sábado, 16 de julho de 2016

ESCOLA DOMINICAL CENTRAL GOSPEL ESBOÇO - Subsídio da Lição 3 - Revista Central Gospel

INCOMPLETO

AULA EM___DE______DE 2016 – LIÇÃO 3
(Revista: Central Gospel - nº 47)

Tema: A EVANGELIZAÇÃO NA PÓS-MODERNIDADE

Texto Áureo: Mt 24.35
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- Professor(a), para esta lição se aprofunde nos conceitos de preconceito, discriminação e intolerância.
- “temendo adulterar a mensagem bíblica”, nós tememos mexer no conteúdo bíblico ao interpretar e ensinar, mas devemos entender que cada época tem suas particularidades, veja o exemplo:
“porque todos os que lançarem mão da espada, à espada morrerão.” Mt 26.52b para entendermos essa passagem devemos substituir a palavra “espada” por “arma”, se não fizermos isso essa passagem não terá sentido para o nosso tempo.
- “fechamo-nos em nossas ideias e preconceitos”, os preconceitos são geralmente culturais, às vezes ouvimos revelações de pessoas que afirmam ter visto uma nuvem negra se referindo à chegada de demônios, é cultural acharmos que a cor negra está associada a coisa ruim ou maldade, o nome disso é preconceito.
- “seguimos a reboque das mudanças”, quer dizer que as mudanças vão nos puxando.
_______________________________________________
1. O GRANDE DESAFIO
- “entender como o mundo pensa”, a ideia é entender como as pessoas do mundo veem as coisas e porque as contempla assim. É importante sabermos o que as pessoas da nossa sociedade pensam sobre questões que nos afetam, como preconceito, aborto, sexo antes do casamento, etc.
- “dialogar com o homem que nele habita”, significa interagir no mundo, ler jornal, ver e ouvir entrevistas, noticiários, etc
- “capazes de nos abrir ao diálogo”, a ideia é interagir com a sociedade pós-moderna, para assim entendê-la e evangelizá-la. Não teremos nenhuma aproximação se nos fecharmos nos nossos próprios conceitos preconceitos e discriminações.

1.1. Preconceito e discriminação
- “ideia pré-concebida”, ideia que se originou na cabeça do indivíduo antes de se ter melhores informações acerca de algo, é o conceito formado antes de se conhecer a pessoa ou situação.
- “repetições de modelos irrefletidos”, a sociedade cria os modelos e as pessoas os assimilam e assim criam o estereótipo, por exemplo, se alguém faz um trabalho de macumba, temos de antemão a ideia de que a pessoa quer o mal para alguém, porém existem macumbas de diversos tipos, inclusive para a prosperidade financeira.
- “distinguir ou diferenciar”, é distinção que se faz de pessoas em um determinado grupo social, ou seja, um grupo mais elitizado busca excluir abertamente ou disfarçadamente alguém que tenha origem mais pobre, menos estudo ou cor de pele diferente.
- “muitas vezes veladamente”, veladamente significa “de forma subentendida”, ocorre, por exemplo, quando um policial entra em um coletivo e abordam somente pessoas negras, isso é discriminação velada.   

1.2. Intolerância
- “respeitar as opiniões contrárias”, pode ocorrer entre religiões ou entre grupos dentro de uma mesma religião.
- “difundido à exaustão em nosso tempo”, o comentarista está tratando de forma genérica, mas existem grupos religiosos dentro e fora do nosso país que pregam e exercem a intolerância, são extremistas. Alguns desses grupos em nossa nação são de crentes extremistas e fora de nosso país temos grupos islâmicos que promovem perseguição aos “infiéis”.

1.3. A resposta de Jesus
- “uma rivalidade ancestral”, uma rivalidade que veio dos ancestrais. Em 722 a.C. os assírios tomaram Israel e Samaria e levaram os habitantes em cativeiro para Assíria, e trouxeram outro povo para habitarem as terras de Samaria, esse outro povo se converteu a Deus e seguiu o Deus de Israel, mas os judeus não os consideravam filhos de Abraão, ficando assim a rivalidade até os dias de Jesus.
- “dialogou com os homens de Seu tempo”, Jesus não se isolou e nem sumiu da sociedade, em Se ministério Ele participou de banquetes, festas e até recebeu pessoas em casa.

1.3.1. Diante dos partidos-seita
- “essênios”, era um grupo de judeus da época de Cristo que pregava um judaísmo apocalíptico e messiânico, eram também asceta (que praticavam a ascese, que é a renúncia do prazer).
- “fariseus”, era o principal grupo religioso do judaísmo na época de Cristo, um grupo devota à Torá.
- “saduceus”, grupo religioso opositor dos fariseus, devido a crenças um pouco diferentes dentro do judaísmo.
- “herodianos”, partido de Herodes, eram aqueles que apoiavam o rei Herodes no trono.
- “tolerantes com as opiniões”, Jesus ouvia as opiniões, não deixava de ouvir a pessoa por ela ter opiniões contrárias.

1.3.2. Diante de uma estrangeira
 - “precisam saber quem é a Água Viva”, diante disso enxergamos a necessidade de evangelização.
- “o diferente pode estar esperando”, muitos deles poderão ser grandes obreiros amanhã, mas hoje estão com seus corações amargurados e decepcionados com as pessoas do mundo, assim sendo é hora dos servos de Jesus se aproximarem dessas pessoas e os conquistarem para o Reino. 

                                        INCOMPLETO

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. triste ...mais um esboço incompleto ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe, isso vai acabar, só preciso de um pouco mais de tempo.

      Excluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.