quarta-feira, 14 de setembro de 2016

ESCOLA DOMINICAL BETEL ESBOÇO - Subsídio da Lição 12 - Revista BETEL



AULA EM 18 DE SETEMBRO DE 2016 – LIÇÃO 12
(Revista: Editora Betel)

Tema: A Missão dos Doze Discípulos

Texto Áureo: Mt 10.1
  
INTRODUÇÃO
- Querido(a) professor(a), nesta lição se aprofunde no sentido da Graça, no conhecimento do mundo espiritual.
- “delegar tarefas específicas”, delegar significa dar autoridade para agir em seu nome, foi o que Jesus fez com os discípulos, deu-lhes a autoridade para executar tarefas em seu nome.
- “servem como modelo para agir evangelisticamente”, quer dizer que a forma como Jesus delegou as tarefas e montou uma equipe de missionários em seus dias pode ser usado nos dias de hoje. Os líderes devem imitar Jesus.
__________________________________________
1. Chamados à missão
- “visto que Jesus deveria atuar dentro de um prazo”, em três anos que Ele esteve pregando aqui na Terra.
- “convocar, instruir e enviar os doze discípulos”, na verdade a missão deles seria muito méis ampla, pregar o Evangelho a todos os povos línguas e nações, e para isso precisaria ir treinando, aquele era apenas um estágio.  

1.1. A natureza da missão.
- “basicamente representar o Mestre”, assim como é nossa missão hoje, somos representantes de Cristo nessa Terra, como um embaixador é representante do governo de seu país.
- “preparar o ambiente para a chegada de Jesus”, professor(a), aqui você pode continuar fazendo a analogia do nosso discipulado hoje, pois também devemos preparar as pessoas para a chegada de Jesus.
- “oferecer uma amostra de Seu pode”, se refere ao fato de que eles deveriam curar enfermos e expulsar demônios.
- “visto ser guerra declarada às trevas”, quem coloca a mão no arado não pode se iludir, está entrando numa batalha e quando alguém entra em guerra todo esforço é necessário para se obter a vitória.

1.2. Quem foram os convocados?
- “aponta para as doze tribos de Israel”, não nenhuma explicação na Bíblia do porque o Senhor escolher essa quantidade, talvez apenas para manter o simbolismo no número doze, fazendo alusão às doze tribos.
- “que entendessem do Seu sentimento”, dessa forma não tomariam atitudes contrárias a vontade do Senhor e aos poucos o Senhor os conduziu a sentir o mesmo que Ele.
- “até porque era uma missão de confiança”, embora Jesus já soubesse que Judas o trairia, não deixou ele de fora por seu erro futuro .
- “se todos estão unânimes e minimamente preparados”, como numa equipe de futebol que busca a vitória, deve haver o entrosamento, também as equipes evangelísticas devem ter entrosamento nas atividades.

1.3. Por que eles foram escolhidos?
- “isto é, apóstolos”, porque a palavra “apóstolo” significa enviado.
- “um zelote”, era Simão e há quem diga que Judas também era zelote. Os Zelotes era um partido que defendia a luta armada contra Roma.
- “um publicano”, era Mateus, também chamado de Levi. Os publicanos eram os cobradores de impostos.
- “e que fosse tratável”, esses critérios são deduzidos do texto bíblico. De fato ainda que haja dificuldades de relacionamento nas igrejas hoje, o povo de Deus deve ter a consciência de que precisamos viver em conhão, suportando em amor.
_____________________________________________
2. Instruídos e delegados para a missão
- “representar o mestre junto às aldeias e cidades”, olha aí a nossa missão hoje, somos representantes de Cristo nesse mundo.

2.1. Instruídos aonde ir.
- “pessoas que não eram da linhagem hebraica”, estrangeiros, gregos, árabes e até romanos, viviam na Galileia região próxima ao mar da galileia e por isso com boa condição financeira devido a atividade de pesca.
- “era justo que começasse pelo povo escolhido”, na verdade a graça ainda não havia sido instituída, por isso o anuncio deveria ser entre os judeus.
- “o Senhor se viu obrigado a ampliá-la”, se referindo ao fato De Jesus  ter enviado outros setenta depois desses. Mas na verdade nada obriga Jesus a tomar atitude nenhuma. O comentarista exagera ao afirmar isso.

2.2. Delegando poderes.
- “coisas surpreendentes no que tange ao poder de Deus”, essa é a mensagem do Evangelho, anunciar a chegada do Reino de Deus entre as pessoas e as coisas surpreendentes que ele pode fazer no nome de Jesus.
- “É chegado o reino dos céus”, essa é a mensagem principal, não adianta anunciar que Jesus cura, liberta, pode transformar vidas se não anunciar que o Reino Dele está entre nós e devemos ser seus servos, para fazer tudo que Ele manda.
- “operava em Jesus também foi conferido a eles”, e assim a todos os discípulos de Jesus que anunciam o Reino hoje, ainda que se façam menos milagres devido à grande falta de fé que impera nas pessoas, mas o poder de Deus ainda é o mesmo.
- “As portas do inferno seriam abaladas pela obra de nosso Senhor”, significa que a entrada para o inferno não tem mais o mesmo efeito, não tem mais a mesma autoridade. Hoje podemos orar e uma vida ser liberta das garras de Satanás.

