INICIE CLICANDO NO NOSSO MENU PRINCIPAL

sábado, 24 de março de 2018

ESCOLA DOMINICAL BETEL ESBOÇO - Subsídio da Lição 12



AULA EM 25 DE MARÇO DE 2018 - LIÇÃO 12
(Revista Editora Betel)

Tema: Voto e dízimo

Texto Áureo: Lv 27.32

INTRODUÇÃO
- Professor(a), nessa lição dê uma recapitulada do que foi visto anteriormente e comece a aula, sugiro que antes da aula você dê uma verificada na internet para saber o que os críticos do dízimo argumentam e quais são as refutações dos homens entendidos da Palavra.
"exige disciplina e padrões que o homem deve honrar e obedecer", muitos acreditam que por estarmos no tempo da graça podem servir a Deus de qualquer maneira, que o que importa é o coração, pergunte a classe se eles já não ouviram coisas desse tipo. Devemos estar ciente que ainda hoje o Senhor requer de nós disciplina e obediência, para não sermos como é o mundo.

1. Votos e dízimos.

1.1. Os votos.
- "necessidade de receber um favor da parte do Senhor", o voto era um compromisso que a pessoa assumia com Deus diante da benção ou do livramento, era opcional, mas se a pessoa votasse um voto deveria cumprir.
"com respeito a uma pessoa, um animal, uma casa ou campo", aqui se refere ao pagamento do voto, "uma pessoa", foi o que Ana fez, no voto ela prometeu entregar seu filho. Ainda hoje as pessoas podem votar envolvendo recursos financeiros. 

1.2. As bênçãos pela obediência.

- "mas, se o povo se afastasse do Senhor", nesse caso a obediência consistia basicamente em estar na presença de Deus e cumprir seus mandamentos, atualmente a obediência também é estar na presença de Deus e cumprir os mandamentos e ordenanças para a Sua Igreja.
"como um aviso para que se voltasse para Deus", o povo passava por certas adversidades para que entendessem que não era bom deixar Deus de lado, ainda hoje algumas lutas que passamos são permissão de Deus para que possamos voltar às boas obras. Esclareça aos alunos a maioria das pessoas são assim, só se conscientizam da necessidade de buscarem a Deus quando passam pela adversidade.

1.3. A Festa de Pentecostes.
"tem o sentido de décima parte, pagamento de uma décima parte",é basicamente dividir o que se recebe por dez e entregar uma parte a Deus, na Sua casa.
"muito questionada por aqueles que não servem ao Senhor", e também tem sido questionada por muitos que servem a Deus, professor(a) é possível que você encontre perguntas do tipo: O dízimo não é uma doutrina do Antigo Testamento? Deve-se dizimar de líquido do pagamento ou do bruto?
"Tudo que o cristão faz para o Senhor deve ser feito com prazer", o dízimo deve ser em agradecimento, seria o reconhecimento grato de que tudo que temos foi Deus quem deu.

2. Dízimos no Antigo Testamento.

2.1. Abraão dizimou.
- "primeiro Abraão é abençoado, depois ele dizima", e não foi somente a bênção do sacerdote, Abraão acabara de ser abençoado com uma grande vitória na batalha e por isso tinha com que dizimar. Antes de sermos abençoados na igreja pela imposição de mãos etc, devemos ter em mente que Deus já nos abençoou pela vida que nos deu, pela saúde que temos e força para o trabalho e por isso temos os recursos hoje para dizimar na Sua casa.
"mas não se tornou um avarento", avarento é o que ama o dinheiro, gosta de acumular capital, é o famoso "mão de vaca" ou "pão duro." as pessoas devem manter o equilíbrio, não sendo avarento e também não sendo esbanjadores, dessa forma terá os recursos para ofertas alçadas, etc.

2.2. O voto de Jacó.
"o que seu avô fizera diante do rei de Salém", se referindo ao dízimo que Abraão deu diante de Melquisedeque sacerdote e rei de Salém. Naquele tempo era costume os pais contarem aos filhos as histórias de vida, assim era passado o conhecimento de pai pra filho.
"A seguir vem a reação de Jacó: ele declara a grandeza", aqui ocorre um voto e a entrega do dízimo, nesse caso Jacó votou que entregaria o dízimo de tudo. Mas o comentarista se concentra no mais importante que é a declaração de Deus.

2.3. A bênção de ser dizimista.
- "literatura arcadiana", o acádio era uma antiga língua falada na Mesopotâmia na época dos babilônios, produziu um grande número de textos de onde se retira alguns registros históricos.
"A lei deu conteúdo e forma à prática do dízimo", quer dizer que a Lei regulamentou o dízimo para a casa de Deus, isso atende uma realidade simples: não se faz nada sem recursos financeiros. Convém lembrar também que o dízimo não consistia apenas de ouro, prato ou dinheiro, mas de qualquer coisa com que alguém fosse abençoado, como a colheita por exemplo.

3. Dízimos no Novo Testamento.

- Amigo professor(a), o maior problema sobre o dízimo é encontrar registros no Novo Testamento que corroborem seu uso, pois os críticos afirmam que a prática de dizimar era somente ao povo de Deus no Antigo Testamento.

3.1. O tempo da graça.
- "praticar o mais importante sem omitir a prática de dizimar", é o Senhor Jesus afirmando a importância de se praticar o amor e também a entrega do dízimo. Porém os críticos afirmam que isso não comprova nada em relação a entregar o dízimo no tempo da graça. Na verdade o dízimo deve ser visto como uma prática de gratidão.

3.2. O caminho da prosperidade.
- "a prosperidade espiritual é a bênção que Deus deseja para a Sua Igreja", essa prosperidade está acima de qualquer valor material que alguém possa receber como benção. Muitas pessoas são tão focadas em prosperidade financeira que chegam a criticar os que buscam somente as bençãos espirituais.

3.3. Semeando muito.
...

CONCLUSÃO
- "também devemos ser voluntários em ofertar para a Sua casa", importa o coração do ofertante, deve ser voluntário e fazer com gratidão, quando a pessoa faz por obrigação a sua oferta não contará muito.
"manutenção do templo local", nada se faz sem dinheiro, precisamos ofertar e devemos dizimar, uma forma de fazer com que os membros se animem a fazer isso é os líderes realmente investirem no templo, dessa forma os membros verão o bom uso do recurso, outra forma é a prestação de contas.
- Faça a revisão e corrija o questionário.

Pr Marcos André



Contatos palestras, aulas e pregações: 21 969786830 (Tim e zap) 21 992791366 (Claro)

SE VOCÊ QUER AJUDAR ESSA OBRA, ENTÃO CLIQUE NO ANÚNCIO ABAIXO! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários estão liberados, dessa forma o seu comentário será publicado direto no CLUBE DA TEOLOGIA.
Porém se ele for abusivo ou usar palavras de baixo calão será removido.