sábado, 12 de novembro de 2016

ESCOLA DOMINICAL CPAD ESBOÇO - Subsídio para a Lição 7

EDITANDO

AULA EM 13 DE NOVEMBRO DE 2016 – LIÇÃO 7
(Revista: CPAD)

Tema: José: Fé em Meio às injustiças

Texto Áureo: Gn 39.2
  
INTRODUÇÃO
- Professor(a), nesta lição se aprofunde nos ensinamentos práticos que as atitudes de José nos transmite.
- “que mostra o amor de um pai, a rejeição e a inveja dos irmãos”, mostra também a preferência de um pai por um de seus filhos gerando um problema familiar.
- “beleza dos sonhos de um jovem”, convém lembrar que os sonhos foram dados por Deus a José, não eram sonhos de José, ele nunca desejou ser mais do que seus irmãos.
- “adversidades na vida de José contribuíram para que as promessas”, através de José toda a família de Israel foi para o Egito e ali sob a riqueza e tranquilidade de uma nação rica eles se tornaram um povo numeroso.
_______________________________________
I - DOIS SONHOS E MUITAS CRISES

1. A família de José. 
- “Jacó amava José e lhe presenteou”, de acordo com Gn 37.3 o amor de Jacó por José é devido ao fato de ele ter sido gerado na sua velhice.
- “ame os seus filhos de modo altruísta, e igualitário”, o texto bíblico revela o quanto de problema uma família pode enfrentar se esse princípio não for observado.

2. A inveja dos irmãos de José.
- “Deus não pensa como nós e não julga segundo os critérios humanos”, o ser humano julga com o que sabe do agora, porém Deus tem projetos para tempos bem a frente. Com as adversidade de hoje podemos nos decepcionar, mas entenderemos depois o que Deus quer fazer agora.

3. Os sonhos de José (Gn 37.7,9).
- “foram dados pelo Senhor, e um dia se cumpriram fidedignamente”, os sonhos de José eram parte do projeto de Deus para toda a nação. Esses sonhos se cumpriram quando os irmãos de José foram ter com ele no Egito e tiveram que se curvar diante de sua autoridade.
- “guarde-o em seu coração e aguarde”, geralmente aqueles que falam muito sobre seus planos ou sonhos acabam tendo problemas para realizá-los.
_________________________________
II - A CRISE DA COVA E DA ESCRAVIDÃO

1. José é vendido como escravo (Gn 37.27,28).
- “Mas Rúben não aceitou tal ideia”, Rúben não aceitou provavelmente por ser ele o primogênito e teria que contar o ocorrido com José a seu pai.
- “Judá também teve uma ideia: "Vendê-lo como escravo”, Judá os convenceu disso para o livra da morte.

                                             EDITANDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.