sábado, 24 de setembro de 2016

ESCOLA DOMINICAL CENTRAL GOSPEL ESBOÇO - Subsídio da Lição 13



AULA EM___DE______DE 2016 – LIÇÃO 13
(Revista: Central Gospel - nº 47)

Tema: A IMPORTÂNCIA DA TEOLOGIA PARA A IGREJA

Texto Áureo: 2 Timóteo 2.15
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- Professor(a), nesta lição explicar os termos que estão na revista, eu deixe uma explicação, mas você pode acrescentar e colocar experiências próprias como exemplo.   
- “teologias institucionalizadas”, são teologias ligadas a instituições, para afirmar algo que se pratica nessas instituições, como por exemplo, a teologia da prosperidade, que serve para afirmar as práticas de recolhimento de grandes volumes de ofertas.
- “das doutrinas da cruz”, as doutrinas da cruz tinham o objetivo de libertar o ser humano e prepará-lo para morar no céu, mas essas doutrinas institucionalizadas colocam as doutrinas da cruz em segundo plano.
- “evangelho antropocêntrico”, antropocêntrico, significa centralizado no homem, ou seja, é um evangelho que tem como objetivo agradar o ser humano.
- “teorias pragmáticas”, pragmático é tudo que é prático, real. Teorias pragmáticas são aquelas que acontecem na realidade, que dão resultados, que produzem efeitos. Dessa forma eles apregoam que se uma nova visão produz bênçãos, então ela é verdadeira.
- “um dos principais motivos de a igreja brasileira não ser”, o motivo é estar se distanciando das doutrinas bíblicas.  
_______________________________________________
1. A NECESSIDADE DE UMA TEOLOGIA BIBLICAMENTE SAUDÁVEL

1.1. O que significa teologia?
- “estudo ou tratado sobre Deus”, etimologicamente, teo = Deus e logia = estudo.
- “a partir daquilo que Ele quis revelar”, nunca saberemos tudo acerca de Deus, por mais que nos esforcemos muito, temos somente as Escrituras para estudar a respeito Dele, nenhum outro livro serve.
- “profundo amor e compaixão pelas almas”, isso porque não adianta conhecer ao Senhor pelos estudos e não ter o mesmo coração que o Dele, que nos leva a praticar as mesmas obras.

1.2. Uma adequada teologia possibilita o desenvolvimento das nações
- “teologações que agregavam elementos de outras religiões”, quando a igreja passou a se fixar em Roma e se tornou romana, ela passou a colocar em suas doutrinas elementos dos cultos pagãos, como a adoração a imagens de esculturas, esse é um exemplo.
__________________________________________
2. OS PERIGOSOS ENSINAMENTOS HERÉTICOS
- “desde a década de 1990”, foi quando começou o pós-modernismo e o surgimento de diversos movimentos neo-pentecostais.
- “propagação alarmantes de conceitos e práticas heréticas”, são milhares de manias e costumes que vão sendo agregados, alguns aparecem e desaparecem, outros ficam. Foi o caso do G-12, e outros como unção do riso e diversas outras unções.

2.1. A judaização das igrejas evangélicas
- “festas e a cultura judaica”, a cultura judaica é baseada no legalismo e a Igreja tem sua fé baseada na Graça, desse modo não há concordância entre um e outro, ou a Igreja passa a ser legalista ou os judaizantes passam a viver pela Graça.
Atualmente vem crescendo o uso do shofar nas igrejas com a ideia de que há uma unção e mensagem especial no uso desse instrumento. Os adeptos de uso do shofar  (chifre de carneiro) que é um instrumento sagrado na cultura judaica elaboram doutrinas acerca do seu uso.

2.1.1. A resposta de Paulo aos judaizantes da Galácia
- “a carta de Paulo aos galátas oferece-nos uma perspectiva”, professor(a), é interessante ler a passagem abaixo com a classe:
“Estai, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão.
Eis que eu, Paulo, vos digo que, se vos deixardes circuncidar, Cristo de nada vos aproveitará.” Gl 5.1,2
Aqui Paulo se refere ao julgo da Lei que aprisionou aqueles judeus a vida toda, mas agora pela Graça eles não precisariam cumprir os rituais da Lei.

2.2. Discussões acerca da prosperidade
- “supriria todas as nossas necessidades”, baseado nessa afirmação bíblica, podemos entender que prosperidade é a “ausência de necessidade”. Porém os movimentos neo-pentecostais associam a prosperidade ao enriquecimento material.

2.2.1. A teologia da prosperidade
- “pregadores itinerantes”, que não possuem igreja fixa, ou se possuem, não agregam compromissos com ela, estão pregando em diversas igrejas.
- “superstição”, é o temor pelos simbolismos ocultos, como a crença de que se deixar de orar no monte deixará de ser abençoado, ou se sair antes da benção apostólica poderá sofrer alguma consequência.
- “misticismos”, é a crença de que há algum poder oculto ligado a objetos, palavras ou rituais, passar o terno que o pastor usou para expulsar demônios é um misticismo, ainda que seja notório algum efeito, não deixa de ser misticismo e antibíblico.
- “confissão positiva”, é a crença de que Deus ou algum poder emanado Dele moverá algo se nós acreditarmos piamente, declararmos ou decretarmos. Isso é como acreditar que Deus está ao nosso serviço e não nós ao serviço Dele.
- “alcançar a prosperidade material desde que tivesse fé”, eles afirmam que a pessoa tendo fé Deus fará chegar a bonança sem medidas, porém quando isso não acontece eles afirmam que a pessoa não teve fé suficiente.

2.2.2. Um ajuste no foco
- “não é o cerne da mensagem de Cristo”, quer dizer que não é o conteúdo principal. O conteúdo principal é a salvação da alma humana.
- “apologia à pobreza”, defesa de que devemos ser pobre para ser abençoado e que humildade significa pouca condição financeira.
- “adequado planejamento”, quer dizer que ninguém deve viver em busca do grande milagre financeiro, mas sim trabalhar, planejar os gastos e aproveitar as oportunidades, tudo debaixo da orientação e da benção de Deus.

2.3. A superstição religiosa
- “aquisição de amuletos”, dificilmente nessas igrejas se pregará sobre o centurião romano Mt 8.8-13 que pediu que Jesus desse apenas uma ordem para que seu criado ficasse são.
- “bíblia aberta no Salmo 91”, uma superstição baseada no misticismo de que a Bíblia tem algum poder, deve ser lembrado que as palavras da Bíblia só exercem poder no coração, na mente e na boca de um servo de Cristo fervoroso.
______________________________________
CONCLUSÃO
- “demandas religiosas únicas”, são necessidades religiosas para nos dar forças para enfrentar as mazelas dessa sociedade, a violência e a miséria. O povo precisa de Cristo, ainda que apenas uma religião o apresente como salvador do mundo, que essa mensagem seja passada a todos os brasileiros.
- “uma teologia independente”, é a teologia que não está ligada a denominações, tradições, dogmas ou instituições.
- Faça a revisão com a classe repassando os pontos mais importantes.
- Corrija o questionário.

Boa aula!

Marcos André – professor

SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.