sexta-feira, 26 de agosto de 2016

ESCOLA DOMINICAL CPAD ESBOÇO - Subsídio da Lição 9 - Revista CPAD - ADULTOS


AULA EM 28 DE AGOSTO DE 2016 – LIÇÃO 9
(Revista: CPAD)

Tema: A Evangelização das Crianças

Texto Áureo: Mt 18.14
  
INTRODUÇÃO
- Professor(a), para esta lição recomendo que você analise se concorda ou não com o comentário da lição, não se esqueça de ler toda a lição e leve em consideração a fase da inocência, pois poderá surgir debates. Se você concordar passa a lição com convicção, caso não concorde, passe a lição de forma neutra, mostrando o que o comentarista afirma e caso haja debates se coloque em campo neutro.
- “Jesus referia-se também às crianças”, a partir do momento em que a benção é para as famílias, então inclui também as crianças.
- “perigos físicos, morais e espirituais”, perigos físicos são perigos que envolve o plano material, como a pedofilia, o estupro, o sequestro, o aliciamento para o crime ou uso de entorpecentes, etc. Perigos morais se referem aos ataques na esfera moral, onde as crianças são aliciadas a absorverem conceitos deturpados e pecaminosos, como ideologia de gênero, teoria da evolução, conceitos modernos de casamento, sexo e família,  etc. Perigos espirituais são os relacionados aos ataques no campo espiritual que tentam atingir as crianças através de mensagens satânicas subliminares ou não pela TV, jogos ou internet.
_______________________________________
I - A CRIANÇA É PECADORA E PODE PERDER-SE
- “sua condição diante de Deus em nada difere da posição de um pecador”, essa é uma afirmação geradora de polêmica, a classe poderá aceitar numa boa, como também poderá haver alguma opinião já formada a esse respeito. 

1. A criança é nascida em pecado.
- “todos os seres humanos vêm ao mundo na condição de pecadores”, a partir de Adão o pecado passou a todos os homens. Professor(a), um contra argumento aqui,  pois o pecado de Adão não joga o ser humano no inferno, o que joga o ser humano no inferno é o seu próprio pecado, veja Ez 18.4. E de acordo com o pastor John Piper todos serão responsabilizados pelo conhecimento que tiveram acerca de Deus conforme Rm 1.21
Veja: “Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu.” Rm 1:21
Dessa forma as pessoas que não estão debaixo da Lei (como as crianças) serão julgadas por essa responsabilidade expressada aqui, porém as crianças até a fase da consciência não conseguem processar esse conhecimento.
- “Eis que em iniquidade fui formado”, a afirmação é de que a pessoa estaria em pecado por ter sido formada em pecado. Professor(a), nesse caso o contra argumento é de que Davi não está afirmando estar em pecado por ter nascido em pecado, mas ele apenas estaria afirmando participar de uma natureza pecaminosa como eu e você, e por isso ele é sujeito ao pecado que o levou a esse salmo.

2. A alma da criança está em perigo.
- “se não houvesse a possibilidade de os pequeninos se perderem?”, esse é um forte argumento de que as crianças podem perder a salvação, porém desde que já possuam a consciência do bem e do mal.

3. A questão da inocência. 
- “portador do pecado original”, é o pecado de Adão.
- “o pecado experimental”, é o pecado que se pratica de forma consciente, sabendo que errou.
- “a criança está na “idade da inocência””, ao que parece pode ocorrer até um pouco antes da adolescência, sendo que a adolescência ocorreria a partir dos 12 anos, seria então entre 9 e 12 anos, porém há crianças bem mais novas que conhecem mais sobre bem e mal do que muitos adolescentes.
_________________________________
II - A CRIANÇA PODE CRER E SER SALVA

1. Os pequeninos creem em Cristo.
- “testemunha a capacidade de os pequeninos crerem”, quer dizer que demonstra como é possível as crianças creem em Jesus.
- “melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço”, o texto não só demonstra a capacidade das crianças em acreditar em Cristo, como também demonstra a grande gravidade do assunto.
- “Sua tenra idade, porém, não constituiu qualquer obstáculo”, demonstrando que o conceito de idade da consciência da criança é variável, algumas podem ser com oito anos, outras com nove.

2. As crianças das cartas bíblicas.
- “destinava-se também às crianças”, essas caras iam com a recomendação do apóstolo de que fossem lidas nas congregações, por isso ele passa mensagens para todos, inclusive para as crianças.
- “foram incluídas entre os santos e fiéis”, como a carta seria lida para toda a igreja, Paulo se imagina cumprimentando a todos, inclusive as crianças.

