terça-feira, 25 de abril de 2017

ESCOLA DOMINICAL CENTRAL GOSPEL ESBOÇO - Subsídio da Lição 5


AULA EM___DE______DE 2017 – LIÇÃO 5
(Revista: Central Gospel - nº 50)

Tema: O MINISTÉRIO SACERDOTAL DO HOMEM

Texto Áureo: Pv 22.6
 _________________________________________
 PALAVRA INTRODUTÓRIA
- Professor(a), nesta lição ensine como um alerta de Deus para os homens, e traga os jovens para a discussão, pois a lição serve para eles também.
- “tantas mudanças nos tem sido apresentadas”, estamos na chamada pós-modernidade, onde se caracteriza pelo avanço tecnológico e mudança de comportamento da população do mundo através das mídias sociais.
- “assuma a função sacerdotal”, é a função de intercessor dentro do lar, a função daquele que é a coluna, a autoridade espiritual na casa.
 _______________________________________________
1. COMO A CULTURA CONSEGUIU AFASTAR O HOMEM DA VONTADE DE DEUS?

1.1. O racionalismo
- “a partir do Racionalismo”, na revista do professor tem o significado dessa corrente filosófica que valoriza a razão em detrimento da fé, professor(a), crescente que a partir dessa base filosófica as outras disciplinas como a ciência e a medicina passaram a avançar e a crescer baseadas na razão e na lógica.  
- “se afastando da liderança familiar”, liderança espiritual, até hoje notamos uma quantidade muito maior de irmãs nas igrejas, existem cultos onde só comparecem mulheres.

1.2. A Revolução Industrial e Urbana
- “homem operário”, com a revolução industrial surgiram as grandes fábricas e como não havia sindicatos o trabalho era quase escravo.
- “pai ausente”, devido ao ritmo alucinante das fábricas e da extensa carga horária, os pais passaram a chegar em casa cansados e não conseguiam mais estar com os filhos.

1.3. Os movimentos de emancipação feminina
- “revolução feminista”, onde as mulheres passaram a brigar por direitos e posições que antes eram exclusivas dos homens, não sendo uma luta ilegítima, pois a mulher tem excelentes qualidades que podem ser utilizadas na sociedade, porém a mulher tem deixado sua posição de governanta do lar e adjutora do marido.
- “revolução sexual”, essa revolução mudou a forma de a sociedade ver o sexo, passou a surgir o desejo pelo prazer sexual e um aumento da indústria da pornografia e da prostituição.

1.3.1. Os efeitos de um mundo pós-guerra.
-...

1.4. O pensamento pós-moderno
- “ideologia de gênero”, uma ideologia de que o gênero (masculino/feminino) deve ser decidido pela pessoa e não pelas condições físicas existentes.
- “novos arranjos familiares”, são as novas configurações na estrutura da família, às vezes um casal homo afetivo adota uma criança, ficando filhos com duas figuras masculinas ou femininas em casa.
__________________________________________
2. O RESGATE DA PATERNIDADE A LUZ DA BÍBLIA

2.1. A dimensão pedagógica – o ensino do pai
- “deve ser aquele que ensina”, muitos pais se contentam que seus filhos aprendam com babas e escolas, porém os filhos precisam ter o referencial de mestre no pai.
- “que ensina pela voz”, o filho aprende com suas ordens, exigências e disciplinas que o melhor é obedecer.
- “pelo exemplo”, os filhos devem ter no pai um referencial de honestidade e vida com Deus para que sigam.

2.2. A dimensão espiritual – a doutrina do pai
- “ideia de que religião é coisa de mulher”, os homens passaram a se dedicar somente ao trabalho e ao estudo deixando com as mães a edificação espiritual do lar.
- “proveniente do exemplo – deixado por seu pai”, aqueles que cresceram num lar evangélico tem excelentes histórias de exemplos deixados por pais, e os jovens que possuem pais cristãos devem dar graças a Deus, pois terão as mesmas histórias.

