sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

ESCOLA DOMINICAL CPAD ESBOÇO - Subsídio da Lição 10


AULA EM 3 DE DEZEMBRO DE 2017 - LIÇÃO 10
(Revista CPAD)

Tema: O Processo da Salvação

Texto Áureo: At 2.32


INTRODUÇÃO
- Professor(a), nesta lição se concentre em entender o significado das consequências da salvação na vida da pessoa.
"na justificação outorgada por Deus", a justificação da humanidade foi concluída por Jesus na cruz, ao dar a vida por nós, ele nos justificou diante de Deus.
"regeneração operada pelo Espírito Santo", essa regeneração é imediata e também contínua onde o Espírito Santo vai trabalhando na vida da pessoa transformando ela diariamente.

I – JUSTIFICADOS POR DEUS

1. A natureza da Justificação.
"em que pesam terríveis e verdadeiras acusações", nesse caso o acusador é o inimigo, ele nos acusa semelhantemente ao que fez com Jó, ele não acredita em nós e com certeza nos inveja por sermos amados de Deus.
"nossa condenação foi substituída pela pena paga por Cristo", no tribunal de Deus nós não pagamos duas vezes pela mesma pena. Jesus já pagou por nós e assim e agora estamos livre dessa condenação, porém se nos afastarmos de Deus seremos condenados por desprezar o Senhor.
"somente crer mediante a fé na obra que Jesus operou", não é pelas obras que o Senhor nos justifica, é pela fé, porém as obras devem surgir naturalmente em nossa vida pela fé que temos no coração.
"e não a causa da justificação", a causa de nossa justificação é a graça de Cristo, Ef 2.8

2A necessidade de Justificação.
"a fim de que sejamos participantes das bênçãos da salvação", estando justificados, continuamos sendo pecadores, porém passamos a um estado de regeneração diante de Deus.
"não acuse o crente dos pecados que Cristo perdoou", o inimigo sempre tenta nos deprimir fazendo com que tenhamos dúvidas sobre a nossa salvação, mas o Senhor nos garante a salvação.
"tendo como resultado prático a paz com Deus", na prática a pessoa passa a ter uma tranquilidade na mente, evitando algumas doenças psicossomáticas, é uma paz interior que faz com que a pessoa viva melhor.

3A impossibilidade da autojustificação.

"reconhecem a necessidade de justificação são alcançados por ela", reconhecer a justificação significa entende-la e aceita-la para sua vida, a partir daí a pessoa passa a ser ministrada pelo Espírito Santo que o convence do pecado, da justiça e do juízo vindouro.
"que reconhecia a sua miséria diante de Deus", é interessante lembrar que não foi somente o fato de ele reconhecer, mas principalmente por ele buscar a Deus no templo. Muitos reconhecem que são pecadores, mas poucos buscam o perdão, os que buscam recebem. 

II - REGENERADOS PELO ESPÍRITO SANTO

1. A natureza da Regeneração.
"dando-lhe um novo coração", a pessoa continua pecador, mas agora com um novo coração, semelhante ao de Davi, passa a ver a vida e as situações com outros olhos.
"Esta é a resposta humana à regeneração", é como o ser humano reage, se esforçando para alcançar as mudanças necessárias em sua vida. Se a pessoa começar a ser regenerada e não houver mudança em seu comportamento corre o risco de essa mudança não ser verdadeira, ocorre também de algumas pessoas mascararem a regeneração, produzindo obras falsas.
"Deus é o operador dessa transformação", essa é a mudança no coração, onde a pessoa a ter um coração como o de Davi que apesar de pecador vê o mundo com os olhos de Deus,por isso é chamado segundo o coração de Deus.

2. A necessidade de Regeneração.
- "que opera a vivificação em nós", a regeneração ocorre de dentro pra fora, por isso temos que nascer do Espírito, pois Ele vai modificar o nosso interior.
"O Espírito Santo faz brotar entusiasmo espiritual", essa é a ação Dele no interior de cada, o entusiasmo espiritual é o ânimo para as coisas do Espírito, como a oração, o jejum e a meditação na Palavra de Deus.

