido, obrigado por esse bom comentário, eu tento postar os esboços com o melhor conteúdo possível, porém tem sido difícil conseguir postar a tempo. Careço muito da oração dos irmãos.

      Abração a todos!

      Excluir
  3. Bom dia, amado irmão Pr. Marcos André,
    Conte comigo sempre meu amigo, irmão e pastor Marcos André, estamos juntos nessa batalha, juntos em Jesus somos mais forte e edificaremos uns aos outros! Paz Senhor Jesus Cristo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amém presbítero de Deus, com certeza contarei com a ajuda do amado irmão. Estamos juntos e misturados em Cristo rsrsrs

      Abração

      Excluir
  4. Professor Marcos Andre, Paz do senhor!
    Eu preciso daquela revista da escola bíblica para iniciantes aquela que fala de Deus, do Espirito Santo e de Jesus, para uma aluna que vai descer as aguas.
    Se vc tiver pode me enviá-la por email - natalina_goncalves21@hotmail.com
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você está se referindo aquela do discipulado? Infelizmente eu só tenho ela impressa.
      Não tem como eu te ajudar nisso infelizmente.
      Paz.

      Excluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.