3. Outras crianças da Bíblia.
- “Timóteo era apenas um menininho quando aprendeu”, desde menino ele ia aprendendo as Escrituras, foi como semente no coração dele, assim também muitos pais fazem hoje, vai levando os filhos para a EBD, EBF (Escola B´blica de Férias) ou cultos de doutrina, assim as crianças vão aprendendo as sagradas letras.
- “tornando-se útil ao Reino de Deus”, Timóteo foi u grande nome no início da Igreja no mundo, atualmente grandes mestres, pregadores e missionários tiveram uma semente lançada na EBD quando eram crianças.
___________________________________________
III - COMO EVANGELIZAR AS CRIANÇAS

1. Escola Dominical.
- “evangelização dos menores que viviam nas ruas da cidade”, naquela época as crianças trabalhavam nas fábricas a semana toda e nos domingos elas ficavam ociosas e por isso brincavam e faziam algazarras nas ruas da cidade. A ideia de Raikes era entreter aquelas crianças e deu certo. A primeira EBD foi em 20 de julho de 1870 na Inglaterra.
- “serviu de modelo ao serviço de ensino público”, a primeira Escola Dominical impactou a Inglaterra, mas muitos crentes hoje a rejeitam.
 
2. Alfabetização evangelizadora.
- “ensinava-as a ler e a escrever”, esse método de Raikes tem sido usado até hoje em países pelo mundo, alguns missionários ao chegarem em lugares onde não se pode pregar abertamente o evangelho, fazem trabalhos de alfabetização com crianças e por isso são permitidos nessas localidades.

3. Escola Bíblica de Férias.
- “Elisa Hawes”, era uma membro da Igreja Batista do bairro de epiphany na cidade de Nova Yorque.
- “reuni-las para ensinar-lhes a Bíblia”, a irmã Elisa Hawes alugou um local e pagou do seu próprio bolso por um período de seis semanas.
- “tomaram um novo rumo em suas vidas”, naquele ano foram ganhas 57 crianças.
- “Na evangelização das crianças, utilize a EBF”, esse trabalho desenvolvido principalmente nas igrejas Batistas é aberto aos filhos daqueles que não professam Cristo como salvador. Por isso é tão eficaz.

4. Evangelização infantil personalizada.
- “Cada criança deve ser conhecida por seu nome”, um trabalho de aproximação com as crianças da comunidade.
- “praças e outros logradouros”, avenidas, becos e travessas.
- “treine adequadamente a sua equipe”, é necessário que haja paciência com os pequeninos, pois nem todos são obedientes. Deve-se ter o cuidado de evitar o apego demasiado a uma determinada criança.
____________________________________
CONCLUSÃO
- “conquista-se uma vida toda de realizações”, quer dizer que essa criança terá a vida inteira para trabalhar para o Reino de Deus. E quando se ganha uma criança, pode se ganhar também os pais.
- “em poder de uma cultura anticristã”, as coisas que se ensinam para as crianças na TV e até mesmo nos currículos escolares, colocam elas contra o Reino de Deus, por isso as igrejas devem ocupar esses espaços.
- Faça uma revisão da aula com os alunos.
- Não deixe de corrigir o questionário.

Respostas:

Conforme Romanos 3.23 e Salmos 51.5, qual a condição espiritual da criança ao nascer?
Ela é pecadora. Em consequência do pecado de Adão, todos os seres humanos vêm ao mundo na condição de pecadores.

Que versículo da Bíblia indica que a alma da criança está em perigo de perder-se?
“Assim também não é vontade de vosso Pai, que está nos céus, que um destes pequeninos se perca” (Mt 18.14).

Como as crianças foram tratadas por Paulo em sua Carta aos Efésios?
Paulo inicia a Epístola aos Efésios saudando os “santos que estão em Éfeso e fiéis em Cristo Jesus” (Ef 1.1). Ao final da carta, ele recomenda aos filhos que sejam obedientes aos pais (Ef 6.1). Logo, a mensagem do apóstolo destinava-se também às crianças que, na introdução da carta, foram incluídas entre os santos e fiéis.

Que autor sagrado mencionou o relacionamento dos pequeninos com Deus Pai? Cite referência.
Mateus 18.2-6 e Marcos 9.36.

De que forma podemos evangelizar as crianças?
Por meio da Escola Dominical, alfabetização evangelizadora, Escola Bíblica de Férias e evangelização infantil personalizada.

Pr Marcos André – professor
Boa Aula!


SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.