2.3. O cuidado que deveriam ter.
- “possuir nada que chamasse a atenção para eles mesmos”, a tarefa é de anunciar a Jesus, Ele é quem deve ser reverenciado.
- “Simplicidade de quem está cumprindo uma missão”, já está mais do que comprovado que o excesso de bens materiais atrapalha a dedicação do servo de Cristo na missão de anunciar o Evangelho.
- “descobrir alguém chave numa localidade”, seria estabelecer um ponto de apoio para se propagar a obra. Esse tipo de recomendação era muito moderno para a época de Jesus e sempre foi extremamente eficaz na obra missionária.
- “não devemos insistir com quem é resistente à Palavra.”, quando o crente não observa esse princípio ele se torna inconveniente e passa a ser banalizado, evitado e escarnecido entre as pessoas.
________________________________________
3. Enviados para a missão

3.1. Alertas quanto às perseguições.
- “Nem sempre eles encontrariam um ambiente e pessoas acolhedoras”, a mensagem de Cristo é muito poderosa e quando entra em culturas muito fechadas e tradicionais causa muitos atritos, pode dividir famílias inteiras Mt 10.35. Não porque a mensagem tenha essa finalidade, mas porque os adeptos das culturas mundanas sentem suas bases ameaçadas.
- “amáveis como a pomba e prudentes como serpentes”, quer dizer que o crente não deve ser demasiadamente inocente ao ponto de não enxergar os perigos e os que intentam o mal.

3.2. As dificuldades e recompensas.
- “O grande campo de provas seria a convivência com a família”, isso aconteceria devido ao problema cultural que mencionamos anteriormente.
- “haveria desarmonia entre pais e filhos”, ainda hoje em muitos países onde a população é de maioria mulçumana ocorre esse tipo de problema familiar. Há casos de expulsão e de castigos violentos em filhos que se convertem em famílias do islam.
- “se alguém amar os seus pais, filhos, bens mais do que a Cristo”, veja que a recomendação aqui não é para se largar a família, mas para amar ao Senhor acima de tudo e todos. Para isso a pessoa deve estar pronto a deixar a família caso chegar a uma ponto de decisão desse tipo.

3.3. A partida para o trabalho.
- “Mateus omite detalhes sobre o sucesso da missão”, provavelmente Mateus não tinha todos os detalhes que Lucas conseguiu investigando e colhendo informações.
- “aproveitar a liberdade que há em nosso Brasil”, existem crentes nos países da janela 10 por 40, que não possuem essa mesma liberdade, devemos pelo menos orar por eles.

CONCLUSÃO
- Faça o resumo para a revisão e corrija o questionário.

QUESTIONÁRIO

1. Qual era a missão dos discípulos?
R: Representar o Mestre (Mt 10.6-7).

2. A quem os apóstolos deveriam se dirigir?
R: Às ovelhas perdidas da casa de Israel (Mt 10.5-6).

3. Quais poderes do Reino Jesus outorgou a Seus discípulos?
R: Poder para curar os enfermos, ressuscitar os mortos e expulsar os demônios (Mt 10.8).

4. O que os discípulos nem sempre encontrariam?
R: Um ambiente e pessoas acolhedoras (Mt 10.16-33).

5. O que fizeram os discípulos?
R: Eles saíram por todas as aldeias, curando o povo por toda parte (Lc 9.6)

Marcos André – professor

Boa Aula!

SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO! 

6 comentários:

  1. A Paz pastor! Certinho? Eu quase me confundi, já ía fazendo a lição rsrs, mas como o conteúdo não batia com a minha lição, entendi que você trocou os nomes de Betel para CPAD kkkk e eu estudo a CPAD. Mas está assim acima: ESCOLA DOMINICAL CPAD ESBOÇO - Subsídio da Lição 12 - Revista CPAD - ADULTOS. Abração, até daqui a pouco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A paz irmã, obrigado pelo aviso, eu já corrigi o erro. Sempre que a irmã observar algum erro pode me avisar, fico muito agradecido.

      Abraços.

      Excluir
  2. Nada Pastor! É sempre um prazer! Essa obra é uma benção!

    ResponderExcluir
  3. Paz pastor marcos esses comentários são uma bênção e tem me ajudado muito !!!Abraços sou de goiania e acompanho sempre fica na paz .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paz meu irmão Kleber, já estive em Brasília, mas nunca estive em Goiania, quem sabe futuramente estaremos por aí, se eu for pode deixar que te aviso.

      Pr Marcos andré

      Excluir

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.