sábado, 3 de setembro de 2016

ESCOLA DOMINICAL CENTRAL GOSPEL - Subsídio da Lição 10 - Revista da Central Gospel


AULA EM___DE______DE 2016 – LIÇÃO 10
(Revista: Central Gospel - nº 47)

Tema:FÉ E RAZÃO

Texto Áureo: 1 Pedro 3.15
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- “anunciar a morte de Deus”, eles tinham a ideia de que Deus fosse apenas um personagem fictício, fruto da criação da mente humana, então eles entendiam que com o despertar da razão as pessoas deixaria de precisar do personagem Deus, porém deu tudo errado, porque Deus não está morto!
- “razão absoluta”, seria um momento em que tudo se explicaria pela razão e pelo método científico.
- “ressignificação da fé”, seria dar a fé um novo significado, que atendesse tanto aos religiosos como aos cientistas.
_______________________________________________
1. DEFINIÇÃO DE TERMOS

1.1. Em que consiste a fé religiosa?
- “acreditamos em diversas coisas”, é a uma crença sem uma comprovação imediata, é um aspecto da fé, porém não é a fé religiosa.
- “levar alguém a morrer em sua defesa”, notemos que essa aplicação serve para grande parte das religiões no mundo.
- “levar alguém a vive-la a cada instante”, nesse caso é a fé que faz os servos de Cristo a fazerem coisas tremendas no Reino de Deus.

1.1.1. As dimensões da fé religiosa
- “classificar hierárquicamente”, significa colocar numa ordem de superioridade ou de importância, como a que está na lição.
- “fé emocional”, a fé na dimensão da emoção.
- “fé intelectual (ou racional)”, é a fé que se processa de acordo com uma lógica.
- “fé volitiva”, é a fé ligada à vontade da pessoa.
__________________________________________
2. TEORIAS E MOVIMENTOS ADVINDOS DO PRODUTO FÉ-RAZÃO

2.1. Racionalismo
- “razão como único meio de conhecimento”, para os racionalistas tudo que acontece tem uma explicação racional. É a teoria dos cientistas, para elaborar suas teses.

2.2. Fideísmo
- “um método apologético”, método de defesa da fé.
- “por meio do isolamento intelectual”, quer dizer que os fideístas não apoiam o debate racional sobre as doutrinas bíblicas por acreditarem que só com a fé pode se entender e alcançar as crenças cristãs como a existência de Deus por exemplo.

2.3. Dualismo
- “divórcio entre a fé e a razão”, o dualismo é a crença nos valores opostos como o bem e o mal, e como doutrina da fé, significa aplicar a mesma teoria, acreditando que a fé é o oposto da razão, como se a pessoa tivesse que escolher entre um e outro.
- “o pensamento dualista reduz”, quer dizer que reduz os conceitos de fé e razão a interpretações simples tirando a amplitude de cada termo, por exemplo: no dualismo a razão é o conhecimento científico apenas, mas sabemos que a razão a doutrina que explica todas as outras, até mesmo a fé. Em Hebreus 11.1 quando explica o que é a fé, está explicando de forma racional.
- “fé é um ato subjetivo”, ou seja, é um ato que pode variar de situação para situação, não podendo jamais ser explicado pela razão.

2.4. Superposição parcial
- Nesse conceito certas verdades só poderiam ser compreendidas pela fé, outras somente pela razão, enquanto outras poderiam ser entendidas tanto pela fé como pela razão. Não acreditamos dessa forma.

3. TOMÉ: QUANDO A FÉ SUPERA A RAZÃO
- “a partir de um pressuposto racional”, no caso de Tomé esse pressuposto seria a visão, ele só acreditaria se visse, para alguns hoje o pressuposto racional é o documento histórico, só acreditam se tiver documentado na história, e existem muitos outros.

3.1. As respostas que a dúvida oferece
- Quer dizer que pelas dúvidas de Tomé pudemos obter algumas respostas.
- “Ele parecia ter um objetivo definido”, quer dizer que Jesus conduziu a situação propositalmente para que chegasse o momento em que mostraria para Tomé e para os apóstolos as marcas da cruz. É possível que sim já que Jesus só apareceu nos momentos em que Tomé estava ausente.
- “Tomé, certa vez, fez-se porta-voz”, por mais que pareça absurdo as atitudes de Tomé, aprendemos com ele que não há nada de errado em questionar a Deus sobre certas questões que fogem ao nosso entendimento. Aprendemos com servos de Deus como Moisés e Habacuque que podemos obter respostas com as nossas questões. O não pode é duvidar como Zacarias que não acreditou ser possível Isabel ter um filho, sendo ele um sacerdote deveria crer. Lc 1.18
______________________________________
CONCLUSÃO
- “não se propõe ser uma enciclopédia universal”, como se a Bíblia devesse ter todas as respostas, pois existem pessoas que pensam ter na Bíblia todas as explicações e se iludem ao ver que nela não fala nada sobre a pirataria, uso de drogas, etc.
- “Em que está baseada nossa fé?”, essa pergunta pode ser respondida de forma racional pelo argumento doutrinário, ou de forma espiritual, que é em Jesus. Não há uma explicação racional satisfatória para essa pergunta.
- Faça a revisão com a classe.
- Corrija o questionário.

Boa aula!


Marcos André – professor

SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO!  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.