3. Consequências da Regeneração.
- "por meio de algumas mudanças que passam a fazer parte do nosso viver", no nosso exterior começa a aparecer as mudanças, de forma natural, as pessoas mais intimas de nós começam a perceber, às vezes gera alguns atritos, críticas, etc.
"desejo de estar em comunhão com Deus e adorá-lo", essas mudanças mencionadas aqui é o reflexo da regeneração fazendo a pessoa se parecer mais com a imagem que Deus criou lá no Éden.
"impossibilidade de manifestar essas mudanças o tempo todo", isso pelo fato de estarmos em um mundo dominado pelo maligno, por isso somos sempre provados na nossa regeneração.

III - SANTIFICADOS EM CRISTO

1. Uma consequência da salvação.
- "processo de cooperação entre o crente e o Espírito Santo", o Espírito santo ajuda a pessoa a se santificar e se manter na presença de Deus e a pessoa ajuda o Espírito Santo a regenerá-la se esforçando para se separar no pecado.
"ainda que a santidade dele precise ser aperfeiçoada", nossa santidade não absoluta como a de Deus, mas chegará o momento em que seremos transformados e então estaremos num nível de santidade que nos possibilitará vermos a Deus. Hb 12.14 

2. Um esforço pessoal.
"não por capricho divino, mas porque o pecado nos fere de morte", Deus nos ama e o Seu desejo é que estejamos para sempre com Ele, mas a Sua santidade é absoluta e além disso Ele é todo poderoso, por isso a Sua santidade destrói o mal, então para que possamos estar na eternidade com o Criador, Ele elaborou o plano da salvação e o processo de santificação.

3. O desafio de sermos santos.
- "somos simultaneamente justos e pecadores", justos porque fomos justificados em Cristo e pecadores porque ainda estamos nessa natureza corrompida pelo pecado de Adão.
"Por isso é exigido um esforço pessoal", ao menor tropeço acabamos pecando, são pecados involuntários que ocorrem por falta de vigilância diante das muitas tentações, mas para que esses pecados não tire a nossa salvação devemos lutar contra eles, acabaremos pecando de uma forma ou de outra, mas esse pecado não pode nos dominar.

CONCLUSÃO
- "demonstrem ao mundo perdido, por meio das consequências positivas", essa demonstração é bíblica, veja:
"Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus." Mt 5.16

PARA REFLETIR

A respeito do processo da salvação, responda:

Quais são as consequências da justificação?
A justificação tem como consequência direta o perdão dos pecados, a reconciliação do pecador com Deus, a segurança da salvação e a santificação da vida.

Qual é a necessidade da justificação?
A necessidade da justificação é para que nos encontremos justos e santos diante de Deus, a fim de que sejamos participantes das bênçãos da salvação e para que o Diabo não acuse o crente dos pecados que Cristo perdoou.

Qual é a distinção entre regeneração e conversão?
Regeneração é a ação divina de criar um novo homem, dando-lhe um novo coração, transformando-o em nova criação, tornando-o filho de Deus e fazendo-o passar da morte para a vida. A conversão é a resposta humana à regeneração no processo de salvação, que é voltar-se inteiramente para Deus; enquanto aquela é um milagre operado por Deus na natureza humana, um fenômeno incompreensível à mente natural.

O que é a santificação?
A santificação é o processo pelo qual o crente se afasta (separa) do pecado para viver uma vida inteiramente consagrada a Deus, desenvolvendo nele a imagem de Cristo.

É possível ser santo de maneira absoluta?
As Escrituras revelam que devemos almejar e priorizar a santificação, pois a nossa natureza pecaminosa insiste em resistir a esse processo. Deus anela pela santificação dos seus filhos, não por capricho divino, mas porque o pecado nos fere de morte e o nosso Pai de amor não quer ver os seus filhos feridos, mortos no pecado, pois isso contraria sua natureza amorosa. Às vezes achamos que podemos ser continuamente bons e santos (1 Jo 1.10). Na verdade, a nossa meta deve ser essa, mas não podemos deixar de reconhecer que somos simultaneamente justos e pecadores, ou seja, em Cristo, Deus nos vê absolutamente santos; no entanto, em relação à nossa natureza inclinada ao pecado, nossa santificação sofre revezes. Por isso é exigido um esforço pessoal e dependência contínua do Espírito Santo para sermos santos.


Contatos palestras, aulas e pregações: 21 969786830 (Tim e zap) 21 992791366 (Claro)

SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.