2.3. A dimensão moral – o exemplo do pai
- “o milagre de poderem dizer:”, está cada vez mais difícil encontrar pais que dão um bom exemplo para seus filhos, os pais que querem ter seus filhos na presença de Deus devem hoje ser um exemplo de homem de Deus. Por outro lado, os filhos que tem o privilégio de falar isso devem fazer seus pais saberem  que foram e são um exemplo de vida.

2.4. A dimensão social – a instrução do pai
- “preparar os filhos para a luta”, nesse caso é ensinar sobre a vida. O pai deve ser o mestre de seu filho, aquele a quem o filho pedirá conselhos acerca dos assuntos de família, profissão e vida ministerial.
- “dar-lhes talões de cheques ou cartões”, muitos pais tentam substituir suas responsabilidades de ensinador por uma postura liberal, mas que não traz quase nenhum benefício para os filhos.   

2.5. A dimensão afetiva – a companhia do pai
- “tem se matado por sua família”, se referindo ao fato de trabalharem muito para que seus filhos tenham o que vestir, onde estudar, e às vezes, algumas regalias que ele, o pai, não teve.
- “vivam para cuidar dos seus”, ou seja, que estejam presentes e deem a devida atenção e amor a seus filhos e cônjuge.
______________________________________
3. O PAPEL DO HOMEM NA DIMENSÃO BÍBLICA

3.1. O homem sai da casa de seus pais para construir a sua família
- “ciclos que se refazem no tempo”, se refere a fatos que passamos na casa de nossos pais e que se repetirão como nossos filhos, como foi o deixar a casa dos pais para construir um novo lar.

3.2. O homem lidera a esposa, provê a casa e ajuda a preparar os filhos para a vida
- “relacionadas a sentimentos e sexualidade”, são os assuntos da modernidade, principalmente a ideologia de gênero, o pai deve estar em condições de esclarecer os filhos nessa área.
- “sentimento de desconforto”, é o sentimento que o pai tem ao falar sobre sexo com os filhos, poucos conseguem manter um assunto assim com os filhos.

3.3. O homem comunica a dimensão do sagrado para a família
- “é o homem quem tem que tomar a iniciativa”, somente em situações onde o homem é omisso ou não teve um encontro com Deus é que a mulher assume esse papel. Na realidade em muitos lares ocorre dessa forma.
- “quando os filhos veem o pai”, dessa forma o pai transmite aos filhos a necessidade de se aproximar de Deus e os filhos seguirão essa mensagem, pois as ações do pai impulsionam suas vidas mais do que palavras.

3.4. O homem encarna a graça de Deus, revelando amor e cuidado aos seus
- “trabalham com referências”, trabalham pelo que veem numa pessoa que lhes serve de exemplo.
- “ideia de Deus -, senão em nossa própria vida”, isso é encarnar na família a graça de Deus. A família vê no pai o exemplo da graça divina.

3.4.1. Uma companheira e ajudadora de valor
Para que a mulher seja companheira ela deve ter do homem uma parte afetiva, conforme lição fala:
- “ausência de um homem sacerdote”, a mulher tem que se sentir amada, e ela observa isso quando o seu marido cuida dela, assim ele trará o amor de Deus para sua esposa e esse amor gera mais amor.
- “são os gestos do marido”, são atitudes de afeto que dão a esposa o sentimento de carinho, às vezes gestos simples, como prestar atenção ao que ela fala, ou um ato de etiqueta como abrir a porta do carro para ela.

CONCLUSÃO
- “ditames culturais”, aquilo que a cultura nos dita a fazer como se fossem regras e se deixarmos de fazer somos taxados de rebeldes e até de antiquados.
- “ornem suas vestes sacerdotais”, significa cuidar e enfeitar as suas atitudes de sacerdote dentro da casa.
- “exemplo como legado”, é aquilo que vamos deixar para nossos filhos e para a sociedade, existem pais que passam e não deixam nada de exemplo para seus filhos, para que se lembrem dele depois.
- Faça a revisão com a classe repassando os pontos mais importantes.
- Corrija o questionário.

Boa aula!

Marcos André – professor
Contatos palestras, aulas e pregações: 21 969786830 (Tim e zap) 21 992791366 (Claro)

SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.